Estímulo à investigação

Parabéns David Moreno, Vicente Miguel e Pedro Gil!

Bolsas Gulbenkian Novos Talentos atribuídas a estudantes da Faculdade nas áreas da Matemática, Biologia e Física

Última Revisão —
David Moreno, Vicente Miguel e Pedro Gil

David Moreno, Vicente Miguel e Pedro Gil venceram bolsas na edição de 2022

GJ Ciências ULisboa

Nota da redação / Errata: Esta notícia refere que são três os alunos vencedores da Bolsa Gulbenkian Novos Talentos, uma vez que foi essa a informação inicialmente transmitida pela Fundação Calouste Gulbenkian. No entanto, houve mais um aluno da Ciências ULisboa a vencer esta bolsa - Rodrigo Costa Barata Luís, do 3.º ano da licenciatura em Matemática.

Para concorrerem a estas bolsas, os alunos apresentaram um texto de motivação e selecionaram duas pessoas que pudessem escrever uma carta de recomendação à FCG. Vicente Miguel indicou Alice Nunes, investigadora no Departamento de Biologia Vegetal e no Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais (cE3c) e Melanie Köbel, investigadora no cE3c, polo da Faculdade, com quem trabalha num projeto relacionado com o efeito das alterações climáticas no montado português, fazendo trabalho de campo e identificação de espécies de plantas. Pedro Gil contou com a ajuda de Mário Rodrigues, professor no Departamento de Física (DF) e investigador no Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas, e Nuno Araújo, professor no DF e investigador no Centro de Física Teórica e Computacional (CFTC). David Moreno contou com a ajuda de Fernando C. Silva, professor no Departamento de Matemática (DM) e membro do Centro de Análise Funcional, Estruturas Lineares e Aplicações (CEAFEL), e Alessandro Margheri, professor no DM e membro do Centro de Matemática, Aplicações Fundamentais e Investigação Operacional.

Três estudantes da Ciências ULisboa ganharam Bolsas Gulbenkian Novos Talentos: David Alexandre Fernandes Batista Moreno, do 3.º ano da licenciatura em Matemática; Vicente Lopes Miguel, do 3.º ano da licenciatura em Biologia; e Pedro dos Santos Gil, do 1.º ano do mestrado em Física.

A Fundação Calouste Gulbenkian (FCG) atribui anualmente estas bolsas, com o objetivo de apoiar estudantes de excelência e estimular a iniciação à investigação. As bolsas traduzem-se num apoio de 1.000 € para o prosseguimento de estudos, nomeadamente o pagamento de propinas, assim como para estímulo à investigação, incluindo um conjunto de atividades consideradas relevantes no desenvolvimento do talento do bolseiro; acrescem 1.500 € destinados à participação em atividades de enriquecimento, como cursos de formação avançada, conferências, escolas de verão, estágios, cursos de línguas, aquisição de livros ou material de laboratório.

David Moreno, Pedro Gil e Vicente Miguel vão participar no desenvolvimento de um projeto de investigação ao longo de um ano, e terão oportunidade de integrar reuniões de trabalho com estudantes e especialistas de todo o país, estabelecendo ligações e partilhando conhecimento. Para acompanhar neste processo, os estudantes contam com a ajuda de tutores e um acompanhamento por parte da comissão científica de cada área do programa.

Para Vicente Miguel, mais importante do que a ajuda no pagamento de propinas é a oportunidade de conhecer pessoas novas, estabelecendo uma rede de contactos dentro da sua área de interesse.

“Sinto que estou em contacto com muitas pessoas interessantes na minha área, e que esta experiência vai ajudar imenso na minha carreira.” Vicente Miguel

Vicente Miguel está interessado no estudo molecular do envelhecimento, nomeadamente no tratamento de uma doença degenerativa, a Degenerescência Macular Relacionada com a Idade, que ocorre numa parte da retina designada mácula, levando à perda progressiva da visão central. Esta patologia é a causa mais comum de perda da visão nos adultos acima dos 50 anos de idade. O interesse nesta temática levou-o ao encontro de Sandra Tenreiro e Ana Sofia Falcão, investigadoras do grupo Degeneração e Envelhecimento, na NOVA Medical School da Universidade Nova de Lisboa, que aceitaram ser suas tutoras, enquadrando-o num projeto sobre um novo tratamento para a doença.

Pedro Gil e David Moreno consideram estas bolsas uma excelente oportunidade para estabelecer um primeiro contacto com o mundo da investigação.

“Acredito que seja uma boa primeira abordagem, uma primeira oportunidade para começar a entender melhor o que é a investigação.” David Moreno

Comissões científicas das Bolsas Gulbenkian Novos Talentos 2022

Física: Constança Providência e Vitor Cardoso
Matemática: Hugo Tavares e Jorge Freitas
Biologia: Helder Maiato e Patrícia Beldade
Química: João Rocha e Verónica Bermudez
Humanidades: Henrique Leitão, Miguel Tamen, Sofia Miguéns
Ciências Sociais: Francisco Vaz da Silva; Margarida Mano e Sara Bahia

Pedro Gil, interessado na área da Física Estatística, tem como tutor Vladimir Konotop, professor do DF e membro do CFTC. A David Moreno é a Álgebra, mais concretamente a teoria da representação de grupos, que mais interesse lhe suscita no campo da Matemática. Carlos André, professor no DM e investigador do CEAFEL, é o seu tutor.

Os três alunos da Faculdade, inscritos no ano letivo 2022-2023, concorreram a estas bolsas em setembro de 2022. Os resultados das candidaturas foram anunciados em outubro de 2022.

Ao todo foram 70 os alunos selecionados com Bolsas Gulbenkian Novos Talentos em 2022, nas áreas da Biologia, Física, Matemática, Química, Humanidades e Ciências Sociais, 25 dos quais são alunos da ULisboa. Os estudantes selecionados, inscritos numa instituição de ensino superior portuguesa, são alunos de mérito com média igual ou superior a 17 valores, no conjunto das classificações obtidas nas disciplinas dos seus cursos.

Marta Tavares, Gabinete de Jornalismo Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Um grupo de membros de Instituições do Ensino Superior, onde se inclui CIÊNCIAS, está reunido em frente a um jardim, em visita à Siemens

 A iniciativa teve como objetivo aproximar a academia do tecido empresarial.

Nuno Gonçalves alcança o segundo lugar na competição 3MT ULisboa.

Nuno Gonçalves foi distinguido com o segundo lugar, na final da competição ‘Três Minutos de Tese – 3MT ULisboa’, que se realizou esta quint

Inês Ventura

Inês Ventura, a desenvolver o seu doutoramento no Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) e no Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (

Universidade de Lisboa

A Universidade de Lisboa alcança a 260ª posição no QS World University Rankings (SUR) 2025, tornando-se na universidade portuguesa mais bem classificada neste ranking.

Signatários do acordo

Dia 5 de junho foi assinado o acordo para a construção do espectrógrafo ANDES (ArmazoNes high Dispersion Echelle Spectrograph – Espectrógrafo Echelle de alta dispersão do Armazones), entre o Observatório Europeu do Sul (

 Luís Carriço, Diretor de CIÊNCIAS, e David Gonçalves, Dean do Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ) assinam acordo sentados a uma mesa

CIÊNCIAS assinou no dia 5 de junho um acordo de cooperação com o Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ), com vista à cooperação científica em várias áreas de interesse comum.

Equipa do projeto 'Ciências em Harmonia'

Esta terça-feira, 28 de maio, o projeto ‘Ciências em Harmonia’ assinalou o seu primeiro ano de atividades: um marco comemorado com um convívio informal com a comunidade, que

António Branco

António Branco, docente do Departamento de Informática de CIÊNCIAS, foi um dos oradores convidados da conferência que

Sabemos que no futuro um sismo de magnitude significativa voltará a atingir Lisboa. Não sabemos é quando. E se o pudéssemos prever? E se existisse uma probabilidade forte de ser já em 2027?

Ana Santos, finalista 3MT ULisboa

Ao longo dos próximos dias, daremos a conhecer os quatro finalistas de CIÊNCIAS que irão participar na final da competição

Painel e sessão de Perguntas & Respostas | Estreia de documentário

Perto de 120 pessoas assistiram este sábado, 25 de maio, à estreia do documentário ‘O que se esconde na luz? A ciência da missão espacial Euclid’, produzido pelo Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA).

Investigadores do Instituto Dom Luiz, de CIÊNCIAS, instalaram um sismómetro na Escola Básica Professor Delfim Santos, que se encontra a menos de um quilómetro do Estádio da Luz, em Lisboa, onde vão ter lugar os concertos.

Banner Bênção de Finalistas & Queima das Fitas 2024

Este fim de semana a Alameda da Universidade de Lisboa vai voltar a encher-se de finalistas de CIÊNCIAS e de tantas outras faculdades e universidades. A cerimónia de Bênção de Finalistas decorre amanhã dia 25 de maio, a partir das 11h30.

 

3MT ULisboa 2024

Quatro dos doze finalistas da competição ‘Três Minutos de Tese – Universidade de Lisboa’ são de CIÊNCIAS.

Pinguins-de-adélia

Num artigo agora publicado na Science, investigadores de instituições de renome a nível mundial propõem uma estratégia para envolver todas as partes interessadas na governança do Oceano Antártico através de um processo de ordenamento do espaço marinho (OEM) inteligente do ponto de vista climático.

Impressão artística da missão Euclides no espaço.

A 25 de maio (sábado), às 21h00, vamos ver e compreender as novas imagens de entre as maiores alguma vez feitas do Universo, no Grande Auditório de CIÊNCIAS (Edifício C3). A entrada é livre.

Redes Doutorais Marie Curie Projeto PROMOTE

CIÊNCIAS vai participar numa das propostas vencedoras do concurso 2023 das Redes Doutorais de Ações Marie Skłodowska-Curie (MSCA DN).

Foto de entrega de prémio aos vencedores

No âmbito do projeto Invasives e como atividade inserida na

Dia Nacional dos Cientistas - 16 de maio

O Dia Nacional dos Cientistas foi instituído em 2016 por Resolução da Assembleia da República com o objetivo de reconhecer e celebrar a contribuição vital dos cientistas para o progresso da sociedade.

CIÊNCIAS e OKEANOS em parceria para monitorizar biodiversidade e alterações dos ecossistemas marinhos

Projeto internacional SEAGHOSTS visa a monitorização e conservação das populações de painhos, as aves marinhas mais pequenas do planeta.

Reitoria da ULisboa

O CWUR 2024 avaliou de entre 20.966 instituições de ensino superior e atribuiu à ULisboa o 211.º lugar (top 1.1%) e a 80.ª posição no panorama europeu.

Páginas