A Universidade é Cidade

Cortejo académico na Aula Magna
Núcleo de Comunicação da RUL

Fantástico. Emocionante. Inspirador. Única. Memorável. A Sessão de Abertura do Ano Académico da nova Universidade de Lisboa foi especial: a academia entregou-se à cidade e ao mundo.

Nas palavras de J. M. Pinto Paixão a cerimónia foi “memorável” refletindo “uma atmosfera condicente com as culturas das duas universidades”. Para o diretor da FCUL, quando a universidade olha em redor, resolve muitos dos seus problemas, servindo melhor a sociedade em que se insere.

António Costa, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, considerou a cerimónia “inspiradora” presenteando os reitores António Sampaio da Nóvoa e António Cruz Serra com as medalhas de honra do município, em forma de “agradecimento pelo contributo extraordinário que as duas universidades têm dado ao longo destes anos para a cidade de Lisboa”. O autarca comentou ainda que a fusão da Universidade de Lisboa e da Universidade Técnica de Lisboa é uma excelente oportunidade para “recolocar Lisboa na rota internacional das universidades”.

Cortejo académico
Fonte: Núcleo de Comunicação da RUL
Legenda: A cerimónia foi transmitida em sistema de vídeo difusão

“Além de muito bonita foi de facto emocionante”, disse Helena Maria Iglésias Pereira. A professora do Departamento de Estatística e Investigação Operacional e presidente do Conselho Pedagógico da FCUL é uma presença assídua nestas ocasiões, por isso mesmo classificou-a como uma sessão “especial e mais emocionante do que o habitual”.

Também Maria Amélia Martins-Loução, professora do Departamento de Biologia Vegetal da FCUL, destacou a excelência e unicidade do momento. “Há mais de dez anos que assisto a estas cerimónias, esta de facto marca uma nova etapa da cidade e da universidade pública”, concluiu a antiga vice-reitora da UL.

A 16 de janeiro de 2013, a Aula Magna acolheu o primeiro ato comum após a publicação do decreto-lei, que procede à fusão entre a Universidade de Lisboa e a Universidade Técnica de Lisboa, em 31 de dezembro do ano passado. Nuno Crato, ministro da Educação e Ciência, apadrinhou o acontecimento com a sua presença.

Reitores da UL e UTL e ministro da Educação e Ciência
Fonte: Núcleo de Comunicação da RUL
Legenda: A sessão de abertura do ano letivo contou com representantes do Governo

No público, entre a expectativa, o entusiasmo e a incerteza quanto ao futuro, elaboravam-se considerações. A primeira palavra escolhida por Guida Carvalheiro para adjetivar a sessão foi “ fantástica”. A coordenadora do Núcleo de Compras e Património da Unidade de Recursos Financeiros e do Património da FCUL considerou a cerimónia simplesmente “simbólica”. Também João Costa, presidente da Associação de Estudantes do Instituto Superior Técnico, ficou satisfeito com o acontecimento e com a fusão das universidades: “Acho que é um grande passo para as instituições de ensino superior de Portugal, a criação de uma grande Universidade a nível nacional e com grande relevo a nível internacional. É um grande passo também para o futuro do país, daqui sairão jovens bastante qualificados que estarão presentes em grandes projetos a nível nacional e internacional o que será fundamental para o futuro do país”.

Para quem esteve e está envolvido no processo de fusão, como é o caso de Rui Malhó, subdiretor da FCUL, esta é “uma excelente oportunidade”, cabendo a cada um de nós tornar o nosso futuro risonho. Flávia Guerra, aluna do mestrado em Ecologia e Gestão Ambiental da FCUL e membro da VicenTuna, acredita que a mudança de paradigma pode incrementar a inserção profissional desta comunidade académica. “Vamos estar mais unidos e possivelmente mais reconhecidos a nível europeu”, disse.

Reitores da UTL e da UL
Fonte: Núcleo de Comunicação da RUL
Legenda: A Câmara Municipal de Lisboa atribuiu às universidades a medalha de honra municipal

A Sessão de Abertura do Ano Académico 2012/2013 foi transmitida em sistema de vídeo difusão através da página oficial da reitoria. Ao longo da cerimónia, muitos foram os momentos que uniram os altos representantes das duas universidades, a classe política, os docentes, os não docentes e os restantes convidados presentes na sala.

Ao som de Carlos do Carmo, cantou-se Lisboa, essa menina e moça que agora une duas forças do conhecimento, iluminando-as ao longo de um percurso exigente que se espera frutuoso.

Se a música foi uma presença constante… Antes do evento principiar e momentos antes da cerimónia findar as tunas, o Coro Infantil da UL e os Coros da UL e da UTL brindaram os convidados. Outras expressões culturais ecoaram no auditório: do cinema, à dança contemporânea, passando pela poesia com “Lisboa”, de Sophia de Melo Breyner, declamada por Ana Bacalhau, vocalista dos Deolinda e antiga aluna da Faculdade de Letras da UL e pela sabedoria de Eduardo Lourenço, que recebeu naquele final de dia o Prémio Universidade de Lisboa. E assim se deu ao mundo a academia…

Aula Magna
Fonte: Núcleo de Comunicação da RUL
Legenda: O Prémio Universidade de Lisboa foi entregue a Eduardo Lourenço

De olhos voltados para o futuro…

“Tem sido, mas tem sido mesmo, uma viagem extraordinária pela universidade pública, pela cidade e por Portugal. Quando os outros se calam nós falamos, quando os outros se resignam nós fazemos, quando os outros se demitem, nós não. A força que agora estamos a construir é para ser posta por inteiro ao serviço do Portugal Futuro. Chegou a hora de agir, de responder a um país que não se pode tornar cético ao ponto de descrer da própria vida. A crise, esta crise, não pode ser pretexto para regressarmos ao passado. Temos direito a um país livre, a um país limpo, a um país justo. Hoje, não venho falar-vos da nossa universidade, venho falar-vos de Portugal”, António Sampaio da Nóvoa, reitor da Universidade de Lisboa
Discurso completo

“Com a fusão das duas universidades construiremos uma universidade de investigação, comprometida com o ensino e a inovação, centrada nas pessoas privilegiará o mérito que estará envolvida com a sociedade portuguesa e a região de Lisboa. Uma universidade com dimensão europeia e aberta ao mundo. Esta universidade virada para o mundo juntará todos os domínios do saber e saberá ser global. (…) Uma universidade que reconquistará para Lisboa o seu protagonismo como uma das grandes capitais da cultura e do conhecimento”, António Cruz Serra, reitor da Universidade Técnica de Lisboa
Discurso completo

“Vergílio Ferreira escreveu: ‘Há o desejo que não tem limite e há o que se alcança, que o tem’. A felicidade consiste em fazer coincidir os dois. Hoje, confesso-me profundamente feliz por poder assistir, de tão perto, ao maior projeto educativo das últimas décadas. Graças aos que sonharam e persistiram seremos orgulhosos estudantes da maior universidade do país que representará o passado brilhante das instituições que lhe estão na origem e empenhará o conhecimento e a ciência como os verdadeiros fachos de luz na escuridão dos dias”, João Marecos, presidente da Associação Académica da Universidade de Lisboa
Discurso completo

“Este é um projeto que tanto tem de grande como de aliciante e do qual todos os agentes académicos envolvidos se devem sentir impelidos a superar com sucesso. Nesse sentido, os estudantes são preponderantes, pois serão a força viva de um organismo que se pretenderá vigoroso. Foi com a consciência desta premissa que os estudantes da Universidade Técnica de Lisboa, desde o início do processo, assumiram uma postura entusiasta, responsável e cooperante no sentido de identificar oportunidades, transmitir preocupações e indicar soluções”, José Pedro Pereira, presidente da Associação de Estudantes do Instituto Superior de Agronomia da UTL
Discurso completo

“Partilho dos fundamentos que estão na base da proposta da fusão e considero que há reformas a implementar que não têm sido possíveis implementar dadas as resistências instaladas. Um processo destes pode criar condições para que aconteçam, assim haja a coragem necessária”, Rafael Gaspar Serrenho, representante dos Funcionários da UL
Discurso completo
 

Ana Subtil Simões e Raquel Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt

Luis Carriço, diretor da Ciências ULisboa e Maria de Jesus Fernandes, bastonária da Ordem dos Biólogos, assinaram no passado mês de setembro um protocolo de colaboração que visa a conceção, criação e desenvolvimento de cursos de especialização nas áreas de especialidade da Ordem, nomeadamente: Ambiente, Biotecnologia, Educação e Saúde.

Folha em destaque

Vanessa Mata, Miguel Baptista e Tiago Morais são os vencedores da edição 2021 do Prémio de Doutoramento em Ecologia - Fundação Amadeu Dias, organizado pela Sociedade Portuguesa de Ecologia (Speco). A entrega dos galardões deve ocorrer no próximo mês de dezembro, durante o 20º Encontro Nacional de Ecologia, na Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, em Ponte de Lima.

codigo html

“OS Diversity for Intrusion Tolerance: Myth or Reality?”, com coautoria de três investigadores da Ciências ULisboa, é um dos artigos distinguidos com o prémio Test-of-Time, atribuído em junho de 2021 pela DSN.

Logotipo da iniciativa - banner promocional

Entre 12 e 17 de outubro de 2021 realiza-se a primeira edição do FIC.A - Festival Internacional de Ciência, no Palácio e Jardins do Marquês de Pombal, em Oeiras. Ciências ULisboa está representada neste evento com dezenas de atividades.

logotipo das comemorações do centenário da licenciatura em engenharia geográfica/geoespacial

Este ano assinala-se o centenário da criação da licenciatura em Engenharia Geográfica/Geoespacial. Para comemorar a efeméride realiza-se a 22 de outubro de 2021, pelas 15h00, no grande auditório da Ciências ULisboa, uma Sessão Solene Comemorativa, organizada pela Faculdade em parceria com a Ordem dos Engenheiros.

Lagoa nos Açores

Um estudo multidisciplinar, da autoria de vários cientistas europeus e norte-americanos, reconstrói as condições em que os Açores foram habitados pela primeira vez e o impacto da presença humana nos ecossistemas.

mapas e dispositivos moveis

"A informação geográfica contextualiza um povo, uma comunidade ou um indivíduo no espaço que o envolve", escreve Cristina Catita, professora do DEGGE Ciências ULisboa, por ocasião das comemorações do centenário do curso de Engenharia Geográfica/Geoespacial.

banda desenhada

“O jogo das alterações climáticas” é o novo livro da autoria de Bruno Pinto (argumento), Quico Nogueira (desenho) e Nuno Duarte (cor). O lançamento do livro vai ter lugar na Ciências ULisboa, já no próximo dia 7 de outubro.

Logotipo Radar

Décima oitava rubrica Radar Tec Labs, dedicada às atividades do Centro de Inovação da Faculdade. A empresa em destaque é a Sowé.

"É mais uma vez com uma enorme alegria que constatamos que Ciências ULisboa foi reconhecida como faculdade de excelência, sendo escolhida por mais de nove centenas de alunos na 1.ª fase do Concurso Nacional de Acesso (CNA) ao ensino superior", escreve Pedro Almeida, subdiretor da Faculdade.

trevo

Todos os dias são bons para serendipidades. Todos os dias também são bons para ocasiões previstas e que produzem factos.

Clara Grilo

Clara Grilo é bióloga e tem desenvolvido estudos sobre o impacto das estradas na fauna silvestre, nomeadamente na abundância relativa, comportamento, mortalidade por atropelamento e risco de extinção em aves e mamíferos. É investigadora no CESAM Ciências ULisboa, mas também é uma alumna da Faculdade. Fique a par de como foi estudar nesta faculdade e o que a levou a ir para o estrangeiro.

Um lince Ibérico sub-adulto

Mais de 120 espécies de mamíferos terrestres são particularmente vulneráveis à mortalidade por atropelamento e várias populações podem extinguir-se em 50 anos se persistirem os níveis de atropelamentos observados. A declaração é de Clara Grilo, investigadora do CESAM Ciências ULisboa, que lidera a investigação e que resultou na publicação de um artigo na prestigiada revista científica Global Ecology and Biogeography.

A missão Sentinel marca uma nova era na observação da Terra com o Copernicus

"A deteção remota veio revolucionar a forma de observação da Terra (...) desde as câmaras acopladas a aviões (...) aos mais variados sensores a bordo dos diversos satélites que orbitam a Terra, estes equipamentos têm permitido a aquisição sistemática de grandes volumes de imagens da superfície terrestre, possibilitando a sua monitorização a um nível global, regional e local de modo a uma gestão mais sustentável", escreve Ana Cristina Navarro Ferreira, professora do DEGGE Ciências ULisboa, por ocasião das comemorações do centenário do curso de Engenharia Geográfica/Geoespacial.

Estrutura molecular do óxido aniónico [Mo7O24]<sup>6-</sup>, cuja dissolução apresenta propriedades oncocidas

Investigação conjunta entre o BioISI Ciências ULisboa, a CIC NanoGUNE e a Universidade de Glasgow permite um avanço no conhecimento sobre quimioterapias com óxidos de molibdénio e realça as nuances pelas quais os sucessivos equilíbrios de pH controlam a ação oncocida aparente do {Mo7}.

Cratera inativa em Cabo Verde

António Morais Romão Serralheiro, professor catedrático jubilado da Ciências ULisboas, faleceu no passado dia 25 de agosto. A Faculdade apresenta as sinceras e sentidas condolências aos seus familiares, amigos e colegas. Leia a homenagem de um dos seus antigos alunos, atualmente professor e investigador da Faculdade, José Madeira.

Ricardo Simões no laboratório

Ricardo Simões, antigo aluno da Ciências ULisboa e investigador pós-doutorado do Centro de Química Estrutural da ULisboa, é um dos vencedores do Prémio Franzosini 2020, e o primeiro cientista português a receber este galardão internacional, que devido à situação pandémica foi entregue este verão.

Aula Magna

Os Prémios Científicos ULisboa/ CGD 2020 existem desde 2016. Até 2020 já foram concedidos 83 prémios e 87 menções honrosas a cientistas da Universidade. Desses, 14 prémios e 16 menções honrosas foram entregues a cientistas da Ciências ULisboa. Este ano na Faculdade estão de parabéns oito personalidades.

Dunas Monte Gordo

O Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas e a Ciências ULisboa assinaram recentemente um contrato de cooperação para desenvolvimento de viveiros de espécies dunares.

Quatro cenários diferentes para a formação do próximo supercontinente

Como será o clima da Terra quando o próximo supercontinente se formar? Ana Pires, comunicadora de ciência do IDL Ciências ULisboa, escreve sobre a nova publicação que tem em conta o impacto da tectónica de placas, da rotação do planeta e da radiação solar no clima futuro da Terra. Este novo trabalho publicado na revista Geochemistry, Geophysics, Geosystems da American Geophysical Union é da autoria dos cientistas Michael Way, Hannah Davies, João C. Duarte e Mattias Green.

Uma aplicação mais recente da fotogrametria é a robótica com base em câmaras estéreo, usada em veículos autónomos terrestres e espaciais, como é o caso do Perseverance

"Não é de mais dizer, que hoje em dia, a fotogrametria é indispensável na cartografia da Terra e que leva a Engenharia Geoespacial até à superfície de Marte", escreve Paula Redweik, professora do DEGGE Ciências ULisboa, por ocasião das comemorações do centenário do curso de Engenharia Geográfica/Geoespacial.

Mulher a escrever num quadro e homem ao lado

"A comunicação tem múltiplas funções num organismo. Uma boa prática, por exemplo, passa por acautelar a reputação dessa estrutura, e para que tal aconteça quem trabalha numa organização deve conhecer esse organismo, nomeadamente a sua missão, visão e lema; e o conjunto de pessoas que constituem esse grupo de trabalho", escreve Ana Subtil Simões, editora da Newsletter de Ciências.

Cumprimento entre Bernardo Duarte e o Reitor da ULisboa

A 26 de julho comemorou-se o Dia da ULisboa. A sessão decorreu na Aula Magna, e contou com a Cerimónia de Entrega de Prémios Científicos ULisboa/CGD das edições de 20219 e 2020. Num conjunto de 18 prémios e 23 menções honrosas, nesta edição de 2020, foram atribuídos quatro prémios e quatro menções honrosas a docentes e investigadores da Ciências ULisboa.

Trabalho a decorrer no âmbito da campanha oceanográfica EMSO-PT Leg 1

O Instituto Dom Luiz (IDL) da Ciências ULisboa é responsável pelo desenvolvimento e construção de estações sísmicas de fundo oceânico (OBS).

A aluna está a centrifugar amostras de ácidos nucleicos no âmbito do fluxograma experimental da atividade de sequenciação.

Mónica Vieira Cunha, professora do Departamento de Biologia Vegetal da Ciências ULisboa, investigadora do cE3c e coordenadora científica do projeto COVIDETECT, foi uma das oradoras da sessão “COVIDETECT – Deteção e quantificação de SARS-CoV-2 em águas residuais, como alerta precoce para a disseminação do vírus na comunidade”, organizada pela Águas do Norte, em formato online, no passado dia 13 de julho.

Páginas