Semana da Ciência e da Tecnologia

Dia Nacional da Cultura Científica

Participantes satisfeitos com “O que é investigar História da Ciência?” e Tertúlia Vinho com Ciência

Última Revisão —
Amália Martins-Loução e Manuel Heitor
A Cerimónia de Atribuição dos Prémios Ciência Viva 2021 ocorreu no Dia Nacional da Cultura Científica. Maria Amélia Martins-Loução recebeu o Grande Prémio Ciência Viva pelas mãos de Manuel Heitor, ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior
Fonte Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Todas as semanas são boas para dar a conhecer os cientistas e o que investigam, assim como os seus contributos para o avanço do conhecimento, ainda assim há semanas mais especiais que outras. Esta é uma delas.

Esta quarta-feira, por exemplo, celebra-se o Dia Nacional da Cultura Científica, uma data especial, que se comemora há precisamente 25 anos, criada com o intuito de homenagear o divulgador de ciência Rómulo de Carvalho, que nasceu nesta data e por iniciativa de José Mariano Gago, na época ministro da Ciência.

Hoje, por ocasião desta data especial e da Semana da Ciência e da Tecnologia realiza-se também a Cerimónia de Atribuição dos Prémios Ciência Viva 2021, que premeia uma vez mais uma professora cientista da “casa” com o Grande Prémio Ciência Viva, este ano atribuído a Maria Amélia Martins-Loução. A cerimónia é transmitida em direto pelo canal YouTube.

 

 

A Faculdade adere a este tipo de iniciativa desde sempre. Ontem o dia foi repleto de atividades. Nesta semana e nas restantes do ano não faltam outros exemplos de ações de divulgação, que também cumprem o propósito de promover a cultura científica, como é o caso do Dia da Investigação do Departamento de Física ou do ciclo Conversas finitas no C-infinito.

Átrio C4 com pessoas
“O que é investigar História da Ciência?” teve como finalidade dar a conhecer aos alunos da Faculdade o que se faz no CIUHCT
Fonte ACI Ciências ULisboa

Pedro Rento teve conhecimento do evento “O que é investigar História da Ciência?” através de um amigo. O jovem aluno está a terminar a licenciatura em Física e frequenta agora, também, o mestrado em História e Filosofia das Ciências, por isso decidiu participar no acontecimento. “Gostei bastante. Alguns dos oradores são meus docentes e já conhecia das aulas, mas outros não. Foi muito bom e particularmente interessante para conhecer as aplicações do conhecimento, a interdisciplinaridade existente nestas áreas e a utilidade filosófica e científica de cada área do conhecimento”, diz.

Ana Duarte Rodrigues, coordenadora do Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia (CIUHCT), refere a propósito desta iniciativa, que cada vez há mais pontes com colegas de outras áreas da Faculdade e que o objetivo da iniciativa foi precisamente dar a conhecer junto dos alunos da Faculdade o que se faz nesta unidade de investigação. Pedro Freitas, seu colega e quem teve a ideia do encontro, menciona também que a Semana da Ciência e da Tecnologia é sempre uma boa ocasião para os estudantes terem acesso a outro tipo de conhecimento, diferente daquele que adquirem nas aulas. Por isso no final da sessão ofereceram livros aos alunos presentes.

João Honrado está no último ano de Matemática “pura” e teve conhecimento desta atividade pela rede social Meta. Decidiu comparecer porque está interessado em seguir investigação em História da Matemática e da Ciência. Para este jovem a sessão foi bem organizada, simples e casual. “Fiquei com uma ideia clara do que se faz neste centro e das perspetivas que alguém pode ter ao ingressar nesta carreira”, conclui.

Scritpta manent. O que se escreve, fica, permanece.
Mais Superior divulga Tertúlia Vinho com Ciência

“Neste momento há cada vez mais a preocupação não só de fazer bem, como dar a conhecer o que se faz bem, para que a sociedade também veja e perceba a importância de investir em Ciência”, diz Rui Malhó, um dos oradores da Tertúlia Vinho com Ciência e que nesse dia apresentou de forma muito sucinta alguns dos projetos de investigação em curso na Faculdade e em particular no Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (BioISI).

Nesta sexta edição, voltaram a ter parceiros científicos e empresarias, nomeadamente o Instituto Dom Luiz, já que o tema em foco este ano foi as alterações climáticas, e a Associação de Viticultores do Concelho de Palmela, uma das entidades parceiras do Regenerative agricultural approaches to improve ecosystem services in Mediterranean vineyards (Revine), um projeto liderado em Portugal pelos cientistas do BioISI Ciências ULisboa, iniciado em maio deste ano e que faz parte da parceria PRIMA, como anunciado no comunicado de imprensa.

Rui Malhó na Tertúlia
“Neste momento há cada vez mais a preocupação não só de fazer bem, como dar a conhecer o que se faz bem, para que a sociedade também veja e perceba a importância de investir em Ciência”, diz Rui Malhó
Fonte GPS BioISI Ciências ULisboa

Na sua apresentação, Rui Malhó destacou alguns dos estudos mais importantes do BioISi nesta área, como é o caso do artigo sobre genótipos de videira, um dos cinco melhores do Journal of Experimental Botany, dos trabalhos realizados ao nível da fenotipagem e do Smart Farm Colab, entre outros. “Há um projeto muito interessante que tem sido desenvolvido também em parceria com empresas no Tec Labs e com o grupo do professor Rogério Tenreiro e tem tido uma aplicabilidade imediata”, conta acrescentando que se trata de uma colaboração com a Proenol, principal fornecedora de leveduras para fermentação, vinhos, espumantes, a nível nacional e internacional. Rui Malhó menciona ainda que “há uma procura grande no sentido da diminuição da utilização de pesticidas e químicos nos solos e têm sido feitas análises para verificar se isso altera o sabor e o cheiro dos vinhos”, concluindo que cada vez mais se procura diminuir o hiato entre a academia e a indústria.

Gabriela Ricardo foi uma das participantes desta tertúlia, num dia significativo para a sua pessoa. A 23 de novembro terminou a tese no Tec Labs no âmbito do curso de Microbiologia. Foi a primeira vez que participou e teve conhecimento do evento através do Instagram do grupo de investigação Grapevine Pathogen Systems Lab do BioISI Ciências ULisboa, liderado por Andreia Figueiredo. Guilherme Moreira, antigo aluno de licenciatura e de mestrado da Faculdade e atualmente a frequentar o doutoramento em Bioquímica, participou com os colegas e amigos pela terceira vez no acontecimento. “As temáticas abordadas são muito interessantes. Acho importantíssimo não só para ligar a nossa comunidade, mas também pela possibilidade de se abordarem estes temas e outros”, diz.

A Semana da Ciência e da Tecnologia decorre até domingo e continua a procurar atrair a atenção de toda a sociedade para a atividade científica presente nas instituições portuguesas. Esta sexta-feira, Marta Lourenço, diretora do Museu Nacional de História Natural e da Ciência, conversa sobre o filme "Palimpsest of the Africa Museum", após a sua projeção, e sobre a situação portuguesa dos museus.

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Rosto de Luísa Maria Abrantes

“A professora Luísa Maria Abrantes será sempre recordada pela sua enorme dedicação e empenho durante os 40 anos de serviço a esta casa”, refere o seu colega e amigo Jorge P. Correia.

A FCUL volta a marcar presença na Futurália, na FIL, no Parque das Nações, juntamente com outras unidades orgânicas da UL, entre 13 e 16 de março.

“Foi o professor Henrique Leitão que me alertou para o facto de a questão do real impacto de Pedro Nunes na náutica do seu tempo estar por resolver.

“Foi o professor Henrique Leitão que me alertou para o facto de a questão do real impacto de Pedro Nunes na náutica do seu tempo estar por resolver. A tese e o prémio foram passos saborosos de um caminho longo mas que tem todo o potencial de ser gratificante e divertido”, reforça Bruno Almeida, vencedor do Prémio Cultura 2012 atribuído pela Sociedade de Geografia de Lisboa.

A reportagem multimédia sobre o Dia Aberto em Ciências inclui testemunhos de candidatos ao ensino superior, alunos e professores da FCUL, colaboradores desta iniciativa.

Prémio SAHFC 2012 - Marta Macedo

Prémio SAHFC

  A Comissão Executiva da Secção Autónoma de História e Filosofia das Ciências (SAHFC) atribui a anualmente o Prémio SAHFC.

O Grupo de Surdez do BioFIG-FCUL, coordenado por Graça Fialho, já analisou cerca de 400 famílias portuguesas afetadas com surdez hereditária. A primeira tese de doutoramento realizada em Portugal na área da genética da surdez foi defendida em 2012, na UL, por Tiago Matos.

Anfiteatro da FCUL

Cerca de 100 alunos de 15 escolas secundárias da zona de Lisboa participaram na 9.ª edição da ação de divulgação da Física de Partículas.

“Portugal é o principal destino dos estudantes brasileiros de graduação bolsistas do Programa Ciência sem Fronteiras.

“Acho que este tipo de ações é bastante útil porque, nesta altura, precisamos de todas as informações possíveis para podermos fazer uma escolha certa”, declara Maria Buzaglo, aluna do 12.º ano, a frequentar o curso de Ciências e Tecnologias na Escola Secundária de Pedro Nunes.

Alunos no átrio do C3

O Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional organizou uma sessão de acolhimento aos cerca de 30 novos alunos de mobilidade para o 2.º semestre.

Em 2000, a UL atribuiu o título de doutor honoris causa a Laurens de Haan. Em 2013, outro gigante dos Extremos, Ross Leadbetter, honrará a UL ao aceitar a mesma distinção. Quando a universidade honra investigadores desta importância está também a honrar-se.

O Departamento de Matemática da FCUL e o CMAF organizam dois mini-cursos de Sistemas Dinâmicos de 17 a 24 de Abril 2013. Os oradores serão Rafael Ortega da Universidade de Granada e Pedro Miguel Duarte do DM da FCUL.

Gulf Labor Markets and Migration Program (GLMMP), a joint program of the European University Institute (EUI - Florence) and the Gulf Research Center (GRC - Jeddah, Geneva, Cambridge), seeks two Research Assistants (Demographer/Statistician and Lawyer).

Rosto de Vanda Brotas

Estudar a clorofila, único parâmetro biológico visível do espaço, constitui uma ferramenta essencial para se perceber se o clima está a mudar. Este artigo foi publicado no jornal "Público" no passado dia 16 de fevereiro.

Servidor da FCUL

As ações de modernização e de alargamento do Centro de Dados da FCUL ocorreram no verão de 2012. A Unidade de Informática continua a apostar na renovação das condições tecnológicas do campus.

Ilustração de animais

A Âncora Editora define-se como uma editora generalista, que tem vindo a dedicar-se, sobretudo, à publicação de autores portugueses. Até agora A. M. Galopim de Carvalho é o autor com o maior número de livros editados.

O projecto de investigação NAADIR que envolve a Faculade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa e a Faculdade de Ciências da Universidade de L

Átrio do C6

Para os SASUL ainda é prematuro avaliar o Programa Alimentação UL, cujo orçamento se estima ser na ordem dos 192.000,00 €.

Iain Mattaj, diretor-geral do EMBL

“Estou impressionado com a energia que existe na Faculdade e o número de pessoas que aqui trabalham. Acho que estão bem organizados para trabalhar em equipa!”, declara Iain Mattaj, diretor-geral do European Molecular Biology Laboratory, depois de visitar alguns dos laboratórios da FCUL.

Logotipo da inicativa Programa Alimentação UL

O Menu Estudante custa 2,40€ e inclui sopa, prato principal, sobremesa, pão e bebida. A partir de fevereiro o Espaço Estudante, localizado no edifício C6, também vai dispor de micro-ondas permitindo dessa forma o aquecimento de refeições.

Ester Luísa Rodrigues Dias, professora jubilada do extinto Departamento de Educação da FCUL, faleceu no dia 11 de fevereiro de 2013.

As ações de formação e de sensibilização em segurança e saúde do trabalho procuram divulgar conhecimentos teóricos e práticos de maneira a prevenir acidentes de trabalho e doenças profissionais, permitindo também  intervenções eficazes e eficientes em casos de emergência.

Páginas