Magia com números

Circo Matemático na FCUL

Circo Matemático
GCIC-FCUL

Senhoras e senhores, meninos e meninas, sejam bem-vindos ao Circo Matemático…

Este é um circo diferente dos habituais: não há acrobatas nem leões, nem tão pouco equilibristas ou palhaços. Ao invés destes artistas, há alunos e professores que apresentam ao público a matemática recreativa, num espetáculo repleto de magia.

“O objetivo do circo é mostrar que é possível utilizar resultados matemáticos para produzir resultados espetaculares e para divertir e motivar as pessoas”, explicou o professor do Departamento de Matemática da FCUL, Pedro Freitas.

A iniciativa existe há três anos e é uma secção autónoma da associação Ludus, uma organização sem fins lucrativos que tem por objetivo promover e divulgar a Matemática, nas suas diversas vertentes, nomeadamente a cultural, histórica e recreativa.

A equipa é formada por alunos e professores de diferentes instituições de ensino superior, entre elas a FCUL, bem como professores do secundário. No fundo, “todos os amantes da matemática recreativa têm lugar no Circo Matemático”, como explica Tiago Hirt, um dos elementos do Circo.

Para Francisco Piçarra, aluno do 3.º ano do curso de Matemática Aplicada da FCUL, fazer parte desta “companhia” é “fazer parte de um projeto que nos permite mostrar que a Matemática pode ser divertida, não é só trabalho e contas complicadas. É bastante recompensador ver que realmente há pessoas que saem dos espetáculos com uma mentalidade diferente e bastante curiosas sobre o funcionamento dos truques e da Matemática envolvida”.

A iniciativa já conta com mais de 100 espetáculos em escolas, eventos, feiras de ciência, congressos, centros de ciência, entre outros. Este ano, somam-se já 40 apresentações.


Fonte: GCIC-FCUL
Legenda: Na plateia estiveram presentes 38 pessoas entre eles, professores, alunos e funcionários da Faculdade

Para além de já terem percorrido o país, o Circo já é conhecido além-fronteiras, já que passou por países como a Coreia do Sul, Inglaterra, EUA e a Alemanha.

No passado dia 8 de novembro, sob organização do Clube C-infinito – clube de Matemática da FCUL, a Faculdade foi o palco para mais uma atuação, desta vez sob a magia do professor Pedro Freitas e dos alunos Francisco Piçarra, Ricardo Bargado e Francisco Picado. Na plateia estiveram presentes 38 pessoas entre eles, professores, alunos e funcionários da Faculdade.

Entusiasmo, divertimento, curiosidade, descoberta e aprendizagem, ilustraram o cenário. Os truques foram variados, houve cartas, dados, imagens, números, cordas, roupas, contas e outros elementos a compor os sete “quebra-cabeças” apresentados na sessão.

Em diversos momentos, a plateia fez parte da conceção e/ou resolução dos próprios truques. Francisco Aidos, aluno do 2.º ano de Matemática da FCUL, assistiu pela primeira aos números apresentados pelos artistas. Elegeu como preferido o truque que envolvia cartas pois já o havia feito em casa e, garante, resulta! Para o aluno, estas atividades são importantes pois “desmistificam a Matemática [e, assim,] esta deixa de ser um ‘bicho papão’ como é para grande parte dos alunos”.

Por estas razões, o Circo Matemático torna-se “um espaço de degustação intelectual baseada na magia da Matemática”.
 

Os aplausos do público…

“Confesso que não sabia o que iria encontrar já que se trata de uma área como a Matemática que, normalmente, “afugenta” as pessoas. Contudo, achei bastante divertido e muito inovador o modo como apresentam conceitos matemáticos em forma de jogos e desafios, apelando à participação de toda a audiência”, Manuel Valença, funcionário da FCUL

“A parte que mais gosto é quando explicam os truques. (…) Venham ao Circo Matemático, são [apresentadas] coisas simples e percetíveis!”, Jorge Mendonça, aluno do 2.º ano do curso de Matemática da FCUL

“Foi uma agradável surpresa que me demonstrou que a matemática não tem que ser uma matéria intimidante. Pelo contrário, ela pode ser divertida e cativante. Uma iniciativa muito interessante, em especial para levar às escolas e para incentivar as camadas mais jovens de alunos que a matemática “é cool!”, Isabel Fazendeiro, funcionária da FCUL

“Já tinha ido a uma sessão no Jardim Botânico, já tinha visto alguns truques mas quis ver outra vez. [Da forma como apresentam], não é tão ‘estranho’ como parece no quadro, é mais fácil para absorver as coisas”, Francisco Caldeia, aluno do 2.º ano do curso de Matemática da FCUL

“Na qualidade de espetadora achei uma iniciativa bastante interessante. No meu caso em particular, tinha bastante curiosidade pois nunca tinha assistido a algo do género e, de facto, superou as minhas expectativas! De conteúdo acessível e ambiente descontraído, temas tidos como ‘sisudos’, tornam-se divertidos e ainda assim didáticos. São jogos mágicos onde se aprende a Matemática de uma forma menos ortodoxa, substituindo o ‘monstro’ da matemática pela curiosidade e divertimento, possibilitando a interação circo-público”, Tânia Lampreia, funcionária da FCUL

Raquel Salgueira Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt
Um grupo de membros de Instituições do Ensino Superior, onde se inclui CIÊNCIAS, está reunido em frente a um jardim, em visita à Siemens

 A iniciativa teve como objetivo aproximar a academia do tecido empresarial.

Nuno Gonçalves alcança o segundo lugar na competição 3MT ULisboa.

Nuno Gonçalves foi distinguido com o segundo lugar, na final da competição ‘Três Minutos de Tese – 3MT ULisboa’, que se realizou esta quint

Inês Ventura

Inês Ventura, a desenvolver o seu doutoramento no Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) e no Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (

Universidade de Lisboa

A Universidade de Lisboa alcança a 260ª posição no QS World University Rankings (SUR) 2025, tornando-se na universidade portuguesa mais bem classificada neste ranking.

Signatários do acordo

Dia 5 de junho foi assinado o acordo para a construção do espectrógrafo ANDES (ArmazoNes high Dispersion Echelle Spectrograph – Espectrógrafo Echelle de alta dispersão do Armazones), entre o Observatório Europeu do Sul (

 Luís Carriço, Diretor de CIÊNCIAS, e David Gonçalves, Dean do Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ) assinam acordo sentados a uma mesa

CIÊNCIAS assinou no dia 5 de junho um acordo de cooperação com o Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ), com vista à cooperação científica em várias áreas de interesse comum.

Equipa do projeto 'Ciências em Harmonia'

Esta terça-feira, 28 de maio, o projeto ‘Ciências em Harmonia’ assinalou o seu primeiro ano de atividades: um marco comemorado com um convívio informal com a comunidade, que

António Branco

António Branco, docente do Departamento de Informática de CIÊNCIAS, foi um dos oradores convidados da conferência que

Sabemos que no futuro um sismo de magnitude significativa voltará a atingir Lisboa. Não sabemos é quando. E se o pudéssemos prever? E se existisse uma probabilidade forte de ser já em 2027?

Ana Santos, finalista 3MT ULisboa

Ao longo dos próximos dias, daremos a conhecer os quatro finalistas de CIÊNCIAS que irão participar na final da competição

Painel e sessão de Perguntas & Respostas | Estreia de documentário

Perto de 120 pessoas assistiram este sábado, 25 de maio, à estreia do documentário ‘O que se esconde na luz? A ciência da missão espacial Euclid’, produzido pelo Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA).

Investigadores do Instituto Dom Luiz, de CIÊNCIAS, instalaram um sismómetro na Escola Básica Professor Delfim Santos, que se encontra a menos de um quilómetro do Estádio da Luz, em Lisboa, onde vão ter lugar os concertos.

Banner Bênção de Finalistas & Queima das Fitas 2024

Este fim de semana a Alameda da Universidade de Lisboa vai voltar a encher-se de finalistas de CIÊNCIAS e de tantas outras faculdades e universidades. A cerimónia de Bênção de Finalistas decorre amanhã dia 25 de maio, a partir das 11h30.

 

3MT ULisboa 2024

Quatro dos doze finalistas da competição ‘Três Minutos de Tese – Universidade de Lisboa’ são de CIÊNCIAS.

Pinguins-de-adélia

Num artigo agora publicado na Science, investigadores de instituições de renome a nível mundial propõem uma estratégia para envolver todas as partes interessadas na governança do Oceano Antártico através de um processo de ordenamento do espaço marinho (OEM) inteligente do ponto de vista climático.

Impressão artística da missão Euclides no espaço.

A 25 de maio (sábado), às 21h00, vamos ver e compreender as novas imagens de entre as maiores alguma vez feitas do Universo, no Grande Auditório de CIÊNCIAS (Edifício C3). A entrada é livre.

Redes Doutorais Marie Curie Projeto PROMOTE

CIÊNCIAS vai participar numa das propostas vencedoras do concurso 2023 das Redes Doutorais de Ações Marie Skłodowska-Curie (MSCA DN).

Foto de entrega de prémio aos vencedores

No âmbito do projeto Invasives e como atividade inserida na

Dia Nacional dos Cientistas - 16 de maio

O Dia Nacional dos Cientistas foi instituído em 2016 por Resolução da Assembleia da República com o objetivo de reconhecer e celebrar a contribuição vital dos cientistas para o progresso da sociedade.

CIÊNCIAS e OKEANOS em parceria para monitorizar biodiversidade e alterações dos ecossistemas marinhos

Projeto internacional SEAGHOSTS visa a monitorização e conservação das populações de painhos, as aves marinhas mais pequenas do planeta.

Reitoria da ULisboa

O CWUR 2024 avaliou de entre 20.966 instituições de ensino superior e atribuiu à ULisboa o 211.º lugar (top 1.1%) e a 80.ª posição no panorama europeu.

Páginas