Semana da Ciência e da Tecnologia

Dia Nacional da Cultura Científica

Participantes satisfeitos com “O que é investigar História da Ciência?” e Tertúlia Vinho com Ciência

Última Revisão —
Amália Martins-Loução e Manuel Heitor
A Cerimónia de Atribuição dos Prémios Ciência Viva 2021 ocorreu no Dia Nacional da Cultura Científica. Maria Amélia Martins-Loução recebeu o Grande Prémio Ciência Viva pelas mãos de Manuel Heitor, ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior
Fonte Pavilhão do Conhecimento - Centro Ciência Viva

Todas as semanas são boas para dar a conhecer os cientistas e o que investigam, assim como os seus contributos para o avanço do conhecimento, ainda assim há semanas mais especiais que outras. Esta é uma delas.

Esta quarta-feira, por exemplo, celebra-se o Dia Nacional da Cultura Científica, uma data especial, que se comemora há precisamente 25 anos, criada com o intuito de homenagear o divulgador de ciência Rómulo de Carvalho, que nasceu nesta data e por iniciativa de José Mariano Gago, na época ministro da Ciência.

Hoje, por ocasião desta data especial e da Semana da Ciência e da Tecnologia realiza-se também a Cerimónia de Atribuição dos Prémios Ciência Viva 2021, que premeia uma vez mais uma professora cientista da “casa” com o Grande Prémio Ciência Viva, este ano atribuído a Maria Amélia Martins-Loução. A cerimónia é transmitida em direto pelo canal YouTube.

 

 

A Faculdade adere a este tipo de iniciativa desde sempre. Ontem o dia foi repleto de atividades. Nesta semana e nas restantes do ano não faltam outros exemplos de ações de divulgação, que também cumprem o propósito de promover a cultura científica, como é o caso do Dia da Investigação do Departamento de Física ou do ciclo Conversas finitas no C-infinito.

Átrio C4 com pessoas
“O que é investigar História da Ciência?” teve como finalidade dar a conhecer aos alunos da Faculdade o que se faz no CIUHCT
Fonte ACI Ciências ULisboa

Pedro Rento teve conhecimento do evento “O que é investigar História da Ciência?” através de um amigo. O jovem aluno está a terminar a licenciatura em Física e frequenta agora, também, o mestrado em História e Filosofia das Ciências, por isso decidiu participar no acontecimento. “Gostei bastante. Alguns dos oradores são meus docentes e já conhecia das aulas, mas outros não. Foi muito bom e particularmente interessante para conhecer as aplicações do conhecimento, a interdisciplinaridade existente nestas áreas e a utilidade filosófica e científica de cada área do conhecimento”, diz.

Ana Duarte Rodrigues, coordenadora do Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia (CIUHCT), refere a propósito desta iniciativa, que cada vez há mais pontes com colegas de outras áreas da Faculdade e que o objetivo da iniciativa foi precisamente dar a conhecer junto dos alunos da Faculdade o que se faz nesta unidade de investigação. Pedro Freitas, seu colega e quem teve a ideia do encontro, menciona também que a Semana da Ciência e da Tecnologia é sempre uma boa ocasião para os estudantes terem acesso a outro tipo de conhecimento, diferente daquele que adquirem nas aulas. Por isso no final da sessão ofereceram livros aos alunos presentes.

João Honrado está no último ano de Matemática “pura” e teve conhecimento desta atividade pela rede social Meta. Decidiu comparecer porque está interessado em seguir investigação em História da Matemática e da Ciência. Para este jovem a sessão foi bem organizada, simples e casual. “Fiquei com uma ideia clara do que se faz neste centro e das perspetivas que alguém pode ter ao ingressar nesta carreira”, conclui.

Scritpta manent. O que se escreve, fica, permanece.
Mais Superior divulga Tertúlia Vinho com Ciência

“Neste momento há cada vez mais a preocupação não só de fazer bem, como dar a conhecer o que se faz bem, para que a sociedade também veja e perceba a importância de investir em Ciência”, diz Rui Malhó, um dos oradores da Tertúlia Vinho com Ciência e que nesse dia apresentou de forma muito sucinta alguns dos projetos de investigação em curso na Faculdade e em particular no Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (BioISI).

Nesta sexta edição, voltaram a ter parceiros científicos e empresarias, nomeadamente o Instituto Dom Luiz, já que o tema em foco este ano foi as alterações climáticas, e a Associação de Viticultores do Concelho de Palmela, uma das entidades parceiras do Regenerative agricultural approaches to improve ecosystem services in Mediterranean vineyards (Revine), um projeto liderado em Portugal pelos cientistas do BioISI Ciências ULisboa, iniciado em maio deste ano e que faz parte da parceria PRIMA, como anunciado no comunicado de imprensa.

Rui Malhó na Tertúlia
“Neste momento há cada vez mais a preocupação não só de fazer bem, como dar a conhecer o que se faz bem, para que a sociedade também veja e perceba a importância de investir em Ciência”, diz Rui Malhó
Fonte GPS BioISI Ciências ULisboa

Na sua apresentação, Rui Malhó destacou alguns dos estudos mais importantes do BioISi nesta área, como é o caso do artigo sobre genótipos de videira, um dos cinco melhores do Journal of Experimental Botany, dos trabalhos realizados ao nível da fenotipagem e do Smart Farm Colab, entre outros. “Há um projeto muito interessante que tem sido desenvolvido também em parceria com empresas no Tec Labs e com o grupo do professor Rogério Tenreiro e tem tido uma aplicabilidade imediata”, conta acrescentando que se trata de uma colaboração com a Proenol, principal fornecedora de leveduras para fermentação, vinhos, espumantes, a nível nacional e internacional. Rui Malhó menciona ainda que “há uma procura grande no sentido da diminuição da utilização de pesticidas e químicos nos solos e têm sido feitas análises para verificar se isso altera o sabor e o cheiro dos vinhos”, concluindo que cada vez mais se procura diminuir o hiato entre a academia e a indústria.

Gabriela Ricardo foi uma das participantes desta tertúlia, num dia significativo para a sua pessoa. A 23 de novembro terminou a tese no Tec Labs no âmbito do curso de Microbiologia. Foi a primeira vez que participou e teve conhecimento do evento através do Instagram do grupo de investigação Grapevine Pathogen Systems Lab do BioISI Ciências ULisboa, liderado por Andreia Figueiredo. Guilherme Moreira, antigo aluno de licenciatura e de mestrado da Faculdade e atualmente a frequentar o doutoramento em Bioquímica, participou com os colegas e amigos pela terceira vez no acontecimento. “As temáticas abordadas são muito interessantes. Acho importantíssimo não só para ligar a nossa comunidade, mas também pela possibilidade de se abordarem estes temas e outros”, diz.

A Semana da Ciência e da Tecnologia decorre até domingo e continua a procurar atrair a atenção de toda a sociedade para a atividade científica presente nas instituições portuguesas. Esta sexta-feira, Marta Lourenço, diretora do Museu Nacional de História Natural e da Ciência, conversa sobre o filme "Palimpsest of the Africa Museum", após a sua projeção, e sobre a situação portuguesa dos museus.

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Jovem usa microscópio

A FCUL estimula a abertura permanente à sociedade civil, promovendo acontecimentos que visam a disseminação de conhecimentos e a interligação com diferentes agentes sociais.

Os vários objectivos do DEGGE: Tudo o que nos define, e tudo o que apoiamos

O ENEI'12 vai realizar-se na FCUL.

ESTRUTURA E GESTÃO DO DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA ANIMAL (DBA)

Apresentação do Departamento

Paleontólogos do MNHN da UL e do GeoFCUL em foco na revista TVmais.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

O DQB e a FCUL acolheram, mais uma vez, a realização de provas semifinais das Olimpíadas de Química Júnior 2012 no sábado, 14 de abril de 2012.

Pessoas estudam numa mesa na biblioteca

“Acho que qualquer aluno consegue ser bom, se tiver uma boa disciplina de trabalho e objetivos concretos”. Quem o diz é Gonçalo Faria da Silva, estudante do 3.º ano de Biologia.

No penúltimo dia de março realiza-se a quinta e última sessão do workshop destinado a preparar os estudantes para a obtenção do 1.º emprego.

 

Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sessão de recrutamento em Ciências. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a inserção profissional dos seus diplomados.
 

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

Páginas