A Universidade é Cidade

Cortejo académico na Aula Magna
Núcleo de Comunicação da RUL

Fantástico. Emocionante. Inspirador. Única. Memorável. A Sessão de Abertura do Ano Académico da nova Universidade de Lisboa foi especial: a academia entregou-se à cidade e ao mundo.

Nas palavras de J. M. Pinto Paixão a cerimónia foi “memorável” refletindo “uma atmosfera condicente com as culturas das duas universidades”. Para o diretor da FCUL, quando a universidade olha em redor, resolve muitos dos seus problemas, servindo melhor a sociedade em que se insere.

António Costa, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, considerou a cerimónia “inspiradora” presenteando os reitores António Sampaio da Nóvoa e António Cruz Serra com as medalhas de honra do município, em forma de “agradecimento pelo contributo extraordinário que as duas universidades têm dado ao longo destes anos para a cidade de Lisboa”. O autarca comentou ainda que a fusão da Universidade de Lisboa e da Universidade Técnica de Lisboa é uma excelente oportunidade para “recolocar Lisboa na rota internacional das universidades”.

Cortejo académico
Fonte: Núcleo de Comunicação da RUL
Legenda: A cerimónia foi transmitida em sistema de vídeo difusão

“Além de muito bonita foi de facto emocionante”, disse Helena Maria Iglésias Pereira. A professora do Departamento de Estatística e Investigação Operacional e presidente do Conselho Pedagógico da FCUL é uma presença assídua nestas ocasiões, por isso mesmo classificou-a como uma sessão “especial e mais emocionante do que o habitual”.

Também Maria Amélia Martins-Loução, professora do Departamento de Biologia Vegetal da FCUL, destacou a excelência e unicidade do momento. “Há mais de dez anos que assisto a estas cerimónias, esta de facto marca uma nova etapa da cidade e da universidade pública”, concluiu a antiga vice-reitora da UL.

A 16 de janeiro de 2013, a Aula Magna acolheu o primeiro ato comum após a publicação do decreto-lei, que procede à fusão entre a Universidade de Lisboa e a Universidade Técnica de Lisboa, em 31 de dezembro do ano passado. Nuno Crato, ministro da Educação e Ciência, apadrinhou o acontecimento com a sua presença.

Reitores da UL e UTL e ministro da Educação e Ciência
Fonte: Núcleo de Comunicação da RUL
Legenda: A sessão de abertura do ano letivo contou com representantes do Governo

No público, entre a expectativa, o entusiasmo e a incerteza quanto ao futuro, elaboravam-se considerações. A primeira palavra escolhida por Guida Carvalheiro para adjetivar a sessão foi “ fantástica”. A coordenadora do Núcleo de Compras e Património da Unidade de Recursos Financeiros e do Património da FCUL considerou a cerimónia simplesmente “simbólica”. Também João Costa, presidente da Associação de Estudantes do Instituto Superior Técnico, ficou satisfeito com o acontecimento e com a fusão das universidades: “Acho que é um grande passo para as instituições de ensino superior de Portugal, a criação de uma grande Universidade a nível nacional e com grande relevo a nível internacional. É um grande passo também para o futuro do país, daqui sairão jovens bastante qualificados que estarão presentes em grandes projetos a nível nacional e internacional o que será fundamental para o futuro do país”.

Para quem esteve e está envolvido no processo de fusão, como é o caso de Rui Malhó, subdiretor da FCUL, esta é “uma excelente oportunidade”, cabendo a cada um de nós tornar o nosso futuro risonho. Flávia Guerra, aluna do mestrado em Ecologia e Gestão Ambiental da FCUL e membro da VicenTuna, acredita que a mudança de paradigma pode incrementar a inserção profissional desta comunidade académica. “Vamos estar mais unidos e possivelmente mais reconhecidos a nível europeu”, disse.

Reitores da UTL e da UL
Fonte: Núcleo de Comunicação da RUL
Legenda: A Câmara Municipal de Lisboa atribuiu às universidades a medalha de honra municipal

A Sessão de Abertura do Ano Académico 2012/2013 foi transmitida em sistema de vídeo difusão através da página oficial da reitoria. Ao longo da cerimónia, muitos foram os momentos que uniram os altos representantes das duas universidades, a classe política, os docentes, os não docentes e os restantes convidados presentes na sala.

Ao som de Carlos do Carmo, cantou-se Lisboa, essa menina e moça que agora une duas forças do conhecimento, iluminando-as ao longo de um percurso exigente que se espera frutuoso.

Se a música foi uma presença constante… Antes do evento principiar e momentos antes da cerimónia findar as tunas, o Coro Infantil da UL e os Coros da UL e da UTL brindaram os convidados. Outras expressões culturais ecoaram no auditório: do cinema, à dança contemporânea, passando pela poesia com “Lisboa”, de Sophia de Melo Breyner, declamada por Ana Bacalhau, vocalista dos Deolinda e antiga aluna da Faculdade de Letras da UL e pela sabedoria de Eduardo Lourenço, que recebeu naquele final de dia o Prémio Universidade de Lisboa. E assim se deu ao mundo a academia…

Aula Magna
Fonte: Núcleo de Comunicação da RUL
Legenda: O Prémio Universidade de Lisboa foi entregue a Eduardo Lourenço

De olhos voltados para o futuro…

“Tem sido, mas tem sido mesmo, uma viagem extraordinária pela universidade pública, pela cidade e por Portugal. Quando os outros se calam nós falamos, quando os outros se resignam nós fazemos, quando os outros se demitem, nós não. A força que agora estamos a construir é para ser posta por inteiro ao serviço do Portugal Futuro. Chegou a hora de agir, de responder a um país que não se pode tornar cético ao ponto de descrer da própria vida. A crise, esta crise, não pode ser pretexto para regressarmos ao passado. Temos direito a um país livre, a um país limpo, a um país justo. Hoje, não venho falar-vos da nossa universidade, venho falar-vos de Portugal”, António Sampaio da Nóvoa, reitor da Universidade de Lisboa
Discurso completo

“Com a fusão das duas universidades construiremos uma universidade de investigação, comprometida com o ensino e a inovação, centrada nas pessoas privilegiará o mérito que estará envolvida com a sociedade portuguesa e a região de Lisboa. Uma universidade com dimensão europeia e aberta ao mundo. Esta universidade virada para o mundo juntará todos os domínios do saber e saberá ser global. (…) Uma universidade que reconquistará para Lisboa o seu protagonismo como uma das grandes capitais da cultura e do conhecimento”, António Cruz Serra, reitor da Universidade Técnica de Lisboa
Discurso completo

“Vergílio Ferreira escreveu: ‘Há o desejo que não tem limite e há o que se alcança, que o tem’. A felicidade consiste em fazer coincidir os dois. Hoje, confesso-me profundamente feliz por poder assistir, de tão perto, ao maior projeto educativo das últimas décadas. Graças aos que sonharam e persistiram seremos orgulhosos estudantes da maior universidade do país que representará o passado brilhante das instituições que lhe estão na origem e empenhará o conhecimento e a ciência como os verdadeiros fachos de luz na escuridão dos dias”, João Marecos, presidente da Associação Académica da Universidade de Lisboa
Discurso completo

“Este é um projeto que tanto tem de grande como de aliciante e do qual todos os agentes académicos envolvidos se devem sentir impelidos a superar com sucesso. Nesse sentido, os estudantes são preponderantes, pois serão a força viva de um organismo que se pretenderá vigoroso. Foi com a consciência desta premissa que os estudantes da Universidade Técnica de Lisboa, desde o início do processo, assumiram uma postura entusiasta, responsável e cooperante no sentido de identificar oportunidades, transmitir preocupações e indicar soluções”, José Pedro Pereira, presidente da Associação de Estudantes do Instituto Superior de Agronomia da UTL
Discurso completo

“Partilho dos fundamentos que estão na base da proposta da fusão e considero que há reformas a implementar que não têm sido possíveis implementar dadas as resistências instaladas. Um processo destes pode criar condições para que aconteçam, assim haja a coragem necessária”, Rafael Gaspar Serrenho, representante dos Funcionários da UL
Discurso completo
 

Ana Subtil Simões e Raquel Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt
Laje rochosa - primeiras evidências de vertebrados do fundo do mar

A descoberta de fósseis extremamente raros, que representam as primeiras evidências de peixes de águas profundas, atrasa a invasão da planície abissal em 80 milhões de anos. Estas descobertas foram publicadas este mês num novo estudo na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS).

Grupo de pessoas

A 13ª Conferência Internacional SedNet - Continuum Sedimentar: aplicando uma abordagem de gestão integrada realizou-se na Ciências ULisboa, entre 5 a 9 de setembro. O programa intensivo de cinco dias começou com workshops sobre a gestão dos sedimentos a diferentes níveis, incluiu apresentações e uma visita de campo ao Porto de Lisboa e às dunas e praias de Cascais.

O Departamento de Matemática da Ciências ULisboa e o Museu Nacional de História da Ciência juntam-se numa homenagem que marca o centenário do nascimento do professor João Santos Guerreiro, a realizar no próximo dia 23 de setembro, entre as 14h00 e as 18h00, no Anfiteatro Manuel Valadares, no MUHNAC.

peixes

Os organismos estão a tornar-se mais pequenos através de uma combinação de substituição de espécies e mudanças dentro das espécies: trata-se da conclusão de um novo estudo publicado na revista Science, que analisou dados de todo o mundo dos últimos 60 anos e de diversas espécies de animais e plantas.

Filipe Rosas

​Filipe Rosas é o novo coordenador do Instituto Dom Luiz (IDL).

Susana Custódio com alunos

Portugal obteve uma medalha de prata e três medalhas de bronze na 16.ª edição da International Earth Science Olympiad (IESO 2023), que assinala a 8.ª participação portuguesa. A SGP e a CNOG agradecem à Faculdade o apoio científico prestado no âmbito do programa de preparação da equipa portuguesa para a 16.ª edição da IESO.

3 homens sentados

MARGINS surgiu com o objetivo de estudar as interações socioecológicas entre comunidades humanas e ambiente na zona costeira da Guiné-Bissau e compreender a inter-relação de arrozais e mangais como parte de uma unidade afetada pelas mudanças climáticas. No projeto estão envolvidos docentes, investigadores do IDL e cE3c e estudantes da Faculdade.

Auditório com pessoas

Este ano, na 1.ª fase do Concurso Nacional de Acesso ao ensino superior concorreram aos 16 cursos da Faculdade 5086 candidatos, tendo sido colocados 872 novos alunos em Ciências ULisboa, 527 em 1.ª opção. Até 5 de setembro decorre a apresentação da candidatura à 2.ª fase. A sessão de boas-vindas aos novos alunos de 2023/2024 acontece no dia 18 de setembro.

abelha mumificada

Um novo estudo publicado na revista internacional Papers in Paleontology dá conta da descoberta de centenas de abelhas mumificadas no interior dos seus casulos, num novo sítio paleontológico descoberto no litoral de Odemira.

mural

Há um novo mural no campus da Faculdade, para apreciar junto à FCULresta, que celebra os dois anos corridos desde a primeira semente lançada. "Só em Portugal, inspirados também pela FCULresta, foram criados ou melhorados um total de 6 espaços verdes resilientes" escrevem os responsáveis pelo projeto, neste artigo de opinião sobre a minifloresta. 

ratinho ruivo

O ratinho-ruivo (Mus spretus) aprende a identificar que novos alimentos é seguro incluir na sua alimentação através do cheiro presente no hálito de outros ratinhos da sua espécie, segundo o artigo “Interaction time with conspecifics induces food preference or aversion in the wild Algerian mouse”, da autoria das cientistas Rita S. Andrade, Ana M. Cerveira, Maria da Luz Mathias e Susana A. M. Varela, publicado em agosto na revista Behavioural Processes.

vista de uma ilha para outra (Açores)

O Prémio Frederico Machado 2022-2023, o primeiro de índole científica a ser atribuído nos Açores, foi ganho pelas equipas lideradas por Mariana Andrade, aluna da Ciências ULisboa e investigadora do Instituto Dom Luiz (IDL), na área das Geociências, e por Pedro Afonso, investigador do Instituto de Investigação em Ciências do Mar da Universidade dos Açores (OKEANOS), na área das Ciências do Mar.

plantas com QR code do Relatório de Sustentabilidade

O primeiro Relatório de Sustentabilidade da Ciências ULisboa resulta da monitorização e análise de um conjunto de atividades enquadradas nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), entre 2019 e 2021.

banner do evento

A EUPVSEC 2023 realiza-se de 18 a 22 de setembro de 2023, no Centro de Congressos de Lisboa. João Serra, professor do Departamento de Engenharia Geográfica, Geofísica e Energia da Ciências ULisboa, foi novamente convidado a ser o chairman da maior e mais importante conferência europeia dedicada à energia fotovoltaica. 

copa das arvores vista de baixo

Já são conhecidos os três vencedores da edição de 2023 do Prémio de Doutoramento em Ecologia Fundação Amadeu Dias, um prémio da Sociedade Portuguesa de Ecologia (SPECO) e da Fundação Amadeu Dias que procura valorizar o trabalho de recém doutorados ao longo do seu programa doutoral. No pódio estão duas alumnae da Ciências ULisboa.

apresentação do livro

Foi concluído recentemente o projeto “Aqua – O uso eficiente da água nos jardins da idade moderna”, um trabalho interdisciplinar que cruza as áreas da História da Ciência, a Engenharia Hidráulica e a Arquitetura Paisagista.

uma rapariga e um rapaz

Todos os anos a Faculdade atribui diplomas e prémios de mérito académico aos seus estudantes, com o apoio de várias entidades e empresas, que valorizam a missão da Faculdade e que passa por investigar, ensinar e estimular a transferência do conhecimento e da inovação e a abertura à sociedade civil.

Exoplaneta e núvens

A Agência Espacial Europeia validou o desenho dos instrumentos científicos da missão Ariel, que conta com a participação do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço. A missão vai observar a composição química de mil planetas em órbita de outras estrelas, e transformar a compreensão sobre como se formam e evoluem os sistemas planetários.

foto de grupo

No passado dia 26 de julho o Tec Labs - Centro de Inovação recebeu a visita de uma comitiva de representantes da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás, Brasil, com o objetivo de conhecer em profundidade o ecossistema de empreendedorismo e inovação nacional e os seus principais stakeholders.

árvores no campus da Faculdade

Ciências ULisboa vai implementar no ano letivo de 2023/2024 o projeto “Ciências em Harmonia”. Comprometida com o bem-estar da sua comunidade estudantil e a promoção de competências individuais e sociais dos seus estudantes, a Faculdade vai procurar dar resposta a uma preocupação: a do bem-estar no ensino superior, envolvendo toda a comunidade académica na celebração da diversidade e promoção de inclusão. As atividades têm início já em setembro e vão prolongar-se durante todo o ano letivo.

logotipo do CWTS

ranking de Leiden, que avalia a produção científica de instituições de ensino superior a nível mundial, posicionou a ULisboa na liderança da Península Ibérica, colocando-a na 28.ª posição na Europa e no 131.º lugar a nível mundial.

enguia

No dia 26 julho, pelas 16h00, decorrerá na Ciências ULisboa a sessão de encerramento do projeto “Livro Vermelho e Sistema Nacional de Informação dos Peixes Dulciaquícolas e Diádromos de Portugal Continental”. O novo Livro Vermelho revela que os peixes de água doce e migradores diádromos se encontram numa situação preocupante.

3 raparigas a apontarem para um ecrã num laboratório

Acontece este ano mais uma edição do “Ser Cientista”. A 8.ª edição do programa, que decorre entre os próximos dias 24 e 28 de julho, visa proporcionar aos alunos do ensino secundário uma aproximação à realidade da investigação científica, pela integração no dia-a-dia dos cientistas de diferentes áreas de Ciências.

António Costa, Elvira Fortunato e Salomé Pais

Salomé Pais foi galardoada com a Medalha de Mérito Científico 2023, durante o Encontro com a Ciência e a Tecnologia em Portugal, decorrido no início de julho em Aveiro. Para a professora catedrática aposentada do Departamento de Biologia Vegetal da Ciências ULisboa esta distinção “simboliza o reconhecimento de uma vida dedicada à ciência”.

imagem de divulgação da exposição Mirabilia

É hoje inaugurada a exposição Mirabilia “Coisas Admiráveis”, que decorre no âmbito das comemorações dos 10 anos da ULisboa e do Dia da Universidade de Lisboa. A exposição integra objetos “admiráveis” das 18 escolas da ULisboa, entre eles um telescópio utilizado por um equipa da Ciências ULisboa na campanha internacional de observação “Venus Twilight Experiment”.

Páginas