Dictum et factum

Emília Real

Emília Real

ACI Ciências

O que fazem e o que pensam alguns membros da comunidade de Ciências? O Dictum et factum de novembro é com Emília Real, assistente técnica do Departamento Física (DF) de Ciências.

Quando era criança já sabia que profissão gostaria de ter no futuro?

Emília Real (EM) - Olá! Em criança queria ser tudo… Mas as profissões que me lembro mais de querer ser eram estilista e advogada.

Qual foi o 1.º emprego?

EM - O 1º emprego foi monitora de crianças, na altura das colónias de Verão, adorei, principalmente porque havia muitas crianças desfavorecidas por pertencerem a bairros problemáticos e aqueles dias eram um sonho…

Como surgiu a hipótese de trabalhar em Ciências?

EM - Eu trabalhava no Instituto Nacional de Engenharia e Tecnologia Industrial (INETI), no Laboratório das Atividades Aeroespaciais (LAER), que fica no campus do Lumiar. Entretanto com a mudança de ministério foi integrado na Faculdade, presentemente Laboratório de Ótica, Lasers e Sistemas (LOLS) que pertence ao DF e entretanto fui convidada a mudar-me fisicamente para cá.

Há quantos anos trabalha na Faculdade?

EM - Na Faculdade trabalho desde dia 2 de janeiro de 2010, há sete anos. Mas trabalho na função pública há 22 anos.

O que começou por fazer quando aqui chegou?

EM - Fui integrada no DF e foi um choque porque não sabia minimamente como funcionava uma Faculdade, vinha de um Laboratório de Estado, onde tudo é diferente, mas acho que me adaptei bem, comecei a trabalhar com os mestrados e doutoramentos do DF e também fazia o apoio financeiro dos mesmos. Aproveito para agradecer a muitas pessoas daqui que me apoiaram aquando da minha chegada, não preciso dizer quem são porque elas sabem… Não foi fácil.

E agora como é o seu dia-a-dia?

EM - O meu dia-a-dia nunca é igual, porque há sempre situações que surgem que podem ser mais urgentes e que lhes tenha que dar prioridade, mas para dar um bocadinho a conhecer o meu trabalho, além de apoiar os mestrados e doutoramentos do DF, contribuo para o suporte de todos os processos financeiros em que o DF está envolvido e dou auxílio à gestão financeira e contratações dos grupos/centros de investigação do Departamento, trabalhando assim diariamente com a Fundação da Faculdade.

O que é que mais gosta de fazer na unidade onde está inserida?

EM - Gosto de fazer tudo, não há nada em específico que eu diga que gosto mais ou menos, trabalho é trabalho e o que há para fazer faz-se! Gosto muito de lidar com os professores, alunos, colegas e ajudar em qualquer coisa que seja preciso. No que diz respeito aos docentes e investigadores gosto imenso de conversar com eles e conhecer o que cada um faz.

Há alguma coisa que não aprecia na sua rotina profissional?

EM - Não gosto de mau ambiente, pessoas mesquinhas, com má vontade para ajudar o próximo. Para mim, se houver harmonia é “meio caminho andado” para o trabalho correr bem, tudo se faz, com maior ou menor dificuldade.

Na sua opinião o melhor da Faculdade é…?

EM - Conhecimento, aprendizagem! É tão bom ver os miúdos entrarem no 1.º ano da faculdade (completamente eufóricos, a tentar absorver tudo e depois acompanhar, passo a passo, o percurso) e quando terminam e vêm aqui entregar a tese, ver a alegria estampada na cara!

E saber que um bocadinho de todos nós, desde os docentes até aos funcionários da limpeza, contribuímos para que cada aluno saia daqui com o coração cheio e pronto para enfrentar o mundo lá fora!

E o melhor da Administração Pública, o que é?

EM - Na minha opinião o melhor é a estabilidade.

Se tivesse que escolher um adjetivo para se descrever, qual seria a palavra escolhida?

EM - Brincalhona!

Porquê?

EM - Porque adoro rir e fazer rir, acho que a vida já é tão difícil e complicada nos tempos que correm que se não tiver uma pitadinha deste “condimento” não tem o mesmo sabor!!

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem de Ciências
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
A. M. Galopim de Carvalho num dos geoparques

O pioneiro da Geoconservação em Portugal sente-se agradado pelo reconhecimento dos mais de 20 anos de serviço em prol da preservação e salvaguarda dos geoparques, considerando o tributo um importante incentivo para a defesa territorial, para a promoção da geodiversidade e para o desenvolvimento sustentável baseado no património geológico.

Isaac Carrêlo e Rita Almeida, alunos do curso de Engenharia e Energia do Ambiente e Eva Barrocas, do curso de Biologia, viajaram até Cabo Verde para fazer parte da equipa Turtle Foundation. Durante um mês de experiências intensas, protegeram tartarugas e levaram os ensinamentos apreendidos na FCUL até à comunidade local.

Mapa

O Memorando de Entendimento celebrado com Portugal estabelece oito áreas programáticas para a respetiva alocação de verbas para 2009/2014. A abertura de concursos para Portugal deve acontecer ainda este ano.

Palestra por Jennifer de Jonge

Centro de Biotecnologia Vegetal/IBB

Evolução Tecnológica e o Cadastro Territorial Multifinalitário no Brasil

VicenTuna anima Sessão de Boas-vindas

Receber os novos alunos numa sessão de boas-vindas é uma das tradições da FCUL. Agora, o espírito da cerimónia pode ser conhecido pela voz dos profissionais e alunos que fizeram parte da última sessão, através de uma reportagem multimédia presente na página do YouTube da Faculdade, bem como na pasta de vídeos do Facebook.

Pormenor de obra de arte

Atualmente, o antigo aluno da FCUL é post-doc na Universidade Federal do Rio Grande - Fundação Universidade do Rio Grande, no Brasil, sendo responsável por projetos na área da Biologia Antártica – Biologia Polar.

Miguel Ramos

Miguel Ramos, professor do Departamento de Matemática da FCUL, faleceu esta quinta-feira, dia 3 de janeiro. O corpo será velado no dia 5 de janeiro, entre as 17h00 e as 24h00, na Capela da Igreja das Furnas, em São Domingos de Benfica, assim como no dia 6 de janeiro, a partir das 12h00, seguindo-se a missa pelas 15h00. A cerimónia de cremação ocorre no Cemitério dos Olivais.

Miguel Ramos (1963-2013)

Estão disponíveis os calendários de exames do 2º ciclo para as seguintes áreas:

- Mestrados de Engenharia Geográfica e SIG

Repórter e câmara de filmar

Após as palavras , chegam os sons e as imagens  do dia em que a FCUL voltou a fazer parte da “Rota das Vocações de Futuro” da associação EPIS. A reportagem está disponível na página do YouTube da Faculdade, bem como na pasta de vídeos do Facebook.

 

O histórico de aluno no Portal da FCUL foi atualizado e renovado.

Relembramos que pode utilizar os vários meios ao dispor para deixar comentários ou sugestões sobre os serviços da FCUL.

Bruno Almeida, doutorado em História das Ciências pela Secção Autónoma de História e Filosofia das Ciências da FCUL e membro do Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia, ganha "Prémio Cultura 2012" atribuído pela Sociedade de Geografia de Lisboa.

Alunos informam-se sobre programas de mobilidade internacional

“É uma grande oportunidade que estou a ter, a Faculdade dá um grande apoio aos alunos. (…) Estou a gostar do convívio com os colegas, das aulas, das disciplinas e da cultura portuguesa”, sublinha Daniel Martins, aluno oriundo do Brasil a estudar Biologia na FCUL.

Pela 2.ª vez, o Dia Internacional proporcionou a divulgação de programas de mobilidade internacional junto dos alunos, esclarecendo dúvidas e curiosidades. Durante o acontecimento, trocaram-se experiências, conheceram-se hábitos e tradições de diferentes países e, acima de tudo, enalteceu-se o espírito de convívio em ambiente "além-fronteiras".

Candidaturas para Base de Recrutamento de Professores Auxiliares Convidados do DF

“MARAVILHAR-SE: reaproximar a criança da Natureza” 

Foi duplicado o espaço de armazenamento nas áreas de alunos. A nova quota é agora de 1 Gb.

 

Com o intuito de inovar e proporcionar os melhores temas aos alunos da Faculdade de Ciências no que diz respeito às novas tecnologias, a

David Luz e Pedro Machado, investigadores do Centro de Astronomia e Astrofísica da UL, fazem parte de uma equipa de investigadores que ao fim de dois anos conseguiu medir os ventos da atmosfera de Vénus a partir da Terra. Até então, só era possível fazê-lo recorrendo a sondas espaciais.

À semelhança dos anos anteriores o Departamento de Química e Bioquímica vai promover a realização de Ações de Formação para os professores do Ensino Básico e Secundário na modalidade oficina.

Páginas