Ciências na Futurália 2014

GCIC-FCUL e UA-FCUL

Pela 7.ª vez, Ciências marcou presença na maior feira de educação e formação que se realiza em Portugal e que atrai todos os anos milhares de alunos, professores e famílias – a Futurália.

Num stand com mais de 300 m2, pela primeira vez depois da fusão da nova ULisboa, Ciências participou em conjunto com 15 das 18 escolas da Universidade.

Durante quatro dias, a Faculdade de Ciências recebeu quem a visitou com experiências ao vivo, distribuição de brochuras sobre as licenciaturas, mestrados integrados, cursos de pós-graduação e a oferta de alguns brindes.


Fonte: GCIC-FCUL e UA-FCUL
Legenda: Muitos dos alunos chegam sem saber que opção fazer, outros com dúvidas entre uma ou outra área e há ainda os que chegam com um rumo definido, querendo esclarecer os últimos pormenores

A troca de informações foi constante. Uma vez mais, as dúvidas e as curiosidades dos estudantes, professores, encarregados de educação e psicólogos foram esclarecidas por docentes, alunos, investigadores e funcionários de Ciências.

Isabel Ferreirim, professora do Departamento de Matemática de Ciências, pela 6.ª vez na Futurália, deu conta da sua experiência: “eu divirto-me! É muito interessante contactar com as pessoas diretamente, tentar explicar-lhes os objetivos do curso” e contou como dá a volta ao “problema matemático” que por vezes se impõe: “numa turma, face à Matemática, em geral, há sempre um ou dois alunos que estão entusiasmados e os outros que tentam fugir. Em tempos de crise, tenho sempre o prazer de lhes dizer que a formação em Matemática abre portas e dá uma preparação mental para muitas possibilidades: há pessoas com licenciaturas em Matemática a trabalhar em diversas empresas, há também a vertente do ensino, a da investigação. As pessoas que realmente são boas e gostam do que fazem conseguem ultrapassar barreiras. O que é importante quando se escolhe um curso é que o estudante goste da área”.


Fonte: GCIC-FCUL e UA-FCUL
Legenda: No total, contabilizaram-se 64.082 visitantes, entre estudantes, recém-licenciados e profissionais, uma subida de 19% face à edição anterior

Tiago Afonso e João Batalha, alunos do 1.º e 2.º ano do curso de Ciências da Saúde, foram monitores no evento. Sobre a sua presença no certame, relataram que deram: “informações sobre o plano curricular, saídas profissionais, média do último colocado, entre outras”, acrescentando que “os estudantes que nos visitam, na maioria raparigas, perguntam qual a diferença entre esta licenciatura e a de área da Medicina e quais as suas saídas profissionais”.


Fonte: GCIC-FCUL e UA-FCUL
GCIC-FCUL: Todos os departamentos da FCUL estiveram representados nesta Feira de Ensino. Pequenos e graúdos tiveram contacto com parte da realidade de Ciências

Muitos dos alunos chegam sem saber que opção fazer, outros com dúvidas entre uma ou outra área e há ainda os que chegam com um rumo definido, querendo esclarecer os últimos pormenores.

Em 2013, Ciências recebeu na sua banca o aluno José Rosa. Chegou com perguntas, muitas, e com uma única certeza: a de que não sabia que escolha fazer. Em 2014, o aluno esteve novamente na Futurália e na banca de Ciências. Desta vez, como monitor e muitas certezas: “Escolhi o curso de Biologia por ser o curso mais amplo, gostei particularmente da FCUL porque temos opções no 3.º ano, podemos optar por uma especialização ao nosso gosto. Foi uma decisão muito bem tomada, demorei muito tempo a analisar todos os cursos deste país, um ano sempre a pesquisar, a analisar e comparar. Até que cheguei à conclusão que era este curso e mais nenhum. Era este! Agora é para a frente!”.


Fonte: GCIC-FCUL  e UA-FCUL
Legenda: José Rosa esteve, em 2013, na banca de Ciências na Futurália para esclarecer as suas dúvidas. Em 2014, José esteve na banca de Biologia, enquanto aluno de Ciências, a informar os estudantes

De estudante à procura de um rumo, José Rosa passou a ser monitor de Ciências. Nesta edição da Futurália, o aluno deu conta da importância da sua tarefa: “este ano gostava de ajudar outras pessoas que passaram pelo período de indecisão que eu passei. Estou aqui para ajudar a decidir, quero facilitar-lhes as suas decisões”.

Para a professora do Departamento de Química e Bioquímica, Ana Paula Carvalho, que esteve acompanhada por cerca de 20 monitores voluntários, os alunos de Ciências a prestar informações são fundamentais pois “falam com os futuros colegas de uma maneira diferente, mais próxima, de igual para igual”, acrescentando que este ano, “as perguntas que nos têm feito são mais direcionadas, esclarecidas”. Por essa razão, a prodefessora despediu-se de alguns candidatos com um “até setembro”. “Fiquei convencida de que muitos deles estavam mesmo muito interessados e já muito esclarecidos”, conclui Ana Paula Carvalho.

Empenhados em traçar um rumo frutuoso para os mais novos, foram vários os pais, professores e psicólogos que acompanharam os estudantes e ficaram elucidados depois de conversar com os profissionais de Ciências.


Fonte: GCIC-FCUL e UA-FCUL
Legenda: Professores e alunos trabalham em conjunto para levar Ciências aos visitantes da Futurália

Catarina Conceição, aluna do 11.º na área das Ciências e Tecnologias, passou pela feira, acompanhada pelo pai, para recolher informações já que está indecisa entre a área da Biologia, da Matemática e da Química: “Vim para ficar mais esclarecida sobre as diferentes áreas. Ando um pouco confusa… Quero estar mais informada. As informações aqui dadas vão ser importantes!”.

Para o pai de Catarina, Luís Conceição, o contacto direto com as faculdades é importante porque “esta é uma fase muito importante da vida dela, se calhar a fase mais importante já que é necessário formar uma decisão esclarecida e informada. Aqui entendo que se faz um primeiro contacto, depois há mais informações que são complementadas no site. Esta passagem serve certamente para ela começar a delinear um caminho, o azimute, para depois poder investigar de forma mais aprofundada em casa”.

Vanessa Alves, aluna do 12.º ano da Escola Secundária de Caneças, também passou por Ciências acompanhada pela mãe e explicou o porquê da visita: “vim porque estou muito indecisa quanto à minha escolha. Vim à banca da Faculdade tirar dúvidas como o que se dá nas aulas da licenciatura de Biologia e que saídas profissionais existem depois do curso. Estou muito mais esclarecida em relação ao curso”.


Fonte: GCIC-FCUL e UA-FCUL
Legenda: Durante quatro dias, a Faculdade de Ciências recebeu quem a visitou com diversas experiências ao vivo

Este ano, nesta feira de ensino e orientação profissional estiveram, de acordo com a organização do evento, “cerca de 400 entidades, instituições e organismos públicos e privados, ligados ao sector do ensino e emprego”. No total, contabilizaram-se 64.082 visitantes, entre estudantes, recém-licenciados e profissionais, uma subida de 19% face à edição anterior que registou 54.337 visitantes. Entre os visitantes da 7.ª edição da Futurália, 28.529 chegaram através de visitas de estudo promovidas por diferentes escolas de norte a sul do país.

Alzira Ferreira, responsável da Futurália, fez o balanço do evento: “nesta 7.ª edição da Futurália, cumprimos os objetivos de crescimento a que nos propusemos graças a uma aposta na qualidade e diversidade das propostas educativas e formativas apresentadas no evento mas também no reforço do sector “Study Abroad” com a representação de mais instituições e universidades estrangeiras”.

A AIP – Feiras Congressos e Eventos encontra-se já a preparar a próxima edição da Futurália, que decorrerá em março de 2015.

Para ficar a par de alguns dos momentos que marcaram a passagem de Ciências pela Futurália em 2014, visite o álbum fotográfico do evento no Facebook da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Boas descobertas!


Fonte: GCIC-FCUL e UA-FCUL
Legenda: A mascote do Departamento de Geologia de Ciências recebeu com entusiasmo todos os que passaram pelo stand da FCUL. "Até para o ano, com Ciências!", despede-se o Geodino

Raquel Salgueira Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt
Equipa do projeto 'Ciências em Harmonia'

Esta terça-feira, 28 de maio, o projeto ‘Ciências em Harmonia’ assinalou o seu primeiro ano de atividades: um marco comemorado com um convívio informal com a comunidade, que

António Branco

António Branco, docente do Departamento de Informática de CIÊNCIAS, foi um dos oradores convidados da conferência que

Sabemos que no futuro um sismo de magnitude significativa voltará a atingir Lisboa. Não sabemos é quando. E se o pudéssemos prever? E se existisse uma probabilidade forte de ser já em 2027?

Ana Santos, finalista 3MT ULisboa

Ao longo dos próximos dias, daremos a conhecer os quatro finalistas de CIÊNCIAS que irão participar na final da competição

Painel e sessão de Perguntas & Respostas | Estreia de documentário

Perto de 120 pessoas assistiram este sábado, 25 de maio, à estreia do documentário ‘O que se esconde na luz? A ciência da missão espacial Euclid’, produzido pelo Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA).

Investigadores do Instituto Dom Luiz, de CIÊNCIAS, instalaram um sismómetro na Escola Básica Professor Delfim Santos, que se encontra a menos de um quilómetro do Estádio da Luz, em Lisboa, onde vão ter lugar os concertos.

Banner Bênção de Finalistas & Queima das Fitas 2024

Este fim de semana a Alameda da Universidade de Lisboa vai voltar a encher-se de finalistas de CIÊNCIAS e de tantas outras faculdades e universidades. A cerimónia de Bênção de Finalistas decorre amanhã dia 25 de maio, a partir das 11h30.

 

3MT ULisboa 2024

Quatro dos doze finalistas da competição ‘Três Minutos de Tese – Universidade de Lisboa’ são de CIÊNCIAS.

Pinguins-de-adélia

Num artigo agora publicado na Science, investigadores de instituições de renome a nível mundial propõem uma estratégia para envolver todas as partes interessadas na governança do Oceano Antártico através de um processo de ordenamento do espaço marinho (OEM) inteligente do ponto de vista climático.

Impressão artística da missão Euclides no espaço.

A 25 de maio (sábado), às 21h00, vamos ver e compreender as novas imagens de entre as maiores alguma vez feitas do Universo, no Grande Auditório de CIÊNCIAS (Edifício C3). A entrada é livre.

Redes Doutorais Marie Curie Projeto PROMOTE

CIÊNCIAS vai participar numa das propostas vencedoras do concurso 2023 das Redes Doutorais de Ações Marie Skłodowska-Curie (MSCA DN).

Foto de entrega de prémio aos vencedores

No âmbito do projeto Invasives e como atividade inserida na

Dia Nacional dos Cientistas - 16 de maio

O Dia Nacional dos Cientistas foi instituído em 2016 por Resolução da Assembleia da República com o objetivo de reconhecer e celebrar a contribuição vital dos cientistas para o progresso da sociedade.

CIÊNCIAS e OKEANOS em parceria para monitorizar biodiversidade e alterações dos ecossistemas marinhos

Projeto internacional SEAGHOSTS visa a monitorização e conservação das populações de painhos, as aves marinhas mais pequenas do planeta.

Reitoria da ULisboa

O CWUR 2024 avaliou de entre 20.966 instituições de ensino superior e atribuiu à ULisboa o 211.º lugar (top 1.1%) e a 80.ª posição no panorama europeu.

Fotografia de participantes na Training School

CLEANFOREST na vanguarda da compreensão dos efeitos dos extremos climáticos e poluição nas florestas Europeias

Participantes no Dia Aberto

O campus ganhou vida, cor e energia proveniente do entusiasmo dos cerca de 2000 alunos de 170 escolas de norte a sul do País.

CIÊNCIAS esteve presente nesta edição, com a participação dos docentes do Departamento de Física: Alexandre Cabral, no painel de abertura “À conversa sobre carreiras espaciais” e

Semana Internacional da Compostagem

Uma das transformações necessárias às entidades que querem progredir pelo caminho da sustentabilidade é fecharem os seus ciclos de materiais, nomeadamente o orgânico.

A VicenTuna - Tuna da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa - completou 30 anos em janeiro de 2024. Para comemorar, realizou no dia 30 de abril de 2024, a Festa da Primavera, um espetáculo de música e divertimento dedicado à comunidade de CIÊNCIAS e ao público em geral.

Celebrações dos 50 anos do 25 de abril de 1974 da Academia das Ciências de Lisboa

A 9 de maio realiza-se a segunda de duas jornadas de debate académico e científico organizadas pela Academia das Ciências de Lisboa, que tem por objetivo ‘analisar e discutir a evolução do panorama científico português de forma prospetiv

Lançamento do projeto Barrocal-Cave marca um novo capítulo na Conservação da Biodiversidade em Portugal

O prestigiado Palácio Gama Lobo foi o cenário escolhido para o lançamento do projeto Barrocal-Cave, financiado pelo Prémio Fundação Belmiro de Azevedo 2023.

No passado dia 10 de abril, tivemos a honra de receber um grupo de estudantes e dois professores da Universidade de Leiden, na Holanda. Com um total de 40 estudantes, todos da área das bio farmacêuticas, a visita prometia ser entusiástica.

Páginas