Do incêndio da Politécnica aos C´s

“Arqueologia fina” nos escombros e cinzas do velho edifício

Pessoas na Politécnica recuperam objetos no rescaldo do incêndio

Trabalhos de recuperação pós-incêndio de exemplares geológicos

Imagens cedidas por CL e LP
Rosto de César Lopes
César Lopes

Rosto de Liliana Póvoas
Liliana Póvoas

Do incêndio de 18 de março de 1978, conhecido como “o incêndio da Faculdade de Ciências” e que afetou, profundamente, o Museu Nacional de História Natural, então seu estabelecimento anexo, recordamos as precárias condições do edifício, a inexistência de meios de prevenção, os obstáculos físicos que limitaram o acesso dos Bombeiros, a falta de pressão nas bocas de incêndio, o facto de não ter sido determinada a sua causa e a notícia de reivindicação por organização de extrema-direita de atentado contra a Associação de Estudantes e, principalmente, a destruição de um importante património histórico e científico destas duas instituições.

Ainda durante o rescaldo do incêndio iniciaram-se as operações de salvamento e recuperação do que ainda fosse possível salvar e recuperar. Do lado da Geologia, funcionários, docentes e não docentes, estudantes, organizados em longas “formigas” pelas salas e corredores a que era possível aceder, partilharam aquele chuveiro permanente da água ainda quente do rescaldo do incêndio e algumas toneladas de material que foi sendo transferido de sítios de maior risco para outros mais seguros. Seguiram-se três meses de “arqueologia fina” nos escombros e cinzas do velho edifício e mais três anos de limpeza e tratamento de materiais afetados pelo incêndio.

Ainda hoje se procura recuperar informação relativa à parte que se salvou das coleções geológicas.

Entretanto, foi sendo concretizada a transferência atribulada da Faculdade em direção aos “C”, com escala na Av. 24 de Julho, e a autonomização do Museu, com a reformulação do seu programa museológico assente em património que o incêndio não podia atingir – o conhecimento e práxis científica sobre a história da Terra e da vida – assumindo, no âmbito da sua especificidade, a função social de promover literacia científica junto da população e de servir objetivos de desenvolvimento.

Pessoas na Politécnica recuperam objetos no rescaldo do incêndio
Durante o rescaldo do incêndio iniciaram-se as operações de salvamento e recuperação do que ainda fosse possível salvar e recuperar
Imagens cedidas pelo CL e LP

César Lopes e Liliana Póvoas, à época funcionários da Secção de Mineralogia e Geologia do Museu Nacional de História Natural
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Anfiteatro da FCUL

Miguel Yus, professor da Universidade de Alicante, recebe o galardo na primeira de cinco conferncias proferidas pelo premiado em Portugal.

A Direção de Marketing e Comunicação da RTP oferece estágio remunerado na Área de Audiências e Estudo de Mercado a alunos recém licenciados ou mestrandos em Matemática A

A exposio "O Clculo de Ontem e de Hoje" est, agora, disponvelem verso itinerante.

De 3 a 28 de Maio est patente na "Academia Snior da Cruz Vermelha Portuguesa-Delegao de Lisboa".

Seminário "Serendipity and The Ups and Downs of Synthesis", apresentado pelo Prof.

Olho verde

Palestras, visitas, exposies e muitas experincias so algumas das atividades previstas.

Pormenor da capa do livro

O livro est venda pelo valor de €18,40, no Atendimento Geral, sito no edifcio C5, piso 3.

Anfiteatro

"As Jornadas tiveram um balano bastante positivo (...) elucidaram e esclareceram algumas dvidas importantes para os estudantes (...) ", conclui a Comisso de Curso de Engenharia Geogrfica.

Museu do Quartzo é inaugurado e recebe o nome de Galopim de Carvalho, professor jubilado do Departamento de Geologia.

Céu com nuvens escuras

As candidaturas oficina de formao terminam a 21 de maio. As sesses realizam-se s teras e quintas-feiras, entre as 17h30 e as 20h30.

A exposição “O Cálculo de ontem e de hoje”, elaborada pelo Departamento de Matemática em colabora&

Lâmpada

Estudantes de Engenharia Biomdica e Biofsica da FCUL promovem reunio especializada. O Ne2b2 existe desde outubro de 2008.

Luzes

Pela primeira vez a Reitoria da UL abre as suas portas aos estudantes da cidade, organizando um evento noturno para alunos dos ensinos universitário e secundário.

A exposio est a partir de 26 de Abril noMuseu Nacional de Histria Natural e da Cincia.

As provas de doutoramento em Biologia, especialidade de Microbiologia, da Mestre Egídia Maria Valente de Azevedo realizam-se no próximo dia 26 de Abril, pelas 10h:30 na Sala de Actos da

O grande momento do dia é a sessão solene, que inclui este ano o lançamento do segundo volume dos Professores Cientistas e a inauguração do Quadro de Honra.

Sobre Namoros e Casamentos

Jorge Buescu

Quinta-feira, dia 12 de Abril de 2012, s 18h30, na sala 6.1.36

Vela

Ricardo Leandro o vencedor da Competio Europeia. O estudante da FCUL apresentou a melhor ideia: um coletor solar trmico de baixo custo, acoplvel a um mdulo fotovoltaico.

A palestra "O Princpio do Tempo" proferida por Pedro Gil Ferreira uma das iniciativas do “VII Encontro Ibrico de Cosmologia”, que decorre em abril nas instalaes da FCUL.

Jovem usa microscópio

A FCUL estimula a abertura permanente sociedade civil, promovendo acontecimentos que visam a disseminao de conhecimentos e a interligao com diferentes agentes sociais.

Os vrios objectivos do DEGGE: Tudo o que nos define, e tudo o que apoiamos

O ENEI'12 vai realizar-se na FCUL.

ESTRUTURA E GESTO DO DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA ANIMAL (DBA)

Apresentao do Departamento

Paleontlogos do MNHN da UL e do GeoFCUL em foco na revista TVmais.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avanados" com mais quatro instituies universitrias portuguesas e brasileiras.

Páginas