Universidade Eduardo Mondlane visita Ciências

Amália Uamusse
GCIC

Este verão, a Faculdade de Ciências da ULisboa recebeu a visita da diretora da Faculdade de Ciências da Universidade Eduardo Mondlane, Amália Uamusse.

Durante três dias, os Departamentos de Química e Bioquímica, Biologia Animal, Biologia Vegetal, Geologia, Informática, Estatística e Investigação Operacional e Matemática, receberam a professora em reuniões departamentais onde apresentaram as suas competências, estrutura, objetivos e deram a conhecer os respetivos centros de investigação.

Esta é a segunda vez que a professora visita Ciências. Em 2011 esteve presente nas comemorações do centenário da FCUL.

O protocolo de colaboração entre as duas faculdades que pressupôs a “conceção e desenvolvimento de formação pós-graduada nas áreas de Química, Mar, Ambiente, Matemática e Informática”, havia sido assinado em dezembro de 2010.

“Após a assinatura do protocolo, foram criados grupos de trabalho com três membros da FCUL e três membros da Faculdade de Ciências da Universidade Eduardo Mondlane. Nessa altura, ficou definido que o nosso protocolo cobria a formação avançada e as pós-graduações. Foi nesse sentido que o grupo de trabalho atuou, definindo quais as necessidades dentro das áreas da Química, da Matemática e Biologia e de que forma Ciências poderia ajudar-nos. Desenvolveram-se planos curriculares e identificaram-se as áreas em que seria necessário receber docentes em Moçambique”, explicou Amália Uamusse.

A atual vinda à Faculdade de Ciências da ULisboa, teve por objetivo “identificar formas de operacionalizar este protocolo em termos de financiamento, encontrar apoio para o desenvolvimento da formação avançada e aprofundar cenários de investigação conjunta. Para além da possibilidade do uso de laboratórios, seria interessante que Ciências recebesse investigadores da Faculdade de Ciências da Universidade Eduardo Mondlane, e também docentes para frequentar formações”.

José Guerreiro, professor do Departamento de Biologia Animal de Ciências, refere a este propósito que “foram identificadas novas áreas de cooperação científica de interesse para ambas as instituições e em áreas consideradas estratégicas”.

Campus de Ciências
Fonte: GCIC
Legenda: Amália Uamusse também visitou laboratórios e espaços de aulas

Alguns professores de Ciências têm já desenvolvido trabalhos conjuntos com esta instituição. A pós-graduação de Biologia Aquática e Ecossistemas Costeiros é uma das formações que tem recebido o apoio de docentes do Departamento de Biologia de Ciências.

Rita Zilhão, professora do Departamento de Biologia Vegetal, lecionou naquela instituição um curso intensivo de Biologia Molecular, em 2013. Neste momento, a docente foi indicada como membro da equipa portuguesa responsável pela montagem do Laboratório de Biotecnologia do Departamento de Ciências Biológicas da Faculdade de Ciências da Universidade Eduardo Mondlane. Em Portugal, aguarda a possibilidade de receber dois alunos daquela Faculdade para o mestrado em Biologia Molecular e Genética.

“Julgo de grande importância podermos contribuir para a formação dos quadros nacionais, atuais e futuros, de um país que se encontra em franca progressão e que está muito aberto à nossa participação no seu desenvolvimento. A colaboração na área da Biologia Molecular responde às necessidades atuais da Universidade e do país pois trata-se de uma área do conhecimento que está na base de muitas outras ciências e atividades, todas elas capazes de gerar emprego”, reforçou a professora de Ciências.

Perspetiva-se que a ligação entre as duas instituições continue a ser fomentada. Em 2015, dois alunos daquele país vão ser recebidos no Departamento de Química e Bioquímica de Ciências.

Para a professora daquela instituição, esta visita revelou-se produtiva já que, como explicou, “para além do encontro com os docentes e com os coordenadores dos centros, tive muito mais tempo para saber o que fazem os departamentos a nível da docência, os centros na sua investigação e ainda visitei diferentes laboratórios e espaços de aula, o que é bastante enriquecedor”.

João Cabral, professor do Departamento de Geologia de Ciências, foi um dos docentes da Faculdade que acompanhou esta visita tendo conversado com Amália Uamusse. O Departamento de Geologia tem muito interesse em colaborar com a Universidade Eduardo Mondlane, preferencialmente, na área dos recursos naturais, passando pelos recursos minerais,  hidrocarbonetos (petróleo e gás), águas subterrâneas, ambiente e riscos geológicos. “A cooperação é de grande interesse atendendo à abertura a novas atividades de docência e temáticas de investigação, bem como a eventuais cooperações com a indústria”, disse João Cabral justificando a declaração face ao “pleno desenvolvimento daquele país” e as “extraordinárias potencialidades no domínio da Geologia”.

Nesta altura, a Faculdade de Ciências da Universidade Eduardo Mondlane tem 13 licenciaturas (Biologia Aplicada, Biologia e Saúde, Ecologia e Conservação da Biodiversidade Terrestre, Biologia Aquática e Ecossistemas Costeiros, Física, Meteorologia, Química, Geologia, Cartografia e Pesquisa Geológica, Matemática, Estatística, Ciências Computacionais e Ciências Geográficas), cinco mestrados (Biologia Aquática e Ecossistemas Costeiros, Informática, Física, Química dos Recursos Naturais e Gestão dos Recursos Minerais) e um programa de doutoramento (Ciência e Tecnologia da Energia). No total, 3865 alunos frequentam a graduação em regime de licenciatura, 66 em mestrado e oito em doutoramento.

Raquel Salgueira Póvoas com Ana Subtil Simões, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura
info.ciencias@fc.ul.pt
Foto de entrega de prémio aos vencedores

No âmbito do projeto Invasives e como atividade inserida na

Dia Nacional dos Cientistas - 16 de maio

O Dia Nacional dos Cientistas foi instituído em 2016 por Resolução da Assembleia da República com o objetivo de reconhecer e celebrar a contribuição vital dos cientistas para o progresso da sociedade.

CIÊNCIAS e OKEANOS em parceria para monitorizar biodiversidade e alterações dos ecossistemas marinhos

O projeto foca-se em seis espécies que nidificam no Atlântico Norte, cuja ecologia e até a taxonomia são muito pouco conhecidas, por serem muito difíceis de estudar: estas aves são exclusivamente noturnas em terra, não pesam mais que 50 gramas e nidificam em pequenas cavidades em rochas ou solo.

Reitoria da ULisboa

O CWUR 2024 avaliou de entre 20.966 instituições de ensino superior e atribuiu à ULisboa o 211.º lugar (top 1.1%) e a 80.ª posição no panorama europeu.

Fotografia de participantes na Training School

Realizou-se em Portugal, mais precisamente em CIÊNCIAS, no CE3C, de a 6 a 9 de maio a training school

Participantes no Dia Aberto

O campus ganhou vida, cor e energia proveniente do entusiasmo dos cerca de 2000 alunos de 170 escolas de norte a sul do País.

CIÊNCIAS esteve presente nesta edição, com a participação dos docentes do Departamento de Física: Alexandre Cabral, no painel de abertura “À conversa sobre carreiras espaciais” e

Semana Internacional da Compostagem

Uma das transformações necessárias às entidades que querem progredir pelo caminho da sustentabilidade é fecharem os seus ciclos de materiais, nomeadamente o orgânico.

A VicenTuna - Tuna da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa - completou 30 anos em janeiro de 2024. Para comemorar, realizou no dia 30 de abril de 2024, a Festa da Primavera, um espetáculo de música e divertimento dedicado à comunidade de CIÊNCIAS e ao público em geral.

Celebrações dos 50 anos do 25 de abril de 1974 da Academia das Ciências de Lisboa

A 9 de maio realiza-se a segunda de duas jornadas de debate académico e científico organizadas pela Academia das Ciências de Lisboa, que tem por objetivo ‘analisar e discutir a evolução do panorama científico português de forma prospetiv

Lançamento do projeto Barrocal-Cave marca um novo capítulo na Conservação da Biodiversidade em Portugal

O prestigiado Palácio Gama Lobo foi o cenário escolhido para o lançamento do projeto Barrocal-Cave, financiado pelo Prémio Fundação Belmiro de Azevedo 2023.

No passado dia 10 de abril, tivemos a honra de receber um grupo de estudantes e dois professores da Universidade de Leiden, na Holanda. Com um total de 40 estudantes, todos da área das bio farmacêuticas, a visita prometia ser entusiástica.

Miguel Pinto

No dia 29 de abril, Miguel Pinto visitou a Escola Básica Professora Aida Vieira, no Bairro Padre Cruz em Lisboa, para realizar oficinas de divulgação científica e atividades didáticas.

Fotografia de alguns dos oradores

O que é a sustentabilidade? Como podemos agir a nível local, procurando um impacto global? Estas e muitas outras questões marcaram a segunda edição da Semana da Sustentabilidade CIÊNCIAS, entre 15 e 19 de abril de 2024.

Grande Auditório durante a celebração do 113.º aniversário de CIÊNCIAS

Mais de 500 pessoas assistiram no Grande Auditório à celebração do 113.º aniversário de CIÊNCIAS, na passada terça-feira, 23 de abril, numa cerimónia marcada por distinções, homenagens e um balanço dos últimos meses, com os olhos postos no futuro. 

Buracos negros Gaia

Um grupo de cientistas descobriu um grande buraco negro, com uma massa quase 33 vezes superior à massa do Sol, escondido na constelação de Aquila, a menos de 2000 anos-luz da Terra, ao analisar a grande quantidade de dados da missão Gaia da ESA.

Alunos com mãoes no ar num sala de aula

É possível brincar com a Matemática e prova disso foram as várias atividades que se realizaram na Faculdade nos dias 13 e 14 de março de 2024. Março foi um mês dedicado a esta ciência, motor da sociedade. Leia a opinião de quem participou nestas atividades e ainda nas Jornadas de Matemática.

robot e criança

Ecossistema de grandes modelos de linguagem de IA Generativa para a língua portuguesa foi expandido com novas versões dos modelos Albertina e Gervásio.

Participantes da 1.ª edição do JAB

A 1ª edição do JAB, um evento inovador destinado a jovens empreendedores, organizado pela JUST - Júnior Iniciativa de Ciências ocorreu nos dias 22 e 23 de março passado e teve como foco a Educação de Qualidade, quarto Objetivo de Desenvolvimento Sustentável.

Pessoas

Uma comitiva da Shanghai Ocean University (SHOU), cuja origem remonta à Escola de Pesca da Província de Jiangsu, fundada em 1912, visitou Ciências ULisboa no passado dia 25 de março. Wang Hongzhou, presidente do Conselho da universidade chinesa, elogiou o avanço da investigação realizada na Ciências ULisboa, destacando as boas práticas de gestão, interdisciplinaridade e foco na missão. Durante a ocasião, Luís Carriço, diretor da Ciências ULisboa, reconheceu a importância das relações bilaterais com a China.

Alunos dinarmarqueses junto à tabela periódica

Um grupo de 25 estudantes do ensino secundário do Egedal Gymnasium & HF, da Dinamarca, visitou a Ciências ULisboa no passado dia 21 de março.

Sala com pessoas

A “Sessão de demonstração do serviço CONNECT – Caso de uso #1, Estuário do Tejo” ocorreu no passado dia 13 de março.

Várias pessoas no stand da Fcauldade Futurália

Como já vem sendo tradição, a Ciências ULisboa esteve presente na 15.ª edição da Futurália, a maior feira de educação, formação e empregabilidade do país, que se realizou entre 20 e 23 de março, na FIL - Feira Internacional de Lisboa e que juntou muitos visitantes, especialmente candidatos ao ensino superior. A Direção da Ciências ULisboa agradece aos mais de 200 estudantes voluntários e aos cerca de 70 professores, investigadores, entre outros profissionais que se vestiram de azul para esclarecerem as dúvidas dos candidatos ao ensino superior, lançando ainda o convite para visitarem a Faculdade no próximo Dia Aberto, que se realiza no próximo dia 8 de maio e cujas inscrições podem ser feitas aqui. Até lá!

Páginas