Programa de Estímulo à Investigação

FCG premeia o melhor da ciência portuguesa

A Fundação Calouste Gulbenkian (FCG) continua a convidar jovens investigadores a apresentarem as suas ideias científicas, proporcionando condições para que essas mesmas ideias possam vir a ser testadas e desenvolvidas em contexto institucional. O objetivo do Programa é claro: estimular a criatividade e a qualidade dos jovens, com idade não superior a 26 anos, no contexto da investigação científica.

Os investigadores da FCUL, mais uma vez, agarraram a oportunidade e viram os seus projetos serem distinguidos. Na edição de 2011, Tomás Aquino, Ana Bastos e Jocelyn Lochan foram os galardoados da Faculdade, juntamente com outros cinco cientistas, num total de 60 candidaturas.

De realização anual, o concurso abrange temas de diversos domínios científicos, entre eles, Matemática, Física, Química e Ciências da Terra e do Espaço sendo que as áreas específicas variam de ano para ano, de acordo com a apreciação do júri. Na última edição, Matemática (Álgebra / Lógica Matemática); Física (Teórica / Experimental/Aplicada); Química (Água potável / Comida saudável / Ar puro) e Ciências da Terra e do Espaço (Geofísica / Astrofísica) foram as áreas abrangidas.

O prémio é atribuído a oito investigadores (dois em cada área científica) e traduz-se num incentivo financeiro total de 12.500 euros que é dividido em duas partes: 2500 euros destinam-se ao investigador, 10.000 euros à instituição de acolhimento, que fica encarregue de disponibilizar o montante ao jovem investigador de acordo com as suas necessidades para a concretização do trabalho.

Fonte: António C. Silva
Legenda: Programa de Estímulo à Investigação já premiou 34 jovens investigadores e 19 instituições da Universidade de Lisboa

Rita Rebelo de Andrade, técnica especialista do Serviço de Ciência da FCG, relata o balanço feito desta edição: “De acordo com a avaliação do Júri, os projetos de investigação selecionados, no concurso de 2011, revelaram uma boa preparação científica de base dos investigadores e apresentaram ideias inovadoras”. Para o Júri os concorrentes são “jovens promissores, com projetos de investigação de qualidade”. Segundo Rita Rebelo de Andrade, citando Miguel Seabra, presidente da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, os jovens selecionados pelo Programa “são o espelho de tudo o que vai bem na ciência portuguesa”.

Originalidade de Tomás Aquino, Ana Bastos e Jocelyn Lochan premiada em 2011

Foi com a proposta “Filodinâmica da Gripe A: um Modelo Simples para um Sistema Complexo” que Tomás Aquino foi premiado na área da Física. O aluno do Centro de Física da Matéria Condensada da UL explica em que consiste o projeto: “A gripe é um vírus cuja estrutura genética se altera muito e, portanto, é bastante difícil de ser combatido pelo sistema imunitário. Pretendemos compreender como é que este processo funciona, como é que o vírus da gripe evolui geneticamente e como evolui a sua propagação. O objetivo é, portanto, descrever e compreender o processo para depois prever o que se passa e aí espero poder contribuir para evoluções, por exemplo, ao nível da vacinação”.

Para Ana Nunes, professora do Departamento de Física da FCUL e orientadora do investigador premiado, “entender os mecanismos que regem à variação genética de agentes patogénicos tem aplicações que se revestem do maior interesse do ponto de vista social. Este projeto pretende contribuir na vertente metodológica para o estudo deste problema, desenvolvendo novas ferramentas de análise de modelos matemáticos que reflitam o essencial da complexidade destes sistemas”.

A proposta de Ana Bastos sobre “Influência da Variabilidade Climática na Dinâmica da Vegetação e no Ciclo do Carbono” foi a escolhida na área das Ciências da Terra e do Espaço.

A doutoranda do Instituto Dom Luiz, um laboratório associado organizado pela UL, sob orientação do investigador Ricardo Machado Trigo pretende “analisar a relação entre a variabilidade climática, a dinâmica da vegetação e a fixação de carbono pela biosfera na região Euro-asiática, com destaque para os impactos de fenómenos extremos como secas, ondas de calor ou grandes incêndios no balanço de Carbono”. Ricardo Machado Trigo salienta ainda que “os objetivos propostos na candidatura são considerados realistas dadas as excecionais capacidades da Ana para a investigação, tendo já um artigo publicado e outro aceite na temática da utilização de modelos de recuperação da vegetação que permitem a avaliação do comportamento da mesma após grandes incêndios florestais, em particular os que tenham ocorrido antes ou depois de secas severas”.

Fonte: Octávio Pinto
Legenda: Um dos trabalhados premiados pretende analisar a relação entre a variabilidade climática, a dinâmica da vegetação e a fixação de carbono pela biosfera na região Euro-asiática

Já Jocelyn Lochon, orientado pelo professor do Departamento de Matemática da FCUL, Carlos André, destacou-se na área de Matemática com o trabalho “Supercaracteres e Caminhos Aleatórios em p-grupos”. A investigação a desenvolver no Centro de Estruturas Lineares e Combinatórias da UL traduz-se da seguinte forma: “Num grupo finito G com um conjunto de geradores S, todo o elemento pode ser obtido multiplicando sucessivamente elementos de S. Pretende-se que o estudo da probabilidade do caminho aleatório associado atinga um dado elemento de G, depois de n etapas, e determine estimativas para que essa probabilidade seja uniforme”. Carlos André explica ainda que neste trabalho “é proposto o estudo destas questões em certos grupos de matrizes, usando técnicas desenvolvidas por P. Diaconis e outros, que relacionam áreas aparentemente díspares da Matemática: Álgebra e Análise, por um lado, e Probabilidades e Estatística, por outro”.

Resultados da edição de 2012 conhecidos até novembro

Os três vencedores desta edição juntam-se, assim, à já preenchida lista de premiados da Universidade de Lisboa (UL), pelo Programa de Estímulo à Investigação. No historial da Universidade contabilizam-se 34 vencedores desde que a iniciativa foi implementada, em 1994. A UL é a instituição com o maior número de premiados, seguindo-se as Universidades de Coimbra e Técnica de Lisboa, com 29 e 25 premiados respetivamente. Das 19 instituições da UL agraciadas pelo Programa, 13 estão associadas à FCUL, destaque para o Centro de Matemática e Aplicações Fundamentais e para o Centro de Física e Teórica Computacional, já que cada um deles foi distinguido por cinco vezes.

A próxima edição já está em desenvolvimento, as candidaturas dirigidas a investigadores portugueses que não tenham ainda obtido o grau de doutor estão abertas até 21 de setembro e recaem sobre as seguintes áreas: Matemática (Análise Funcional e Equações Diferenciais), Física Aplicada (Teorias, Modelos, Técnicas), Química (Química em ambientes extremos) e Ciências da Terra e do Espaço (Astronomia / Astrofísica / Cosmologia). Os resultados serão divulgados até 30 de novembro deste ano.

Os critérios de seleção do Programa regem-se pela qualidade da proposta apresentada e pela maturidade científica do subscritor. Para se candidatarem os interessados deverão submeter a sua inscrição através do site da Fundação Calouste Gulbenkian. Em 18 anos a FCG estimulou o melhor de 150 jovens cientistas, resta apenas desejar boa sorte aos candidatos deste ano!

Espólio info-Ciências digital
Programa Gulbenkian de Estímulo à Investigação 2007
Física em destaque
Ciências da Terra e do Espaço
Entrevista com...

Raquel Póvoas com Ana Subtil Simões, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL

Chieko Asakawa and Hironobu Takagi

17 Julho 2012 - 10h30
Anfiteatro da Fundação da FCUL

Chieko Asakawa and Hironobu Takagi

17 Julho 2012 - 10h30
Anfiteatro da Fundação da FCUL

Pormenor de obra artística

Os promotores do FP7 acreditam que “centenas de instituições científicas de toda a União Europeia irão apresentar propostas” e esperam captar novos participantes, nomeadamente pequenas e médias empresas, incrementando dessa forma a competitividade europeia.

Carlos Miguel Farinha, bioquímico docente do DQB e investigador do BioFIG , foi premiado em junho com o Romain Pauwels Research Award, atribuído pela European Respiratory Society.

 

2ª fase de candidaturas:  15 a 22 de Julho.

O mestrado em Matemática para Professores é uma excelente oportunidade para consolidar,  recordar e aprender muitos temas relacionados com a matemática escolar.

No dia 12 de Julho foram feitas as apresentações de quatro trabalhos feitos no âmbito da disciplina de Projecto em Matemática para o Ensino do Mestrado em Matemática para Professores.

A Universidade de Lisboa e a Fundação Amadeu Dias estão a atribuir bolsas aos alunos de 1º Ciclo de qualquer área do saber, leccionado na Universidade de Lisboa e que já tenham concluído o 1.º ano curricular, ou alunos que frequentem&n

Em 18 anos, o Programa de Estímulo à Investigação premiou 34 jovens investigadores e 19 instituições da Universidade de Lisboa. Na última edição, dos oito premiados, três são jovens cientistas da FCUL. As candidaturas à próxima edição decorrem até 21 de setembro.

Cartaz do Seminário

No dia dia 16 de Julho, pelas 11H00, na sala 6.4.30, realizar-se-á um Seminário organizado pelo Centro de Investigação Operacional com o título 'Lagrangian-Based Branch-and-Bound for Two-Echelon Uncapacitated Facility Location with Single Assignment Cons

Os resultados das experiências ATLAS e CMS divulgados recentemente pelo CERN, também foram apresentados publicamente na FCUL, numa sessão organizada pela professora do Departamento de Física Amélia Maio, a responsável pela participação portuguesa na experiência ATLAS.

Apresentações dos Projectos de Física dia 19 de Julho, às 10h, na sala 8.2.17:

O que faz o profissional que passa os seus dias no laboratório? E quem se dedica a resolver equações ou a estudar animais e plantas? Cinquenta alunos da associação EPIS descobriram as respostas a estas e a outras questões.

Servidor da FCUL

O projeto de reestruturação do Centro de Dados da FCUL, iniciado em junho, deverá estar concluído no próximo mês de setembro.

Duas pessoas fazem uma experiência no laboratório

A Faculdade de Ciências abre as portas dos seus laboratórios a 50 jovens, vindos de diferentes pontos do País, para mais uma edição da “Rota das Vocações de Futuro” da EPIS.

Apesar de ser uma das áreas mais recentes da FCUL, atualmente é uma vertente da ciência portuguesa em franca expansão.

“Um trabalho que reflita sobre o passado de uma instituição, ou o passado da ciência em Lisboa ou em Portugal, é sempre algo de muito importante para repensarmos o nosso trajeto”. A afirmação feita pela historiadora das ciências, Ana Simões, a propósito de um dos muitos projetos em curso é reveladora da importância, que a preservação do património científico tem na sua vida.

Kostas Gavroglu e Ana Simões assinam o primeiro livro “Neither Physics nor Chemistry: A History of Quantum Chemistry” sobre a emergência da disciplina Química Quântica, o pretexto ideal para conversar com a autora portuguesa.

O Grupo Azevedos oferece estágio profissional remunerado a recém licenciado na área da Estatística ou Matemática. Os interessados devem enviar a candidatura para

A edição deste ano d´O Botânico, uma revista propriedade da Associação Íbero-Macaronésica de Jardins Botânicos já se encontra online.

O Centro de Informática migrou todo o sítio antigo para o novo Portal da FCUL.

O Centro de Informática colocou em produção, durante a ultima semana de Maio, um equipamento de rede central na arquitectura de comunicações da FCUL.

Na Licenciatura em Matemática (LM) da FCUL, o leque de opções do 3º ano da LM foi alargado e passou a incluir as seguintes disciplinas, que estarão já disponíveis no ano lectivo de 2012/13:

 

 

Em exibição no:

MUSEU NACIONAL DE HISTÓRIA NATURAL E DA CIÊNCIA

1 de Junho de 2012 a 28 de Abril de 2013

 

 

Páginas