Opinião

Podemos ser livres sem tomarmos decisões?

os estudos sobre o “paradoxo da escolha” mostram que, quantas mais opções de escolha se tem, mais dificuldade a pessoa vai ter em decidir

Unsplash Christian Stahl
Andreia Santos
Andreia Santos
Fonte ACI Ciências ULisboa

É impossível andar pelo mundo sem fazer escolhas. O que escolher para jantar de um menu de dez opções? Qual o tema da tese que vou fazer? Será que se me comprometer nesta relação é a melhor escolha… e todas as outras opções? Estamos sempre a escolher! Mesmo quando se evita escolher ainda assim, isso é uma escolha pois vai ter uma consequência. A principal diferença é que a pessoa reconhece para ela própria que é ou não da sua responsabilidade a tomada de decisão.

Quanto mais aceitarmos a responsabilidade nas nossas vidas, mais poder nós vamos ter sobre ela. A sensação de liberdade está de facto associada a uma maior perceção de controlo, ou seja, de tomar decisões e de agir. Neste sentido, a decisão surge como a ponte entre o desejo (as várias escolhas ou possibilidades) e a ação. Pelo contrário, quando se evita de forma continuada não assumir responsabilidade pela própria vida, podem surgir sentimentos mais ou menos persistentes de frustração, falta de esperança, apatia ou até uma sensação permanente de zanga/irritação.

Sendo a tomada de decisão tão importante e inevitável no dia-a-dia, o que a torna por vezes tão difícil? Possíveis respostas: a ideia de que quando tomamos uma decisão estamos a perder tudo o resto, porque não se sabe à partida o resultado e porque no fim, queremos fazer a melhor escolha!

Tomando a primeira perspetiva, os estudos sobre o “paradoxo da escolha” mostram que, quantas mais opções de escolha se tem, mais dificuldade a pessoa vai ter em decidir. Estas opções podem ser concretas (ex. o número de marcas e modelos de telemóveis) ou criadas pelo próprio, onde entram os tão famosos cenários “e se…”.

Instalada a ansiedade sobre o que decidir, é natural que se tente aliviar este desconforto. O problema surge quando se fica preso à ideia de que, se tiver um máximo de informações sobre cada opção, decidir vai ser mais fácil. No entanto, vários estudos mostram que isso não ajuda propriamente. É fácil perceber que se a opção A tem umas vantagens, as opções B e C terão outras, isto é, quando as desvantagens e vantagens não são óbvias entre as opções.

Então o que é que nos ajuda a tomar decisões nestas circunstâncias? Saber o que se quer, saber se determinada escolha corresponde aos meus valores, à pessoa que sou, aos meus objetivos. Com isto não se está a dizer que o processo não possa causar desconforto (aliás diria que esse é um aspeto importante - aceitar que um certo grau de desconforto pode fazer parte). Por vezes, o processo de tomada de decisão está a ser dificultado porque se está muito focado nas expectativas dos outros. Neste cenário, a “melhor escolha” é aquela onde se iria obter o reconhecimento e aprovação do outro. E esta, pode ser uma tomada de decisão válida, contudo acarreta com ela, uma menor sensação de liberdade.

Aceitar que por vezes se falha, que podemos não ter a aprovação dos outros e aceitar as consequências das tomadas de decisão, pode inicialmente ser mais desconfortável, mas acarreta consigo uma maior sensação de responsabilidade e liberdade na vida.

Andreia Santos, Gabinete de Apoio Psicopedagógico da Área de Mobilidade e Apoio ao Aluno de Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
3MT ULisboa 2024

Quatro dos doze finalistas da competição ‘Três Minutos de Tese – Universidade de Lisboa’ são de CIÊNCIAS.

Pinguins-de-adélia

Num artigo agora publicado na Science, investigadores de instituições de renome a nível mundial propõem uma estratégia para envolver todas as partes interessadas na governança do Oceano Antártico através de um processo de ordenamento do espaço marinho (OEM) inteligente do ponto de vista climático.

Impressão artística da missão Euclides no espaço.

A 25 de maio (sábado), às 21h00, vamos ver e compreender as novas imagens de entre as maiores alguma vez feitas do Universo, no Grande Auditório de CIÊNCIAS (Edifício C3). A entrada é livre.

Redes Doutorais Marie Curie Projeto PROMOTE

CIÊNCIAS vai participar numa das propostas vencedoras do concurso 2023 das Redes Doutorais de Ações Marie Skłodowska-Curie (MSCA DN).

Foto de entrega de prémio aos vencedores

No âmbito do projeto Invasives e como atividade inserida na

Dia Nacional dos Cientistas - 16 de maio

O Dia Nacional dos Cientistas foi instituído em 2016 por Resolução da Assembleia da República com o objetivo de reconhecer e celebrar a contribuição vital dos cientistas para o progresso da sociedade.

CIÊNCIAS e OKEANOS em parceria para monitorizar biodiversidade e alterações dos ecossistemas marinhos

Projeto internacional SEAGHOSTS visa a monitorização e conservação das populações de painhos, as aves marinhas mais pequenas do planeta.

Reitoria da ULisboa

O CWUR 2024 avaliou de entre 20.966 instituições de ensino superior e atribuiu à ULisboa o 211.º lugar (top 1.1%) e a 80.ª posição no panorama europeu.

Fotografia de participantes na Training School

CLEANFOREST na vanguarda da compreensão dos efeitos dos extremos climáticos e poluição nas florestas Europeias

Participantes no Dia Aberto

O campus ganhou vida, cor e energia proveniente do entusiasmo dos cerca de 2000 alunos de 170 escolas de norte a sul do País.

CIÊNCIAS esteve presente nesta edição, com a participação dos docentes do Departamento de Física: Alexandre Cabral, no painel de abertura “À conversa sobre carreiras espaciais” e

Semana Internacional da Compostagem

Uma das transformações necessárias às entidades que querem progredir pelo caminho da sustentabilidade é fecharem os seus ciclos de materiais, nomeadamente o orgânico.

A VicenTuna - Tuna da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa - completou 30 anos em janeiro de 2024. Para comemorar, realizou no dia 30 de abril de 2024, a Festa da Primavera, um espetáculo de música e divertimento dedicado à comunidade de CIÊNCIAS e ao público em geral.

Celebrações dos 50 anos do 25 de abril de 1974 da Academia das Ciências de Lisboa

A 9 de maio realiza-se a segunda de duas jornadas de debate académico e científico organizadas pela Academia das Ciências de Lisboa, que tem por objetivo ‘analisar e discutir a evolução do panorama científico português de forma prospetiv

Lançamento do projeto Barrocal-Cave marca um novo capítulo na Conservação da Biodiversidade em Portugal

O prestigiado Palácio Gama Lobo foi o cenário escolhido para o lançamento do projeto Barrocal-Cave, financiado pelo Prémio Fundação Belmiro de Azevedo 2023.

No passado dia 10 de abril, tivemos a honra de receber um grupo de estudantes e dois professores da Universidade de Leiden, na Holanda. Com um total de 40 estudantes, todos da área das bio farmacêuticas, a visita prometia ser entusiástica.

Miguel Pinto

No dia 29 de abril, Miguel Pinto visitou a Escola Básica Professora Aida Vieira, no Bairro Padre Cruz em Lisboa, para realizar oficinas de divulgação científica e atividades didáticas.

Fotografia de alguns dos oradores

O que é a sustentabilidade? Como podemos agir a nível local, procurando um impacto global? Estas e muitas outras questões marcaram a segunda edição da Semana da Sustentabilidade CIÊNCIAS, entre 15 e 19 de abril de 2024.

Grande Auditório durante a celebração do 113.º aniversário de CIÊNCIAS

Mais de 500 pessoas assistiram no Grande Auditório à celebração do 113.º aniversário de CIÊNCIAS, na passada terça-feira, 23 de abril, numa cerimónia marcada por distinções, homenagens e um balanço dos últimos meses, com os olhos postos no futuro. 

Buracos negros Gaia

Um grupo de cientistas descobriu um grande buraco negro, com uma massa quase 33 vezes superior à massa do Sol, escondido na constelação de Aquila, a menos de 2000 anos-luz da Terra, ao analisar a grande quantidade de dados da missão Gaia da ESA.

Alunos com mãoes no ar num sala de aula

É possível brincar com a Matemática e prova disso foram as várias atividades que se realizaram na Faculdade nos dias 13 e 14 de março de 2024. Março foi um mês dedicado a esta ciência, motor da sociedade. Leia a opinião de quem participou nestas atividades e ainda nas Jornadas de Matemática.

robot e criança

Ecossistema de grandes modelos de linguagem de IA Generativa para a língua portuguesa foi expandido com novas versões dos modelos Albertina e Gervásio.

Participantes da 1.ª edição do JAB

A 1ª edição do JAB, um evento inovador destinado a jovens empreendedores, organizado pela JUST - Júnior Iniciativa de Ciências ocorreu nos dias 22 e 23 de março passado e teve como foco a Educação de Qualidade, quarto Objetivo de Desenvolvimento Sustentável.

Páginas