Primeira grande colaboração científica entre o LASIGE e o IDL

Ciências ULisboa lidera plataforma SATO

Mais de sete milhões de euros para melhorar desempenho energético global de um edifício em tempo real

Cidade

O projeto integra 16 parceiros europeus da academia e dos sectores público e empresarial e representa também a primeira grande colaboração científica entre o LASIGE e o IDL

Siemens
Pedro Ferreira e Guilherme Carrilho da Graça
Pedro Ferreira e Guilherme Carrilho da Graça
Imagem cedida pelos investigadores

Melhorar o funcionamento e a otimização energética de edifícios e equipamentos, resolvendo algumas das suas limitações, é um dos objetivos do projeto “Self Assessment Towards Optimization of Building Energy (SATO)”, liderado pela Ciências ULisboa e que tem início marcado para o próximo mês de outubro, segundo comunicado de imprensa, emitido esta sexta-feira pela Faculdade.

“Atualmente a avaliação energética de equipamentos não reflete as condições de utilização em cenários reais; a variação do consumo energético ao longo do tempo, causada por exemplo pelo desgaste de componentes, ou o consumo em diferentes regimes ou configurações de funcionamento. Com a plataforma SATO será possível monitorizar e visualizar o consumo dos equipamentos ao longo da sua vida”, explica Pedro Ferreira, professor do Departamento de Informática, investigador do LASIGE da Ciências ULisboa e coordenador deste projeto, aprovado em maio passado, no âmbito do programa Horizon 2020, com um financiamento total no valor de €7.024.568,75, sendo o orçamento português de cerca de cinco milhões de euros, dos quais mais de um milhão têm como beneficiário a FCiências.ID - Associação para a Investigação e Desenvolvimento de Ciências.

O contributo das duas unidades de investigação – LASIGE e IDL - é transversal à maioria dos desenvolvimentos técnico-científicos deste projeto. Ao LASIGE caberá a responsabilidade pela implementação da plataforma SATO, seus sistemas de inteligência artificial e interfaces com o utilizador. Por sua vez, o IDL será responsável pelo desenvolvimento de modelos de comportamento térmico de edifícios e de consumo de energia de equipamentos. Ambas as unidades irão colaborar na implementação dos testes pilotos.

Guilherme Carrilho da Graça, professor do Departamento de Engenharia Geográfica, Geofísica e Energia da Ciências ULisboa e investigador do Instituto Dom Luiz, é o cocoordenador desta investigação, que integra ainda 16 parceiros de vários países - Portugal, Itália, Dinamarca, Áustria, Espanha, Alemanha, Grécia e Suíça- e da academia, sector empresarial e administração pública - Politécnico de Milão e Universidade de Aalborg; EDP, Sonae (Worten), Siemens (delegações portuguesa e austríaca), Vieira & Lopes, CYPE SOFT, Knauf, XTEL Wireless Apps, Core Innovation and Technology e EK Energiekonzepte AG; Agência Municipal de Energia do Seixal, município de Milão e a cooperativa de habitação Frederikshavn Boligforening.

Graças a Pedro Ferreira e Guilherme Carrilho da Graça, na procura de financiamento para fazer trabalho na intersecção das suas áreas científicas, foi possível juntar esta equipa multifacetada.

No contexto da Faculdade este projeto representa o maior financiamento atribuído à FCiências.ID no âmbito do Horizon 2020 e do 7.º Programa-Quadro e simboliza também a primeira grande colaboração científica entre o LASIGE e o IDL.

A futura plataforma SATO permitirá detetar equipamentos com desvios de consumo que se podem dever, por exemplo, a mau funcionamento ou a avaria de componentes. Esta possibilidade de visualizar o desempenho energético em tempo real e em condições reais de utilização será uma mais-valia para as famílias, organizações e para a sustentabilidade do próprio planeta. Futuramente, os certificados de desempenho energético dos edifícios também poderão apresentar informação sobre o consumo de computadores, eletrodomésticos e veículos elétricos em carga e que são responsáveis por uma parte substancial do consumo energético.

Este projeto está dividido em três fases, que decorrerão nos próximos três anos. Numa primeira etapa será implementada uma solução económica para avaliação do desempenho energético real de um edifício, incluindo todos os seus equipamentos que consomem energia. Numa segunda fase serão desenvolvidos serviços de gestão de energia, auto otimizados e centrados nas necessidades dos utilizadores. Por fim, o sistema será testado em oito edifícios piloto situados em três regiões da Europa.

Durante os próximos três anos esta equipa multidisciplinar irá desenvolver e testar sistemas e modelos de avaliação, otimização e interface com o utilizador, para monitorização dinâmica do consumo global de energia de um edifício. O trabalho será dividido em três fases. Numa primeira fase será implementada uma solução económica para avaliação do desempenho energético real de um edifício, incluindo todos os seus equipamentos que consomem energia. Numa segunda fase serão desenvolvidos serviços de gestão de energia, auto otimizados e centrados nas necessidades dos utilizadores. Por fim, o sistema será testado em oito edifícios piloto situados em três regiões da Europa.

“Utilizando princípios e tecnologias da Internet das coisas, da inteligência artificial e da computação na nuvem, esta plataforma terá a capacidade de avaliar a eficiência energética dos edifícios e dos equipamentos que consomem energia”, concluem os investigadores, acrescentando que o sistema permitirá controlar e otimizar equipamentos, a partir de uma cloud com uma interface em três dimensões, que permitirá agregar no tempo e no espaço, de forma interativa, os consumos e performances energéticas em tempo real.

 

Esquema
Visão geral da abordagem do projeto SATO
Imagem cedida pelos investigadores

ACI Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Carlos Rafael Mendes

A tese do antigo aluno da FCUL, Carlos Rafael Borges Mendes e recentemente premiada, contou com a orientação conjunta das professoras Vanda Brotas e Virginia M. Tavano.

Web of Science Book Citation Index - Trial para todos os membros b-on

Estão abertas as inscrições para a disciplina que promove o empreendedorismo - Projeto Empresarial. Todos os alunos de mestrado ou nos dois últimos anos de mestrado integrado podem candidatar-se até dia 16 de novembro.

A FCUL, bem como toda a Universidade de Lisboa está sem acesso à Internet desde cerca das 11:45 da manhã.

Professora Olga Pombo, autora do livro "O Círculo dos Saberes"

“Estou convencida que a imagem do círculo constitui um arquétipo, uma determinação conceptual prévia a toda a investigação”, defende Olga Pombo, docente na FCUL e autora do livro “O Círculo dos Saberes”.

Imagem ilustrativa do livro "O Círculo dos Saberes"

“A apresentação do livro seguirá um formato sério e discreto. O professor Shahid Rahman fará uma apresentação e apreciação do livro e eu agradecerei todas as suas palavras, sejam elas elogiosas, sejam críticas", afirma a autora Olga Pombo.

Trial para todos os Membros da b-on.

Pessoas a correr junto ao Marquês de Pombal

A primeira Corrida da Ciência aconteceu o ano passado por ocasião das celebrações dos 100 anos da FCUL. A edição deste ano integra-se na 2.ª Edição do AmbientALL – Universidade em Movimento.

O concurso de programação destina-se a alunos universitários e este ano junta 16 equipas, oriundas de oito instituições universitárias portuguesas. A equipa da FCUL chama-se BigO(1).

Imagem da professora Maria José Boavida

“Colega amiga”, “orientadora empenhada e humanista” e “investigadora solidária”, assim se recorda Maria José Boavida (1948 – 2012).

Desenho do campus da FCUL

As tabelas e notas científicas, assim como as regras elementares de segurança em laboratórios são algumas das mais-valias deste “livro”.

A fim de cumprir com o estabelecido no Regulamento Eleitoral, o Caderno Eleitoral para a eleição do Presidente do Departamento de Estatística e Investigação Operacional está disponível para consulta.

 O projecto CAMPUS UL realizado pelos alunos de mestrado em Engenharia Geográfica no âmbito das disciplinas de Fotogrametria Analítica e de Produção Cartográfica ganhou o segundo prémio no concurso internacional de projectos com fins educativos

lâmpada

"Criar, transferir e valorizar economicamente o conhecimento científico" é a causa primária do renovado centro de inovação, situado no campus da FCUL.

Hoje, quarta-feira, dia 10 de Outubro de 2012, registou-se uma quebra no acesso à Internet pelas 17h00 por cerca de 5 minutos.

A causa foi externa à Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e ainda não fomos informados das suas causas.

Estão abertas três vagas para bolseiros para a Unidade de Informática

Imagem do professor J. Sebastião e Silva

O Departamento de Matemática da FCUL apresenta obras selecionadas de personalidades da nossa história, nomeadamente os Compêndios de Matemática e os respetivos Guias para professores de José Sebastião de Silva, cujos direitos patrimoniais foram cedidos à Faculdade por um período de 30 anos.

Devido a uma avaria no equipamento de Videoconferência, o serviço encontra-se interrompido por tempo indeterminado. Pedimos desculpa pelo incómodo causado.

Alunos aguardam a sua vez na fila para as inscrições

Este ano, durante a 1.ª fase de inscrições, foi realizado um inquérito a 845 estudantes. De acordo com os resultados obtidos, o reconhecimento da competência científica (25%), a localização (22%) e a nota de candidatura (22%), foram determinantes na escolha da FCUL.

Abertura de Concurso para uma posição de substituição de Doutor Ciência na CFNUL na área Física Nuclear – Reações Nucleares, ver anúncio em http://www.eracareers.pt/opportunities/index.aspx?task=global&job

A FCUL dá as boas-vindas aos novos alunos, após o arranque do novo ano letivo, a 17 de setembro.

Filipe Duarte Santos - Professor Catedrático e Jubilado do Departamento de Física e Director do SIM

Imagem de perfil de Maria Filomena Camões, professora do DQB-FCUL

Maria Filomena Camões, professora do Departamento de Química e Bioquímica da FCUL, assina um artigo sobre a criação do Instituto Nacional de Metrologia da Colômbia e a inauguração de um laboratório do qual é madrinha.

Páginas