Investigadores de Ciências publicam na Science

António Amorim
GCIC

“Oxidation products of biogenic emissions contribute to nucleation of atmospheric particles”, assim se denomina o artigo, publicado em maio na prestigiada revista científica Science e que reúne 55 cientistas, entre eles, António Amorim, Filipe Duarte Santos e António Tomé, professores da Faculdade de Ciências da ULisboa e no último caso da Universidade da Beira Interior, e investigadores do Laboratório SIM, uma unidade de investigação de Ciências.

No trabalho que deu origem ao artigo agora publicado, António Amorim explica que foi demonstrado que alguns vapores orgânicos, de origem natural (florestas), altamente oxidados, presentes na baixa atmosfera em concentrações muito baixas, contribuem decisivamente para o crescimento de aglomerados e até núcleos de condensação tendo, por isso, uma importância decisiva nos momentos iniciais de criação das nuvens.
Céu e serra
Fonte: GCIC
Legenda: A equipa da Cloud continua a estudar os efeitos da nucleação atmosférica na distribuição global de aerossóis e de nuvens, e o efeito que os raios cósmicos exercem nos aerossóis, nuvens e clima

Esta foi a primeira vez que se obteve em laboratório “taxas de crescimento dos aerossóis, compatíveis com as observadas na atmosfera para concentrações ínfimas, mas realistas dos vários compostos envolvidos”. Para o professor e presidente do Departamento de Física de Ciências, o estudo contribui decisivamente para a compreensão dos mecanismos de formação de aerossóis, que condicionam a formação de nuvens e, através delas, o clima terrestre. Os aerossóis atmosféricos desempenham um papel importante no clima, uma vez que refletem a luz solar e produzem gotículas de nuvem.

Os autores deste artigo publicaram dois trabalhos anteriores na revista Nature e esperam que a publicação na Science desperte interesse semelhante na comunidade científica, como aconteceu com os dois trabalhos anteriores. Estas três publicações representam um avanço significativo na construção do conhecimento neste domínio.

“Estes estudos estabelecem uma ponte importante entre a interação da ciência com a sociedade e a compreensão de fenómenos como a interação terra-espaço e de radiação, bem como o desenvolvimento de instrumentação e de ferramentas de computação científica avançadas, onde a equipa portuguesa tem uma posição liderante”, conclui António Amorim.

A equipa que assina este artigo publicado na Science participa na experiência Cloud - Cosmics Leaving OUtdoor Droplets, sediada no CERN. Futuramente, pretendem continuar a estudar os efeitos da nucleação atmosférica na distribuição global de aerossóis e de nuvens, e o efeito que os raios cósmicos exercem nos aerossóis, nuvens e clima.

Fonte: Cedida por AA
Legenda: O artigo publicado na Science explica como funciona o mecanismo de “cola” adicional dos aglomerados de ácido sulfúrico

O processo

As emissões das florestas podem ter um papel fundamental nos momentos iniciais da formação das nuvens. Os aglomerados de ácido sulfúrico tornam-se mais estáveis, resistem mais à evaporação, e dessa forma podem crescer até à nucleação, quando incorporam alguns vapores orgânicos altamente oxidados de origem biológica, que estão presentes na baixa atmosfera em concentrações muito baixas. A inclusão dos óxidos orgânicos na estabilização dos aglomerados, num modelo global de formação de aerossóis, melhorou consideravelmente os resultados obtidos, sendo mesmo capaz de reconstituir as variações sazonais.

O ácido sulfúrico é um ingrediente essencial na formação de núcleos de condensação, mas não é a única molécula no processo, as moléculas de ácido sulfúrico precisam de uma “cola” adicional para manterem o aglomerado. O papel importante do ácido sulfúrico nos processos de nucleação deve-se ao baixo valor da pressão de vapor, que implica uma grande “relutância” em se evaporar. O artigo publicado na Science explica como funciona o mecanismo de “cola” adicional dos aglomerados de ácido sulfúrico.

Cloud
Fonte: Cloud
Legenda: A equipa portuguesa continua a introduzir novas funcionalidades nos sistemas de aquisição e armazenamento de dados da Cloud

Sobre a experiência Cloud

A Cloud reúne cientistas oriundos de organismos de Portugal (ULisboa e Universidade da Beira Interior), Finlândia, Alemanha, Rússia, Suíça, Reino Unido e dos Estados Unidos da América. A equipa portuguesa concebeu, implementou e continua a introduzir, frequentemente, novas funcionalidades nos sistemas de aquisição e armazenamento de dados.

A Cloud utiliza mais de uma dezena de instrumentos para medições de diversas quantidades associadas a aerossóis, a sua integração num sistema coerente e interligado de medições representa um desafio para a equipa portuguesa. A equipa portuguesa teve ainda uma participação muito ativa no desenvolvimento do sistema de iluminação de ultra violeta (UV), por fibras óticas, permitindo, não apenas um ambiente livre de contaminação por fontes espúrias de aerossóis, como acontece usualmente com esquemas tradicionais de iluminação de UV, mas também um melhor controlo da temperatura da câmara.

Raquel Salgueira Póvoas com Ana Subtil Simões, Gabinete de Comunicação Imagem e Cultura
info.ciencias@fc.ul.pt
Departamento de Geologia da FCUL

Informações sobre o procedimentos de escolha de ramo na Licenciatura em Geologia, 2013-14, do Departamento de Geologia da FCUL.

Alunos de Estatística Aplicada da FCUL

Atualmente, o uso e a aplicação da estatística têm a sua razão de ser não apenas na legitimação da indução, mas também na possibilidade de incorporar a incerteza nas suas conclusões: outro testemunho da sua proximidade ao real.

 

O Departamento de Informática (DI), da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL), convida as empresas e instituições para o estabelecimento de Parcerias e a submeter propostas de trabalhos na área de Engenharia Informática e da Seguranç

Sessão de esclarecimento dia 31 de maio 2013, 11h, anfiteatro 2.4.16

Colocação por unidade curricular- informação atualizada

 

Conhece as reais causas das expulsões de 1947? Como eram as relações da Faculdade de Ciências com o Instituto Superior Técnico? Uma das últimas edições da FCUL procura responder a estas e a outras questões.

Alexandre Ribeiro, criador do jogo Fangz destacado recentemente na App Store dos EUA, voltou àquela que foi a sua instituição de ensino superior, a FCUL, para partilhar experiências, curiosidades e dificuldades vivenciadas ao longo da conceção do jogo, aproveitando para responder às dúvidas dos interessados.

Conferência por Isabel Sacramento Grilo, Department of Geological Sciences SDSU, San Diego, California. EUA.

No âmbito do Ano Internacional de Estatística, a Sociedade Portuguesa de Estatística (SPE)  e o Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa (CEAUL)  promovem uma

Visitantes e colaboradores do Dia Aberto em Ciências comentam a iniciativa que em 2013 reuniu cerca de 1400 pessoas, entre alunos do básico e secundário e seus professores.

Inquéritos Pedagógicos. 2.º Semestre de 2012-13

Os Inquéritos Pedagógicos são uma ferramenta fundamental para a avaliação da qualidade do ensino na FCUL

Fangz, jogo criado por aluno da FCUL que conquistou a Apple

Alexandre Ribeiro, antigo aluno do Departamento de Informática da FCUL, é o primeiro português a conseguir destacar uma aplicação nacional na App Store dos EUA. Para além deste destaque, foi eleito jogo da semana no fórum da Touch Arcade, “o site de maior reputação no mundo dos jogos para plataformas móveis”.

Sessões de esclarecimento/apresentação

Secção Autonoma de História e Filosofia das Ciências da FCUL

A Secção Autónoma de História e Filosofia das Ciências - SAHFC

 

DESAFIO SOCIETAIS 1, 2 E 5: HEALTH, BIO-ECONOMY, CLIMATE ACTION

IV Jobshop

“Os alunos e os responsáveis pelos recursos humanos das empresas participantes poderão dialogar e assim trocar informações úteis acerca dos métodos, oportunidades e critérios de recrutamento utilizados”, informa o presidente da AEFCL, Eduardo Matos.

Logotipo Cost

A próxima reunião do Comité COST, área de Chemistry and Molecular Sciences and Technologies realiza-se em  setembro, em Lisboa. Durante esse acontecimento a organização local prevê estudar, juntamente com os atuais e os antigos delegados a ações COST, novas formas de incrementar a participação portuguesa no Horizonte 2020.

“A parceria que temos [com a FCUL] contribuiu em larga escala para o desenvolvimento da Science4you”, comenta Miguel Pina Martins, a propósito do sucesso da empresa que soma novos galardões: o “Business Internationalization Award” e os Prémios Novos, na categoria Empreendedorismo.

Instituto Dom Luiz – University of Lisbon and the Center of Geophysics of the University of Coimbra invite applications for one Post-Doctoral research position. The post-doctoral researcher will be integrated in project QuakeLoc‐PT.

Sessão de esclarecimento sobre os mestrados no GeoFCUL 2013/14

Sessão de esclarecimento sobre os mestrados em Geologia 2013/2014 do GeoFCUL

 

17 Maio (sexta-feira), 10h00-11h30, sala 6.2.47

 

Terá a presença dos coordenadores:

Rosto de Luísa Canto e Castro Loura

Conciliar e anonimizar as mais extensas bases de dados da Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência é uma tarefa com várias etapas, que se prevê estar finalizada no decorrer do quarto trimestre de 2013.

Aldeia mineira do Lousal

Até ao momento os Prémios GeoConservação já distinguiram a ação das autarquias de Idanha-a-Nova, Valongo, Cantanhede, Arouca, Porto, Alcanena, Rio Maior e das associações de municípios Natureza e Tejo e dos Açores.

Páginas