A Universidade é Cidade

Cortejo académico na Aula Magna
Núcleo de Comunicação da RUL

Fantástico. Emocionante. Inspirador. Única. Memorável. A Sessão de Abertura do Ano Académico da nova Universidade de Lisboa foi especial: a academia entregou-se à cidade e ao mundo.

Nas palavras de J. M. Pinto Paixão a cerimónia foi “memorável” refletindo “uma atmosfera condicente com as culturas das duas universidades”. Para o diretor da FCUL, quando a universidade olha em redor, resolve muitos dos seus problemas, servindo melhor a sociedade em que se insere.

António Costa, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, considerou a cerimónia “inspiradora” presenteando os reitores António Sampaio da Nóvoa e António Cruz Serra com as medalhas de honra do município, em forma de “agradecimento pelo contributo extraordinário que as duas universidades têm dado ao longo destes anos para a cidade de Lisboa”. O autarca comentou ainda que a fusão da Universidade de Lisboa e da Universidade Técnica de Lisboa é uma excelente oportunidade para “recolocar Lisboa na rota internacional das universidades”.

Cortejo académico
Fonte: Núcleo de Comunicação da RUL
Legenda: A cerimónia foi transmitida em sistema de vídeo difusão

“Além de muito bonita foi de facto emocionante”, disse Helena Maria Iglésias Pereira. A professora do Departamento de Estatística e Investigação Operacional e presidente do Conselho Pedagógico da FCUL é uma presença assídua nestas ocasiões, por isso mesmo classificou-a como uma sessão “especial e mais emocionante do que o habitual”.

Também Maria Amélia Martins-Loução, professora do Departamento de Biologia Vegetal da FCUL, destacou a excelência e unicidade do momento. “Há mais de dez anos que assisto a estas cerimónias, esta de facto marca uma nova etapa da cidade e da universidade pública”, concluiu a antiga vice-reitora da UL.

A 16 de janeiro de 2013, a Aula Magna acolheu o primeiro ato comum após a publicação do decreto-lei, que procede à fusão entre a Universidade de Lisboa e a Universidade Técnica de Lisboa, em 31 de dezembro do ano passado. Nuno Crato, ministro da Educação e Ciência, apadrinhou o acontecimento com a sua presença.

Reitores da UL e UTL e ministro da Educação e Ciência
Fonte: Núcleo de Comunicação da RUL
Legenda: A sessão de abertura do ano letivo contou com representantes do Governo

No público, entre a expectativa, o entusiasmo e a incerteza quanto ao futuro, elaboravam-se considerações. A primeira palavra escolhida por Guida Carvalheiro para adjetivar a sessão foi “ fantástica”. A coordenadora do Núcleo de Compras e Património da Unidade de Recursos Financeiros e do Património da FCUL considerou a cerimónia simplesmente “simbólica”. Também João Costa, presidente da Associação de Estudantes do Instituto Superior Técnico, ficou satisfeito com o acontecimento e com a fusão das universidades: “Acho que é um grande passo para as instituições de ensino superior de Portugal, a criação de uma grande Universidade a nível nacional e com grande relevo a nível internacional. É um grande passo também para o futuro do país, daqui sairão jovens bastante qualificados que estarão presentes em grandes projetos a nível nacional e internacional o que será fundamental para o futuro do país”.

Para quem esteve e está envolvido no processo de fusão, como é o caso de Rui Malhó, subdiretor da FCUL, esta é “uma excelente oportunidade”, cabendo a cada um de nós tornar o nosso futuro risonho. Flávia Guerra, aluna do mestrado em Ecologia e Gestão Ambiental da FCUL e membro da VicenTuna, acredita que a mudança de paradigma pode incrementar a inserção profissional desta comunidade académica. “Vamos estar mais unidos e possivelmente mais reconhecidos a nível europeu”, disse.

Reitores da UTL e da UL
Fonte: Núcleo de Comunicação da RUL
Legenda: A Câmara Municipal de Lisboa atribuiu às universidades a medalha de honra municipal

A Sessão de Abertura do Ano Académico 2012/2013 foi transmitida em sistema de vídeo difusão através da página oficial da reitoria. Ao longo da cerimónia, muitos foram os momentos que uniram os altos representantes das duas universidades, a classe política, os docentes, os não docentes e os restantes convidados presentes na sala.

Ao som de Carlos do Carmo, cantou-se Lisboa, essa menina e moça que agora une duas forças do conhecimento, iluminando-as ao longo de um percurso exigente que se espera frutuoso.

Se a música foi uma presença constante… Antes do evento principiar e momentos antes da cerimónia findar as tunas, o Coro Infantil da UL e os Coros da UL e da UTL brindaram os convidados. Outras expressões culturais ecoaram no auditório: do cinema, à dança contemporânea, passando pela poesia com “Lisboa”, de Sophia de Melo Breyner, declamada por Ana Bacalhau, vocalista dos Deolinda e antiga aluna da Faculdade de Letras da UL e pela sabedoria de Eduardo Lourenço, que recebeu naquele final de dia o Prémio Universidade de Lisboa. E assim se deu ao mundo a academia…

Aula Magna
Fonte: Núcleo de Comunicação da RUL
Legenda: O Prémio Universidade de Lisboa foi entregue a Eduardo Lourenço

De olhos voltados para o futuro…

“Tem sido, mas tem sido mesmo, uma viagem extraordinária pela universidade pública, pela cidade e por Portugal. Quando os outros se calam nós falamos, quando os outros se resignam nós fazemos, quando os outros se demitem, nós não. A força que agora estamos a construir é para ser posta por inteiro ao serviço do Portugal Futuro. Chegou a hora de agir, de responder a um país que não se pode tornar cético ao ponto de descrer da própria vida. A crise, esta crise, não pode ser pretexto para regressarmos ao passado. Temos direito a um país livre, a um país limpo, a um país justo. Hoje, não venho falar-vos da nossa universidade, venho falar-vos de Portugal”, António Sampaio da Nóvoa, reitor da Universidade de Lisboa
Discurso completo

“Com a fusão das duas universidades construiremos uma universidade de investigação, comprometida com o ensino e a inovação, centrada nas pessoas privilegiará o mérito que estará envolvida com a sociedade portuguesa e a região de Lisboa. Uma universidade com dimensão europeia e aberta ao mundo. Esta universidade virada para o mundo juntará todos os domínios do saber e saberá ser global. (…) Uma universidade que reconquistará para Lisboa o seu protagonismo como uma das grandes capitais da cultura e do conhecimento”, António Cruz Serra, reitor da Universidade Técnica de Lisboa
Discurso completo

“Vergílio Ferreira escreveu: ‘Há o desejo que não tem limite e há o que se alcança, que o tem’. A felicidade consiste em fazer coincidir os dois. Hoje, confesso-me profundamente feliz por poder assistir, de tão perto, ao maior projeto educativo das últimas décadas. Graças aos que sonharam e persistiram seremos orgulhosos estudantes da maior universidade do país que representará o passado brilhante das instituições que lhe estão na origem e empenhará o conhecimento e a ciência como os verdadeiros fachos de luz na escuridão dos dias”, João Marecos, presidente da Associação Académica da Universidade de Lisboa
Discurso completo

“Este é um projeto que tanto tem de grande como de aliciante e do qual todos os agentes académicos envolvidos se devem sentir impelidos a superar com sucesso. Nesse sentido, os estudantes são preponderantes, pois serão a força viva de um organismo que se pretenderá vigoroso. Foi com a consciência desta premissa que os estudantes da Universidade Técnica de Lisboa, desde o início do processo, assumiram uma postura entusiasta, responsável e cooperante no sentido de identificar oportunidades, transmitir preocupações e indicar soluções”, José Pedro Pereira, presidente da Associação de Estudantes do Instituto Superior de Agronomia da UTL
Discurso completo

“Partilho dos fundamentos que estão na base da proposta da fusão e considero que há reformas a implementar que não têm sido possíveis implementar dadas as resistências instaladas. Um processo destes pode criar condições para que aconteçam, assim haja a coragem necessária”, Rafael Gaspar Serrenho, representante dos Funcionários da UL
Discurso completo
 

Ana Subtil Simões e Raquel Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt
Vista aérea de florestas de mangal no arquipélago dos Bijagós

O estudo da autoria de Mohamed Henriques, José Pedro Granadeiro, Theunis Piersma, Seco Leão, Samuel Pontes e Teresa Catry realizado no ecossistema influenciado por mangal, uma importante área de invernada para aves costeiras migratórias na Via Migratória do Atlântico Este, classificada com Reserva da Biofera pela UNESCO, será publicado em julho deste ano no Marine Environmental Research, volume 169.

Cartas com Ciência

O conhecimento e a empatia não têm fronteiras, prova disso é o projeto Cartas com Ciência, que parte das palavras dos cientistas para criar laços e encurtar distâncias no que à educação diz respeito.

Satélite

"Com a Engenharia Geográfica/Geoespacial sabemos de onde vimos, para onde vamos, qual o melhor caminho e ainda o que vamos encontrar", escreve Paula Redweik, professora do DEGGE por acasião do centenário do curso.

Exposição “Empty space of the Unknown/ Nothing Is Right Now”

Catarina Pombo Nabais coordena o SAP Lab - Laboratório Ciência-Arte-Filosofia do Centro de Filosofia das Ciências da ULisboa e em entrevista dá conta da importância da relação interdisciplinar entre ciência e arte e dos projetos futuros.

Pepino do mar

Os pepinos do mar - espécies de equinodermes ainda muito desconhecidas - cumprem uma importante função ecológica: reciclam a matéria orgânica dos sedimentos e redistribuem nutrientes. O grupo de Pedro Félix, investigador do Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) e da Ciências ULisboa, é o único atualmente a trabalhar na ecologia e aquacultura de pepinos do mar em Portugal.

Anfiteatro com várias cadeiras e uma pessoa sentada a ler

O Grupo de Fala e Linguagem Natural dedica-se à Inteligência Artificial com enfoque especial no Processamento de Linguagem Natural e é o coordenador da PORTULAN CLARIN Infraestrutura de Investigação para a Ciência e Tecnologia da Linguagem.

cientista ao microscópio

Maria Helena Garcia, professora do DQB Ciências ULisboa e Andreia Valente, investigadora do DQB Ciências ULisboa, lideram A Something in Hands – Investigação Científica, Lda, uma spin-off desta Faculdade, que recebeu 100 mil euros da Portugal Ventures e que visa desenvolver novos medicamentos para o tratamento dos cancros metastáticos.

Centro de Testes Ciências ULisboa

O Centro de Testes Ciências ULisboa recebeu o primeiro lote de 110 zaragatoas a 1 de maio de 2020, provenientes de um conjunto de cinco lares de terceira idade do concelho de Mafra, no que viriam a ser os primeiros de várias dezenas de milhar de testes de diagnóstico molecular da COVID-19.

Logotipo Radar

Décima quinta rubrica Radar Tec Labs, dedicada às atividades do Centro de Inovação da Faculdade. A empresa em destaque volta a ser a Nevaro.

Há um conjunto de normas e princípios legais que regulam as relações dos indivíduos em sociedade. O direito de autor é um deles. Todo o conteúdo produzido e publicado em órgãos de comunicação social é considerado conteúdo editorial. Estas obras coletivas estão protegidas pelos direitos de autor.

Iris Silva

Iris Silva, investigadora do Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (BioISI) na Ciências ULisboa, venceu pela segunda vez o Best Young Investigator Award da Sociedade Europeia de Fibrose Quística (ECFS), segundo comunicado de imprensa emitido esta sexta-feira pela Faculdade. O galardão será atribuído durante o 44th European Cystic Fibrosis Conference, que se realiza online entre 9 e 12 de junho de 2021.

Margarida Ribeiro e Hugo Anjos, alunos de Ciências ULisboa do mestrado em Bioestatística

Em reunião do Infarmed, os alunos Margarida Ribeiro e Hugo Anjos, do mestrado em Bioestatística, receberam palavras de agradecimento da DGS pelo trabalho desenvolvido em contexto COVID-19.

Pessoas a trabalhar numa mesa

O projeto SKIES (SKilled, Innovative and Entrepreneurial Scientists), iniciado em março passado e com a duração de 18 meses, pretende fornecer a estudantes de doutoramento e jovens investigadores doutorados na área da Astronomia um conjunto de competências ao nível da ciência aberta, inovação e empreendedorismo.

Tachydromia stenoptera

Ana Rita Gonçalves concluiu o mestrado em Biologia da Conservação na Ciências ULisboa e no âmbito da sua tese estudou a morfologia de todas as moscas-formiga conhecidas da Península Ibérica e de Itália - dez espécies no total. Quatro delas são novas para a Ciência e uma apenas existe em Portugal.

Imagem gráfica das comemorações do aniversário da Faculdade

Esta segunda-feira, dia 19 de abril, a Faculdade celebra 110 anos. Para acompanhar a cerimónia comemorativa que será realizada uma vez mais online no próximo dia 21 de abril, a partir das 14h00, deverá ligar-se ao canal YouTube.

Exposição Variações Naturais – uma viagem pelas paisagens de Portugal

Após 18 meses de desenvolvimento de projeto e montagem, Variações Naturais – uma viagem pelas paisagens de Portugal abriu portas ao público em novembro passado e vai estar em exibição até 25 de novembro de 2022.

Ícaro Dias da Silva recebeu uma menção honrosa na última edição (2019) dos Prémios Científicos ULisboa / Caixa Geral de Depósitos. O investigador do IDL Ciências ULisboa estuda a geodinâmica das margens continentais relacionadas com a abertura e fecho de oceanos no Paleozoico.

Barcos de pesca em Almograve, Portugal

No âmbito do projeto MarCODE já foram recolhidas mais de 1000 amostras de pescado e marisco - robalo, dourada, raia-lenga, pescada, carapau, polvo, cavala, ouriço e percebes. A amostragem decorreu nas lotas nacionais da DOCAPESCA. As amostras encontram-se a ser processadas analiticamente nos laboratórios do MARE e do BioISI, nos polos da Faculdade.

Imagem de mãos dadas

Até ao próximo mês de julho, cerca de 70 famílias de cuidadores informais no território continental português participam no programa “Famílias Seguras – Cuidar de quem Cuida” lançado pela Ciências ULisboa, através do seu Centro de Testes, em parceria com a Associação Nacional de Cuidados Informais.

Logotipo Radar

Décima quarta rubrica Radar Tec Labs, dedicada às atividades do Centro de Inovação da Faculdade.

Sala com microfone

O jornalismo científico tem a responsabilidade de tornar a mensagem científica compreensível para o público leigo. Jornalistas e cientistas têm o dever cívico de contribuir para a qualidade da informação.

Trajeto de transferência eletrónica num óxido metálico misto de molibdénio e tungsténio

Os fenómenos de transferência de eletrões são omnipresentes em toda a natureza e em Biologia Molecular representam ainda a “transdução de energia”, isto é o transporte de eletrões através de uma enzima ou proteína. Os resultados desta investigação podem ajudar a melhorar a compreensão de como os eletrões se movem nas junções moleculares em dispositivos eletrónicos, ou na transferência de eletrões em biomoléculas com mediação de espécies metálicas.

Pormenor da conceção artística do interior do futuro telescópio espacial de raios X Athena, da ESA

A componente ótica portuguesa, liderada pelo Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço, e que irá integrar o futuro telescópio espacial europeu nos raios X, passou na revisão de requisitos e entra agora na fase de projeto. O IA lidera o conceito e desenho de um sistema de metrologia, ou OBM (do inglês “Onboard Metrology System”), que permitirá orientar com exatidão o espelho do Athena, um telescópio espacial nos raios X, para o sensor de cada um dos dois instrumentos científicos desta missão.

Alunos e professor no campus da Faculdade

A equipa CGD/MATHFCUL ficou classificada em 5.º lugar na final nacional do Global Management Challenge 2020. Exigência foi a palavra escolhida pela equipa para classificar esta experiência. "Fico muito satisfeito e grato pela dedicação e crescimento destes meus alunos", diz João Telhada, professor do DEIO Ciências ULisboa e mentor da equipa.

Mulher esconde rosto com relógio

"O efeito da mudança de hora no consumo de energia é cada vez menos relevante nas nossas sociedades desenvolvidas e, por isso, a avaliação da sua premência deve valorizar sobretudo outros efeitos, como o impacto na saúde, na economia ou no bem-estar dos cidadãos", escreve Miguel Centeno Brito, professor do DEGGE Ciências ULisboa e investigador do IDL.

Pages