Professores

Podia ter sido jornalista, escritora ou atriz, mas após o Liceu Francês escolheu a área de Ciências.

"(...) Julgo que o principal ponto forte da Universidade não conta para os principais rankings e que é a qualidade da formação ministrada na Universidade e a qualidade e o valor do nosso diploma, que assegura a muitos dos nossos estudantes uma posição muito interessante no mercado de trabalho (...)"
António Cruz Serra

João Pires da Silva foi aluno de Química em Ciências e "gostou imenso". Aqui viveu "muito bons anos e muito bem passados". Interessou-se pela Química de superfícies e pela adsorção. A licenciatura era cinco anos e o estágio de um ano era passado sobretudo no laboratório. A professora Manuela Brotas, sua orientadora, catalisou-o para a área.

Margarida Amaral dá aulas em Ciências há 35 anos, por isso tem acompanhado "gerações de alunos muito interessados e com carreiras científicas brilhantes".

Pedro Castro, de 44 anos, é engenheiro químico e trabalha desde 2014 como investigador no Departamento de Estatística e Investigação Operacional (DEIO) e no Centro de Matemática, Aplicações Fundamentais e Investigação Operacional.

Páginas