CIUHCT

O lado brilhante do Universo

O dia 29 de maio marcou o centenário das observações do eclipse solar total de 1919, em Sobral (Brasil), e na ilha do Príncipe (São Tomé e Príncipe), observações de que resultou a confirmação de uma das previsões da teoria da relatividade geral de Einstein.

Cem anos depois, a nossa visão do Universo é extraordinariamente mais vasta do que aquilo que era conhecido ao tempo de Einstein. O astrónomo americano Edwin Hubble mostrou entretanto que a nossa galáxia é apenas uma num oceano cósmico povoado por outras galáxias.

Legados coloniais na agricultura do vale do Limpopo, Moçambique

Este seminário destina-se à apresentação de trabalhos em curso sobre as inter-relações entre conhecimento científico, tecnologia e formações imperiais. O seminário convoca historiadores, antropólogos e cientistas sociais em geral para uma reflexão conjunta e interdisciplinar sobre a ciência e o fenómeno colonial.

Realiza-se nas segundas quartas-feiras de cada mês, das 12h30 às 13h30, alternadamente na Faculdade de Ciências e no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.

Instrumentos de papel: como usar as volvelles no Astronomicum Caesareum (1540)

Este seminário é um curso livre, aberto à comunidade académica e a todos os interessados, com entrada gratuita. É organizado pelo CIUHCT e pelo Departamento de História e Filosofia das Ciências (FCUL) desde 2018, e é dedicado à História da Astronomia Antiga, estendendo o conceito aos aspetos históricos da disciplina, ou de outras que com ela se relacionaram, até ao século XIX.

Páginas