Opinião

Levar a permacultura para casa

HortaFCUL no CCB

Esquema do vaso

Esquema do vaso

HortaFCUL
O “momento das minhocas” em que alguns guardiões da horta captaram com sucesso a atenção do público mais pequeno ao trazerem o modelo in vivo de como vermicompostores podem ser tão úteis e que muitos seres de pequenas dimensões são importantes
O “momento das minhocas” em que alguns guardiões da horta captaram com sucesso a atenção do público mais pequeno ao trazerem o modelo in vivo de como vermicompostores podem ser tão úteis e que muitos seres de pequenas dimensões são importantes
Imagem cedida pela HortaFCUL

Entre 5 de outubro de 2019 e 16 de fevereiro de 2020 decorreu a exposição: “Agricultura e Arquitetura: Do Lado do Campo” no Centro Cultural de Belém (CCB), que pretendeu mostrar a relação entre a agricultura e a arquitetura e como estas duas disciplinas evoluíram em conjunto até meados da Revolução Industrial.

Com intuito de recuperar essa proximidade são dadas a conhecer ao público soluções com base em princípios da agroecologia e da permacultura. Como grupo que estuda e pratica estas disciplinas emergentes, a HortaFCUL defende que estas são capazes de alterar o rumo insustentável das cidades e identifica-se com a mensagem que a exposição pretendeu transmitir.

Neste seguimento, um grupo de guardiões da HortaFCUL realizou várias oficinas intituladas “Permacultura de Levar para Casa”. Através da construção de um vaso com materiais reutilizados, o objetivo passou por sensibilizar os mais novos para a importância das práticas agrícolas sustentáveis e mostrar que a horta tem mais biodiversidade do que apenas a componente vegetal; que é um ambiente complexo, com um conjunto de componentes (físicas, químicas e biológicas) que compõem um ecossistema.

Durante a exibição da exposição, realizaram-se 24 oficinas, abrangendo um total de 500 alunos de diversas idades, desde a pré-primária ao 9º ano de escolaridade (dos 4 aos 14 anos).

A implementação destas iniciativas, que atingem um público jovem e pronto a aprender, é essencial para a introdução e desenvolvimento de conceitos como a biodiversidade e a sua conservação e também para a apresentação de soluções práticas e sustentáveis, que conseguem fazer-se por todos, como a realização de hortas urbanas, a compostagem ou o simples reciclar de uma garrafa de plástico para criar um vaso.

Este contacto inicial (no caso do público mais jovem) até à consolidação de conceitos (no caso do público adolescente) é importante para o desenvolvimento da consciencialização ambiental de cada um, contribuindo assim para uma sociedade mais consciente e para um futuro mais sustentável.

Estava prevista uma sessão para a terceira idade que infelizmente acabou por não se realizar, mas é de salientar que na visão da HortaFCUL a educação é para públicos de qualquer idade.

Em paralelo realizaram-se oficinas abertas que complementaram esta formação, abrindo as portas da sustentabilidade ao público geral. Nestas compareceram maioritariamente pais e filhos e construíram-se vasos sustentáveis não só com as crianças mas também com as suas famílias, reforçando não só a consciencialização ambiental mas também a relação entre os membros das famílias num momento de cocriação e partilha.

A equipa considera-se, assim, grata ao CCB e à Garagem Sul pelo convite e consequente confiança no trabalho desenvolvido e, principalmente, pela oportunidade de contacto com a mais importante “semente” de esperança que existe, as crianças.

António Alexandre, Catarina Alonso, Rebeca Mateus, Renata Reynaud, guardiões da HortaFCUL
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sessão de recrutamento em Ciências. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a inserção profissional dos seus diplomados.
 

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional da FCUL.

Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edição do curso realiza-se já em 2012.

Outra forma de fazer turismo.

Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25.Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25

O Encontro decorreu em Junho no GeoFCUL.

Páginas