Porquê a FCUL?

Fotografia com pontos de interrogação
Octávio Pinto

Guilherme Gaspar, estudante do último ano do mestrado integrado em Engenharia da Energia e do Ambiente da FCUL não tem qualquer dúvida em recomendar o seu curso. Trata-se de um programa de estudos que assenta numa “área em destaque, não só no presente, mas também no futuro”.

O mesmo sucede com o colega Ricardo Leandro, igualmente inscrito no último ano daquele mestrado integrado. “Para além de ser um curso com uma enorme heterogeneidade de matérias em relação ao tema das energias renováveis, tem um protocolo de cooperação com o Laboratório Nacional de Energia e Geologia (LNEG), o que facilita o contacto para possíveis colaborações em projetos de diversas áreas relacionadas com a energia”.Cara de um rapaz

Legenda: Guilherme Gaspar

Ricardo Leandro salienta ainda a existência de outra cooperação, com o Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa – Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL) e que possibilita a frequência da disciplina Projeto Empresarial, do 3.º ano da licenciatura em Finanças e Contabilidade. “Os alunos de mestrado da FCUL com ideias inovadoras juntamente com os colegas do ISCTE-IUL formam grupos com o objetivo de criar uma ideia de negócio, desenvolvendo um plano de negócios e preparando inclusivamente a sua apresentação pública. Temos como exemplo, do sucesso desta cooperação, a empresa Science4you”, explica. A par das parcerias que enriquecem a oferta formativa da FCUL, o jovem estudante acrescenta ainda como mais-valia do curso, o contacto entre os docentes e os alunos, facto que permite a partilha de experiências e o esclarecimento de dúvidas com maior facilidade.Cara de um rapaz

Legenda: Ricardo Leandro

O mestrado integrado em Engenharia da Energia e do Ambiente existe desde o ano letivo de 2007/2008, sucedendo a licenciatura em Energia e Ambiente (pré-Bolonha). Até 2009/2010 a FCUL concedeu o grau de mestre a 15 estudantes deste curso, de acordo com dados oficiais do Registo de Alunos Inscritos e Diplomados do Ensino Superior. Os candidatos ao ensino superior podem consultar informações úteis sobre o curso, nomeadamente alguns dados sobre as saídas profissionais, no site Candidato a Ciências. A este propósito é de salientar que o European Renewable Energy Council prevê um crescimento fortíssimo a nível europeu da indústria das energias renováveis, estimando dois milhões de postos de trabalho na Europa em 2020. Segundo a Unidade Académica atualmente a FCUL tem inscritos no 1.º ano deste curso 69 estudantes e no último ano letivo 93.

Para Guilherme Gaspar o curso da FCUL está “virado sobretudo para as energias renováveis e para a eficiência energética, formando técnicos que podem vir a contribuir para uma sociedade melhor, mediante o grande apoio e disponibilidade dos docentes, fundamentais para a aprendizagem dos alunos”. O jovem de 23 anos já teve hipótese de escrever um artigo científico, juntamente com Miguel Centeno Brito, investigador do Departamento de Engenharia Geográfica, Geofísica e Energia, e apresentá-lo sob a forma de poster durante a CPV-7, uma das mais importantes conferências científicas relacionadas com a tecnologia de concentração fotovoltaica, ocorrida em abril do ano passado.

Este tipo de experiência é relevante não só para os alunos, como também para a Faculdade. Guilherme Gaspar sente-se motivado com o seu trabalho académico e deseja contribuir para uma sociedade mais justa e sustentável. Também Ricardo Leandro foi coautor de duas comunicações apresentadas sob a forma de poster naquele evento científico. “Aprendemos bastante sobre os procedimentos que devemos adotar na redação de um artigo científico e ainda mais sobre o tema em que incidiu o nosso trabalho. A publicação do projeto também veio a ser um elemento importante no nosso currículo, sendo de bastante relevância no momento da procura de emprego”, realça o estudante que considerou fundamental o trabalho da orientadora Filipa Reis, estudante de doutoramento ao abrigo do Programa MIT Portugal.

Por ora os candidatos ao ensino superior inscrevem-se para a 1.ª fase dos exames nacionais do ensino secundário, previstos para a 2.ª quinzena de junho. Nos próximos meses muitos decidem que rumo irão dar às suas vidas. Descobre. Escolhe. Concorre. Assim é o slogan da Direção-Geral do Ensino Superior. A FCUL aconselha Engenharia da Energia e do Ambiente.

Texto escrito conforme o Acordo Ortográfico - convertido pelo Lince.

Ana Subtil Simões, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt
Pessoas estudam numa mesa na biblioteca

“Acho que qualquer aluno consegue ser bom, se tiver uma boa disciplina de trabalho e objetivos concretos”. Quem o diz Gonalo Faria da Silva, estudante do 3. ano de Biologia.

No penltimo dia de maro realiza-se a quinta e ltima sesso do workshop destinado a preparar os estudantes para a obteno do 1. emprego.

Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sesso de recrutamento em Cincias. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a insero profissional dos seus diplomados.

O evento uma organizao conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurana Informtica do DI-FCUL.

O DM est na Futurlia

Pessoas a andar junto ao C8

Para Duarte Flor, presidente da associao acadmica e aluno do 12. ano em Cincias, importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalaes de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espao onde o sentimento de pertena a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictrica da atividade cientfica da FCUL inaugurada a 13 de maro. Conhea as razes pelas quais deve visitar a exposio.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lanamento do livro ainda no pblica, mas o evento dever ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Cincias da Natureza e Cincias Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer at abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presena no evento, juntamente com outras unidades orgnicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colgios doutorais em reas transversais. Opinio de Maria Amlia Martins-Louo.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de maro e organizada pelos Departamentos de Fsica e de Informtica.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro esto abertas inscries para a admisso de novos voluntrios.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avanados" com mais quatro instituies universitrias portuguesas e brasileiras.

Fotografia de alunos procuram informações junto a uma banca no átrio do C3

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estgios e Insero Profissional da FCUL.

Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edio do curso realiza-se j em 2012.

Outra forma de fazer turismo.

Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25.Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25

O Encontro decorreu em Junho no GeoFCUL.

Páginas