Projeto facilita o acesso à informação geográfica por parte do cidadão e incentiva a utilização de dados abertos e de mobilidade sustentável

Estudante de Engenharia Geoespacial da Ciências ULisboa vence Esri Young Scholars Award 2024

CicLisboa disponibiliza cinco itinerários cicláveis na capital portuguesa

Imagem do Miguel Pires durante a competição ocorrida em videoconferência

O projeto Dashboard CicLisboa facilita o acesso à informação geográfica por parte do cidadão e incentiva a utilização de dados abertos e de mobilidade sustentável

Esri Portugal
Miguel Pires
Fonte GJ DCI Ciências ULisboa

No primeiro semestre de 2025/2026, se tudo correr como previsto, Miguel Pires vai ter uma experiência de Erasmus no Karlsruhe Institute of Technology, na Alemanha.
Quando terminar a licenciatura, o aluno da Ciências ULisboa pretende prosseguir os estudos no estrangeiro, gostava de fazer um mestrado na área da Engenharia Geoespacial, na Suíça ou na Alemanha. Ainda não sabe que carreira vai ter, mas pensa nisso e na sua opinião há muitas opções em aberto, que podem passar pela investigação ou por trabalhar numa empresa, por exemplo.
Até ao 12.ª ano, Miguel Pires queria estudar Física, mas nesse último ano do ensino secundário ficou com dúvidas... Quando se apercebeu que faltavam apenas duas semanas para entregar a candidatura ao ensino superior, entrou em pânico e começou a pesquisar outros cursos. Foi a mãe que recomendou a licenciatura em Engenharia Geoespacial, porque achou que era “a cara do filho”.
Miguel Pires concorreu a esta licenciatura em primeira opção e entrou. “Estes dois anos letivos na Faculdade têm sido muito bons. Eu gosto muito da parte social e das pessoas que conheci aqui. Tenho muitos amigos que nem sequer são da faculdade e vêm estudar comigo na biblioteca do C8, porque gostam muito do ambiente da Faculdade. Também gosto muito dos conhecimentos que os professores dão, especialmente em Engenharia Geoespacial. Somos poucos e os professores dão muita atenção aos alunos e estão sempre disponíveis. Para mim isso é muito importante”, conta.
Na sua opinião, a Faculdade tem um enorme potencial porque a sua oferta educativa e professores são muito bons. “A Engenharia Geoespacial é o curso da Faculdade com mais empregabilidade. É um curso muito interessante. Alguns dos meus colegas entraram no curso, em quarta ou quinta opção e, agora, adoram o curso. As pessoas adoram o curso mesmo sem terem escolhido como 1.ª opção”, declara.
Miguel Pires está no segundo ano letivo. Por ser atleta de alto rendimento está a fazer o curso em quatro anos. Começou a treinar Badminton aos dez anos e nunca mais parou. E apesar de nem sempre ser fácil conciliar as aulas com os horários dos treinos, diz que a prática desportiva é muito importante e até lhe dá outras competências, como a resiliência.
“O desporto não me afeta nada o desempenho escolar. Faço 20/25 créditos por semestre, em vez de 30, e tudo somado vai dar os quatro anos. É um conselho que dou a muita gente, mesmo que não estejam no desporto, que tenham qualquer outra atividade”, conclui.
Em dezembro de 2023, Miguel Pires juntamente com Ricardo Pereira e Tiago Ferreira, ambos estudantes da licenciatura de Engenharia Geoespacial, na Ciências ULisboa, também venceram o NextOcean hackathon, com um trabalho relacionado com a atividade de pesca ilegal.

Miguel Pires, estudante do 2.º ano da licenciatura de Engenharia Geoespacial da Ciências ULisboa, venceu a edição portuguesa do Esri Young Scholars Award e que lhe dá a oportunidade de apresentar o seu projeto Dashboard CicLisboa no maior evento de Sistemas de Informação Geográfica (SIG) a nível mundial - o Esri User Conference e a Education Summit -, ambos a decorrer no próximo mês de julho, em San Diego, na Califórnia (EUA).

Após passar o verão de 2023 a percorrer as ciclovias de Lisboa, Miguel Pires criou o projeto Dashboard CicLisboa, apresentado nesta competição no passado dia 19 de março. O aluno da Ciências ULisboa é atleta de alto rendimento de badminton pelo Clube Raquete Estrelas das Avenidas e usa diariamente a sua bicicleta. O seu projeto tem como público alvo os turistas e residentes de Lisboa, amantes do ciclismo, que desta forma têm acesso a cinco itinerários cicláveis, com diferentes pontos de interesse sobre a capital portuguesa.

O projeto Dashboard CicLisboa facilita o acesso à informação geográfica por parte do cidadão e incentiva a utilização de dados abertos e de mobilidade sustentável. Todos os itinerários podem ser feitos usando o serviço da Câmara Municipal de Lisboa Gira - Bicicletas de Lisboa.

“A Engenharia Geoespacial está muito relacionada com os SIG. Nas nossas aulas usamos muito a tecnologia ArcGIS por isso achei que era adequado concorrer a esta iniciativa. O meu primeiro desafio/motivação é aproximar os SIG da sociedade. Os SIG têm como objetivo tratar informação complicada e permitir a sua visualização de forma simples e isso é uma vantagem, porque qualquer pessoa pode visualizar essa informação de forma intuitiva. Não faz sentido os SIG ficarem apenas no domínio das academias e das empresas”, diz Miguel Pires.

CicLisboa distinguido na 1.ª edição do Dashboard Challenge 2023

Este é o segundo prémio atribuído ao Dashboard CicLisboa. Em outubro de 2023, o projeto de Miguel Pires também conquistou o prémio de "Melhor Visualização" e "Melhor Storytelling", no âmbito da 1.ª edição do Dashboard Challenge 2023. A professora de SIG na Ciências ULisboa - Cristina Catita - incentivou-o a concorrer a esta iniciativa. A este propósito, Cristina Catita refere ainda que pela terceira vez um aluno da Ciências ULisboa ganha o Esri Young Scholars Award, em 2018, foi a Carolina Rocha, e em 2023, foi a Vanessa Ferreira. "Os nossos alunos são mesmo top", diz Cristina Catita.

Miguel Pires pensou em realizar este projeto por várias razões. Por um lado, gosta muito de explorar a cidade de bicicleta. Faz cerca de cinco viagens de bicicleta por dia. Por outro, tem preocupações ambientais: não gosta de ver a sua cidade cheia de trânsito, especialmente em dias de sol.

“Antes de escolher o tema analisei se ia ter algum constrangimento de dados porque normalmente é o maior constrangimento que se tem. por causa dessa pré-análise vi que não iria ter problemas”, refere acrescentando que o tempo foi o principal constrangimento. “Tinha dois meses para fazer isto e tive que trabalhar muitas horas. Basicamente peguei na minha bicicleta e no bloco de notas e fui pelas ciclovias de Lisboa para escolher uns percursos que achasse mais interessantes. Depois juntei tudo num software e com os dados da Câmara Municipal de Lisboa construí o dashboard e a plataforma”, explica.

No futuro, Miguel Pires pretende continuar a desenvolver este projeto colaborativo com o envolvimento do cidadão, proporcionando mais itinerários, com novos pontos de interesse.

O programa Esri Young Scholars Award existe desde 2012 e visa reconhecer o trabalho exemplar de estudantes do ensino superior e investigadores de todo o mundo nas áreas das Ciências Geoespaciais. A Esri Portugal - Sistemas e Informação Geográfica organiza a edição portuguesa desta competição. Esta empresa é desde 1987 a única distribuidora em Portugal, Cabo Verde, Guiné-Bissau e São Tomé da tecnologia ArcGIS, líder mundial na tecnologia SIG.

“A Engenharia Geoespacial está muito relacionada com os SIG. Nas nossas aulas usamos muito a tecnologia ArcGIS por isso achei que era adequado concorrer a esta iniciativa.

O meu primeiro desafio/motivação é aproximar os SIG da sociedade. Os SIG têm como objetivo tratar informação complicada e permitir a sua visualização de forma simples e isso é uma vantagem, porque qualquer pessoa pode visualizar essa informação de forma intuitiva. Não faz sentido os SIG ficarem apenas no domínio das academias e das empresas.”
Miguel Pires

Miguel Pires na biblioteca do C8
“Tenho muitos amigos que nem sequer são da faculdade e vêm estudar comigo na biblioteca do C8, porque gostam muito do ambiente da Faculdade”, diz Miguel Pires
Fonte GJ DCI Ciências ULisboa

 

Ana Subtil Simões, Gabinete de Jornalismo da DCI CIências ULisboa com Gonçalo Bofill
noticias@ciencias.ulisboa.pt
Membros de uma tuna, durante uma atuação

Diário de bordo da nave Esperança. Uma viagem por um dos acontecimentos musicais da comunidade académica com especial tradição…

Pormenor de obra de arte

Invest in our future, invest in science”. A mensagem é clara, concisa e direta. Por um mundo melhor, um grupo de personalidades do Champalimaud Neuroscience Programme lançou recentemente um blogue no qual procuram sensibilizar a comunidade para a importância da ciência nas nossas vidas.

Está aberto concurso, até ao dia 07 de dezembro de 2012, para admissão de voluntários para a prestação de serviço em regime de contrato na Categoria de Oficial Técnico Superior Naval (TSN) e Oficial Técnico Naval (TN).

A sessão de encerramento contou com uma breve troca de ideias acerca dos novos desafios e possibilidades oferecidos pelo software Open Source, em particular, pela cada vez maior procura de formação em Quantum GIS.

Actividade no NanoLab do GeoFCUL

Dinâmica das zonas costeiras: conhecer para gerir

O Microsoft Windows 8 e Microsoft Office 2013 já estão disponiveis para download no seu Perfil de Utilizador (apenas Docentes e Funcionários).

Evolução da Complexidade Celular: Filosofia, Biologia Celular e Simbiose

Palestra no GeoFCUL

 

Paisagens do Mundo. Imagens da Dinâmica da Terra

 

Devido a problemas de software num equipamento (redundante) vai ser necessário realizar uma alteração de firmware num equipamento central de rede.

Não se prevê que uma possivel quebra de serviços, a existir, seja maior do que alguns segundos.

Francisco Eduardo Lapido Loureiro

Faleceu no passado dia 4 deste mês, no Brasil, onde consolidou a sua carreira (Centro de Tecnologia Mineral - CETEM ), que iniciara em Lisboa (FCUL, Junta de Energia Nuclear), França (Universidade de Nancy) e Angola (Universidade e IICT Instituto de Investiga&ccedi

Está aberta uma bolsa de Mérito Social para a área de Suporte ao utilizador para a Unidade de Informática.

A iniciativa pretende reunir especialistas que, através dos seus testemunhos, contribuam para a compreensão da revolução tecnológica pelo qual vão passar as línguas naturais, entre elas o português.

A Unidade de Informática irá fazer a transmissão ao vivo da apresentação do livro "A Língua Portuguesa Na Era Digital" no dia 16 de novembro de 2012 entre as 9h00 e as 13h30 a partir da Fundação Calouste Gulbenki

Conferência por Jorge Carvalho (LNEG) no dia 29 de Novembro, no GeoFCUL

Encontram-se abertos concursos para recrutamento de um posto de trabalho de Professor Auxiliar na área disciplinar de Astronomia e Astrofísica, e de dois postos de trabalho de Professor Auxiliar, na área disciplinar de Engenharia da Energia.

 Projetados com o objectivo de monitorizar as condições do Estado do Tempo, os satélites meteorológicos são atualmente utilizados em muitas outras áreas do estudo da Terra; por exemplo, a partir de medições efetuadas pelo satélit

Camião de longo curso em via rápida

Existe uma enorme vontade de potenciar a economia baseada no conhecimento. O Ecossistema de Transportes ambiciona transformar Portugal num polo de referência, dinamizando projetos em inovação aberta, reconhecendo a oportunidade estratégica que se coloca.

A Unidade de Informática informa que desde hoje, dia 13 de Novembro de 2012 às 9h00, o Portal da FCUL está em IPv6.

Estão a ser enviadas, desde o passado fim de semana (3/11), mensagens de correio eletrónico para alguns utilizadores de contas fc.ul.pt com solicitação de preenchimento de formulários web ou respostas via mail com dados pessoais dos utilizadores.

Devido ao numero excessivo de mensagens falsas que nos últimos tempos têm chegado às caixas de correio dos utilizadores da FCUL, algumas delas dando a entender que são enviadas de endereços internos, fomos obrigados a tomar medidas mais restritivas em relaç

Boletim da Sociedade Portuguesa de Matemática (SPM) integra Portal RCAAP

Alunos brasileiros

A Faculdade de Ciências recebeu cerca de 70 alunos de mobilidade, vindos do Brasil.

Páginas