Biologia Vegetal

Artigo sobre genótipos de videira é um dos cinco melhores do Journal of Experimental Botany

Ana Margarida Fortes lidera a investigação

uvas com a doença oídio

O oídio é uma doença causada pelo fungo Erysiphe necator, com enorme impacto económico e ecológico em todas as regiões vitícolas

AMF

Transcriptional, hormonal, and metabolic changes in susceptible grape berries under powdery mildew infection” é o título do artigo classificado por John Lunn, o editor-chefe da Journal of Experimental Botany (JXB), uma prestigiada revista de investigação em plantas, como um dos cinco melhores artigos publicados pela JXB até agora.

O estudo, publicado em junho deste ano, em destaque como artigo de referência na edição n.º 18 da referida revista, em setembro passado, é liderado por Ana Margarida Fortes, professora do Departamento de Biologia Vegetal da Ciências ULisboa e coordenadora do grupo Fruit Functional Genomics Biotechnology (FFGB), afiliado ao Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (BioISI), polo da Ciências ULisboa.

Este artigo, presenteado com a sua publicação em open acess, operação que habitualmente tem um custo associado, é ainda assinado por outros investigadores do BioISI Ciências ULisboa - Diana Pimentel, Rute Amaro, Flávio Soares – assim como pelos cientistas Cecília Rego, do Instituto Superior de Agronomia; Alexander Erban e Joachim Kopka, do Max Planck Institute of Molecular Plant Physiology, na Alemanha; Axel Mithöfer, do Max Planck Institute for Chemical Ecology, na Alemanha; Nuria Mauri e José M. Martínez-Zapater, do Instituto de Ciencias de la Vid y del Vino, em Espanha.

O enfoque deste trabalho está no desenvolvimento de genótipos de videira que preservem características enológicas desejáveis e, paralelamente, apresentem resistência durável a uma doença designada oídio, causada pelo fungo Erysiphe necator, com enorme impacto económico e ecológico em todas as regiões vitícolas. Pretende dar resposta a um desafio emergente no atual contexto das alterações climáticas.

Ana Margarida Fortes doutorou-se em Biotecnologia Vegetal, em 2003, pela Ciências ULisboa. Coordena o FFGB desde 2018. O principal interesse de investigação deste grupo é o estudo dos mecanismos de amadurecimento de frutos, em particular, da uva e do tomate, e da resistência a fungos responsáveis por enormes perdas económicas, não só em Portugal, mas também a nível mundial. O grupo utiliza tecnologias ómicas e edição genética de molde para obter informação que possa ser utilizada na produção mais sustentável de frutos e de plantas mais resilientes, capazes de sobreviver às ameaças das alterações climáticas.

Em 2016, o grupo recebeu o prémio Inovação da Comissão Nacional da Organização Internacional da Vinha e do Vinho com o trabalho “Transcriptome and metabolome reprogrammig in Vitis vinifera cv. Trincadeira berries upon infection with Botrytis cinerea” também publicado no JXB.

Utilizando uma abordagem que assenta na Biologia de sistemas, o grupo descreveu os processos moleculares e metabólicos desencadeados em bagos da casta de videira Carignan, muito suscetível ao E. necator, o fungo causador do oídio. Apesar dos bagos em estado inicial de “pintor” - termo utilizado por agricultores, que descreve o momento em que os bagos começam a ganhar cor - evidenciarem vários níveis de resposta defensiva, o fungo consegue ter um programa de reprogramação molecular ativo e infetar estes órgãos. Este estudo permitiu identificar presumíveis compostos marcadores da infeção que poderão ser utilizados na deteção precoce da doença in loco e a realização atempada e controlada de tratamentos fitossanitários (com recurso a pesticidas e fungicidas).

O artigo foi alvo de um comentário por parte de Mareike Jezek, a editora assistente da JXB, na newsletter da revista, e faz parte de um dos (até agora) cinco artigos escolhidos pelo editor. Estas publicações são destacadas por revisores da JXB, considerando o seu importante contributo para o campo em estudo, e classificados como os melhores artigos publicados na revista. Para além da sua disponibilização, de forma gratuita, no site da revista, esta distinção dá também direito a uma ampla divulgação nos canais da JXB, permitindo uma projeção reforçada do trabalho.

O Journal of Experimental Botany é uma publicação da Society Experimental Biology, com edição da Oxford University Press, e tem como objetivo contribuir para o avanço na compreensão da Biologia Vegetal, publicando pesquisas originais, inovadoras e impactantes.

Marta Tavares, Área de Comunicação e Imagem Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

Dois artigos -- contando com docentes e investigadores do GeoFCUL no seu elenco de autores -- assinalados no “TOP 25 Hottest Papers” de Abril-Junho de 2011 da revista Journal of South American Earth Studies (Sciencedirect / Elsevier).

Henrique Leitão foi eleito membro efetivo da Académie International d'Histoire des Sciences, pela relevância da sua carreira e produção intelectual. Para o historiador das ciências foi uma “honra enorme” receber a distinção, “a maior ambição de qualquer estudioso ou cientista”.

Proposal for a REGULATION OF THE EUROPEAN PARLIAMENT AND OF THE COUNCIL.

Laying down the rules for the participation and dissemination in 'Horizon 2020 – the Framework Programme for Research and Innovation (2014-2020).

EUA represents over 850 universities and university associations across 47 European countries. Its highly diverse membership covers the full spectrum of universities participating in European research programmes.

Vai realizar-se de 18 a 20 de Março de 2013, em honra do Professor Ross Leadbetter, o "Symposium on Recent Advances in Extreme Value Theory ".

Face de Maria Amélia Martins-Loução

O Flora-On sistematiza informação fotográfica, geográfica, morfológica e ecológica de todas as espécies de plantas vasculares autóctones ou naturalizadas listadas para a flora de Portugal. Atualmente, através deste portal acede a 164 famílias, 836 géneros e 2991 espécies.

Cortejo académico na Aula Magna

A cerimónia de abertura do ano letivo de 2012/2013 marca uma nova etapa do ensino superior público.
Exegi monumentum aere perennius - Ergui um monumento mais duradouro que o bronze.
Da nova Universidade de Lisboa vê-se o mundo...

Crianças dos 5 aos 9 anos descobrem as Ciências na FCUL

A FCUL abriu as portas do conhecimento aos alunos do Colégio Infantes de Portugal, de Palmela. Durante uma manhã, os laboratórios de Biologia e de Química e Bioquímica foram explorados por cerca de 20 crianças com idades compreendidas entre os 5 e os 9 anos.

Encontra-se aberto concurso externo para o Banco de Portugal - Departamento de Supervisão Prudencial, com vista ao preenchimento de vagas de Técnico Superior para a área de supervisão

“A inovação é tipo ‘ovo de Colombo’, depois de se saber, parece fácil. Só que ‘saber’ significa um longo caminho de amadurecimento do conhecimento”, declara Maria Filomena Camões, docente do Departamento de Química e Bioquímica da FCUL, a propósito da atribuição da Bolsa Europeia de Excelência de Investigação.

A. M. Galopim de Carvalho num dos geoparques

O pioneiro da Geoconservação em Portugal sente-se agradado pelo reconhecimento dos mais de 20 anos de serviço em prol da preservação e salvaguarda dos geoparques, considerando o tributo um importante incentivo para a defesa territorial, para a promoção da geodiversidade e para o desenvolvimento sustentável baseado no património geológico.

Isaac Carrêlo e Rita Almeida, alunos do curso de Engenharia e Energia do Ambiente e Eva Barrocas, do curso de Biologia, viajaram até Cabo Verde para fazer parte da equipa Turtle Foundation. Durante um mês de experiências intensas, protegeram tartarugas e levaram os ensinamentos apreendidos na FCUL até à comunidade local.

Mapa

O Memorando de Entendimento celebrado com Portugal estabelece oito áreas programáticas para a respetiva alocação de verbas para 2009/2014. A abertura de concursos para Portugal deve acontecer ainda este ano.

Palestra por Jennifer de Jonge

Centro de Biotecnologia Vegetal/IBB

Evolução Tecnológica e o Cadastro Territorial Multifinalitário no Brasil

VicenTuna anima Sessão de Boas-vindas

Receber os novos alunos numa sessão de boas-vindas é uma das tradições da FCUL. Agora, o espírito da cerimónia pode ser conhecido pela voz dos profissionais e alunos que fizeram parte da última sessão, através de uma reportagem multimédia presente na página do YouTube da Faculdade, bem como na pasta de vídeos do Facebook.

Pormenor de obra de arte

Atualmente, o antigo aluno da FCUL é post-doc na Universidade Federal do Rio Grande - Fundação Universidade do Rio Grande, no Brasil, sendo responsável por projetos na área da Biologia Antártica – Biologia Polar.

Miguel Ramos

Miguel Ramos, professor do Departamento de Matemática da FCUL, faleceu esta quinta-feira, dia 3 de janeiro. O corpo será velado no dia 5 de janeiro, entre as 17h00 e as 24h00, na Capela da Igreja das Furnas, em São Domingos de Benfica, assim como no dia 6 de janeiro, a partir das 12h00, seguindo-se a missa pelas 15h00. A cerimónia de cremação ocorre no Cemitério dos Olivais.

Páginas