Opinião

Síndrome do impostor

Eles um dia vão descobrir quem sou!

Síndrome do impostor

A existência deste fenómeno é alimentada pela sensação de que se é fundamentalmente diferente dos outros

unsplash - Matthew Henry
Andreia Santos
Andreia Santos
Fonte ACI Ciências ULisboa

Estima-se que 70% das pessoas sofrem de um fenómeno psicológico conhecido como a síndrome do impostor. Acreditam que são inadequadas ou incompetentes mesmo tendo evidências concretas do seu sucesso. Este é um fenómeno muito presente no “mundo académico”, especialmente entre os alunos que se encontram a realizar um doutoramento ou entre os investigadores.

Mesmo na presença de sucessos concretos, visíveis e quantificáveis, estas pessoas não acreditam no seu valor, atribuindo os resultados a eventos como a sorte ou por exemplo ao facto de as pessoas gostarem delas. Há, portanto, um medo constante de falhar, não havendo uma perceção das suas verdadeiras competências, surgindo o medo de que um dia, os colegas e professores vão descobrir que eles não são assim tão bons. Isto gera ansiedade e sensações de constante insegurança, e que levam muitas vezes a uma atitude de “auto boicote”.

As manifestações desta síndrome são variadas. Entre elas, o perfeccionismo, a sensação de ter de ficar a trabalhar mais horas do que as necessárias e abdicar de atividades lúdicas que lhes dão prazer. Existe geralmente a crença de que é preciso ser-se um “génio natural”, ou seja, julgam-se quando não conseguem fazer as coisas bem, e à primeira e sentem-se profundamente envergonhadas quando demoram mais tempo a dominar uma tarefa e tendem a negar que precisam da ajuda do outro. Acreditam que nunca sabem o suficiente para desempenhar uma tarefa, tendo a necessidade de ler muitos artigos mesmo que já não acrescentem valor ao que já sabem, ou não concorrerem a um emprego sem terem exatamente todos os requisitos exigidos.

Estas manifestações geralmente criam desgaste emocional e um constante reforço negativo da autoestima.

A existência deste fenómeno é alimentada pela sensação de que se é fundamentalmente diferente dos outros. Ou seja, tendem a perspetivarem-se a si próprios como os únicos a sentir inseguranças, medo de falhar e com dificuldades na realização de determinadas tarefas. Por outro lado, perspetivam os outros como sendo espetaculares, confiantes e que as coisas lhes correm de forma natural sem sentirem o que eles sentem. A diferença para uma pessoa que não sofre desta síndrome, não reside no facto de não ter dúvidas sobre o seu trabalho, sentir medo de falhar ou sentir-se incompetente em alguns momentos. Mas sim, de percecionar essas sensações como um processo normal e comum entre as pessoas.

Pode parecer paradoxal, mas uma das formas mais eficazes de lidar com este fenómeno é mesmo falar sobre ele, partilhando entre colegas ou amigos com quem sinta um espaço seguro, os desafios que vai sentindo profissionalmente e perceber que não está sozinho naquilo que sente.

Os verdadeiros impostores não sofrem da síndrome do impostor!

Andreia Santos, Gabinete de Apoio Psicopedagógico da Área de Mobilidade e Apoio ao Aluno de Ciências ULisboa

Devido a uma avaria no equipamento de Videoconferência, o serviço encontra-se interrompido por tempo indeterminado. Pedimos desculpa pelo incómodo causado.

Alunos aguardam a sua vez na fila para as inscrições

Este ano, durante a 1.ª fase de inscrições, foi realizado um inquérito a 845 estudantes. De acordo com os resultados obtidos, o reconhecimento da competência científica (25%), a localização (22%) e a nota de candidatura (22%), foram determinantes na escolha da FCUL.

Abertura de Concurso para uma posição de substituição de Doutor Ciência na CFNUL na área Física Nuclear – Reações Nucleares, ver anúncio em http://www.eracareers.pt/opportunities/index.aspx?task=global&job

A FCUL dá as boas-vindas aos novos alunos, após o arranque do novo ano letivo, a 17 de setembro.

Filipe Duarte Santos - Professor Catedrático e Jubilado do Departamento de Física e Director do SIM

Imagem de perfil de Maria Filomena Camões, professora do DQB-FCUL

Maria Filomena Camões, professora do Departamento de Química e Bioquímica da FCUL, assina um artigo sobre a criação do Instituto Nacional de Metrologia da Colômbia e a inauguração de um laboratório do qual é madrinha.

Guiomar Evans - Prof. Auxiliar do Departamento de Física e Investigadora do Centro de Física da Matéria Condensada

A missa do 30.º dia em memória de José Manuel Pires dos Santos, professor aposentado do Departamento de Informática da FCUL, realiza-se a 11 de setembro, pelas 19h00, na Igreja da Luz, em Carnide.

O professor José Manuel Pires dos Santos sentado em frente a uma secretária

Toda a morte, mesmo a anunciada, é uma surpresa. Um misto de espanto e de descrença como se não fosse possível acontecer.

As actividades da Semana Zero do DEGGE têm lugar nos dias 12, 13 e 14 de Setembro.

Bolsas Universidade de Lisboa / Fundação Amadeu Dias

Em cinco anos, a UL e a FAD apoiaram 134 projetos. A Faculdade de Ciências distingue-se com o maior número de alunos e respetivos trabalhos distinguidos, setenta.

Apresentações públicas do Programa de Doutoramento em Biologia

Pormenor da face de uma aluna da FCUL

Apesar do próximo ano letivo começar já dia 17 de setembro, a FCUL ainda está a receber candidaturas de alunos interessados nos seus cursos pós-graduados.

Centro de Dados da FCUL

Tal como anunciado em julho, a modernização do Centro de Dados da FCUL foi realizada durante os meses de verão e está prestes a terminar.

Vela

Aos familiares, amigos e colegas a FCUL apresenta as sinceras condolências.

Fluxo de energia bancária

“O princípio de que aumentar o capital dos bancos favorece a estabilidade bancária, para além de estar errado, penaliza países como o nosso de forma ainda mais gravosa”, refere em entrevista Pedro Gonçalves Lind, um dos autores do regular article “The Dynamics of Financial Stability in Complex Networks”.

Os cidadãos estrangeiros abrangidos pelos programas “Erasmus Mundus” e “Ciência sem Fronteiras” podem ter autorização de residência em menos de 15 dias e direito à mobilidade no espaço da União Europeia.

Jardim

Através do sistema Concursos pode aceder a mais informações sobre o convite publicado no Jornal Oficial da União Europeia.

Vela

Aos familiares, amigos e colegas a FCUL apresenta as sinceras condolências.

Adultos e criança em atividade da Ciência Viva no Verão

Até 15 de setembro, a iniciativa Ciência Viva no Verão percorre o País organizando mais de 1700 atividades científicas gratuitas para toda a população. As inscrições permanecem abertas até 15 de setembro, de acordo com o calendário de atividades. Nesta altura, já são mais de 20 mil os inscritos.

Nos dias 9 e 10 de Agosto a plataforma Moodle da FCUL vai estar inacessivel devido a uma manutenção de rotina.

As nossas desculpas pelos possiveis incómodos causados.

Liliana Caldeira junto aos posters

A investigação sempre foi um objetivo, que ganhou força após o prémio para melhor poster ser-lhe atribuído numa importante conferência internacional. Até ao final do ano, Liliana Caldeira, aluna de doutoramento em Engenharia Biomédica e Biofísica da FCUL, deverá defender a tese.

Pontos de interrogação

"Aquando da candidatura, o projeto estava numa fase embrionária e foi o Programa de Estímulo à Investigação da FCG que deu força e motivação para avançar”, diz Jocelyn Lochon, um dos vencedores da edição 2011 do Programa de Estímulo à Investigação.

Páginas