Programa de Estímulo à Investigação

FCG premeia o melhor da ciência portuguesa

A Fundação Calouste Gulbenkian (FCG) continua a convidar jovens investigadores a apresentarem as suas ideias científicas, proporcionando condições para que essas mesmas ideias possam vir a ser testadas e desenvolvidas em contexto institucional. O objetivo do Programa é claro: estimular a criatividade e a qualidade dos jovens, com idade não superior a 26 anos, no contexto da investigação científica.

Os investigadores da FCUL, mais uma vez, agarraram a oportunidade e viram os seus projetos serem distinguidos. Na edição de 2011, Tomás Aquino, Ana Bastos e Jocelyn Lochan foram os galardoados da Faculdade, juntamente com outros cinco cientistas, num total de 60 candidaturas.

De realização anual, o concurso abrange temas de diversos domínios científicos, entre eles, Matemática, Física, Química e Ciências da Terra e do Espaço sendo que as áreas específicas variam de ano para ano, de acordo com a apreciação do júri. Na última edição, Matemática (Álgebra / Lógica Matemática); Física (Teórica / Experimental/Aplicada); Química (Água potável / Comida saudável / Ar puro) e Ciências da Terra e do Espaço (Geofísica / Astrofísica) foram as áreas abrangidas.

O prémio é atribuído a oito investigadores (dois em cada área científica) e traduz-se num incentivo financeiro total de 12.500 euros que é dividido em duas partes: 2500 euros destinam-se ao investigador, 10.000 euros à instituição de acolhimento, que fica encarregue de disponibilizar o montante ao jovem investigador de acordo com as suas necessidades para a concretização do trabalho.

Fonte: António C. Silva
Legenda: Programa de Estímulo à Investigação já premiou 34 jovens investigadores e 19 instituições da Universidade de Lisboa

Rita Rebelo de Andrade, técnica especialista do Serviço de Ciência da FCG, relata o balanço feito desta edição: “De acordo com a avaliação do Júri, os projetos de investigação selecionados, no concurso de 2011, revelaram uma boa preparação científica de base dos investigadores e apresentaram ideias inovadoras”. Para o Júri os concorrentes são “jovens promissores, com projetos de investigação de qualidade”. Segundo Rita Rebelo de Andrade, citando Miguel Seabra, presidente da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, os jovens selecionados pelo Programa “são o espelho de tudo o que vai bem na ciência portuguesa”.

Originalidade de Tomás Aquino, Ana Bastos e Jocelyn Lochan premiada em 2011

Foi com a proposta “Filodinâmica da Gripe A: um Modelo Simples para um Sistema Complexo” que Tomás Aquino foi premiado na área da Física. O aluno do Centro de Física da Matéria Condensada da UL explica em que consiste o projeto: “A gripe é um vírus cuja estrutura genética se altera muito e, portanto, é bastante difícil de ser combatido pelo sistema imunitário. Pretendemos compreender como é que este processo funciona, como é que o vírus da gripe evolui geneticamente e como evolui a sua propagação. O objetivo é, portanto, descrever e compreender o processo para depois prever o que se passa e aí espero poder contribuir para evoluções, por exemplo, ao nível da vacinação”.

Para Ana Nunes, professora do Departamento de Física da FCUL e orientadora do investigador premiado, “entender os mecanismos que regem à variação genética de agentes patogénicos tem aplicações que se revestem do maior interesse do ponto de vista social. Este projeto pretende contribuir na vertente metodológica para o estudo deste problema, desenvolvendo novas ferramentas de análise de modelos matemáticos que reflitam o essencial da complexidade destes sistemas”.

A proposta de Ana Bastos sobre “Influência da Variabilidade Climática na Dinâmica da Vegetação e no Ciclo do Carbono” foi a escolhida na área das Ciências da Terra e do Espaço.

A doutoranda do Instituto Dom Luiz, um laboratório associado organizado pela UL, sob orientação do investigador Ricardo Machado Trigo pretende “analisar a relação entre a variabilidade climática, a dinâmica da vegetação e a fixação de carbono pela biosfera na região Euro-asiática, com destaque para os impactos de fenómenos extremos como secas, ondas de calor ou grandes incêndios no balanço de Carbono”. Ricardo Machado Trigo salienta ainda que “os objetivos propostos na candidatura são considerados realistas dadas as excecionais capacidades da Ana para a investigação, tendo já um artigo publicado e outro aceite na temática da utilização de modelos de recuperação da vegetação que permitem a avaliação do comportamento da mesma após grandes incêndios florestais, em particular os que tenham ocorrido antes ou depois de secas severas”.

Fonte: Octávio Pinto
Legenda: Um dos trabalhados premiados pretende analisar a relação entre a variabilidade climática, a dinâmica da vegetação e a fixação de carbono pela biosfera na região Euro-asiática

Já Jocelyn Lochon, orientado pelo professor do Departamento de Matemática da FCUL, Carlos André, destacou-se na área de Matemática com o trabalho “Supercaracteres e Caminhos Aleatórios em p-grupos”. A investigação a desenvolver no Centro de Estruturas Lineares e Combinatórias da UL traduz-se da seguinte forma: “Num grupo finito G com um conjunto de geradores S, todo o elemento pode ser obtido multiplicando sucessivamente elementos de S. Pretende-se que o estudo da probabilidade do caminho aleatório associado atinga um dado elemento de G, depois de n etapas, e determine estimativas para que essa probabilidade seja uniforme”. Carlos André explica ainda que neste trabalho “é proposto o estudo destas questões em certos grupos de matrizes, usando técnicas desenvolvidas por P. Diaconis e outros, que relacionam áreas aparentemente díspares da Matemática: Álgebra e Análise, por um lado, e Probabilidades e Estatística, por outro”.

Resultados da edição de 2012 conhecidos até novembro

Os três vencedores desta edição juntam-se, assim, à já preenchida lista de premiados da Universidade de Lisboa (UL), pelo Programa de Estímulo à Investigação. No historial da Universidade contabilizam-se 34 vencedores desde que a iniciativa foi implementada, em 1994. A UL é a instituição com o maior número de premiados, seguindo-se as Universidades de Coimbra e Técnica de Lisboa, com 29 e 25 premiados respetivamente. Das 19 instituições da UL agraciadas pelo Programa, 13 estão associadas à FCUL, destaque para o Centro de Matemática e Aplicações Fundamentais e para o Centro de Física e Teórica Computacional, já que cada um deles foi distinguido por cinco vezes.

A próxima edição já está em desenvolvimento, as candidaturas dirigidas a investigadores portugueses que não tenham ainda obtido o grau de doutor estão abertas até 21 de setembro e recaem sobre as seguintes áreas: Matemática (Análise Funcional e Equações Diferenciais), Física Aplicada (Teorias, Modelos, Técnicas), Química (Química em ambientes extremos) e Ciências da Terra e do Espaço (Astronomia / Astrofísica / Cosmologia). Os resultados serão divulgados até 30 de novembro deste ano.

Os critérios de seleção do Programa regem-se pela qualidade da proposta apresentada e pela maturidade científica do subscritor. Para se candidatarem os interessados deverão submeter a sua inscrição através do site da Fundação Calouste Gulbenkian. Em 18 anos a FCG estimulou o melhor de 150 jovens cientistas, resta apenas desejar boa sorte aos candidatos deste ano!

Espólio info-Ciências digital
Programa Gulbenkian de Estímulo à Investigação 2007
Física em destaque
Ciências da Terra e do Espaço
Entrevista com...

Raquel Póvoas com Ana Subtil Simões, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
Um grupo de membros de Instituições do Ensino Superior, onde se inclui CIÊNCIAS, está reunido em frente a um jardim, em visita à Siemens

 A iniciativa teve como objetivo aproximar a academia do tecido empresarial.

Nuno Gonçalves alcança o segundo lugar na competição 3MT ULisboa.

Nuno Gonçalves foi distinguido com o segundo lugar, na final da competição ‘Três Minutos de Tese – 3MT ULisboa’, que se realizou esta quint

Inês Ventura

Inês Ventura, a desenvolver o seu doutoramento no Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) e no Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (

Universidade de Lisboa

A Universidade de Lisboa alcança a 260ª posição no QS World University Rankings (SUR) 2025, tornando-se na universidade portuguesa mais bem classificada neste ranking.

Signatários do acordo

Dia 5 de junho foi assinado o acordo para a construção do espectrógrafo ANDES (ArmazoNes high Dispersion Echelle Spectrograph – Espectrógrafo Echelle de alta dispersão do Armazones), entre o Observatório Europeu do Sul (

 Luís Carriço, Diretor de CIÊNCIAS, e David Gonçalves, Dean do Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ) assinam acordo sentados a uma mesa

CIÊNCIAS assinou no dia 5 de junho um acordo de cooperação com o Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ), com vista à cooperação científica em várias áreas de interesse comum.

Equipa do projeto 'Ciências em Harmonia'

Esta terça-feira, 28 de maio, o projeto ‘Ciências em Harmonia’ assinalou o seu primeiro ano de atividades: um marco comemorado com um convívio informal com a comunidade, que

António Branco

António Branco, docente do Departamento de Informática de CIÊNCIAS, foi um dos oradores convidados da conferência que

Sabemos que no futuro um sismo de magnitude significativa voltará a atingir Lisboa. Não sabemos é quando. E se o pudéssemos prever? E se existisse uma probabilidade forte de ser já em 2027?

Ana Santos, finalista 3MT ULisboa

Ao longo dos próximos dias, daremos a conhecer os quatro finalistas de CIÊNCIAS que irão participar na final da competição

Painel e sessão de Perguntas & Respostas | Estreia de documentário

Perto de 120 pessoas assistiram este sábado, 25 de maio, à estreia do documentário ‘O que se esconde na luz? A ciência da missão espacial Euclid’, produzido pelo Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA).

Investigadores do Instituto Dom Luiz, de CIÊNCIAS, instalaram um sismómetro na Escola Básica Professor Delfim Santos, que se encontra a menos de um quilómetro do Estádio da Luz, em Lisboa, onde vão ter lugar os concertos.

Banner Bênção de Finalistas & Queima das Fitas 2024

Este fim de semana a Alameda da Universidade de Lisboa vai voltar a encher-se de finalistas de CIÊNCIAS e de tantas outras faculdades e universidades. A cerimónia de Bênção de Finalistas decorre amanhã dia 25 de maio, a partir das 11h30.

 

3MT ULisboa 2024

Quatro dos doze finalistas da competição ‘Três Minutos de Tese – Universidade de Lisboa’ são de CIÊNCIAS.

Pinguins-de-adélia

Num artigo agora publicado na Science, investigadores de instituições de renome a nível mundial propõem uma estratégia para envolver todas as partes interessadas na governança do Oceano Antártico através de um processo de ordenamento do espaço marinho (OEM) inteligente do ponto de vista climático.

Impressão artística da missão Euclides no espaço.

A 25 de maio (sábado), às 21h00, vamos ver e compreender as novas imagens de entre as maiores alguma vez feitas do Universo, no Grande Auditório de CIÊNCIAS (Edifício C3). A entrada é livre.

Redes Doutorais Marie Curie Projeto PROMOTE

CIÊNCIAS vai participar numa das propostas vencedoras do concurso 2023 das Redes Doutorais de Ações Marie Skłodowska-Curie (MSCA DN).

Foto de entrega de prémio aos vencedores

No âmbito do projeto Invasives e como atividade inserida na

Dia Nacional dos Cientistas - 16 de maio

O Dia Nacional dos Cientistas foi instituído em 2016 por Resolução da Assembleia da República com o objetivo de reconhecer e celebrar a contribuição vital dos cientistas para o progresso da sociedade.

CIÊNCIAS e OKEANOS em parceria para monitorizar biodiversidade e alterações dos ecossistemas marinhos

Projeto internacional SEAGHOSTS visa a monitorização e conservação das populações de painhos, as aves marinhas mais pequenas do planeta.

Reitoria da ULisboa

O CWUR 2024 avaliou de entre 20.966 instituições de ensino superior e atribuiu à ULisboa o 211.º lugar (top 1.1%) e a 80.ª posição no panorama europeu.

Pages