Ensino

O ensino em Ciências está estruturado em ciclos de acordo com as regras do processo de Bolonha. Ciências oferece cursos de 1.º, 2.º e 3.º ciclo, bem como outro tipo de formação não conferente de grau.

Muitos cursos são conduzidos por vários departamentos de Ciências, e diversos são oferecidos em conjunto com outras escolas da ULisboa ou de outras Universidades.

 

​Formação Conferente de Grau

O ensino de Ciências encontra-se organizado segundo o modelo de Bolonha, com estruturas atuais e alinhadas com a evolução científica, técnica e empresarial.

O ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado (1.º Ciclo | Licenciatura) tem 180 a 240 créditos e uma duração normal compreendida entre seis e oito semestres curriculares de trabalho dos alunos. O grau de licenciado é conferido aos que, através da aprovação em todas as unidades curriculares que integram o plano de estudos do curso de licenciatura, tenham obtido o número de créditos fixado.

O ciclo de estudos conducente ao grau de mestre (2.º Ciclo | Mestrado) tem 90 a 120 créditos e uma duração normal compreendida entre três e quatro semestres curriculares de trabalho dos alunos. Deve assegurar que o estudante adquira uma especialização de natureza académica com recurso à atividade de investigação, de inovação ou de aprofundamento de competências profissionais. O grau de mestre é conferido aos que, através da aprovação em todas as unidades curriculares que integram o plano de estudos do curso de mestrado e da aprovação no ato público de defesa da dissertação, do trabalho de projeto ou do relatório de estágio, tenham obtido o número de créditos fixado.

O grau de mestre pode igualmente ser conferido após um ciclo de estudos integrado (Mestrado Integrado), com 300 a 360 créditos e uma duração normal compreendida entre 10 e 12 semestres curriculares de trabalho, nos casos em que, para o acesso ao exercício de uma determinada atividade profissional. É conferido o grau de licenciado aos que tenham realizado os 180 créditos correspondentes aos primeiros seis semestres curriculares de trabalho. 

O ciclo de estudos conducente ao grau de doutor (3.º Ciclo | Doutoramento) integra a elaboração de uma tese original especialmente elaborada para este fim, adequada à natureza do ramo de conhecimento ou da especialidade. O ciclo de estudos conducente ao grau de doutor deve visar essencialmente a aprendizagem orientada da prática de investigação de alto nível, podendo, eventualmente, integrar, quando as respetivas normas regulamentares justificadamente o prevejam, a realização de unidades curriculares dirigidas à formação para a investigação, cujo conjunto se denomina curso de doutoramento. O grau de doutor é conferido aos que tenham obtido aprovação no ato público de defesa da tese ou trabalhos equivalentes. 

No âmbito dos concursos nacionais abertos pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), Ciências oferece ainda vários programas doutorais aprovados para financiamento. 

Os cursos conferentes de grau oferecidos por Ciências organizam-se em 9 grandes agrupamentos temáticos:

  • Engenharias
  • Ciências da Vida e da Saúde
  • Ciências da Terra
  • Ciências do Ambiente
  • Matemática e Estatística
  • Tecnologias da Informação e da Comunicação
  • Ciências Físicas
  • Ciências Químicas
  • Ciência, Cultura e Ensino

 

Formação Não Conferente de Grau

O fomento da literacia científica - para os alunos da Universidade e para a sociedade em geral - é uma das responsabilidades de Ciências e deve ser organizada através de formatos simples mas capazes de chegar a pessoas com necessidades concretas ou, simplesmente, com o desejo de saber. 

Neste sentido, Ciências promove variada formação não conferente de grau:

  • Disciplinas de Formação Cultural, Social e Ética (FCSE) que têm uma natureza opcional, permitindo aos alunos de Ciências a construção do seu próprio perfil formativo. Em cada ano letivo, os alunos de Ciências podem candidatar-se à frequência das disciplinas disponíveis. Consultar lista de Disciplinas FCSE;
  • Unidades Curriculares Isoladas que possibilitam o aprofundamento e atualização de conhecimentos e a concretização de uma formação multidisciplinar. Em cada ano letivo, o público externo e os alunos de Ciências podem candidatar-se à sua frequência de acordo com o Regulamento;
  • Minors que consistem num conjunto de 30 ECTS, escolhidos de entre um agrupamento pré-estabelecido de unidades curriculares de uma mesma área, permitindo aos alunos uma maior flexibilidade no seu percurso académico e complementar a sua formação base. Em cada ano letivo, o público externo e os alunos de Ciências podem candidatar-se à sua frequência de acordo com o Regulamento. Consultar lista de Minors;
  • Cursos Livres de Ciências (CLCs) que incidem sobre uma diversidade de temas centrais da Faculdade, não apenas no âmbito das ciências exatas e naturais, das ciências matemáticas, da informação e da computação, mas também em temas transversais como empreendedorismo ou inovação, por exemplo. Durante o seu trajeto escolar, os alunos terão assim a possibilidade de complementar a sua formação em temas relevantes, que lhes abram novas perspetivas ou incentivem o cruzamento de saberes. Os CLCs darão também, a todos os que já deixaram a universidade, oportunidades de aprendizagem ao longo da vida. Em cada ano letivo, vários cursos estarão disponíveis, regendo-se de acordo com o Regulamento;
  • Cursos de Pós-Graduação Não Conferentes de Grau que visam formação continuada, o aprofundamento de técnicas e de conhecimentos em determinadas áreas profissionalizantes, ou a abertura de novos domínios científicos e a aquisição de competências práticas ou tecnológicas em áreas especializadas para alunos que concluíram um 1.º ciclo. Em cada ano letivo, o público externo e os alunos de Ciências podem candidatar-se à sua frequência de acordo com o Regulamento. Consultar lista de Pós-Graduações não conferentes de grau.