Semana da Ciência e da Tecnologia

Dia Nacional da Cultura Científica

Participantes satisfeitos com “O que é investigar História da Ciência?” e Tertúlia Vinho com Ciência

Última Revisão —
Amália Martins-Loução e Manuel Heitor
A Cerimónia de Atribuição dos Prémios Ciência Viva 2021 ocorreu no Dia Nacional da Cultura Científica. Maria Amélia Martins-Loução recebeu o Grande Prémio Ciência Viva pelas mãos de Manuel Heitor, ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior
Fonte Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Todas as semanas são boas para dar a conhecer os cientistas e o que investigam, assim como os seus contributos para o avanço do conhecimento, ainda assim há semanas mais especiais que outras. Esta é uma delas.

Esta quarta-feira, por exemplo, celebra-se o Dia Nacional da Cultura Científica, uma data especial, que se comemora há precisamente 25 anos, criada com o intuito de homenagear o divulgador de ciência Rómulo de Carvalho, que nasceu nesta data e por iniciativa de José Mariano Gago, na época ministro da Ciência.

Hoje, por ocasião desta data especial e da Semana da Ciência e da Tecnologia realiza-se também a Cerimónia de Atribuição dos Prémios Ciência Viva 2021, que premeia uma vez mais uma professora cientista da “casa” com o Grande Prémio Ciência Viva, este ano atribuído a Maria Amélia Martins-Loução. A cerimónia é transmitida em direto pelo canal YouTube.

 

 

A Faculdade adere a este tipo de iniciativa desde sempre. Ontem o dia foi repleto de atividades. Nesta semana e nas restantes do ano não faltam outros exemplos de ações de divulgação, que também cumprem o propósito de promover a cultura científica, como é o caso do Dia da Investigação do Departamento de Física ou do ciclo Conversas finitas no C-infinito.

Átrio C4 com pessoas
“O que é investigar História da Ciência?” teve como finalidade dar a conhecer aos alunos da Faculdade o que se faz no CIUHCT
Fonte ACI Ciências ULisboa

Pedro Rento teve conhecimento do evento “O que é investigar História da Ciência?” através de um amigo. O jovem aluno está a terminar a licenciatura em Física e frequenta agora, também, o mestrado em História e Filosofia das Ciências, por isso decidiu participar no acontecimento. “Gostei bastante. Alguns dos oradores são meus docentes e já conhecia das aulas, mas outros não. Foi muito bom e particularmente interessante para conhecer as aplicações do conhecimento, a interdisciplinaridade existente nestas áreas e a utilidade filosófica e científica de cada área do conhecimento”, diz.

Ana Duarte Rodrigues, coordenadora do Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia (CIUHCT), refere a propósito desta iniciativa, que cada vez há mais pontes com colegas de outras áreas da Faculdade e que o objetivo da iniciativa foi precisamente dar a conhecer junto dos alunos da Faculdade o que se faz nesta unidade de investigação. Pedro Freitas, seu colega e quem teve a ideia do encontro, menciona também que a Semana da Ciência e da Tecnologia é sempre uma boa ocasião para os estudantes terem acesso a outro tipo de conhecimento, diferente daquele que adquirem nas aulas. Por isso no final da sessão ofereceram livros aos alunos presentes.

João Honrado está no último ano de Matemática “pura” e teve conhecimento desta atividade pela rede social Meta. Decidiu comparecer porque está interessado em seguir investigação em História da Matemática e da Ciência. Para este jovem a sessão foi bem organizada, simples e casual. “Fiquei com uma ideia clara do que se faz neste centro e das perspetivas que alguém pode ter ao ingressar nesta carreira”, conclui.

Scritpta manent. O que se escreve, fica, permanece.
Mais Superior divulga Tertúlia Vinho com Ciência

“Neste momento há cada vez mais a preocupação não só de fazer bem, como dar a conhecer o que se faz bem, para que a sociedade também veja e perceba a importância de investir em Ciência”, diz Rui Malhó, um dos oradores da Tertúlia Vinho com Ciência e que nesse dia apresentou de forma muito sucinta alguns dos projetos de investigação em curso na Faculdade e em particular no Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (BioISI).

Nesta sexta edição, voltaram a ter parceiros científicos e empresarias, nomeadamente o Instituto Dom Luiz, já que o tema em foco este ano foi as alterações climáticas, e a Associação de Viticultores do Concelho de Palmela, uma das entidades parceiras do Regenerative agricultural approaches to improve ecosystem services in Mediterranean vineyards (Revine), um projeto liderado em Portugal pelos cientistas do BioISI Ciências ULisboa, iniciado em maio deste ano e que faz parte da parceria PRIMA, como anunciado no comunicado de imprensa.

Rui Malhó na Tertúlia
“Neste momento há cada vez mais a preocupação não só de fazer bem, como dar a conhecer o que se faz bem, para que a sociedade também veja e perceba a importância de investir em Ciência”, diz Rui Malhó
Fonte GPS BioISI Ciências ULisboa

Na sua apresentação, Rui Malhó destacou alguns dos estudos mais importantes do BioISi nesta área, como é o caso do artigo sobre genótipos de videira, um dos cinco melhores do Journal of Experimental Botany, dos trabalhos realizados ao nível da fenotipagem e do Smart Farm Colab, entre outros. “Há um projeto muito interessante que tem sido desenvolvido também em parceria com empresas no Tec Labs e com o grupo do professor Rogério Tenreiro e tem tido uma aplicabilidade imediata”, conta acrescentando que se trata de uma colaboração com a Proenol, principal fornecedora de leveduras para fermentação, vinhos, espumantes, a nível nacional e internacional. Rui Malhó menciona ainda que “há uma procura grande no sentido da diminuição da utilização de pesticidas e químicos nos solos e têm sido feitas análises para verificar se isso altera o sabor e o cheiro dos vinhos”, concluindo que cada vez mais se procura diminuir o hiato entre a academia e a indústria.

Gabriela Ricardo foi uma das participantes desta tertúlia, num dia significativo para a sua pessoa. A 23 de novembro terminou a tese no Tec Labs no âmbito do curso de Microbiologia. Foi a primeira vez que participou e teve conhecimento do evento através do Instagram do grupo de investigação Grapevine Pathogen Systems Lab do BioISI Ciências ULisboa, liderado por Andreia Figueiredo. Guilherme Moreira, antigo aluno de licenciatura e de mestrado da Faculdade e atualmente a frequentar o doutoramento em Bioquímica, participou com os colegas e amigos pela terceira vez no acontecimento. “As temáticas abordadas são muito interessantes. Acho importantíssimo não só para ligar a nossa comunidade, mas também pela possibilidade de se abordarem estes temas e outros”, diz.

A Semana da Ciência e da Tecnologia decorre até domingo e continua a procurar atrair a atenção de toda a sociedade para a atividade científica presente nas instituições portuguesas. Esta sexta-feira, Marta Lourenço, diretora do Museu Nacional de História Natural e da Ciência, conversa sobre o filme "Palimpsest of the Africa Museum", após a sua projeção, e sobre a situação portuguesa dos museus.

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Miguel Ramos

Miguel Ramos, professor do Departamento de Matemática da FCUL, faleceu esta quinta-feira, dia 3 de janeiro. O corpo será velado no dia 5 de janeiro, entre as 17h00 e as 24h00, na Capela da Igreja das Furnas, em São Domingos de Benfica, assim como no dia 6 de janeiro, a partir das 12h00, seguindo-se a missa pelas 15h00. A cerimónia de cremação ocorre no Cemitério dos Olivais.

Miguel Ramos (1963-2013)

Estão disponíveis os calendários de exames do 2º ciclo para as seguintes áreas:

- Mestrados de Engenharia Geográfica e SIG

Repórter e câmara de filmar

Após as palavras , chegam os sons e as imagens  do dia em que a FCUL voltou a fazer parte da “Rota das Vocações de Futuro” da associação EPIS. A reportagem está disponível na página do YouTube da Faculdade, bem como na pasta de vídeos do Facebook.

 

O histórico de aluno no Portal da FCUL foi atualizado e renovado.

Relembramos que pode utilizar os vários meios ao dispor para deixar comentários ou sugestões sobre os serviços da FCUL.

Bruno Almeida, doutorado em História das Ciências pela Secção Autónoma de História e Filosofia das Ciências da FCUL e membro do Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia, ganha "Prémio Cultura 2012" atribuído pela Sociedade de Geografia de Lisboa.

Alunos informam-se sobre programas de mobilidade internacional

“É uma grande oportunidade que estou a ter, a Faculdade dá um grande apoio aos alunos. (…) Estou a gostar do convívio com os colegas, das aulas, das disciplinas e da cultura portuguesa”, sublinha Daniel Martins, aluno oriundo do Brasil a estudar Biologia na FCUL.

Pela 2.ª vez, o Dia Internacional proporcionou a divulgação de programas de mobilidade internacional junto dos alunos, esclarecendo dúvidas e curiosidades. Durante o acontecimento, trocaram-se experiências, conheceram-se hábitos e tradições de diferentes países e, acima de tudo, enalteceu-se o espírito de convívio em ambiente "além-fronteiras".

Candidaturas para Base de Recrutamento de Professores Auxiliares Convidados do DF

“MARAVILHAR-SE: reaproximar a criança da Natureza” 

Foi duplicado o espaço de armazenamento nas áreas de alunos. A nova quota é agora de 1 Gb.

 

Com o intuito de inovar e proporcionar os melhores temas aos alunos da Faculdade de Ciências no que diz respeito às novas tecnologias, a

David Luz e Pedro Machado, investigadores do Centro de Astronomia e Astrofísica da UL, fazem parte de uma equipa de investigadores que ao fim de dois anos conseguiu medir os ventos da atmosfera de Vénus a partir da Terra. Até então, só era possível fazê-lo recorrendo a sondas espaciais.

À semelhança dos anos anteriores o Departamento de Química e Bioquímica vai promover a realização de Ações de Formação para os professores do Ensino Básico e Secundário na modalidade oficina.

Encontram-se abertos concursos para recrutamento postos de trabalho de Professor Auxiliar, nas áreas disciplinares de Meteorologia, de Geofísica, de Engenharia Geográfica e de Oceanografia Física, Astronomia e Astrofísica, constantes do mapa de pessoal docente d

Empresa Outmind trabalha o conceito de marketing sensorial aliado à tecnologia

“Queremos dar a conhecer um novo espaço, uma nova marca, uma nova estratégia para o Tec Labs e também, claramente, incentivar as pessoas a terem uma atitude diferente face ao empreendedorismo”, sublinhou Luís Matos Martins, presidente do Conselho de Administração do Tec Labs.

Imagem alusiva à extração de óleos essenciais

Aquele que é hoje conhecido como o ISEO teve início em setembro de 1969, quando quatro cientistas da área da farmacognosia se reuniram, informalmente, em Leiden, na Holanda, para discutir problemas comuns, relacionados com a análise de óleos essenciais. Docentes/investigadores da FCUL participam, desde 1989, nesse congresso e já o organizaram por duas vezes.

Membros de uma tuna, durante uma atuação

Diário de bordo da nave Esperança. Uma viagem por um dos acontecimentos musicais da comunidade académica com especial tradição…

Pormenor de obra de arte

Invest in our future, invest in science”. A mensagem é clara, concisa e direta. Por um mundo melhor, um grupo de personalidades do Champalimaud Neuroscience Programme lançou recentemente um blogue no qual procuram sensibilizar a comunidade para a importância da ciência nas nossas vidas.

Está aberto concurso, até ao dia 07 de dezembro de 2012, para admissão de voluntários para a prestação de serviço em regime de contrato na Categoria de Oficial Técnico Superior Naval (TSN) e Oficial Técnico Naval (TN).

Páginas