No Campus com Helder Coelho

A ideia de mecanismo

Helder Coelho

Quando falamos de um mecanismo o que queremos dizer de facto? Por exemplo, em Engenharia, queremos referir a disposição (e organização) de uma série de elementos que compõem uma máquina ou artefacto (uma ponte para atravessar um rio), encarregue de alguma força (amplificar um som) ou movimento: traduzir algo em outra coisa. Em Biologia, falamos de algum traço ou aspeto para abordar e explicar os fenómenos, em Filosofia e Sociologia de uma teoria, um conceito ou abstração, e em Medicina de um arranjo de partes encarregues de uma função. Por outro lado, em Bioquímica queremos significar uma interação de drogas visando um certo efeito. Em geral, há uma causalidade (das causas ou das influências para os efeitos ou ações) envolvida com vários processos e a ocorrência de consequências que são esperadas.

Os prémios Nobel da Química 2015 e 2016 são bons exemplos do recurso a mecanismos. No primeiro caso, trata-se da reparação (e preservação) do ADN,  descobertos por Tomas Lindahl, Azis Sancar e Paul Modrich, ou seja, de uma caixa de ferramentas celular capaz de monitorizar e reparar erros de cópia do ADN, eventualmente capaz de fazer novos tratamentos contra o cancro. No segundo caso, Jean-Pierre Sauvage, Fraser Stoddart e Bernard Feringa desenvolveram máquinas moleculares (elástico, elevador, carro), uma espécie de robôs aptos a viajar até às células cancerosas para administrar remédios que as matem e curem o hospedeiro.

O Nobel da Medicina de 2016, atribuído a Yoshinori Ohsumi, recaiu também sobre o lado canibal das células (mecanismos da autofagia), um processo celular que dá origem à degradação (e reciclagem) de componentes da própria célula, importante na adaptação à fome ou na resposta a infeções (sistema de defesa). A autofagia é controlada por várias proteínas e cada uma delas regula uma fase distinta do processo. A degradação das células pode ter um efeito negativo, no crescimento de células cancerosas, e também em outras doenças como o diabetes do tipo 2 e o Parkinson. A compreensão da regulação da autofagia pode levar ao desenvolvimento de estratégias de tratamento de doenças e de fármacos. Por exemplo, através da indução da autofagia, as moléculas podem levar à diminuição das células tumorais.

Nas Ciências Sociais podemos também identificar os mecanismos de comportamento social, como a disposição espacial dos lobos quando vão de um lado para o outro (forma e ordem em fila indiana), a organização dos rebanhos (cardumes, manadas, bandos) de animais (os corvos em pequenos grupos) ou das multidões de pessoas (em atos de protesto), de contágio, ou ainda visando a ordem social construída sobre as relações pessoais (poder, ligações familiares, de amizade, e de amor e ódio). Por exemplo, nos conflitos sociais podemos encontrar a agressão e a violência (geradas pelo ódio e raiva), e recorrer a mecanismos  para as inibir (deixar de fazer), como a detenção via prisões (o controle temporal da atividade), o redirecionar para outro espaço e durante algum tempo, ou a observação/vigilância graças a mecanismos de agregação em grupos ou de classificação (processo encarregue de transformar factos físicos em entidades mentais) em tipos.

Os comportamentos dos indivíduos são ditados mais pela inteligência (razão, cultura, instinto) e menos pela moralidade. Numa demonstração ou manifestação (disposição política) sobre quem é o responsável por conduzir os protestos: um líder, a injustiça, a mágoa ou a raiva - Quem controla a agressão: o instinto ou a inibição?

Pode-se recorrer ao instinto (medo, ansiedade, frustração, depressão, solidão, culpa) dos indivíduos (tendência herdada de um organismo para dar uma resposta aos estímulos do ambiente envolvente, sem necessidade de recorrer ao pensamento analítico), à sua inteligência emocional, ou ainda a mecanismos de sobrevivência inata para reforçar a paz social ou reconduzir as vontades.

Como estudar as sociedades e os seus comportamentos? Olhando para as relações entre coisas, entre os homens e as coisas, ou entre homem e homem? Olhando para as ações dos homens, dos seus pensamentos, para a dinâmica das opiniões subjetivas ou para os factos objetivos? Recorrendo à simulação (modelos) social ou aos inquéritos (de pessoas) e à estatística?

Tomar conta do tempo, para o controlar ou observar a sua passagem, pode ser alcançado por um mecanismo neuronal, que envolve a representação, a medida e a tomada de decisão, e é conseguido pelo cérebro, o qual encarrega-se também de guiar o comportamento e de aprender a partir das consequências. No caso das ações terem resultados com êxito é o cérebro que assume a gestão do comando via o controle do eu. O comportamento envolve o pensamento (raciocínio) e os sentimentos (instinto, regras de contexto), e uma série de outros mecanismos, como a intervenção, a inibição, o ataque, a compensação, a identificação, a reação, a regressão, o desfazer, etc..

Helder Coelho, professor do Departamento de Informática de Ciências
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Campus da FCUL

Os programas doutorais em Matemática da Faculdade de Ciências e do Instituto Superior Técnico da nova Universidade de Lisboa são parceiros no âmbito do Programa LisMath, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

Joana Almaça, Marisa Sousa, Inna Ulyiakina e Diana Faria não têm dúvidas em afirmar que foram “contaminadas pelo ‘bichinho da ciência’”, por isso, os planos futuros passam por “contribuir para o conhecimento dos mecanismos responsáveis por algumas patologias dos humanos”.

De 4 de janeiro a 1 de fevereiro de 2014,  a Biblioteca do C4 também está aberta aos sábados, das 9h00

A FCUL abriu as portas do Departamento de Física aos alunos da Escola Secundária Vergílio Ferreira, de Lisboa. Durante uma manhã, 26 alunos do 12.º ano exploraram os mistérios da Física.

O percurso académico e profissional da cientista é marcado pela experiência profissional além-fronteiras.

Prémio ANACOM URSI Portugal 2013

O estudo “Técnica multimodal inovadora baseada em PEM-UWB para deteção de cancro da mama e respetiva classificação” é da autoria da cientista Raquel Conceição.

O trabalho da jovem cientista também passa pela criação de uma rede de investigadores europeia, que colabore no desenvolvimento de aplicações médicas na frequência de micro-ondas e agilize processos de ensaios clínicos e de comercialização de novos equipamentos médicos.

“Os ocupantes cumpriram as instruções, saíram do edifício de forma muito ordeira e a evacuação foi feita com rapidez”, declarou Júlia Alves, assessora para a Segurança do Trabalho na FCUL.

Marília Antunes

“[Tê-la na nossa equipa] é absolutamente enriquecedor e imprescindível para a boa continuação do nosso trabalho”, comenta Sandra Garcês, coordenadora do projeto "An Evidence-Based Approach to Optimize Therapeutic Decisions Involving Biological Drugs”, distinguido com o Prémio Pfizer de Investigação Clínica 2013, que contou com a participação da cientista da FCUL.

The European Commission has presented on December 11th  the first calls for projects under Horizon 2020, the European Union's €80 billion research and innovation programme.

Consulte as apresentações disponíveis.

 

Para além de Paulo Urbano o estudo contará com a participação de um bolseiro e a consultoria do investigador Joel Lehman, da University of Texas at Austin. O financiamento total excede os 22.000 euros.

Autores do artigo publicado no Journal of Catalysis

Carla D. Nunes, Cristina I. Fernandes, Marta S. Saraiva, Teresa G. Nunes e Pedro D. Vaz trabalham há dois anos num estudo que visa o desenvolvimento de catalisadores mais eficientes e facilmente separáveis para reciclagem.

A equipa do CAUUL, responsável por este projeto, tem como objetivo “construir um modelo do sistema climático de Vénus e colocar os resultados de vários anos de investigação à disposição da comunidade científica mundial”.

Cartaz

A investigação premiada tem como foco principal os doentes com Artrite Reumatoide.

FCUL recebe delegação russa

“Achei o encontro muito interessante. Na Rússia não há muito conhecimento sobre a educação em Portugal e hoje descobrimos muitos aspetos interessantes que podemos vir a aplicar na nossa estrutura de ensino”, comentou Predybaylo Bladislav, membro da delegação russa em visita à UL

Durante as férias de Natal, de 23 de Dezembro a 3 de Janeiro a biblioteca do C4 está aberta todos os dias úteis das 9:30h às 17:30h.

Um dos Prémios Pfizer de Investigação Básica 2013 foi atribuído ao projeto “Global ENaC Regulators and Potential Cystic Fibrosis Therapy Targets", que tem como investigadora principal Margarida D. Amaral, professora do Departamento de Química e Bioquímica e um dos membros do BioFIG - Centro de Biodiversidade, Genómica Integrativa e Funcional da FCUL.

Rui Santos, Andreia Dias, Ricardo Santos, Dora Inácio e Hugo Ferreira

O conceito do projeto bioM surgiu durante o 2.º semestre de 2012/2013 no âmbito da disciplina Inovação e Transferência de Tecnologias.

João Lin Yun

João Lin Yun distingue-se na área da Física e da Astronomia. No seu currículo, diversidade de atividades organizadas e desenvolvidas dentro do território nacional e fora dele são um marco evidente. Para além da forte aposta na carreira profissional, a vida do professor da FCUL é marcada também pela escrita.

João Lin Yun

“Quando escrevo, há alturas em que as ideias e o material fluem de forma tão espontânea que me surpreendo com o resultado! É como se as personagens tomassem as rédeas e dissessem: ‘quero dizer isto e fazer aquilo!’ E eu limito-me a obedecer-lhes…”, comenta o professor da FCUL, João Lin Yun.

As candidaturas à formação avançada decorrem até 13 de dezembro. Para esta 1.ª edição, que se inicia a 13 de janeiro de 2014, devem ser atribuídas seis bolsas mistas cujos trabalhos decorrem em Portugal e no estrangeiro, com o intuito de desenvolver projetos conjuntos entre países.

Paulo Veríssimo, professor catedrático do DI-FCUL, participou no passado dia 25 de novembro de 2013, no programa "Sociedade Civil", transmitido na RTP2.
 
António Branco

Um dos resultados chave da análise levada a efeito é o de que a língua portuguesa é um dos idiomas para o qual a preparação tecnológica para a era digital é "fragmentária".

Imagem abstrata da  "Philosophy of Science in the 21st Century - Challenges and Tasks"

Durante o evento será lançado o programa doutoral em Filosofia da Ciência, Tecnologia, Arte e Sociedade, recentemente aprovado pela FCT, com a mais elevada classificação: “Exceptionally strong with essentially no weaknesses”.

Páginas