Best Early Career Scientist Presentation Award no ICES ASC 2018

Catarina Frazão Santos coordena OCEANPLAN

Catarina Frazão Santos

Nas instalações do Laboratório Marítimo da Guia de Ciências ULisboa, em Cascais, onde desenvolve o seu trabalho

Imagem cedida por CFS

O Museu do Mar Rei D. Carlos I, em Cascais, inaugura a 9 de fevereiro, pelas 17h30, a exposição “Alterações Climáticas e os Oceanos do Futuro”. A mostra fica patente ao público até 31 de julho de 2019. O OCEANPLAN é um dos parceiros da exposição, com um painel sobre os impactos das mudanças climáticas nos principais usos do oceano.

Catarina Frazão Santos, investigadora do Departamento de Biologia Animal e do polo de Ciências ULisboa do Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) trabalha na área do planeamento, gestão e governança do espaço marítimo, procurando contribuir para a proteção dos ecossistemas marinhos e o seu uso sustentável.

O ano passado participou no International Council for the Exploration of the Sea (ICES) Annual Science Conference (ASC) 2018 - uma oportunidade para discutir ideias, atualizar conhecimentos e divulgar resultados - e foi distinguida com o Best Early Career Scientist Presentation Award. Em 2019 espera voltar a estar presente no acontecimento, que se realiza em setembro, em Gotemburgo, na Suécia. O prazo para a submissão de resumos já abriu e termina a 11 de março.

Na ICES ASC 2018 estiveram presentes cerca de 650 especialistas, de 34 países, entre eles investigadores do MARE, IPMA, universidades dos Açores, Aveiro e Coimbra, do ISPA, da Nova School of Business and Economics e do IMAR. Para Catarina Frazão Santos esta distinção “representa um reconhecimento relativamente à qualidade científica do trabalho apresentado, o que é extremamente gratificante e motivador para continuar o desenvolvimento do mesmo”, diz.

Catarina Frazão Santos
Além do Best Early Career Scientist Presentation Award recebeu em 2007 e 2011 dois prémios FLAD/IMAR, no âmbito dos quais estagiou em instituições científicas nos EUA
Imagem cedida por CFS

A apresentação de Catarina Frazão Santos – “Impacts of global environmental change in ocean planning and the Blue Economy”, durante a sessão temática “Assessing and analysing marine spatial planning”, focou-se no desafio que as alterações climáticas representam para o ordenamento do espaço marítimo, bem como na necessidade de garantir mecanismos de adaptação a essas alterações, apresentando um índice para avaliar a vulnerabilidade do ordenamento do espaço marítimo às alterações climáticas, na qual está a trabalhar, juntamente com outros investigadores, há já algum tempo, bem como os resultados preliminares da sua aplicação a nível europeu.

“Foi a primeira vez que estive presente no ICES ASC e foi uma experiência muito positiva. Foi um encontro com uma grande variedade de sessões temáticas - 18 sessões abordando temas muito relevantes e atuais -, bem organizado e com a presença de especialistas reconhecidos nas diferentes áreas. Foi muito bom para discutir resultados e estabelecer novas contactos.”
Catarina Frazão Santos

O tema da apresentação de Catarina Frazão Santos corresponde ao projeto de investigação “Marine Spatial Planning under a Changing Climate” (OCEANPLAN), iniciado em outubro de 2018 e que decorrerá nos próximos três anos. A Fundação para a Ciência e a Tecnologia financia esta investigação, que tem como parceiros a Fundação Gaspar Frutuoso e a Universidade dos Açores. “Durante este período iremos investigar os mecanismos através dos quais o ordenamento do espaço marítimo pode ser afetado pelas alterações climáticas, bem como mecanismos através dos quais este se pode adaptar a essas alterações, utilizando um conjunto de casos de estudo”, conta Catarina Frazão Santos, a investigadora principal do projeto, cuja equipa inclui investigadores de várias instituições nacionais e internacionais, especialistas tanto em ordenamento e gestão do mar como em alterações climáticas.

“Esperamos obter resultados interessantes e, acima de tudo, úteis.”
Catarina Frazão Santos

Catarina Frazão Santos estudou em Ciências ULisboa. Concluiu o doutoramento em Ciências do Mar em 2016, tendo desenvolvido o projeto de doutoramento em ordenamento do espaço marítimo em colaboração com o Duke University Marine Laboratory, nos EUA. Durante esse período foi convidada para apoiar a Agência de Execução para a Investigação da Comissão Europeia na avaliação de projetos submetidos ao programa H2020, tendo desde então desempenhado papeis de vice-presidente, avaliadora e relatora. A licenciatura em Biologia Ambiental variante Marinha foi concluída em 2006 e o mestrado em Ecologia e Gestão Ambiental, em 2008, ano em que integrou uma equipa de investigação responsável pela avaliação ambiental e monitorização de diversos projetos e planos nacionais.

Além do Best Early Career Scientist Presentation Award recebeu em 2007 e 2011 dois prémios FLAD/IMAR, no âmbito dos quais estagiou em instituições científicas nos EUA. É autora de várias publicações científicas, algumas das quais em revistas da especialidade de topo, como é o caso da Nature Geoscience, sendo ainda revisora convidada em várias revistas científicas internacionais, como por exemplo a Conservation Biology, Ecological Indicators, Ecosphere.

 Katherine Mills, Jörn Schmidt e Catarina Frazão Santos
Catarina Frazão Santos com os investigadores Katherine Mills, da Gulf of Maine Research Institute, nos EUA e Jörn Schmidt, da Kiel University, na Alemanha, com quem coorganizou a sessão sobre vulnerabilidade e adaptação a alterações climáticas, durante a conferência internacional The Effects of Climate Change in the World’s Oceans, ocorrida o ano passado em Washington
Imagem cedida por CFS

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

Ao evocar o Terramoto de 1755, pretende-se ir construindo uma cultura de prevenção nos caminhos de Lisboa e, com isso, aumentar a resiliência e a segurança da capital face aos riscos de catástrofes. Ao passar pelo Campo Grande, o mote é o mesmo: “Ciências Faculdade + Resiliente + Segura”.

O Departamento de Engenharia Geográfica, Geofísica e Energia (DEGGE) de Ciências da ULisboa realiza um seminário sobre mobilidade sustentável no dia 19 de março de 2015.

À semelhança do que tem acontecido nos últimos anos, o Departamento de Química e Bioquímica de Ciências da ULisboa promove a realização de ações de formação para professores dos ensinos bá

O CVUniversitário é um curso teórico e prático de voluntariado universitário que pretende promover competências em voluntariado e contribuir para a implementação, disseminação e reconhecimento desta práti

A Exigo Consultores é uma empresa de consultoria em actividade desde 2001, focada na consultoria para o sector de saúde, principalmente a consultoria em economia da saúde, epidemiologia, análise matemática e esta

Se és Licenciado em Estatística Aplicada, Matemática Aplicada ou Matemática ou se és finalista de algum destes cursos, o Grupo Actualial pode ter a oferta de emprego que procuras.

Desvendado mistério com mais de meio século na atmosfera de Vénus.

Os painéis fotovoltaicos e a cobertura ecológica são dois exemplos de ações que visam a sustentabilidade do nosso campus e que podem ser replicadas noutros locais do país.

A Auchan Portugal Hipermercados pretende admitir Técnico de Reporting.

EU Joint Programme – Neurodegenerative Disease Research

A Unidade de Expressão Génica e Regulação do BioISI integra um dos dez consórcios europeus financiados pelo projeto “Common RNA-dependent pathways for motor-neuron degeneration in spinocerebellar muscular atrophy and amyotrophic lateral sclerosis”.

Dia 25 de Fevereiro, na Sala de Conferências da Reitoria da Universidade de Lisboa, das 10h00 às 12h30

A Bioenergetics, a equipa de Ciências da ULisboa, chegou à final do Leadership Tournament, venceu o desafio intermédio lançado pela SDG e prepara-se para participar na próxima edição do Global Management Challenge (GMC).

O Colégio Doutoral Mente-Cérebro tem como objetivo potenciar a capacidade organizacional, científica, formativa e técnica da Universidade de Lisboa (UL) no estudo da mente e do cérebro. O Colégio encontra-se aberto a todos os colegas com atividade nesta área que se proponham integrá-lo.

A. M. Galopim de Carvalho

2015 é o Ano Internacional dos Solos. O recurso fundamental à sobrevivência da humanidade surgiu no Silúrico superior, há cerca de 425 milhões de anos.

A Divisão de Ciências Físicas e Engenharia da King Abdullah University of Science and Technology (KAUST) está a oferecer oportunidades de estágios remunerados para estudantes, no seu campus da Arábia Saudita.

Pedro Veiga

Existem muitas tecnologias para aumentar a segurança no mundo dos computadores, mas muito mais importantes são os comportamentos de cada utilizador, em especial quando usam as populares e “gratuitas” aplicações.

SemEval 2015

André leal, aluno do mestrado em Engenharia Informática do Departamento de Informática (DI) de Ciências da ULisboa, obteve a segunda posição na SemEval-2015.

O "Enforcing Kids", projecto levado a cabo pelos alunos Cátia Raminhos e Jorge Santos, alunos de mestrado da FCUL, volta a

Bolsas LisMath

O Programa LisMath vai atribuir oito bolsas de doutoramento. As candidaturas terminam a 31 de março de 2015.

 

A Faculdade de Ciências da ULisboa, a Universidade Católica Portuguesa, o Fórum Empresarial da Economia do Mar e a Sociedade de Avaliação Estratégica e Risco assinaram a 3 de fevereiro de 2015 um protocolo de cooperação destinado a lançar a MARE STARTUP.

Candidaturas abertas para estudantes do ensino superior.

A MARE STARTUP conta com o suporte de mais de 600 investigadores do MARE – Centro de Ciências do Mar e Ambiente e da Universidade Católica Portuguesa (UCP).

Páginas