Opinião

A importância histórica da cartografia

Mão a segurar num telemóvel com o google maps em fundo

Muitos dos atuais serviços de localização, como o Google Maps, OpenStreetMap, Bing Maps, entre outros fazem uso da Web Mercator

Unsplash - Tamas Tuzes-Katai
Ana Cristina Navarro Ferreira
Ana Cristina Navarro Ferreira
Imagem cedida pela autora

Durante séculos, a cartografia permitiu a produção de mapas com a representação da superfície terrestre e o consequente conhecimento do mundo onde habitamos. Desde os mapas mais antigos, descobertos em pinturas rupestres, passando pela primeira tentativa de produção de mapas realistas por Ptolomeu no século II d.C., e pelos avanços dos árabes durante a Idade Média, decorreram centenas de anos até ser criada uma projeção cartográfica de toda a superfície terrestre. Tal ocorreu em 1569, com a publicação do primeiro Mapa Mundo de Mercator. A projeção cartográfica por ele definida mostrava as direções de rumo constante como linhas retas, caraterística essa que veio facilitar a navegação, sendo ainda hoje usada na cartografia náutica. Aliás, muitos dos atuais serviços de localização (Google Maps, OpenStreetMap, Bing Maps, e outros) fazem uso de uma variante desta projeção (a Web Mercator).

Os mais recentes desenvolvimentos da tecnologia utilizada na aquisição, produção, armazenamento, visualização e disseminação de informação geoespacial, em paralelo com o crescente papel da cartografia no dia-a-dia e em diversas áreas de aplicação (atividades económicas, sociais e ambientais), conduziram a um renascimento da cartografia (cartografia digital). Esta rápida transformação de mapas estáticos, em papel, para uma interface digital, interativa, móvel, dinâmica e colaborativa, permitiu um acesso mais facilitado a informação geoespacial e a sua rápida utilização para a monitorização e compreensão de diferentes fenómenos, proporcionando tomadas de decisão mais céleres.

A cartografia constitui, a par com a fotogrametria/deteção remota, a geodesia, a topografia e os sistemas de informação geográfica, um dos principais setores de atividade do engenheiro geógrafo/geoespacial, contribuindo para a produção de cartografia topográfica de base. Esta cartografia serve de suporte a outras áreas de atividade, nomeadamente em projetos de engenharia, tais como a construção de edifícios, pontes, e redes viárias, e no planeamento e ordenamento do território, para a elaboração de diversos instrumentos de gestão territorial.

Logotipo
Logotipo das comemorações

 

Ana Cristina Navarro Ferreira, professora DEGGE Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

Proposal for a REGULATION OF THE EUROPEAN PARLIAMENT AND OF THE COUNCIL.

Laying down the rules for the participation and dissemination in 'Horizon 2020 – the Framework Programme for Research and Innovation (2014-2020).

EUA represents over 850 universities and university associations across 47 European countries. Its highly diverse membership covers the full spectrum of universities participating in European research programmes.

Vai realizar-se de 18 a 20 de Março de 2013, em honra do Professor Ross Leadbetter, o "Symposium on Recent Advances in Extreme Value Theory ".

Face de Maria Amélia Martins-Loução

O Flora-On sistematiza informação fotográfica, geográfica, morfológica e ecológica de todas as espécies de plantas vasculares autóctones ou naturalizadas listadas para a flora de Portugal. Atualmente, através deste portal acede a 164 famílias, 836 géneros e 2991 espécies.

Cortejo académico na Aula Magna

A cerimónia de abertura do ano letivo de 2012/2013 marca uma nova etapa do ensino superior público.
Exegi monumentum aere perennius - Ergui um monumento mais duradouro que o bronze.
Da nova Universidade de Lisboa vê-se o mundo...

Crianças dos 5 aos 9 anos descobrem as Ciências na FCUL

A FCUL abriu as portas do conhecimento aos alunos do Colégio Infantes de Portugal, de Palmela. Durante uma manhã, os laboratórios de Biologia e de Química e Bioquímica foram explorados por cerca de 20 crianças com idades compreendidas entre os 5 e os 9 anos.

Encontra-se aberto concurso externo para o Banco de Portugal - Departamento de Supervisão Prudencial, com vista ao preenchimento de vagas de Técnico Superior para a área de supervisão

“A inovação é tipo ‘ovo de Colombo’, depois de se saber, parece fácil. Só que ‘saber’ significa um longo caminho de amadurecimento do conhecimento”, declara Maria Filomena Camões, docente do Departamento de Química e Bioquímica da FCUL, a propósito da atribuição da Bolsa Europeia de Excelência de Investigação.

A. M. Galopim de Carvalho num dos geoparques

O pioneiro da Geoconservação em Portugal sente-se agradado pelo reconhecimento dos mais de 20 anos de serviço em prol da preservação e salvaguarda dos geoparques, considerando o tributo um importante incentivo para a defesa territorial, para a promoção da geodiversidade e para o desenvolvimento sustentável baseado no património geológico.

Isaac Carrêlo e Rita Almeida, alunos do curso de Engenharia e Energia do Ambiente e Eva Barrocas, do curso de Biologia, viajaram até Cabo Verde para fazer parte da equipa Turtle Foundation. Durante um mês de experiências intensas, protegeram tartarugas e levaram os ensinamentos apreendidos na FCUL até à comunidade local.

Mapa

O Memorando de Entendimento celebrado com Portugal estabelece oito áreas programáticas para a respetiva alocação de verbas para 2009/2014. A abertura de concursos para Portugal deve acontecer ainda este ano.

Palestra por Jennifer de Jonge

Centro de Biotecnologia Vegetal/IBB

Evolução Tecnológica e o Cadastro Territorial Multifinalitário no Brasil

VicenTuna anima Sessão de Boas-vindas

Receber os novos alunos numa sessão de boas-vindas é uma das tradições da FCUL. Agora, o espírito da cerimónia pode ser conhecido pela voz dos profissionais e alunos que fizeram parte da última sessão, através de uma reportagem multimédia presente na página do YouTube da Faculdade, bem como na pasta de vídeos do Facebook.

Pormenor de obra de arte

Atualmente, o antigo aluno da FCUL é post-doc na Universidade Federal do Rio Grande - Fundação Universidade do Rio Grande, no Brasil, sendo responsável por projetos na área da Biologia Antártica – Biologia Polar.

Miguel Ramos

Miguel Ramos, professor do Departamento de Matemática da FCUL, faleceu esta quinta-feira, dia 3 de janeiro. O corpo será velado no dia 5 de janeiro, entre as 17h00 e as 24h00, na Capela da Igreja das Furnas, em São Domingos de Benfica, assim como no dia 6 de janeiro, a partir das 12h00, seguindo-se a missa pelas 15h00. A cerimónia de cremação ocorre no Cemitério dos Olivais.

Miguel Ramos (1963-2013)

Estão disponíveis os calendários de exames do 2º ciclo para as seguintes áreas:

- Mestrados de Engenharia Geográfica e SIG

Páginas