Comemorações do Dia Internacional da Matemática

“A Faculdade está incrível”

Alunos com mãoes no ar num sala de aula

É possível brincar com a Matemática e prova disso foram as várias atividades que se realizaram na Faculdade nos dias 13 e 14 de março de 2024. Março foi um mês dedicado a esta ciência, motor da sociedade

GJ DCI Ciências ULisboa
Alunos no Jardim Matemático
Uma das atividades do Jardim Matemático
Fonte GJ DCI Ciências ULisboa

O Dia Internacional da Matemática foi celebrado em Ciências e juntou uma vez mais muitos estudantes dos ensinos básico e secundário, seus professores e ainda alunos universitários.

Cristina Rosa, professora de Matemática do 8.º ano, do Agrupamento de Escolas João Villaret, em Loures, trouxe os seus alunos a Ciências ULisboa porque se trata de uma oportunidade de conhecerem a faculdade e porque gosta muto de magia matemática. Para a aluna Margarida Mendes, desta escola, “as atividades são interessantes, com jogos muito fixes de se fazer”. A jovem que esteve nesta faculdade pela primeira vez, gosta de Matemática e de fazer contas. Paulo Weng, aluno do 8.º ano da Escola Internacional de Torres Vedras, partilha a opinião quanto à atividade “Matemática, e a Magia Acontece”, considerando-a muito interessante. “Aprendi mais coisas”, diz. Nesta atividade a professora Ana Rute Domingos conta com a ajuda dos estudantes Carolina Cardoso, da licenciatura em Matemática Aplicada, e de Miguel Braga, que já terminou a licenciatura e agora é aluno do mestrado em Ensino da Matemática. Já fazem isto há dois anos e na opinião destes jovens é muito benéfico para os mais novos, porque vêem um lado da Matemática que não é tão comum, vêem como a Matemática pode ser divertida e aplicada a outras áreas.

“As atividades são interessantes, com jogos muito fixes de se fazer.”
Margarida Mendes

Alunos e professores numa sala
Ana Rute Domingos comunica Matemática para o público pré-universitário desde 2008
Fonte GJ DCI Ciências ULisboa

Carolina Queirós, aluna do 9.º ano do Instituto Espanhol, achou muito divertido e uma forma diferente de aprender Matemática. “O que mais gostei foi da atividade de adivinhar o dia do aniversário”, conta. A colega Daniela Galego, igualmente estudante do 9.º ano, refere que pretende seguir Matemática porque há mais oportunidades.

Ana Rute Domingos comunica Matemática para o público pré-universitário desde 2008. “Tento que percebam a Matemática que está por detrás das coisas e o que a faz funcionar”, diz. Na sua opinião a Matemática é para todos e ensina para além dos conteúdos; se os alunos souberem como funciona, estão aptos a resolver mais problemas do dia-a-dia.

“Tento que percebam a Matemática que está por detrás das coisas e o que a faz funcionar.”
Ana Rute Domingos

A professora de Matemática da Escola Secundária de Camarate, Graça Costa, viu este programa e achou-o interessante para os seus alunos. Também Diego Vallina, professor de Matemática no Instituto Espanhol, considerou o programa muito interessante e com uma visão diferente da Geometria.

Catarina Lázaro, estudante do 8.º ano, gostou muito da atividade. “A Matemática é bastante importante para o nosso dia-a-dia e no futuro ainda vai ser mais importante”, declara. Iuri Pompeu e Beatriz Dionísio, ambos no 11.º ano do curso profissional de cozinha/pastelaria, gostaram muito das atividades e dos temas desenvolvidos. A colega Hellen Santos, do mesmo curso, diz que expandiu a visão que tem da Matemática, uma disciplina que gosta e que na sua opinião deve ser praticada todos os dias.

“A Matemática é bastante importante para o nosso dia-a-dia e no futuro ainda vai ser mais importante.”
Catarina Lázaro

Maria Manuel Torres, João Cordovil, Maria João Gouveia e Carlos Albuquerque
A 3.ª edição da “Matemática: razão e emoção” contou com a participação dos professores João Cordovil, Maria João Gouveia e Carlos Albuquerque 
Fonte GICD DCI Ciências ULisboa

“A Matemática dos nossos 'likes'” foi apresentada pela professora Maria Manuel Torres, que mostra como a Geometria euclidiana, que se estuda nos ensinos básico e secundário, tem aplicações a áreas surpreendentes. “A Matemática é o motor da nossa sociedade. Tudo o que fazemos tem Matemática. É importante que as pessoas se apercebam que a Matemática que se estuda na escola pode parecer fora da realidade, mas tem muitas aplicações”, refere. Maria Manuel Torres tentou mostrar que a Matemática está presente na nossa vida e que até a Matemática que se estuda na escola é a base para a inteligência artificial e para os algoritmos que usamos sem nos apercebermos. Além desta ação, Maria Manuel Torres moderou, juntamente com Ana Rute Domigos, a 3.ª edição da “Matemática: razão e emoção”, que contou com a participação dos professores Maria João Gouveia, Carlos Albuquerque e João Cordovil e juntou cerca de 70 pessoas, nomeadamente alunos do ensino profissional, estudantes universitários de Física e de Matemática e até antigos alunos. 

“A Matemática é o motor da nossa sociedade. Tudo o que fazemos tem Matemática."
Maria Manuel Torres

Alunos a tocar
“A Matemática: razão e emoção” incluiu alguns momentos musicais
Fonte GICD DCI Ciências ULisboa

Rafaela Rafa, o marido e a filha de meses, tiveram conhecimento das atividades do Dia Internacional da Matemática pela Internet e participaram na atividade “Matemática para todos”, apresentada pelo professor Carlos Albuquerque. Rafaela estuda Pedagogia no Brasil e gostou muito da palesta considerando-a muito completa.

“É importante destacar o papel da Matemática na sociedade e também é importante aproveitar estas ocasiões para dar os melhores aspetos da Matemática, os aspetos mais interessantes”, diz Carlos Albuquerque, a este propósito.

Professor e participantes do Dia Internacional da matemática
As atividades do Dia Internacional da Matemática incluíram ainda a presença de famílias
Fonte GJ DCI Ciências ULisboa

“É importante destacar o papel da Matemática na sociedade.”
Carlos Albuquerque

O professor Luís Sequeira foi o dinamizador da ação “Construir e tocar piano com o Geogebra”. Pela segunda vez organizou a atividade no âmbito do Dia Internacional da Matemática e considera que foi um momento muito agradável, opinião partilhada também pelos alunos participantes. “A Matemática é essencial para a nossa vida, para a nossa sociedade, para tudo o que está à nossa volta.  É bom que demos ênfase à Matemática como uma coisa bela e boa e que merece ser elevada”, diz.

“A Matemática é essencial para a nossa vida, para a nossa sociedade, para tudo o que está à nossa volta."
Luís Sequeira

Alunos numa sala
Além de alunos portugueses a Faculdade também recebeu alunos de Erasmus da Polónia 
Fonte GJ DCI Ciências ULisboa

Helena Castro, professora de Matemática do Agrupamento de escolas Fernando Namora, participou com os seus alunos do 10.º ano, alguns estudantes do 12.º ano e 15 alunos de Erasmus da Polónia no Jardim Matemático. “Não há nada como resolver problemas em matemática para estimular o raciocínio e abrir horizontes”, refere a docente, que tem muito boas recordações desta faculdade, onde concluiu o seu curso de licenciatura. Helena Castro é natural da Região Autónoma da Madeira e começou a dar aulas em 1988. Fez o estágio em Cascais e gostou imenso. Está há 28 anos no Agrupamento de Escolas Fernando Namora e considera o ambiente muito bom. Na sua opinião a Matemática permite fazer qualquer coisa.

"Não há nada como resolver problemas em matemática para estimular o raciocínio e abrir horizontes.”
Helena Castro

Para Beatriz Helena, estudante do 12.º ano, no Jardim Matemático treina-se a lógica e o raciocínio. “É desafiante, engraçado e dá para aprender”, diz.

"É desafiante, engraçado e dá para aprender.”
Beatriz Helena

Ana Catarina Monteiro, estudante do 2.º ano do mestrado em Matemática e uma das organizadoras do Jardim Matemático, juntamente com Ana Rute Domingos e o estudante do mestrado em Matemática, Simão Tavares, refere que tentam fazer esta atividade com alguma regularidade. Em dezembro de 2023 organizaram uma ação intitulada “Viagem finita ao Infinito!”, e após o desafio do Dia Internacional da Matemática, promoveram no passado dia 27 de março um Jardim Matemático dedicado ao “Mundo dos Restos: uma Jornada pela Aritmética Modular”. Para Ana Catarina Monteiro o Jardim Matemático proporciona uma oportunidade de contactar com a Matemática de outra forma. “É uma oportunidade de descobrir outras áreas da Matemática, contactar com ela de outra forma e se calhar até descobrir um gosto que não sabiam que tinham”, diz.

Jornalista da SIC e aluna
A SIC esteve na Faculdade e entrevistou vários alunos da Faculdade a propósito das Jornadas de Matemática 
Fonte GJ DCI Ciências ULisboa

Ana Catarina Monteiro também esteve envolvida na organização das Jornadas de Matemática, juntamente com o colega Guilherme Dias e as professoras Catarina Santa Clara, Isabel Ferreirim. que contaram este ano com mais de 100 pessoas da faculdade e de outras universidades e que suscitaram o interesse da SIC. As Jornadas ocorreram no passado dia 9 de março e enquadraram-se igualmente nas celebrações do Dia Internacional tendo sido organizadas pelo Departamento de Matemática e pelo Núcleo de Estudantes de Matemática e Matemática Aplicada. “O feedback foi muito bom. Os participantes gostaram muito das palestras, disseram que foram muito diversificadas, muito acessíveis e com oradores muito interessantes”, menciona. Luísa Fonseca licenciou-se em Gestão Bancária e agora que se encontra aposentada decidiu regressar à faculdade para completar a sua licenciatura em Matemática, 40 anos depois de a ter começado, porque o que gosta mesmo é de Matemática. “A Matemática explica o dia-a-dia”, diz, referindo que esteve presente nas Jornadas e que gostou imenso, sobretudo pela animação e pelos conhecimentos transmitidos. “A Faculdade está incrível”, conclui.

“A Matemática explica o dia-a-dia.”
Luísa Fonseca

Alunos
As Jornadas de Matemática juntaram mais de 100 participantes
Fonte GJ DCI Ciências ULisboa

 

Ana Subtil Simões, Gabinete de Jornalismo da DCI CIências ULisboa
noticias@ciencias.ulisboa.pt

Investigadores do Instituto Dom Luiz, de CIÊNCIAS, instalaram um sismómetro na Escola Básica Professor Delfim Santos, que se encontra a menos de um quilómetro do Estádio da Luz, em Lisboa, onde vão ter lugar os concertos.

Banner Bênção de Finalistas & Queima das Fitas 2024

Este fim de semana a Alameda da Universidade de Lisboa vai voltar a encher-se de finalistas de CIÊNCIAS e de tantas outras faculdades e universidades. A cerimónia de Bênção de Finalistas decorre amanhã dia 25 de maio, a partir das 11h30.

 

3MT ULisboa 2024

Quatro dos doze finalistas da competição ‘Três Minutos de Tese – Universidade de Lisboa’ são de CIÊNCIAS.

Pinguins-de-adélia

Num artigo agora publicado na Science, investigadores de instituições de renome a nível mundial propõem uma estratégia para envolver todas as partes interessadas na governança do Oceano Antártico através de um processo de ordenamento do espaço marinho (OEM) inteligente do ponto de vista climático.

Impressão artística da missão Euclides no espaço.

A 25 de maio (sábado), às 21h00, vamos ver e compreender as novas imagens de entre as maiores alguma vez feitas do Universo, no Grande Auditório de CIÊNCIAS (Edifício C3). A entrada é livre.

Redes Doutorais Marie Curie Projeto PROMOTE

CIÊNCIAS vai participar numa das propostas vencedoras do concurso 2023 das Redes Doutorais de Ações Marie Skłodowska-Curie (MSCA DN).

Foto de entrega de prémio aos vencedores

No âmbito do projeto Invasives e como atividade inserida na

Dia Nacional dos Cientistas - 16 de maio

O Dia Nacional dos Cientistas foi instituído em 2016 por Resolução da Assembleia da República com o objetivo de reconhecer e celebrar a contribuição vital dos cientistas para o progresso da sociedade.

CIÊNCIAS e OKEANOS em parceria para monitorizar biodiversidade e alterações dos ecossistemas marinhos

Projeto internacional SEAGHOSTS visa a monitorização e conservação das populações de painhos, as aves marinhas mais pequenas do planeta.

Reitoria da ULisboa

O CWUR 2024 avaliou de entre 20.966 instituições de ensino superior e atribuiu à ULisboa o 211.º lugar (top 1.1%) e a 80.ª posição no panorama europeu.

Fotografia de participantes na Training School

CLEANFOREST na vanguarda da compreensão dos efeitos dos extremos climáticos e poluição nas florestas Europeias

Participantes no Dia Aberto

O campus ganhou vida, cor e energia proveniente do entusiasmo dos cerca de 2000 alunos de 170 escolas de norte a sul do País.

CIÊNCIAS esteve presente nesta edição, com a participação dos docentes do Departamento de Física: Alexandre Cabral, no painel de abertura “À conversa sobre carreiras espaciais” e

Semana Internacional da Compostagem

Uma das transformações necessárias às entidades que querem progredir pelo caminho da sustentabilidade é fecharem os seus ciclos de materiais, nomeadamente o orgânico.

A VicenTuna - Tuna da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa - completou 30 anos em janeiro de 2024. Para comemorar, realizou no dia 30 de abril de 2024, a Festa da Primavera, um espetáculo de música e divertimento dedicado à comunidade de CIÊNCIAS e ao público em geral.

Celebrações dos 50 anos do 25 de abril de 1974 da Academia das Ciências de Lisboa

A 9 de maio realiza-se a segunda de duas jornadas de debate académico e científico organizadas pela Academia das Ciências de Lisboa, que tem por objetivo ‘analisar e discutir a evolução do panorama científico português de forma prospetiv

Lançamento do projeto Barrocal-Cave marca um novo capítulo na Conservação da Biodiversidade em Portugal

O prestigiado Palácio Gama Lobo foi o cenário escolhido para o lançamento do projeto Barrocal-Cave, financiado pelo Prémio Fundação Belmiro de Azevedo 2023.

No passado dia 10 de abril, tivemos a honra de receber um grupo de estudantes e dois professores da Universidade de Leiden, na Holanda. Com um total de 40 estudantes, todos da área das bio farmacêuticas, a visita prometia ser entusiástica.

Miguel Pinto

No dia 29 de abril, Miguel Pinto visitou a Escola Básica Professora Aida Vieira, no Bairro Padre Cruz em Lisboa, para realizar oficinas de divulgação científica e atividades didáticas.

Fotografia de alguns dos oradores

O que é a sustentabilidade? Como podemos agir a nível local, procurando um impacto global? Estas e muitas outras questões marcaram a segunda edição da Semana da Sustentabilidade CIÊNCIAS, entre 15 e 19 de abril de 2024.

Grande Auditório durante a celebração do 113.º aniversário de CIÊNCIAS

Mais de 500 pessoas assistiram no Grande Auditório à celebração do 113.º aniversário de CIÊNCIAS, na passada terça-feira, 23 de abril, numa cerimónia marcada por distinções, homenagens e um balanço dos últimos meses, com os olhos postos no futuro. 

Buracos negros Gaia

Um grupo de cientistas descobriu um grande buraco negro, com uma massa quase 33 vezes superior à massa do Sol, escondido na constelação de Aquila, a menos de 2000 anos-luz da Terra, ao analisar a grande quantidade de dados da missão Gaia da ESA.

Alunos com mãoes no ar num sala de aula

É possível brincar com a Matemática e prova disso foram as várias atividades que se realizaram na Faculdade nos dias 13 e 14 de março de 2024. Março foi um mês dedicado a esta ciência, motor da sociedade. Leia a opinião de quem participou nestas atividades e ainda nas Jornadas de Matemática.

Páginas