“Hoje é o outro, amanhã poderei ser eu!”

A iniciativa “Ciências em Segurança” decorreu em outubro, com três ações de sensibilização dedicadas à comunidade da Ciências ULisboa

Bombeiro e participante a apagar um fogo com extintor no campus

O Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa conduziu as ações sobre extintores e suporte básico de vida

GJ Ciências ULisboa

Em outubro, Ciências ULisboa organizou um conjunto de ações de sensibilização dedicadas à segurança no campus da Faculdade. A iniciativa “Ciências em Segurança”, promovida pela Associação de Estudantes (AEFCL), contou com a ajuda do Gabinete de Segurança, Saúde e Sustentabilidade (G3S) e do Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa (RSBL). Iniciativas como esta acontecem na Faculdade desde 2014.

Na semana de 13 a 17 de novembro vão ser realizados simulacros nos edifícios da Faculdade, envolvendo a evacuação geral de alguns edifícios e outros cenários de emergência; a 14 de novembro decorre o exercício nacional de preparação para o risco sísmico "A Terra Treme", à qual a Faculdade se associa. A participação nos simulacros é fundamental para testar a capacidade de resposta da comunidade em situação de emergência.

A iniciativa incluiu três ações – duas sessões de treino sobre meios de primeira intervenção contra incêndios e sobre suporte básico de vida e uma ação de sensibilização sobre boas práticas de segurança em laboratório. O objetivo foi envolver toda a comunidade da Ciências ULisboa, em especial os estudantes. Ao todo a iniciativa contou com um total de 100 participantes.

Vanessa Ribeiro e Susana Martins, alunas de pós-graduação e doutoramento na Faculdade, respetivamente, participaram na ação sobre os meios de primeira intervenção contra incêndio, nomeadamente os extintores. À sessão de esclarecimentos seguiu-se uma sessão de treino, em que os participantes puderam manusear um extintor e apagar um fogo, simulando uma situação real de incêndio.

Para Susana Martins, o incidente que tinha ocorrido há poucos dias num dos edifícios da Faculdade – um foco de incêndio num equipamento eletrónico de um laboratório a 20 de setembro – impulsionou a sua vontade de aprender como reagir em caso de necessidade. “Como nunca tinha usado um extintor, pensei: aqui está algo simples e rápido de aprender, um conhecimento que posso utilizar caso aconteça algo semelhante; desta forma estaremos melhor preparados e poderemos ajudar”, partilha.

A ação de sensibilização sobre boas práticas de segurança em laboratório foi conduzida por Júlia Alves, diretora de serviços da Direção Técnica da Faculdade, e por Andreia Figueiredo, professora do Departamento de Biologia Vegetal e investigadora do Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (BioISI); assistiram remotamente à sessão investigadores do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) do Algarve.

pessoa a treinar manobras de SBV num manequim
À sessão teórica sobre suporte básico de vida seguiu-se uma sessão de treino, ambas conduzidas por bombeiros do RSBL
Fonte GJ Ciências ULisboa

Das três, a sessão mais participada foi a ação sobre suporte básico de vida (SBV), que contou com uma breve sessão teórica e uma sessão de treino conduzidas por dois bombeiros do RSBL, na qual os participantes experimentaram as manobras de SBV. O interesse nesta ação, diz Filipa Pegarinhos, coordenadora do G3S, demostrou que a comunidade está preocupada com as questões da segurança e da saúde, e, mais do que isso, se preocupa com o próximo - como se referiu por diversas vezes nesta sessão: “hoje é o outro, amanhã poderei ser eu”.

Mariana Neves, aluna de mestrado na Faculdade, que participou nesta sessão, demonstrou o seu agrado em participar na iniciativa, uma vez que nunca tinha experimentado realizar manobras de SBV e aprendeu muito sobre como agir em situações de emergência. Rita Moreira, também aluna de mestrado na Faculdade, considerou a iniciativa muito importante pois foram transmitidos conhecimentos e ferramentas muito úteis, tanto para a vida no campus da Faculdade, como fora dele.

Ciências ULisboa é uma comunidade com mais de seis mil pessoas, 11 edifícios e 318 laboratórios, pelo que as equipas de segurança são imprescindíveis na prevenção dos inúmeros riscos associados à sua atividade diária. Estar a par desses riscos é o primeiro passo para que as suas consequências sejam minimizadas, diz Afonso Simões, estudante da AEFCL que coordenou a iniciativa – “para mim, o segundo passo está em saber como agir nesses momentos; a sensação de segurança é algo muito importante porque significa que podemos fazer o nosso trabalho tranquilamente”.

Filipa Pegarinhos afirma que “a realização de ações de sensibilização no âmbito da segurança é fundamental para promover a segurança de todos, prevenir incidentes, educar sobre procedimentos de emergência, criar uma cultura de segurança e fortalecer os laços entre a comunidade; isso contribui para um ambiente mais seguro e produtivo, beneficiando não só os trabalhadores, mas principalmente os estudantes”. Sendo os estudantes a maior “fatia” da comunidade Ciências ULisboa – são cerca de cinco mil - a AEFCL tem um papel preponderante na divulgação destas iniciativas.

Para Afonso Simões, o "Ciências em Segurança" foi uma atividade de sucesso, que deve servir de exemplo e ser replicada no futuro, sempre a pensar na comunidade da Ciências ULisboa.


A sessão sobre suporte básico de vida foi a mais participada, tendo contado com cerca de 50 participantes
Fonte GJ Ciências ULisboa

A parceria entre a Faculdade e o RSBL já está a dar frutos, na sequência do protocolo de cooperação, assinado a 19 de dezembro de 2022, com a Câmara Municipal de Lisboa. Filipa Pegarinhos diz que “esta parceria beneficia a instituição e toda a comunidade, ao proporcionar treino especializado, melhorando a segurança no campus, promovendo a pesquisa e a educação, e fortalecendo a resposta a emergências; é uma colaboração que demonstra o compromisso da Faculdade com a segurança e a saúde de todos”. Também os bombeiros agradeceram a colaboração da Faculdade, uma vez que estas iniciativas constituem ferramentas importantes para criação de primeiras linhas de socorro, que os ajudam no seu trabalho diário. 

O registo fotográfico da iniciativa está disponível na página de Facebook da Faculdade.

Marta Tavares, Gabinete de Jornalismo Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

ESTRUTURA E GESTÃO DO DEPARTAMENTO DE BIOLOGIA ANIMAL (DBA)

Apresentação do Departamento

Paleontólogos do MNHN da UL e do GeoFCUL em foco na revista TVmais.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

O DQB e a FCUL acolheram, mais uma vez, a realização de provas semifinais das Olimpíadas de Química Júnior 2012 no sábado, 14 de abril de 2012.

Pessoas estudam numa mesa na biblioteca

“Acho que qualquer aluno consegue ser bom, se tiver uma boa disciplina de trabalho e objetivos concretos”. Quem o diz é Gonçalo Faria da Silva, estudante do 3.º ano de Biologia.

No penúltimo dia de março realiza-se a quinta e última sessão do workshop destinado a preparar os estudantes para a obtenção do 1.º emprego.

 

Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sessão de recrutamento em Ciências. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a inserção profissional dos seus diplomados.
 

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional da FCUL.

Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edição do curso realiza-se já em 2012.

Páginas