Dictum et factum

Marta Aido

Marta Aido junto ao globo terrestre

Marta Aido

ACI Ciências

O que fazem e o que pensam alguns membros da comunidade de Ciências? O Dictum et factum de junho é com Marta Aido, que trabalha no Instituto Dom Luiz (IDL). 

Quando era criança já sabia que profissão gostaria de ter no futuro?

Marta Aido (MA) - Não, não sabia. Agora que colocam a questão, associo as atividades às quais dedicava mais tempo com as minhas primas na infância ao que faço agora: fazer programas de rádio (para quem ainda conhece o termo, em cassetes), escrever jornais de família e argumentos para peças de teatro. 

Qual foi o 1.º emprego?

MA - O meu primeiro emprego, que coincidiu com a realização da minha tese de mestrado, foi como estagiária na Philips Research na Holanda. 

Como surgiu a hipótese de trabalhar em Ciências?

MA - Ainda em Berlim (onde vivi durante alguns anos), andava à procura de oportunidades, que me permitissem mudar de rumo profissional e dedicar-me à comunicação de ciência. Encontrei o anúncio para uma posição nessa área no IDL e candidatei-me. O que mais me cativou foi a possibilidade de trabalhar em comunicação em áreas tão relevantes para a sociedade, como são as áreas de investigação do IDL. Também gostei da simpatia, disponibilidade e abertura das pessoas que me entrevistaram.

 Há quantos anos trabalha na Faculdade?

MA - Desde janeiro de 2016.

 O que começou por fazer quando aqui chegou?

MA - No meu primeiro dia de trabalho, o Miguel Centeno Brito, que me orienta, disse que a minha primeira tarefa no IDL era almoçar e tomar cafés com o máximo número de pessoas. Não consegui conviver à volta da mesa com todos os membros do IDL ou da Faculdade, mas tentei conhecer o máximo de pessoas, bem como o seu trabalho.

 E agora como é o seu dia-a-dia?

MA - É preenchido. Entre outras coisas, coordeno as atividades de outreach do IDL, visitas e projetos de cooperação com escolas e outras instituições; faço cobertura de eventos, em formato de notícia, fotografia e/ou vídeo; redijo comunicados de imprensa; faço a gestão da página de Facebook e o website do Instituto. Todo este trabalho visa não só melhorar a comunicação entre os membros do IDL, mas também contribuir para a participação do Instituto na vida civil e na construção de uma sociedade mais informada e democrática.

 O que é que mais gosta de fazer na unidade onde está inserida?

MA - O que mais gosto de fazer é “dar a conhecer” e despertar curiosidade nas pessoas.

 Há alguma coisa que não aprecia na sua rotina profissional?

MA - Os investigadores do IDL são muito dinâmicos e há, regularmente, muitas coisas a acontecer ao mesmo tempo, o que é excelente. No entanto, por vezes, torna-se difícil gerir tantas notícias e eventos com tão poucos recursos humanos.

 Na sua opinião o melhor da Faculdade é…?

MA - Ter muita gente jovem. Acredito que estar inserida neste ambiente me dá muita energia.

 E o melhor da Administração Pública, o que é?

MA - É ser recreativa, “um puzzle com muitas peças”, e nela haver pessoas com vontade de ajudar a construí-lo.

 Se tivesse que escolher um adjetivo para se descrever, qual seria a palavra escolhida?

MA - Fixe.

Porquê?

MA - Porque me “obrigaram” a escolher um adjetivo.

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem de Ciências
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

David Luz e Pedro Machado, investigadores do Centro de Astronomia e Astrofísica da UL, fazem parte de uma equipa de investigadores que ao fim de dois anos conseguiu medir os ventos da atmosfera de Vénus a partir da Terra. Até então, só era possível fazê-lo recorrendo a sondas espaciais.

À semelhança dos anos anteriores o Departamento de Química e Bioquímica vai promover a realização de Ações de Formação para os professores do Ensino Básico e Secundário na modalidade oficina.

Encontram-se abertos concursos para recrutamento postos de trabalho de Professor Auxiliar, nas áreas disciplinares de Meteorologia, de Geofísica, de Engenharia Geográfica e de Oceanografia Física, Astronomia e Astrofísica, constantes do mapa de pessoal docente d

Empresa Outmind trabalha o conceito de marketing sensorial aliado à tecnologia

“Queremos dar a conhecer um novo espaço, uma nova marca, uma nova estratégia para o Tec Labs e também, claramente, incentivar as pessoas a terem uma atitude diferente face ao empreendedorismo”, sublinhou Luís Matos Martins, presidente do Conselho de Administração do Tec Labs.

Imagem alusiva à extração de óleos essenciais

Aquele que é hoje conhecido como o ISEO teve início em setembro de 1969, quando quatro cientistas da área da farmacognosia se reuniram, informalmente, em Leiden, na Holanda, para discutir problemas comuns, relacionados com a análise de óleos essenciais. Docentes/investigadores da FCUL participam, desde 1989, nesse congresso e já o organizaram por duas vezes.

Membros de uma tuna, durante uma atuação

Diário de bordo da nave Esperança. Uma viagem por um dos acontecimentos musicais da comunidade académica com especial tradição…

Pormenor de obra de arte

Invest in our future, invest in science”. A mensagem é clara, concisa e direta. Por um mundo melhor, um grupo de personalidades do Champalimaud Neuroscience Programme lançou recentemente um blogue no qual procuram sensibilizar a comunidade para a importância da ciência nas nossas vidas.

Está aberto concurso, até ao dia 07 de dezembro de 2012, para admissão de voluntários para a prestação de serviço em regime de contrato na Categoria de Oficial Técnico Superior Naval (TSN) e Oficial Técnico Naval (TN).

A sessão de encerramento contou com uma breve troca de ideias acerca dos novos desafios e possibilidades oferecidos pelo software Open Source, em particular, pela cada vez maior procura de formação em Quantum GIS.

Actividade no NanoLab do GeoFCUL

Dinâmica das zonas costeiras: conhecer para gerir

O Microsoft Windows 8 e Microsoft Office 2013 já estão disponiveis para download no seu Perfil de Utilizador (apenas Docentes e Funcionários).

Evolução da Complexidade Celular: Filosofia, Biologia Celular e Simbiose

Palestra no GeoFCUL

 

Paisagens do Mundo. Imagens da Dinâmica da Terra

 

Devido a problemas de software num equipamento (redundante) vai ser necessário realizar uma alteração de firmware num equipamento central de rede.

Não se prevê que uma possivel quebra de serviços, a existir, seja maior do que alguns segundos.

Francisco Eduardo Lapido Loureiro

Faleceu no passado dia 4 deste mês, no Brasil, onde consolidou a sua carreira (Centro de Tecnologia Mineral - CETEM ), que iniciara em Lisboa (FCUL, Junta de Energia Nuclear), França (Universidade de Nancy) e Angola (Universidade e IICT Instituto de Investiga&ccedi

Está aberta uma bolsa de Mérito Social para a área de Suporte ao utilizador para a Unidade de Informática.

A iniciativa pretende reunir especialistas que, através dos seus testemunhos, contribuam para a compreensão da revolução tecnológica pelo qual vão passar as línguas naturais, entre elas o português.

A Unidade de Informática irá fazer a transmissão ao vivo da apresentação do livro "A Língua Portuguesa Na Era Digital" no dia 16 de novembro de 2012 entre as 9h00 e as 13h30 a partir da Fundação Calouste Gulbenki

Conferência por Jorge Carvalho (LNEG) no dia 29 de Novembro, no GeoFCUL

Encontram-se abertos concursos para recrutamento de um posto de trabalho de Professor Auxiliar na área disciplinar de Astronomia e Astrofísica, e de dois postos de trabalho de Professor Auxiliar, na área disciplinar de Engenharia da Energia.

 Projetados com o objectivo de monitorizar as condições do Estado do Tempo, os satélites meteorológicos são atualmente utilizados em muitas outras áreas do estudo da Terra; por exemplo, a partir de medições efetuadas pelo satélit

Camião de longo curso em via rápida

Existe uma enorme vontade de potenciar a economia baseada no conhecimento. O Ecossistema de Transportes ambiciona transformar Portugal num polo de referência, dinamizando projetos em inovação aberta, reconhecendo a oportunidade estratégica que se coloca.

Páginas