Crónicas em Ciências

No encalço de Charles Darwin, 200 anos depois

Barco

A revista Science publica este mês uma carta da autoria de Eduardo Sampaio sobre uma das aventuras vividas durante parte desta viagem

Captain Darwin
Eduardo Sampaio
Eduardo Sampaio
Fonte Captain Darwin

Era um dia como todos os outros, quando de repente recebi um email de remetente desconhecido. Um projeto propunha-se refazer a rota descrita pelo HMS Beagle na famosa viagem que levou Charles Darwin à volta do mundo, e pelo caminho ajudar cientistas a estudar espécies que foram abordadas nas suas publicações há cerca de 200 anos.

Aceitei imediatamente. A minha investigação foca-se no comportamento e cognição dos cefalópodes, e esta era uma oportunidade imperdível para aprender mais sobre a história natural dos polvos em habitats prístinos como as ilhas desertas de Cabo Verde durante 15 dias.

Barco
A exploração em Cabo Verde teve como resultados: os relatórios de acasalamento de polvos perto do inverno, um potencial avistamento de uma nova espécie invasora (por confirmar), a validação preliminar para o teste de autorreconhecimento e uma experiência pessoal inigualável
Fonte Captain Darwin

Quando zarpámos no Captain Darwin, levei o livro “A Origem das Espécies” comigo. Diariamente, acordávamos por volta das sete da manhã, comíamos e bebíamos café quente enquanto observávamos o nascer do sol – com as ilhas desertas ao fundo. Durante este tempo, planeávamos o resto do dia: locais e número de mergulhos durante o dia, hora do almoço, e tempo para rever o material de vídeo.

Quando o nosso programa de mergulho começou fomos surpreendidos. Encontrámos polvos, mas eles não estavam a caçar. Era época de acasalamento, uns meses mais tarde do que em Portugal. Como adaptação, registámos casais que encontrávamos nas suas tocas, e instalámos várias câmaras que poderiam filmá-los na nossa ausência. Usámos também um espelho para realizar um teste clássico baseado no reflexo. Este teste é usado ​​para medir interações sociais ou ​​como um primeiro estágio para testes de autorreconhecimento, isto é, avaliar se um indivíduo é capaz de se reconhecer a si mesmo.

Captain Darwin
Victor Rault
Fonte Captain Darwin

Se quiser pode ser um patrono do projeto Captain Darwin. Informe-se sobre as diferentes modalidades.

A nossa exploração em Cabo Verde teve como resultados: os relatórios de acasalamento de polvos perto do inverno, um potencial avistamento de uma nova espécie invasora (por confirmar), a validação preliminar para o teste de autorreconhecimento, e, por último, mas não menos importante, uma experiência pessoal inigualável pela qual estou grato ao Nico, Martin e Victor. E claro, a Charles Darwin.

Nota da redação

A revista Science publica este mês uma carta da autoria de Eduardo Sampaio sobre uma das aventuras vividas durante parte desta viagem.

Eduardo Sampaio, estudante de doutoramento da Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Impressão artística da missão Euclides no espaço.

A 25 de maio (sábado), às 21h00, vamos ver e compreender as novas imagens de entre as maiores alguma vez feitas do Universo, no Grande Auditório de CIÊNCIAS (Edifício C3). A entrada é livre.

Redes Doutorais Marie Curie Projeto PROMOTE

CIÊNCIAS vai participar numa das propostas vencedoras do concurso 2023 das Redes Doutorais de Ações Marie Skłodowska-Curie (MSCA DN).

Foto de entrega de prémio aos vencedores

No âmbito do projeto Invasives e como atividade inserida na

Dia Nacional dos Cientistas - 16 de maio

O Dia Nacional dos Cientistas foi instituído em 2016 por Resolução da Assembleia da República com o objetivo de reconhecer e celebrar a contribuição vital dos cientistas para o progresso da sociedade.

CIÊNCIAS e OKEANOS em parceria para monitorizar biodiversidade e alterações dos ecossistemas marinhos

O projeto foca-se em seis espécies que nidificam no Atlântico Norte, cuja ecologia e até a taxonomia são muito pouco conhecidas, por serem muito difíceis de estudar: estas aves são exclusivamente noturnas em terra, não pesam mais que 50 gramas e nidificam em pequenas cavidades em rochas ou solo.

Reitoria da ULisboa

O CWUR 2024 avaliou de entre 20.966 instituições de ensino superior e atribuiu à ULisboa o 211.º lugar (top 1.1%) e a 80.ª posição no panorama europeu.

Fotografia de participantes na Training School

Realizou-se em Portugal, mais precisamente em CIÊNCIAS, no CE3C, de a 6 a 9 de maio a training school

Participantes no Dia Aberto

O campus ganhou vida, cor e energia proveniente do entusiasmo dos cerca de 2000 alunos de 170 escolas de norte a sul do País.

CIÊNCIAS esteve presente nesta edição, com a participação dos docentes do Departamento de Física: Alexandre Cabral, no painel de abertura “À conversa sobre carreiras espaciais” e

Semana Internacional da Compostagem

Uma das transformações necessárias às entidades que querem progredir pelo caminho da sustentabilidade é fecharem os seus ciclos de materiais, nomeadamente o orgânico.

A VicenTuna - Tuna da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa - completou 30 anos em janeiro de 2024. Para comemorar, realizou no dia 30 de abril de 2024, a Festa da Primavera, um espetáculo de música e divertimento dedicado à comunidade de CIÊNCIAS e ao público em geral.

Celebrações dos 50 anos do 25 de abril de 1974 da Academia das Ciências de Lisboa

A 9 de maio realiza-se a segunda de duas jornadas de debate académico e científico organizadas pela Academia das Ciências de Lisboa, que tem por objetivo ‘analisar e discutir a evolução do panorama científico português de forma prospetiv

Lançamento do projeto Barrocal-Cave marca um novo capítulo na Conservação da Biodiversidade em Portugal

O prestigiado Palácio Gama Lobo foi o cenário escolhido para o lançamento do projeto Barrocal-Cave, financiado pelo Prémio Fundação Belmiro de Azevedo 2023.

No passado dia 10 de abril, tivemos a honra de receber um grupo de estudantes e dois professores da Universidade de Leiden, na Holanda. Com um total de 40 estudantes, todos da área das bio farmacêuticas, a visita prometia ser entusiástica.

Miguel Pinto

No dia 29 de abril, Miguel Pinto visitou a Escola Básica Professora Aida Vieira, no Bairro Padre Cruz em Lisboa, para realizar oficinas de divulgação científica e atividades didáticas.

Fotografia de alguns dos oradores

O que é a sustentabilidade? Como podemos agir a nível local, procurando um impacto global? Estas e muitas outras questões marcaram a segunda edição da Semana da Sustentabilidade CIÊNCIAS, entre 15 e 19 de abril de 2024.

Grande Auditório durante a celebração do 113.º aniversário de CIÊNCIAS

Mais de 500 pessoas assistiram no Grande Auditório à celebração do 113.º aniversário de CIÊNCIAS, na passada terça-feira, 23 de abril, numa cerimónia marcada por distinções, homenagens e um balanço dos últimos meses, com os olhos postos no futuro. 

Buracos negros Gaia

Um grupo de cientistas descobriu um grande buraco negro, com uma massa quase 33 vezes superior à massa do Sol, escondido na constelação de Aquila, a menos de 2000 anos-luz da Terra, ao analisar a grande quantidade de dados da missão Gaia da ESA.

Alunos com mãoes no ar num sala de aula

É possível brincar com a Matemática e prova disso foram as várias atividades que se realizaram na Faculdade nos dias 13 e 14 de março de 2024. Março foi um mês dedicado a esta ciência, motor da sociedade. Leia a opinião de quem participou nestas atividades e ainda nas Jornadas de Matemática.

robot e criança

Ecossistema de grandes modelos de linguagem de IA Generativa para a língua portuguesa foi expandido com novas versões dos modelos Albertina e Gervásio.

Participantes da 1.ª edição do JAB

A 1ª edição do JAB, um evento inovador destinado a jovens empreendedores, organizado pela JUST - Júnior Iniciativa de Ciências ocorreu nos dias 22 e 23 de março passado e teve como foco a Educação de Qualidade, quarto Objetivo de Desenvolvimento Sustentável.

Pessoas

Uma comitiva da Shanghai Ocean University (SHOU), cuja origem remonta à Escola de Pesca da Província de Jiangsu, fundada em 1912, visitou Ciências ULisboa no passado dia 25 de março. Wang Hongzhou, presidente do Conselho da universidade chinesa, elogiou o avanço da investigação realizada na Ciências ULisboa, destacando as boas práticas de gestão, interdisciplinaridade e foco na missão. Durante a ocasião, Luís Carriço, diretor da Ciências ULisboa, reconheceu a importância das relações bilaterais com a China.

Alunos dinarmarqueses junto à tabela periódica

Um grupo de 25 estudantes do ensino secundário do Egedal Gymnasium & HF, da Dinamarca, visitou a Ciências ULisboa no passado dia 21 de março.

Páginas