Opinião

Porque nos preocupamos especialmente com alguns riscos?

#COVID19 #EuFicoEmCasa

A nossa perceção subjetiva de risco aumenta à medida que o nosso medo cresce

unsplash - Marina Vitale
Cláudio Pina Fernandes
Cláudio Pina Fernandes
Fonte ACI Ciências ULisboa

Uma das memórias que guardo de modo mais vivo das aulas de Físico-Química do secundário é o Princípio da Incerteza de Heisenberg. A sua formulação atraiu-me de imediato, ao incluir um elemento probabilístico, ao contrário da noção determinística de muitos modelos.

A ideia central resume-se a que, se quiséssemos calcular a posição de um eletrão, segundo este princípio, não se poderia determinar a sua posição exata, mas apenas a probabilidade de ele se encontrar num certo ponto, num determinado momento.

Perdoem-me os colegas de Química e de Física a inocência do enunciado. Por inépcia assimilativa minha ou por menor rigor científico do professor, foi isto que ficou! Mas não foram exatamente as questões relativas à posição ou ao movimento dos eletrões que me fizeram o click. Este foi dado pela realização de que a incerteza está presente desde a escala atómica até aos grandes fenómenos.

Cada vez que tomamos uma decisão, cada vez que fazemos uma ação, cada vez que entramos em interação com o mundo, há um certo nível de incerteza em relação ao resultado. E o resultado pode ser mais positivo ou mais negativo. Só que a noção de resultado negativo, traz a noção de risco. Afinal, não queremos como consequência esse tipo de resultados. Temos receio ou medo! Deste modo, a incerteza, o risco e o medo passam a fazer parte de uma mesma equação.

Felizmente, para a maioria das situações, temos o nosso sistema de ponderação bem afinado. Afastamo-nos ou protegemo-nos quando a probabilidade de ocorrência de um risco é elevada e avançamos quando ela é baixa. Convivemos bem com imensas coisas que têm um risco associado, tanto que estão incorporadas nas nossas rotinas (exemplos: andar de carro, andar na rua ou comer uma refeição). Porquê? Porque o nosso sistema identifica como de baixa probabilidade de más ocorrências.

Mas, este sistema de ponderação pode ser enviesado. Basta que estejamos especialmente preocupados com algo. E a nossa perceção subjetiva de risco aumenta à medida que o nosso medo cresce. Como resposta, revelamos sinais de ansiedade e ativamos mecanismos de proteção contra a ameaça.

Em muitas situações, não quer dizer que os factos indiquem que há uma alteração de probabilidade de ocorrência ou que esta é elevada. Nesses momentos podemos desejar uma coisa, aquela que seria uma solução: colocar controlo sobre as coisas. Se tudo estivesse sobre controlo, tudo seria previsível. Pode ser muito tentador contrariar o Princípio da Incerteza de Heisenberg, mas corremos um outro risco, o de estar à procura de uma solução impossível, que apenas nos gera mais frustração e preocupação.

Face à incerteza, talvez devêssemos ter em atenção alguns aspetos

  • O Princípio da Incerteza é inerente à vivência humana.
  • Temos um sistema que nos permite fazer ponderações de risco. Fazemo-lo todos os dias com imensas coisas.
  • Se há algum tipo específico de preocupação, ele vai enviesar o sistema de ponderação.
  • O risco não aumenta, mas a nossa perceção subjetiva sim, logo a nossa reação emocional e a nossa conduta.
  • Passamos a estar mais vigilantes em relação a isso e a dar mais atenção. Fazemos aquilo que tão bem é captado numa frase de O Principezinho: “Aquilo que a tua rosa tem de tão especial é a atenção que lhe dás”.
Cláudio Pina Fernandes, Gabinete de Apoio Psicopedagógico da Área de Mobilidade e Apoio ao Aluno da Ciências ULisboa
ínfo.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

Miguel Ramos (1963-2013)

Estão disponíveis os calendários de exames do 2º ciclo para as seguintes áreas:

- Mestrados de Engenharia Geográfica e SIG

Repórter e câmara de filmar

Após as palavras , chegam os sons e as imagens  do dia em que a FCUL voltou a fazer parte da “Rota das Vocações de Futuro” da associação EPIS. A reportagem está disponível na página do YouTube da Faculdade, bem como na pasta de vídeos do Facebook.

 

O histórico de aluno no Portal da FCUL foi atualizado e renovado.

Relembramos que pode utilizar os vários meios ao dispor para deixar comentários ou sugestões sobre os serviços da FCUL.

Bruno Almeida, doutorado em História das Ciências pela Secção Autónoma de História e Filosofia das Ciências da FCUL e membro do Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia, ganha "Prémio Cultura 2012" atribuído pela Sociedade de Geografia de Lisboa.

Alunos informam-se sobre programas de mobilidade internacional

“É uma grande oportunidade que estou a ter, a Faculdade dá um grande apoio aos alunos. (…) Estou a gostar do convívio com os colegas, das aulas, das disciplinas e da cultura portuguesa”, sublinha Daniel Martins, aluno oriundo do Brasil a estudar Biologia na FCUL.

Pela 2.ª vez, o Dia Internacional proporcionou a divulgação de programas de mobilidade internacional junto dos alunos, esclarecendo dúvidas e curiosidades. Durante o acontecimento, trocaram-se experiências, conheceram-se hábitos e tradições de diferentes países e, acima de tudo, enalteceu-se o espírito de convívio em ambiente "além-fronteiras".

Candidaturas para Base de Recrutamento de Professores Auxiliares Convidados do DF

“MARAVILHAR-SE: reaproximar a criança da Natureza” 

Foi duplicado o espaço de armazenamento nas áreas de alunos. A nova quota é agora de 1 Gb.

 

Com o intuito de inovar e proporcionar os melhores temas aos alunos da Faculdade de Ciências no que diz respeito às novas tecnologias, a

David Luz e Pedro Machado, investigadores do Centro de Astronomia e Astrofísica da UL, fazem parte de uma equipa de investigadores que ao fim de dois anos conseguiu medir os ventos da atmosfera de Vénus a partir da Terra. Até então, só era possível fazê-lo recorrendo a sondas espaciais.

À semelhança dos anos anteriores o Departamento de Química e Bioquímica vai promover a realização de Ações de Formação para os professores do Ensino Básico e Secundário na modalidade oficina.

Encontram-se abertos concursos para recrutamento postos de trabalho de Professor Auxiliar, nas áreas disciplinares de Meteorologia, de Geofísica, de Engenharia Geográfica e de Oceanografia Física, Astronomia e Astrofísica, constantes do mapa de pessoal docente d

Empresa Outmind trabalha o conceito de marketing sensorial aliado à tecnologia

“Queremos dar a conhecer um novo espaço, uma nova marca, uma nova estratégia para o Tec Labs e também, claramente, incentivar as pessoas a terem uma atitude diferente face ao empreendedorismo”, sublinhou Luís Matos Martins, presidente do Conselho de Administração do Tec Labs.

Imagem alusiva à extração de óleos essenciais

Aquele que é hoje conhecido como o ISEO teve início em setembro de 1969, quando quatro cientistas da área da farmacognosia se reuniram, informalmente, em Leiden, na Holanda, para discutir problemas comuns, relacionados com a análise de óleos essenciais. Docentes/investigadores da FCUL participam, desde 1989, nesse congresso e já o organizaram por duas vezes.

Membros de uma tuna, durante uma atuação

Diário de bordo da nave Esperança. Uma viagem por um dos acontecimentos musicais da comunidade académica com especial tradição…

Pormenor de obra de arte

Invest in our future, invest in science”. A mensagem é clara, concisa e direta. Por um mundo melhor, um grupo de personalidades do Champalimaud Neuroscience Programme lançou recentemente um blogue no qual procuram sensibilizar a comunidade para a importância da ciência nas nossas vidas.

Está aberto concurso, até ao dia 07 de dezembro de 2012, para admissão de voluntários para a prestação de serviço em regime de contrato na Categoria de Oficial Técnico Superior Naval (TSN) e Oficial Técnico Naval (TN).

A sessão de encerramento contou com uma breve troca de ideias acerca dos novos desafios e possibilidades oferecidos pelo software Open Source, em particular, pela cada vez maior procura de formação em Quantum GIS.

Páginas