Cientistas descobrem como tsunami global de Tonga “saltou” de um oceano para outro

IDL Ciências ULisboa e IPMA lideram estudo publicado na Nature

Imagem de satélite da erupção do vulcão Hunga Tonga-Hunga Ha'apai

A erupção do vulcão Hunga Tonga-Hunga Ha'apai produziu a maior explosão atmosférica da história de que há registo

NASA/GOES/NOAA/NESDIS

Estudo publicado na Nature e liderado por investigadores do Instituto Dom Luiz da Ciências ULisboa e do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) explica o mecanismo por detrás da geração e propagação do tsunami incomum, ocorrido após a explosão colossal do vulcão Hunga Tonga-Hunga Ha'apai, em Tonga.

Os cientistas consideram o tsunami que se seguiu à explosão colossal do vulcão Hunga Tonga-Hunga Ha'apai, a 15 de janeiro de 2022, excecional: por um lado, exibiu um alcance global, uma velocidade de propagação mais alta e alturas de ondas inesperadas, no campo distante; por outro, teve uma duração sem precedente.

“A violenta explosão do vulcão Hunga Tonga-Hunga Ha'apai no Pacífico Sul originou ondas atmosféricas percetíveis e um tsunami global excecionalmente rápido com dissipação mínima no campo distante”, diz Rachid Omira, investigador do IDL Ciências ULisboa e do IPMA, acrescentando que “esta foi a primeira vez que um tsunami desencadeado por um vulcão foi registado globalmente por instrumentação moderna e densa em todo o mundo, proporcionando uma oportunidade única para investigar os processos de acoplamento ar/água na geração e propagação do tsunami”.

Este trabalho contou com o apoio da FCT, através do projeto FAST-PTDC/ CTA-MET/32004/2017.

Os investigadores analisaram dados de satélite, de nível do mar e atmosféricos em todo o mundo e conseguiram demonstrar, com recurso a modelos numéricos e analíticos, que o tsunami foi impulsionado por uma onda (atmosférica) de gravidade acústica, causada pela explosão do vulcão e que viajou várias vezes pelo mundo. Os autores observaram globalmente o tsunami conseguindo sugerir implicações do risco deste tipo de eventos.

Rachid Omira conta que o mais desafiante nesta investigação passou por explicar quantitativamente todas as características observadas deste tsunami, completamente diferente dos tsunamis comuns, mencionando que a onda atmosférica em movimento rápido, capaz de excitar a superfície do oceano e “bombear” energia, foi a explicação encontrada pelo grupo para que este tsunami tenha “saltado” de um oceano para outro, atingindo a costa portuguesa dez horas antes do esperado.

“Esta foi a primeira vez que um tsunami desencadeado por um vulcão foi registado globalmente por instrumentação moderna e densa em todo o mundo, proporcionando uma oportunidade única para investigar os processos de acoplamento ar/água na geração e propagação do tsunami.
Rachid Omira

GJ Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Carolina Margarido, Catarina Lima e Raquel Costa seguram o prémio de primeiro lugar na segunda fase do Future Innovators Program da Unicorn Factory Lisboa

Carolina Margarido, Catarina Lima e Raquel Costa venceram a segunda fase do Future Innovators Program da Unicorn Factory Lisboa

A cientista Ana Russo, investigadora do Instituto Dom Luiz (IDL), visitou duas escolas básicas do concelho de Sintra no dia 23 de abril para rea

Branca Edmée Marques, cientista alumna de CIÊNCIAS

Branca Edmée Marques, alumna de CIÊNCIAS, será homenageada no dia 20 de junho pelos Museus da Universidade de Lisboa

Margarida Fortes, docente do Departamento de Biologia Vegetal de CIÊNCIAS dá uma aula em frente a um quadro com uma projeção imagética

Margarida Fortes, professora de CIÊNCIAS, visitou a Escola Secundária de Carcavelos para dar uma aula acerca da edição genética.

Um grupo de membros de Instituições do Ensino Superior, onde se inclui CIÊNCIAS, está reunido em frente a um jardim, em visita à Siemens

 A iniciativa teve como objetivo aproximar a academia do tecido empresarial.

Nuno Gonçalves alcança o segundo lugar na competição 3MT ULisboa.

Nuno Gonçalves foi distinguido com o segundo lugar, na final da competição ‘Três Minutos de Tese – 3MT ULisboa’, que se realizou esta quint

Inês Ventura

Inês Ventura, a desenvolver o seu doutoramento no Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) e no Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (

Universidade de Lisboa

A Universidade de Lisboa alcança a 260ª posição no QS World University Rankings (SUR) 2025, tornando-se na universidade portuguesa mais bem classificada neste ranking.

Signatários do acordo

Dia 5 de junho foi assinado o acordo para a construção do espectrógrafo ANDES (ArmazoNes high Dispersion Echelle Spectrograph – Espectrógrafo Echelle de alta dispersão do Armazones), entre o Observatório Europeu do Sul (

 Luís Carriço, Diretor de CIÊNCIAS, e David Gonçalves, Dean do Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ) assinam acordo sentados a uma mesa

CIÊNCIAS assinou no dia 5 de junho um acordo de cooperação com o Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ), com vista à cooperação científica em várias áreas de interesse comum.

Equipa do projeto 'Ciências em Harmonia'

Esta terça-feira, 28 de maio, o projeto ‘Ciências em Harmonia’ assinalou o seu primeiro ano de atividades: um marco comemorado com um convívio informal com a comunidade, que

António Branco

António Branco, docente do Departamento de Informática de CIÊNCIAS, foi um dos oradores convidados da conferência que

Sabemos que no futuro um sismo de magnitude significativa voltará a atingir Lisboa. Não sabemos é quando. E se o pudéssemos prever? E se existisse uma probabilidade forte de ser já em 2027?

Ana Santos, finalista 3MT ULisboa

Ao longo dos próximos dias, daremos a conhecer os quatro finalistas de CIÊNCIAS que irão participar na final da competição

Painel e sessão de Perguntas & Respostas | Estreia de documentário

Perto de 120 pessoas assistiram este sábado, 25 de maio, à estreia do documentário ‘O que se esconde na luz? A ciência da missão espacial Euclid’, produzido pelo Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA).

Investigadores do Instituto Dom Luiz, de CIÊNCIAS, instalaram um sismómetro na Escola Básica Professor Delfim Santos, que se encontra a menos de um quilómetro do Estádio da Luz, em Lisboa, onde vão ter lugar os concertos.

Banner Bênção de Finalistas & Queima das Fitas 2024

Este fim de semana a Alameda da Universidade de Lisboa vai voltar a encher-se de finalistas de CIÊNCIAS e de tantas outras faculdades e universidades. A cerimónia de Bênção de Finalistas decorre amanhã dia 25 de maio, a partir das 11h30.

 

3MT ULisboa 2024

Quatro dos doze finalistas da competição ‘Três Minutos de Tese – Universidade de Lisboa’ são de CIÊNCIAS.

Pinguins-de-adélia

Num artigo agora publicado na Science, investigadores de instituições de renome a nível mundial propõem uma estratégia para envolver todas as partes interessadas na governança do Oceano Antártico através de um processo de ordenamento do espaço marinho (OEM) inteligente do ponto de vista climático.

Impressão artística da missão Euclides no espaço.

A 25 de maio (sábado), às 21h00, vamos ver e compreender as novas imagens de entre as maiores alguma vez feitas do Universo, no Grande Auditório de CIÊNCIAS (Edifício C3). A entrada é livre.

Páginas