2013 Ano Internacional da Estatística

O nosso mundo e a Estatística

Paulo Semblano,antigFCUL
PS

Estamos num mundo em mudança constante e a assistir a mudanças profundas na nossa sociedade.

Os acontecimentos a que temos assistido nos últimos anos são bem ilustrativos de que estamos a viver um período de profundas alterações na nossa estrutura social. Temos hoje uma população mais envelhecida, com maior formação, com mais informação e que tira partido das evoluções tecnológicas para estabelecer novas formas de relacionamento e de influência.

O mundo à nossa volta está a mudar. A forma como interagimos, nos relacionamos em sociedade, utilizamos os produtos e os serviços, comunicamos, nos organizamos em sociedade... Tudo isto está a mudar!

A informação gerada pela nossa atividade direta e indireta tem vindo a aumentar substancialmente. Grande parte da atividade humana gera fluxos de informação digital que estão a ser armazenados, mas apenas uma pequena parte dessa informação é processada e utilizada na criação de valor.

O número de eletrodomésticos e de utensílios com ligação à Internet tem vindo a aumentar, a “internet das coisas” é já uma realidade.

A informação está a ser gerada em tempo real. Pode ser observada em tempo real e pode ser utilizada para criar valor em tempo real.
Ilustração - Uma chave para o futuro em rede
Fonte: www.valiantsolutions.com

Estão a ser criadas fontes inesgotáveis de informação e de conhecimento útil para as empresas e para a sociedade.

Esta realidade representa um grande desafio para todos e uma oportunidade para os que estiverem melhor habilitados com conhecimentos analíticos, onde se incluem os conhecimentos no domínio da Estatística e da Análise de Dados.

Esta “nova” realidade põe à prova a nossa capacidade de formar pessoas com as competências necessárias para explorar o valor existente na informação e aconselha as empresas a reformular os seus processos de negócio, os seus processos de decisão, para incorporarem o conhecimento que resulta da análise da informação de que dispõem. Terão sucesso aqueles que melhor aliarem o conhecimento humano à capacidade computacional para explorar a informação, um dos seus principais ativos estratégicos.

A literacia estatística é fundamental para o exercício de cargos públicos ou de gestão e é indispensável nas nossas vidas, na vida das nossas empresas e para o exercício da cidadania.
O número de eletrodomésticos e de utensílios com ligação à Internet tem vindo a aumentar
Fonte: istockphoto.com

O Ano Internacional da Estatística celebra o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela comunidade estatística e o papel que a Estatística tem vindo a assumir nas diversas áreas da Ciência, das empresas, do Estado e da sociedade.

Comemora-se um percurso ao longo do qual se tem vindo a consolidar o contributo da Estatística para a produção do conhecimento científico e a sua importância para a formação dos cidadãos.

Assinala-se também a enorme responsabilidade que temos para a construção de uma sociedade melhor, com empresas e organizações mais eficientes, que fundamentem as suas decisões com base no conhecimento e na informação disponível.

Nota de redação: O autor concluiu a licenciatura em Probabilidades e Estatística, pela FCUL em 1999, e o mestrado em Prospeção e Análise de Dados, do ISCTE-IUL, em 2005.

Paulo Semblano, antigo aluno da FCUL e dirigente da equipa de Marketing Analítico da Caixa Geral de Depósitos
Margarida Fortes, docente do Departamento de Biologia Vegetal de CIÊNCIAS dá uma aula em frente a um quadro com uma projeção imagética

Margarida Fortes, professora do Departamento de Biologia Vegetal (DBV) de CIÊNCIAS e líder do grupo Fruit Functional Genomics & Biotechnology (FFGB), visitou a Escola Secundária de Carcavelos no dia 23 de maio, quinta-feira, para assistir à apresentação de um trabalho de alun

Um grupo de membros de Instituições do Ensino Superior, onde se inclui CIÊNCIAS, está reunido em frente a um jardim, em visita à Siemens

 A iniciativa teve como objetivo aproximar a academia do tecido empresarial.

Nuno Gonçalves alcança o segundo lugar na competição 3MT ULisboa.

Nuno Gonçalves foi distinguido com o segundo lugar, na final da competição ‘Três Minutos de Tese – 3MT ULisboa’, que se realizou esta quint

Inês Ventura

Inês Ventura, a desenvolver o seu doutoramento no Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) e no Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (

Universidade de Lisboa

A Universidade de Lisboa alcança a 260ª posição no QS World University Rankings (SUR) 2025, tornando-se na universidade portuguesa mais bem classificada neste ranking.

Signatários do acordo

Dia 5 de junho foi assinado o acordo para a construção do espectrógrafo ANDES (ArmazoNes high Dispersion Echelle Spectrograph – Espectrógrafo Echelle de alta dispersão do Armazones), entre o Observatório Europeu do Sul (

 Luís Carriço, Diretor de CIÊNCIAS, e David Gonçalves, Dean do Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ) assinam acordo sentados a uma mesa

CIÊNCIAS assinou no dia 5 de junho um acordo de cooperação com o Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ), com vista à cooperação científica em várias áreas de interesse comum.

Equipa do projeto 'Ciências em Harmonia'

Esta terça-feira, 28 de maio, o projeto ‘Ciências em Harmonia’ assinalou o seu primeiro ano de atividades: um marco comemorado com um convívio informal com a comunidade, que

António Branco

António Branco, docente do Departamento de Informática de CIÊNCIAS, foi um dos oradores convidados da conferência que

Sabemos que no futuro um sismo de magnitude significativa voltará a atingir Lisboa. Não sabemos é quando. E se o pudéssemos prever? E se existisse uma probabilidade forte de ser já em 2027?

Ana Santos, finalista 3MT ULisboa

Ao longo dos próximos dias, daremos a conhecer os quatro finalistas de CIÊNCIAS que irão participar na final da competição

Painel e sessão de Perguntas & Respostas | Estreia de documentário

Perto de 120 pessoas assistiram este sábado, 25 de maio, à estreia do documentário ‘O que se esconde na luz? A ciência da missão espacial Euclid’, produzido pelo Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA).

Investigadores do Instituto Dom Luiz, de CIÊNCIAS, instalaram um sismómetro na Escola Básica Professor Delfim Santos, que se encontra a menos de um quilómetro do Estádio da Luz, em Lisboa, onde vão ter lugar os concertos.

Banner Bênção de Finalistas & Queima das Fitas 2024

Este fim de semana a Alameda da Universidade de Lisboa vai voltar a encher-se de finalistas de CIÊNCIAS e de tantas outras faculdades e universidades. A cerimónia de Bênção de Finalistas decorre amanhã dia 25 de maio, a partir das 11h30.

 

3MT ULisboa 2024

Quatro dos doze finalistas da competição ‘Três Minutos de Tese – Universidade de Lisboa’ são de CIÊNCIAS.

Pinguins-de-adélia

Num artigo agora publicado na Science, investigadores de instituições de renome a nível mundial propõem uma estratégia para envolver todas as partes interessadas na governança do Oceano Antártico através de um processo de ordenamento do espaço marinho (OEM) inteligente do ponto de vista climático.

Impressão artística da missão Euclides no espaço.

A 25 de maio (sábado), às 21h00, vamos ver e compreender as novas imagens de entre as maiores alguma vez feitas do Universo, no Grande Auditório de CIÊNCIAS (Edifício C3). A entrada é livre.

Redes Doutorais Marie Curie Projeto PROMOTE

CIÊNCIAS vai participar numa das propostas vencedoras do concurso 2023 das Redes Doutorais de Ações Marie Skłodowska-Curie (MSCA DN).

Foto de entrega de prémio aos vencedores

No âmbito do projeto Invasives e como atividade inserida na

Dia Nacional dos Cientistas - 16 de maio

O Dia Nacional dos Cientistas foi instituído em 2016 por Resolução da Assembleia da República com o objetivo de reconhecer e celebrar a contribuição vital dos cientistas para o progresso da sociedade.

CIÊNCIAS e OKEANOS em parceria para monitorizar biodiversidade e alterações dos ecossistemas marinhos

Projeto internacional SEAGHOSTS visa a monitorização e conservação das populações de painhos, as aves marinhas mais pequenas do planeta.

Páginas