Ambiente

Hack the Planet 2017

Hack the Planet 2017 é uma iniciativa com cinco Hackathons em Portugal. 

A iniciativa surge da parceria da BGI com o EIT Climate- KIC Portugal hub - Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia, que tem como principal missão criar um crescimento sustentável, através da mitigação e adaptação às alterações climáticas. 

O que devemos ao Futuro?

A conferência conta com a participação de Jorge Marques da Silva e Cristina Branquinho, da FCUL.

Uma organização da Sociedade de Ética Ambiental (SEA), em colaboração com o Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa (CFUL) e com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian. Na conferência, terá lugar o lançamento do livro de Cristina Beckert Do Animal à Biosfera, uma edição CFUL.

Ação Climática: municípios em adaptação

Uma iniciativa da Cascais Ambiente e da Câmara Municipal de Cascais, que serve de base para a apresentação do primeiro plano municipal de ação para a adaptação às alterações climáticas em Portugal.

Este inovador Plano de Ação, promovido pela Cascais Ambiente e elaborado em parceria com a Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, consiste num ambicioso compromisso político que visa implementar até 2030, 13 medidas de adaptação que integram 80 ações.

Stable isotopes in Ecology and Environment: a tool to integrate scales and complexity

Currently, climate changes or alterations are known to be reflected on the stable isotope ratios of Hydrogen, Nitrogen, Carbon, Oxygen and Sulphur present in atmospheric gas forms, fresh or ocean water, as well as in plants and animals and organic matter in the soil. Samples from those matrices can provide a record for such changes across a given length of time and / or space. Also, ecological and physiological processes often reflect on stable isotope ratios, again setting a record in plant, animal or other living tissues.

Urban Ecology: the green within the city

The continuous urban development associated with the growth of the world population has become one of the most important challenges of the present time. Today, cities accommodate more than 54% of the world's population, a proportion that is expected to increase to 70% by 2050. Trends in urbanization show that cities are becoming more complex and heterogeneous social-ecological systems with growing demand for natural resources mainly for infrastructure, housing, food, water, and energy.

Páginas