Dictum et factum

Manuela Perdigão

Manuela Perdigão

Manuela Perdigão

ACI Ciências ULisboa

O que fazem e o que pensam alguns membros da comunidade de Ciências? O Dictum et factum de agosto é com Manuela Perdigão, técnica superior do Gabinete de Obras, Manutenção e Espaços (GOME) da Área de Serviços Técnicos de Ciências ULisboa.

Quando era criança já sabia que profissão gostaria de ter no futuro?

Manuela Perdigão (MP) - No meu tempo de criança, não conhecia muitas profissões e como vivia numa aldeia considerava que ser professora seria o máximo! E se fosse professora de História então ainda mais!...

Qual foi o 1.º emprego?

MP - O meu primeiro emprego foi numas férias escolares, durante dois meses ou pouco mais, numa fábrica de montagem de cassetes nas Caldas da Rainha.

Como surgiu a hipótese de trabalhar em Ciências?

MP - Vi o anúncio no Diário de Notícias para dois colaboradores com um contrato de três anos, respondi e fui aceite. Como estava desempregada, foi ótimo ter a oportunidade de vir trabalhar para a Faculdade. Na altura, já era muito falada lá em casa, o meu filho tencionava estudar Biologia, e foi assim, entrámos os dois no mesmo ano, eu para trabalhar e ele para estudar!

Há quantos anos trabalha na Faculdade?

MP - Desde 10 de janeiro de 2001, portanto já fez 17 anos e seis meses.

O que começou por fazer quando aqui chegou?

MP - Vim trabalhar para a então Divisão Financeira, onde fazia diversas tarefas da área da despesa. Uma das coisas que me recordo bem, é da grande quantidade de cheques que era preciso emitir semanalmente para pagamento a fornecedores e outras entidades.

E agora como é o seu dia-a-dia?

MP - No meu dia-a-dia, a área de trabalho é bastante diversificada e abrange praticamente toda a gestão administrativa do GOME, como processos de aquisição de bens e serviços a enviar para a Área Financeira, gestão do fundo de maneio, ativação de cartões de estacionamento e gestão informática, elaborar os orçamentos e gestão inerente dos espaços para realização de eventos e outras atividades na Faculdade, etc., etc..

O que é que mais gosta de fazer na unidade onde está inserida?

MP - Gosto da maioria do trabalho que faço, mas fundamentalmente daquele que permite a interação com as pessoas.

Há alguma coisa que não aprecia na sua rotina profissional?

MP - O que menos aprecio é a grande dispersão de pequenas coisas a fazer no dia-a-dia, que por vezes conduzem outros trabalhos a serem tratados de uma forma mais superficial e haver assim um menor investimento numa ou outra área de trabalho mais importante.

Na sua opinião o melhor da Faculdade é…?

MP - O melhor da Faculdade é toda a envolvência que aqui se respira, num ambiente saudável de várias gerações com diferentes interesses, com diferentes atributos, com diferentes papéis, mas que se unem todos para um objetivo comum.

E o melhor da Administração Pública, o que é?

MP - É o que o nome indica… Pública! É podermos dar o nosso contributo para o bem de todos, para uma sociedade mais justa e equilibrada de modo a que todos possam usufruir das mesmas oportunidades (apesar de ainda estarmos longe…), e neste caso específico, contribuir para o sucesso dos nossos alunos.

Se tivesse que escolher um adjetivo para se descrever, qual seria a palavra escolhida?

MP - Tolerante.

Porquê?

MP - Porque não gosto da intolerância em relação aos outros, acho que as pessoas são muito críticas (pela negativa). Nem todos são aquilo que os outros pensam e nem sempre somos aquilo que pensamos ser, por isso, não se deve julgar inadvertidamente.

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem de Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

EUA represents over 850 universities and university associations across 47 European countries. Its highly diverse membership covers the full spectrum of universities participating in European research programmes.

Vai realizar-se de 18 a 20 de Março de 2013, em honra do Professor Ross Leadbetter, o "Symposium on Recent Advances in Extreme Value Theory ".

Face de Maria Amélia Martins-Loução

O Flora-On sistematiza informação fotográfica, geográfica, morfológica e ecológica de todas as espécies de plantas vasculares autóctones ou naturalizadas listadas para a flora de Portugal. Atualmente, através deste portal acede a 164 famílias, 836 géneros e 2991 espécies.

Cortejo académico na Aula Magna

A cerimónia de abertura do ano letivo de 2012/2013 marca uma nova etapa do ensino superior público.
Exegi monumentum aere perennius - Ergui um monumento mais duradouro que o bronze.
Da nova Universidade de Lisboa vê-se o mundo...

Crianças dos 5 aos 9 anos descobrem as Ciências na FCUL

A FCUL abriu as portas do conhecimento aos alunos do Colégio Infantes de Portugal, de Palmela. Durante uma manhã, os laboratórios de Biologia e de Química e Bioquímica foram explorados por cerca de 20 crianças com idades compreendidas entre os 5 e os 9 anos.

Encontra-se aberto concurso externo para o Banco de Portugal - Departamento de Supervisão Prudencial, com vista ao preenchimento de vagas de Técnico Superior para a área de supervisão

“A inovação é tipo ‘ovo de Colombo’, depois de se saber, parece fácil. Só que ‘saber’ significa um longo caminho de amadurecimento do conhecimento”, declara Maria Filomena Camões, docente do Departamento de Química e Bioquímica da FCUL, a propósito da atribuição da Bolsa Europeia de Excelência de Investigação.

A. M. Galopim de Carvalho num dos geoparques

O pioneiro da Geoconservação em Portugal sente-se agradado pelo reconhecimento dos mais de 20 anos de serviço em prol da preservação e salvaguarda dos geoparques, considerando o tributo um importante incentivo para a defesa territorial, para a promoção da geodiversidade e para o desenvolvimento sustentável baseado no património geológico.

Isaac Carrêlo e Rita Almeida, alunos do curso de Engenharia e Energia do Ambiente e Eva Barrocas, do curso de Biologia, viajaram até Cabo Verde para fazer parte da equipa Turtle Foundation. Durante um mês de experiências intensas, protegeram tartarugas e levaram os ensinamentos apreendidos na FCUL até à comunidade local.

Mapa

O Memorando de Entendimento celebrado com Portugal estabelece oito áreas programáticas para a respetiva alocação de verbas para 2009/2014. A abertura de concursos para Portugal deve acontecer ainda este ano.

Palestra por Jennifer de Jonge

Centro de Biotecnologia Vegetal/IBB

Evolução Tecnológica e o Cadastro Territorial Multifinalitário no Brasil

VicenTuna anima Sessão de Boas-vindas

Receber os novos alunos numa sessão de boas-vindas é uma das tradições da FCUL. Agora, o espírito da cerimónia pode ser conhecido pela voz dos profissionais e alunos que fizeram parte da última sessão, através de uma reportagem multimédia presente na página do YouTube da Faculdade, bem como na pasta de vídeos do Facebook.

Pormenor de obra de arte

Atualmente, o antigo aluno da FCUL é post-doc na Universidade Federal do Rio Grande - Fundação Universidade do Rio Grande, no Brasil, sendo responsável por projetos na área da Biologia Antártica – Biologia Polar.

Miguel Ramos

Miguel Ramos, professor do Departamento de Matemática da FCUL, faleceu esta quinta-feira, dia 3 de janeiro. O corpo será velado no dia 5 de janeiro, entre as 17h00 e as 24h00, na Capela da Igreja das Furnas, em São Domingos de Benfica, assim como no dia 6 de janeiro, a partir das 12h00, seguindo-se a missa pelas 15h00. A cerimónia de cremação ocorre no Cemitério dos Olivais.

Miguel Ramos (1963-2013)

Estão disponíveis os calendários de exames do 2º ciclo para as seguintes áreas:

- Mestrados de Engenharia Geográfica e SIG

Repórter e câmara de filmar

Após as palavras , chegam os sons e as imagens  do dia em que a FCUL voltou a fazer parte da “Rota das Vocações de Futuro” da associação EPIS. A reportagem está disponível na página do YouTube da Faculdade, bem como na pasta de vídeos do Facebook.

Páginas