Prémios Científicos ULisboa/CGD 2020

Cientistas reconhecidos pelo seu trabalho de investigação

Bernardo Duarte, Pedro Matos Soares, Mykola Tasinkevych, Davide Vecchi, Francisco Malta Romeiras, Diana Prata, Rui Cardoso Ferreira e Sara Madeira estão de parabéns

Aula Magna

A entrega dos prémios e menções honrosas decorreu na Aula Magna, no dia 26 de julho de 2021

Reitoria da ULisboa
Em 2020, foram entregues 18 prémios e 23 menções honrosas a cientistas da ULisboa. Neste ano, Ciências ULisboa somou quatro prémios e quatro menções honrosas. Estas 41 distinções juntam-se a uma extensa lista de galardoados.

Os Prémios Científicos ULisboa/Caixa Geral de Depósitos (CGD) 2020 existem desde 2016. Até 2020 já foram concedidos 83 prémios e 87 menções honrosas a cientistas da Universidade, ao todo 170 distinções. Desses, 14 prémios e 16 menções honrosas foram entregues a cientistas da Ciências ULisboa, ao todo 30 galardões.

Bernardo Duarte, Pedro Matos Soares, Mykola Tasinkevych, Davide Vecchi, Francisco Malta Romeiras, Diana Prata, Rui Cardoso Ferreira e Sara Madeira foram as personalidades da "casa" a serem distinguidas este ano, no passado dia 26 de julho, durante o Dia da Universidade.

Em seguida fique a conhecer as áreas em que trabalham e o que simbolizou para alguns deles a atribuição do galardão.

Pedro Matos Soares, Mykola Tasinkevych, Davide Vecchi, Bernardo Duarte
Pedro Matos Soares, Mykola Tasinkevych, Davide Vecchi, Bernardo Duarte são os premiados da edição de 2020
Imagens cedidas pelos cientistas

Bernardo Duarte, investigador do DBV Ciências ULisboa e do Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE), foi premiado pela atividade que realiza na área da Biologia, Engenharia Biológica, Bioquímica e Biotecnologia. O seu trabalho traduz-se na investigação focada na Ecotoxicologia e Fisiologia do stress dos organismos marinhos expostos a poluentes. Através do desenvolvimento de biomarcadores explica que é possível avaliar o impacto de contaminastes - cujas concentrações têm aumentado nos organismos marinhos - e, assim, antecipar e/ou prever os impactos destas novas substâncias no ambiente.

Para Bernardo Duarte, que foi um dos entrevistados do projeto - O que faço aqui? – lançado durante a pandemia, este é um prémio como qualquer outro, “decorrente do trabalho e esforço enquanto investigador e que foi recebido com orgulho e um sentido de reconhecimento pelos pares e de que o trabalho tem de facto relevância, impacto e é reconhecido pela comunidade científica.”

Na área das Ciências da Terra e Geofísica, Pedro Matos Soares, professor do DEGGE Ciências ULisboa e colíder do grupo de investigação Alterações Climáticas, Processos na Atmosfera Terra Oceanos e Extremos do Instituto Dom Luiz (IDL), destacou-se precisamente por tudo aquilo que tem vindo a realizar no domínio das Alterações Climáticas. A sua investigação parte de uma perspetiva de compreensão dos processos físicos e que definem o sistema climático. O investigador explica: “o objetivo fundamental é conseguir compreender e simular o sistema climático o melhor possível e a resoluções espaciais crescentes”. Desta forma é possível, na sua opinião, perceber e projetar a evolução futura do clima, no contexto das alterações climáticas de origem antropogénica; e fornecer dados e ferramentas importantes, permitindo, por um lado, quantificar e projetar os diferentes cenários de alterações climáticas e, por outro, estimar o seu impacto em diferentes sectores como o da Energia, Saúde ou Economia. Para Pedro Matos Soares, que teve a honra de ser um dos oradores no Dia da Universidade, este prémio representa um reconhecimento do trabalho de investigação realizado em conjunto com os seus colegas, aos quais agradece a respetiva colaboração.

Outro dos premiados desta edição foi Mykola Tasinkevych, investigador do DF Ciências ULisboa e a trabalhar no Centro de Física Teórica e Computacional (CFTC) desde 2017, local onde está a liderar uma linha de pesquisa independente sobre partículas coloidais ativas sob confinamento e em meios complexos. A sua investigação na área da Física e Materiais é centrada na compreensão do comportamento coletivo de partículas coloidais de forma e topologia não triviais dispersas em cristais líquidos. Mykola Tasinkevych espera conseguir fornecer a base para desenvolver materiais reconfiguráveis para, por exemplo, microengenharia de alta tecnologia e aplicações biológicas.

“Como motor essencial dessa consciencialização, desejo ver Ciências ULisboa empenhada seriamente neste processo, promovendo ativamente, por exemplo, uma compreensão da ciência à luz das suas dimensões histórica, conceptual e bioética.”
Davide Vecchi

Já na área da História e Filosofia das Ciências o mérito foi para Davide Vecchi, com um prémio, e Francisco Malta Romeiras, com uma menção honrosa.

O trabalho de Davide Vecchi, investigador do DHFC Ciências ULisboa e do Centro de Filosofia das Ciências da Universidade de Lisboa (CFCUL), visa estabelecer uma ponte entre a Biologia, especialmente a Biologia Molecular, e a Filosofia. Davide Vecchi defende que conhecer a História da Biologia é crucial para entender muitos dos conceitos veiculados nesta área de estudo, como em tantas outras áreas do conhecimento. E dá exemplos: o que significam conceitos como aleatoriedade, informação e senciência, quando se tenta entender, respetivamente, a natureza da mutação, o papel causal do DNA no desenvolvimento ou a natureza do sofrimento animal?; como definir tais conceitos de uma forma adequada? “A História e a Filosofia da Biologia são extremamente relevantes para quem queira dar uma resposta a tais questões”, comenta o cientista, realçando o papel crucial da ciência na sociedade, sendo a atual pandemia o mais recente e visível exemplo. “Como motor essencial dessa consciencialização, desejo ver Ciências ULisboa empenhada seriamente neste processo, promovendo ativamente, por exemplo, uma compreensão da ciência à luz das suas dimensões histórica, conceptual e bioética”, diz Davide Vecchi, chamando ainda a atenção para a precariedade profissional que existe no seio da comunidade de investigadores. Ainda assim, para Davide Vecchi receber um prémio é um prazer e um incentivo para continuar a trabalhar arduamente.

Na mesma área, Francisco Malta Romeiras, investigador do DHFC Ciências ULisboa e do Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia (CIUHCT), destacou-se pelo seu contributo no estudo da história científica dos jesuítas em Portugal, em particular a história do ensino e prática das ciências nos colégios jesuítas, nos séculos XIX e XX e que em 2015 recebeu uma menção honrosa no âmbito do Prémio Victor de Sá de História Contemporânea.

Na área das Ciências Biomédicas, Diana Prata, professora do DF Ciências ULisboa e investigadora do Instituto de Biofísica e Engenharia Biomédica (IBEB) na Faculdade, recebeu uma menção honrosa pelo seu trabalho na área da neurociência. A cientista, antiga aluna da “casa”, procura compreender as bases biológicas das emoções, capacidades cognitivas e do comportamento humano, em particular a componente social. Atualmente tem um laboratório de investigação em neurociência biomédica em seu nome - Diana Prata’s Lab -, sediado no referido Instituto, na Faculdade.

“De facto, encontrar o nicho certo para o meu trabalho, dentro da ULisboa, não foi imediato, mas tem sido um prazer estar na Ciências ULisboa, e ter o privilégio de colaborar com tantos colegas, vizinhos no mesmo campus."
Diana Prata

Apesar do desafio que diz ter sido criar um laboratório de raiz, considera que esta menção honrosa é um reconhecimento bem-vindo da Universidade, que dá alento. “De facto, encontrar o nicho certo para o meu trabalho, dentro da ULisboa, não foi imediato, mas tem sido um prazer estar na Ciências ULisboa, e ter o privilégio de colaborar com tantos colegas, vizinhos no mesmo campus, nomeadamente na Faculdade de Farmácia da ULisboa, no Instituto Superior Técnico, na Faculdade de Psicologia da ULisboa, bem como com outros parceiros, Iscte Instituto Universitário de Lisboa, CUF, SAMS, entre outros, o que de certo é facilitado por conhecerem, e em boa conta, a ULisboa”, conclui.

As restantes duas menções honrosas atribuídas a cientistas da Faculdade foram na área da Matemática Pura e Aplicada e na área das Ciências da Computação e Engenharia Informática, respetivamente, a Rui Cardoso Ferreira, investigador do DM Ciências ULisboa e do Grupo de Física Matemática da ULisboa e que na sua página pessoal refere que a Matemática é a maior construção da humanidade; e a Sara Madeira, professora do DI Ciências ULisboa, investigadora do LASIGE e membro do consórcio Brainteaser.

Marta Tavares, Área de Comunicação e Imagem Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
PSMR2012 Conference

Estudante de doutoramento no IBEB ganha prémio para o melhor Poster

Tomás Aquino

Bolseiro do CFMC distinguido pela Fundação Calouste Gulbenkian

Imagem de Kairos em pedra

O próximo e quinto número da revista do Centro de Filosofia das Ciências da UL é lançado em novembro. A submissão de textos termina a 30 de setembro.

Encontra-se aberto concurso para bolsa de estágio na área de suporte aos laboratórios letivos e de investigação do Departamento de Informática da Faculdade de Ciências.

Simulação de uma proteína

Quatro lições sobre proteínas.  As investigadoras Maria José R. Gomes e Patrícia Faísca apresentam quatro razões para não faltar à quinta iniciativa do projeto Ciência na UL.

O Dr. Rui Lopes ex-aluno do Departamento de Informática e investigador no LASIGE, actualmente a trabalhar na Google, foi um dos responsáveis da equipa de desenvolvimento do doodle de hoje (23 de Maio).

A Investigação dos Doutores de Amanhã

Lâmpada

"O objetivo é partilhar com os colegas das outras faculdades a experiência que tivemos, e estamos a ter, com a implementação do modelo de gestão por objetivos, assente na identificação dos processos", diz Ana Rocha, secretária-coordenadora da FCUL.

Vários círculos com várias cores

A reunião de entrada livre e sujeita a prévia inscrição inclui sessões plenárias e workshops sob o tema genérico “Prosseguir a excelência, promovendo as competências da UL”.

Produtos alimentares

“Partilhar o que se tem pode ser um convite a algum sacrifício – mas a solidariedade não pode ser só um sentimento, tem de ser um compromisso de ação”, refere Graça Vieira, professora aposentada da FCUL, a propósito da campanha "Vamos dar com o coração".

Plantas em vasos

Hoje é um dia fascinante. Dia de nos fascinarmos com as plantas, com a sua beleza, com o que nos dão, e nos possibilitam – a vida tal como a conhecemos.

Flor sujeita a tratamento para expressão de um gene

Nesta época do ano, não há nada que mais nos descanse o espírito como um campo repleto de cores: branco, amarelo, lilás, vermelho, com flores de diferentes tamanhos e odores.

Seminário do DF

Anúncio de Seminário do DF

Encontra-se aberto concurso para a atribuição de 1 (uma) Bolsa de Investigação, no âmbito do projecto de investigação “Erro de não-resposta nas sondagens telefónicas com telemóveis: causas, efeitos e correcçã

Para marcar uma visita ao novo lugar destinado ao estudos das ciências e das artes basta telefonar ou enviar um email.

Fascination of Plants Day - 18 de maio de 2012.

A reportagem multimédia realizada no âmbito da UL Open Night inclui declarações de Sofia Cruz, coordenadora do Núcleo de Comunicação da Reitoria da Universidade de Lisboa (RUL), Isabel Tadeu, coordenadora do Núcleo

A ação de voluntariado acontece entre 26 e 27 de maio. Inscreva-se até dia 18 de maio, através do site UL Alimenta esta Ideia.

 

Anfiteatro da FCUL

Miguel Yus, professor da Universidade de Alicante, recebe o galardão na primeira de cinco conferências proferidas pelo premiado em Portugal.

A Direção de Marketing e Comunicação da RTP oferece estágio remunerado na Área de Audiências e Estudo de Mercado a alunos recém licenciados ou mestrandos em Matemática A

A exposição "O Cálculo de Ontem e de Hoje" está, agora, disponível em versão itinerante.

De 3 a 28 de Maio está patente na "Academia Sénior da Cruz Vermelha Portuguesa-Delegação de Lisboa".

Seminário "Serendipity and The Ups and Downs of Synthesis", apresentado pelo Prof.

Olho verde

Palestras, visitas, exposições e muitas experiências são algumas das atividades previstas.

Pormenor da capa do livro

O livro está à venda pelo valor de €18,40, no Atendimento Geral, sito no edifício C5, piso 3.

Páginas