Biologia Vegetal

Artigo sobre genótipos de videira é um dos cinco melhores do Journal of Experimental Botany

Ana Margarida Fortes lidera a investigação

uvas com a doença oídio

O oídio é uma doença causada pelo fungo Erysiphe necator, com enorme impacto económico e ecológico em todas as regiões vitícolas

AMF

Transcriptional, hormonal, and metabolic changes in susceptible grape berries under powdery mildew infection” é o título do artigo classificado por John Lunn, o editor-chefe da Journal of Experimental Botany (JXB), uma prestigiada revista de investigação em plantas, como um dos cinco melhores artigos publicados pela JXB até agora.

O estudo, publicado em junho deste ano, em destaque como artigo de referência na edição n.º 18 da referida revista, em setembro passado, é liderado por Ana Margarida Fortes, professora do Departamento de Biologia Vegetal da Ciências ULisboa e coordenadora do grupo Fruit Functional Genomics Biotechnology (FFGB), afiliado ao Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (BioISI), polo da Ciências ULisboa.

Este artigo, presenteado com a sua publicação em open acess, operação que habitualmente tem um custo associado, é ainda assinado por outros investigadores do BioISI Ciências ULisboa - Diana Pimentel, Rute Amaro, Flávio Soares – assim como pelos cientistas Cecília Rego, do Instituto Superior de Agronomia; Alexander Erban e Joachim Kopka, do Max Planck Institute of Molecular Plant Physiology, na Alemanha; Axel Mithöfer, do Max Planck Institute for Chemical Ecology, na Alemanha; Nuria Mauri e José M. Martínez-Zapater, do Instituto de Ciencias de la Vid y del Vino, em Espanha.

O enfoque deste trabalho está no desenvolvimento de genótipos de videira que preservem características enológicas desejáveis e, paralelamente, apresentem resistência durável a uma doença designada oídio, causada pelo fungo Erysiphe necator, com enorme impacto económico e ecológico em todas as regiões vitícolas. Pretende dar resposta a um desafio emergente no atual contexto das alterações climáticas.

Ana Margarida Fortes doutorou-se em Biotecnologia Vegetal, em 2003, pela Ciências ULisboa. Coordena o FFGB desde 2018. O principal interesse de investigação deste grupo é o estudo dos mecanismos de amadurecimento de frutos, em particular, da uva e do tomate, e da resistência a fungos responsáveis por enormes perdas económicas, não só em Portugal, mas também a nível mundial. O grupo utiliza tecnologias ómicas e edição genética de molde para obter informação que possa ser utilizada na produção mais sustentável de frutos e de plantas mais resilientes, capazes de sobreviver às ameaças das alterações climáticas.

Em 2016, o grupo recebeu o prémio Inovação da Comissão Nacional da Organização Internacional da Vinha e do Vinho com o trabalho “Transcriptome and metabolome reprogrammig in Vitis vinifera cv. Trincadeira berries upon infection with Botrytis cinerea” também publicado no JXB.

Utilizando uma abordagem que assenta na Biologia de sistemas, o grupo descreveu os processos moleculares e metabólicos desencadeados em bagos da casta de videira Carignan, muito suscetível ao E. necator, o fungo causador do oídio. Apesar dos bagos em estado inicial de “pintor” - termo utilizado por agricultores, que descreve o momento em que os bagos começam a ganhar cor - evidenciarem vários níveis de resposta defensiva, o fungo consegue ter um programa de reprogramação molecular ativo e infetar estes órgãos. Este estudo permitiu identificar presumíveis compostos marcadores da infeção que poderão ser utilizados na deteção precoce da doença in loco e a realização atempada e controlada de tratamentos fitossanitários (com recurso a pesticidas e fungicidas).

O artigo foi alvo de um comentário por parte de Mareike Jezek, a editora assistente da JXB, na newsletter da revista, e faz parte de um dos (até agora) cinco artigos escolhidos pelo editor. Estas publicações são destacadas por revisores da JXB, considerando o seu importante contributo para o campo em estudo, e classificados como os melhores artigos publicados na revista. Para além da sua disponibilização, de forma gratuita, no site da revista, esta distinção dá também direito a uma ampla divulgação nos canais da JXB, permitindo uma projeção reforçada do trabalho.

O Journal of Experimental Botany é uma publicação da Society Experimental Biology, com edição da Oxford University Press, e tem como objetivo contribuir para o avanço na compreensão da Biologia Vegetal, publicando pesquisas originais, inovadoras e impactantes.

Marta Tavares, Área de Comunicação e Imagem Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

Toda a morte, mesmo a anunciada, é uma surpresa. Um misto de espanto e de descrença como se não fosse possível acontecer.

As actividades da Semana Zero do DEGGE têm lugar nos dias 12, 13 e 14 de Setembro.

Bolsas Universidade de Lisboa / Fundação Amadeu Dias

Em cinco anos, a UL e a FAD apoiaram 134 projetos. A Faculdade de Ciências distingue-se com o maior número de alunos e respetivos trabalhos distinguidos, setenta.

Apresentações públicas do Programa de Doutoramento em Biologia

Apesar do próximo ano letivo começar já dia 17 de setembro, a FCUL ainda está a receber candidaturas de alunos interessados nos seus cursos pós-graduados.

Centro de Dados da FCUL

Tal como anunciado em julho, a modernização do Centro de Dados da FCUL foi realizada durante os meses de verão e está prestes a terminar.

Vela

Aos familiares, amigos e colegas a FCUL apresenta as sinceras condolências.

Fluxo de energia bancária

“O princípio de que aumentar o capital dos bancos favorece a estabilidade bancária, para além de estar errado, penaliza países como o nosso de forma ainda mais gravosa”, refere em entrevista Pedro Gonçalves Lind, um dos autores do regular article “The Dynamics of Financial Stability in Complex Networks”.

Os cidadãos estrangeiros abrangidos pelos programas “Erasmus Mundus” e “Ciência sem Fronteiras” podem ter autorização de residência em menos de 15 dias e direito à mobilidade no espaço da União Europeia.

Jardim

Através do sistema Concursos pode aceder a mais informações sobre o convite publicado no Jornal Oficial da União Europeia.

Vela

Aos familiares, amigos e colegas a FCUL apresenta as sinceras condolências.

Adultos e criança em atividade da Ciência Viva no Verão

Até 15 de setembro, a iniciativa Ciência Viva no Verão percorre o País organizando mais de 1700 atividades científicas gratuitas para toda a população. As inscrições permanecem abertas até 15 de setembro, de acordo com o calendário de atividades. Nesta altura, já são mais de 20 mil os inscritos.

Nos dias 9 e 10 de Agosto a plataforma Moodle da FCUL vai estar inacessivel devido a uma manutenção de rotina.

As nossas desculpas pelos possiveis incómodos causados.

Liliana Caldeira junto aos posters

A investigação sempre foi um objetivo, que ganhou força após o prémio para melhor poster ser-lhe atribuído numa importante conferência internacional. Até ao final do ano, Liliana Caldeira, aluna de doutoramento em Engenharia Biomédica e Biofísica da FCUL, deverá defender a tese.

Pontos de interrogação

"Aquando da candidatura, o projeto estava numa fase embrionária e foi o Programa de Estímulo à Investigação da FCG que deu força e motivação para avançar”, diz Jocelyn Lochon, um dos vencedores da edição 2011 do Programa de Estímulo à Investigação.

Aluna entrevistada, sentada numa rocha

“O mais importante é saber gerir o tempo, ter alguma disciplina, definir os objetivos a alcançar e não dispersar”. A declaração pertence a Ana Bastos, jovem investigadora da FCUL e uma das vencedoras em 2011 do Programa de Estímulo à Investigação da Fundação Calouste Gulbenkian (FCG).

Cara do aluno entrevistado

“Acredito que o meu projeto vá ter efeitos na área da Saúde Pública. Ainda que não seja já nesta fase, espero poder contribuir para evoluções, por exemplo, ao nível da vacinação”, refere Tomás Aquino, um dos vencedores da edição de 2011 do Programa de Estímulo à Investigação.

A Bial, procura um Bioestatista para a oportunidade de emprego que pode ser visualisada em maior detalhe na página através do link:

Information dissemination in unknown radio networks with large labels

Professor Shailesh Vaya,
Xerox Research Centre, India,

July 20 at 10h00 on room 6.3.38

Estudantes sentados, junto a uma mesa

O pedido de apoio à formação pós-graduada na área da Geologia do Petróleo deve ser apresentado até 15 dias úteis, após o último dia do prazo de inscrição no respetivo curso.

Já é possível solicitar a criação de Unidades Curriculares na plataforma Moodle para o ano letivo 2012/2013.

Os pedidos podem ser realizados no Portal da FCUL, após inicio de sessão.

O Centro de Informática terminou, no passado dia 12 de Julho, a migração de um equipamento central na rede da FCUL.

A excelência de sempre na construção do futuro. Escolhe um dos nossos cursos de Física, Astronomia e Astrofísica, Engenharia Física, ou Engenharia Biomédica e Biofísica. [ + ]

Alunos da FCUL no pátio do C6

O “6th SPJ-OCS” realiza-se pela primeira vez em Portugal. Os organizadores do evento acreditam que “este congresso contribui para dar uma imagem do potencial científico de Portugal” nesta área.

Páginas