[Tec Labs]i – Potenciar a Inovação

I have a dream

[Tec Labs]i – Potenciar a Inovação
Tec Labs - Centro de Inovação da FCUL

“I have a dream”… Em português: “Eu tenho um sonho”. Esta poderia ser a frase utilizada para definir os grupos de trabalho da disciplina da FCUL em parceria com o ISCTE-IUL, projeto empresarial, que defenderam os seus “sonhos” no evento [Tec Labs]i – Potenciar a Inovação, no passado dia 4 de junho. Poderia ser… Mas apenas se no campo da imaginação tivessem ficado as ideias defendidas pelos jovens empreendedores. Assim sendo, ao adicionar-se “Man should be brave” (“O homem deve ser corajoso”) e “The best way to predict the future is to create it” (“A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo”), é possível alcançar uma definição mais fiel à realidade.

Todas estas mensagens entusiastas e de incentivo à ação foram utilizadas por alguns dos oradores do evento [Tec Labs]i – Potenciar a Inovação, com o intuito de fazer chegar os seus ensinamentos sobre empreendedorismo, inovação, acesso ao mercado de trabalho e  ciência do negócio ao público presente.

Para Rui Ferreira, administrador do Tec Labs – Centro de Inovação da FCUL, este tipo de estímulo para os jovens cientistas é “essencial num contexto de escassez de bolsas para investigação e de emprego. A opção de criação e lançamento do próprio negócio em torno das suas áreas de investigação, aplicada a uma escala global, será, sem dúvida, uma hipótese viável para a sua carreira futura e cada vez mais facilitada pela existência de entidades de suporte como o Tec Labs e de fundos para financiar projetos de base tecnológica, como nunca houve em Portugal”.


Fonte: Tec Labs - Centro de Inovação da FCUL
Legenda: Num ambiente descontraído, a interação entre oradores e ouvintes foi estimulada

Ao longo da manhã, foram apresentadas e debatidas formas eficazes de comunicar ideias pela autora do programa televisivo “The Next Big Idea”, Rute Vasco; foi dado a conhecer o plano de criação de modelos de negócio “Business Model Canvas”  pelo gestor de projetos do Tec Labs, Bruno Santos Amaro; e houve ainda espaço para, em contexto de mesa redonda, abordar a atitude empreendedora adequada aos tempos que correm, com a participação da Associação de Estudantes da FCUL e do Gabinete de Apoio Psicopedagógico (GAPsi) da FCUL.

Num ambiente descontraído, a interação entre oradores e ouvintes foi estimulada. Bruno Santos Amaro, desafiou o público a criar um negócio em apenas três minutos, tendo como ponto de partida a imagem de uma vaca. Entre a troca de ideias que se seguiu, houve tempo para expor a sua visão sobre “o que é ser empreendedor?”. Na sala, as palavras e/ou definições que se destacaram foram, “dinâmico”, “visão de negócio”, “inovador”, “resolver problemas com inovação” e “alguém que faz acontecer”.

Entre os muitos conselhos que ecoaram nas sessões, Cláudio Pina Fernandes, responsável pelo GAPSi - FCUL, reforçou: “Antes de procurar trabalho é importante parar um pouco e fazer uma auto-avaliação das nossas competências, necessidades e constrangimentos. Deve-se pensar no “o que é que eu sou?” e “o que é que eu quero?”. (…) A atitude cultiva-se, precede a questão do empreendedorismo. O importante é, seguramente, ir cultivando uma postura de mobilidade e de interesse pelas coisas”. 


Fonte: GCIC-FCUL
Legenda: "O importante é, seguramente, ir cultivando uma postura de mobilidade e de interesse pelas coisas”, reforçou Cláudio Pina Fernandes, responsável pelo GAPSi - FCUL

Precisamente com o objetivo de cultivar a atitude empreendedora dos seus munícipes, Ilda Pires, funcionária da área de apoio ao investimento e, Nuno Almeida, da área de apoio à criação de emprego, ambos da Câmara Municipal de Loures, marcaram presença nas sessões. “Achámos o tema fundamental para os dias que correm. Como técnicos, é sempre importante recolher estes conhecimentos e tentar, de alguma forma, transferi-los localmente. Tudo o que aqui aprendemos vamos tentar transpor para o nosso público”, esclareceram os colegas de trabalho daquele município.

Ricardo Marques, antigo aluno da FCUL, voltou ao campus, desta vez no papel de jovem empreendedor e futuro empresário. O objetivo da visita foi claro: ouvir e reter conselhos para o desenvolvimento do seu próprio negócio. “Estou prestes a assinar um contrato de incubação [virtual] aqui no Tec Labs por isso, vim aprender mais sobre o assunto, vim conhecer pessoas novas e, claro, fazer contactos. O apoio que aqui nos é transmitido a nível de financiamento, logística e gestão é fundamental para mim e para todos os que como eu têm uma formação científica”, explicou.

No período da tarde, o tempo foi concedido à apresentação e avaliação dos projetos desenvolvidos pelos grupos de trabalho da disciplina da FCUL em parceria com o ISCTE-IUL –Projeto Empresarial. Os trabalhos foram sujeitos à avaliação de um júri composto por personalidades com experiência empresarial relevante no apoio ao desenvolvimento de negócios, representantes das entidades FCUL; Tec Labs; Gelpeixe; Económico TV; ES Ventures; SGS; Vieira de Almeida & Associados; AUDAX, que basearam a sua avaliação em critérios, tais como, a eficácia da comunicação feita, o grau de inovação do projeto, a viabilidade técnica e financeira e o potencial de implementação.

Entre os projetos “SmartTech”, “Pic-a-Plant”, “H2T”, “Hyp-Tec”, “Fly Ideas” e “Think Solar”, o júri consagrou este último, centrado na criação de um dispositivo de carregamento de aparelhos eletrónicos integrando cacifos, spot publicitários e wi-fi para colocar em festivais de verão e/ou eventos públicos, vencedor.


Fonte: Tec Labs - Centro de Inovação da FCUL
Legenda:  “Think Solar”, distinguiu-se dos restantes projetos desenvolvidos pelos grupos de trabalho da disciplina da FCUL em parceria com o ISCTE-IUL –Projeto Empresarial

Quando questionados sobre a importância do desenvolvimento deste projeto e da frequência nesta disciplina Projeto Empresarial, as alunas do 5.º ano do mestrado integrado de Engenharia da Energia e do Ambiente, Catarina Balbino, Joana Jacinto, Inês Laurentino e Sara Gomes, foram perentórias: “Expandimos os nossos conhecimentos, numa vertente completamente diferente do que aprendemos aqui na FCUL [área da gestão]. Foi uma experiência completamente distinta com métodos de trabalho complementares. (…) Aconselhamos os nossos colegas a irem à luta e a frequentarem a cadeira de Projeto Empresarial pois é ótimo experimentar coisas diferentes e sair da nossa zona habitual por forma a adquirir conhecimentos de diferentes áreas”.

Para Rui Ferreira, em suma, “os alunos da FCUL tiveram uma experiência única que não vão esquecer ao longo da sua vida académica e profissional”.
 

+ [Tec Labs]i – Potenciar a Inovação

“Levo comigo experiências diversas, outros pontos de vista, novas formas de analisar. Sinto-me todos os dias, e cada vez mais, motivado para estas questões”, Pedro Pina, estudante brasileiro na FCUL através do programa Ciências Sem Fronteiras

“Qualquer que seja a situação, não desistam. Se não for este projeto, será outro. O importante é não parar, não desistir!”, Ana Pina, SGS

“O empreendedorismo é muito complicado. É preciso todos os dias acreditar e levar com portas na cara. Sempre que ouvirem criticas mais duras, não se deixem ir a baixo e procurem arranjar soluções”, Rui Pedro Batista, Económico TV

“Não é só a formação técnica que nos define. As iniciativas/projetos paralelos em que nos envolvemos acabam por ter um grande impacto no contexto de inserção profissional”, Eduardo Matos, presidente da AEFCL

Raquel Salgueira Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura da FCUL
info.ciencias@fc.ul.pt
planta e ácaros

Inês Fragata, investigadora do Departamento de Biologia Animal da Ciências ULisboa e do grupo de Ecologia Evolutiva do Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais, é uma das cientistas distinguidas com uma bolsa do European Research Council (ERC) Starting, no valor de cerca de 2M€, no âmbito do projeto “Feedback entre a dinâmica populacional e a evolução das interações num sistema tritrófico” (DYNAMICTRIO).

João Vieira e Ivo Canela

Na Póvoa, no Cadaval, distrito de Lisboa, João Vieira, octogenário, emigrante, técnico agrícola e um entusiasta da Agroecologia, lidera um grupo informal que promove variedades crioulas de sementes, que têm vindo a desaparecer desde a sua juventude. Ivo Canelas com Rebeca Mateus, da HortaFCUL, escrevem sobre a necessidade de adotar técnicas agrícolas mais eficientes, combatendo a monopolização da agricultura.

Participantes na EVT 2013, que também tinham participado no Encontro do Vimeiro em 1983

"Ross Leadbetter era amigo verdadeiro dos seus amigos, entre os quais me encontro, e é um dos gigantes da área de Valores Extremos (...)", escreve Maria Ivette Leal de Carvalho Gomes, professora emérita do DEIO Ciências ULisboa, na sequência do falecimento do professor emérito da University of North Carolina at Chapel Hill e doutor honoris causa da ULisboa.

Formação da zona de subducção de Vanuatu

Uma equipa de investigadores do Instituto Dom Luiz da Ciências ULisboa em parceria com cientistas da Universidade Johannes Gutenberg (JGU), em Mainz, na Alemanha, apresenta uma nova perspetiva para o início das zonas de subducção, contribuindo dessa forma para um maior conhecimento da teoria da tectónica de placas.

Marta Temido a dar a medalha a Manuel Carmo Gomes

Manuel Carmo Gomes, professor da Ciências ULisboa, foi um dos especialistas distinguidos com a Medalha de Serviços Distintos – grau Ouro do Ministério da Saúde. A distinção foi atribuída pela ministra da Saúde, Marta Temido, em reconhecimento pelo trabalho desenvolvido no âmbito da resposta à COVID-19.

pessoas a acenar na FCULresta

"Há um ciclo solar transformámos um relvado de 315 m2 no que pretende ser uma minifloresta densa e biodiversa. O que podemos observar passado o primeiro ano? Haverá motivos para celebrar a FCULresta?". Passado um ano desde o lançamento da primeira semente, os membros do projeto fazem um balanço de todo o processo.

Escola de Inverno na Macedónia do Norte

O cientista Tiago Guerreiro foi um dos oradores da “Winter School on e-Health & Pervasive Technologies”, a primeira escola de inverno do projeto WideHealth, e que contou com uma competição de Machine Learning, composta por 11 equipas e na qual o grupo da Faculdade alcançou o 4.º lugar e uma menção honrosa.

Logotipo da rubrica radar Tec Labs

Vigésima segunda rubrica Radar Tec Labs, dedicada às atividades do Centro de Inovação da Faculdade. A empresa em destaque é a Neroes.

Maria Helena Garcia e Andreia Valente no laboratório

A Something in Hands - Investigação Científica Lda. (R-Nuucell), spin-off da Ciências ULisboa, vai receber um financiamento de €75.000 para desenvolver um novo medicamento para o cancro de mama triplo negativo.

professor Miguel Centeno Brito e paineis solares no telhado da faculdade

A Schweizer Radio und Fernsehenv, uma emissora de radiotelevisão suíça, esteve em Portugal e conversou com o professor Miguel Centeno Brito sobre energia solar e transição energética em Portugal.

Rita Pestana

Rita Pestana é aluna do 2.º ano do mestrado em Engenharia Física e em março inicia um estágio no Centro de Microanálises de Materiais, em Madrid, no âmbito do seu curso e ao abrigo do Marie Sklodowska-Curie Fellowship Programme da Agência Internacional de Energia Atómica.

Obras no campus da Faculdade

Ciências ULisboa prepara-se para concluir a última fase da requalificação das condutas de distribuição de água aos seus edifícios. Este projeto da responsabilidade do Laboratório Vivo para a Sustentabilidade irá contribuir para a diminuição da pegada ambiental da Faculdade e deverá possibilitar uma poupança significativa das despesas de funcionamento associadas ao consumo de água potável.

Conceção artística da superfície de Vénus

Um estudo publicado na revista Atmosphere, liderado por Pedro Machado, professor do DF Ciências ULisboa e investigador do IA, apresenta o conjunto de medições mais detalhado e completo alguma vez feito, de um observatório na Terra, das velocidades dos ventos em Vénus paralelos ao equador e à altitude da base das nuvens.

Abstrato dourado

A 26.ª edição dos Prémios da Associação Portuguesa de Museologia galardoou “Hortas de Lisboa. Da Idade Média ao século XXI” com o Prémio Exposição Temporária e “Almada Negreiros e o Mosteiro da Batalha – quinze pinturas primitivas num retábulo imaginado” com uma Menção Honrosa do Prémio Investigação.

Logotipo da rubrica radar Tec Labs

Primeira rubrica Radar Tec Labs do ano 2022 dedicada às atividades do Centro de Inovação da Faculdade.

Imagem artística de Proxima d, o candidato a planeta recentemente detetado à volta da estrela anã vermelha, Proxima Centauri, a estrela mais próxima do Sol

Uma equipa liderada por João Faria, antigo aluno da licenciatura de Física da Faculdade e investigador do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço, detetou um novo planeta à volta da estrela mais próxima do Sol – Proxima Centauri, anunciou o Instituto, na quinta-feira passada, dia 10 de fevereiro.

anfiteatro

Os alunos da Ciências ULisboa inscritos nos exames nos dias 11 e 12 de fevereiro podem realizá-los novamente em época extraordinária. De acordo com a Direção da Faculdade não existem indícios de se ter verificado a existência de um absentismo superior ao normal nas provas de avaliação realizadas nestes dois dias.

Campus da Faculdade

Ciências ULisboa, após contacto da Polícia Judiciária (PJ), colaborou estreitamente no contexto da investigação relacionada com a suspeita de atentado dirigido a estudantes universitários da ULisboa e que levou ao desenlace anunciado esta quinta-feira, dia 10 de fevereiro, pela PJ. A Direção da Ciências ULisboa congratula-se com o impedimento da referida ação.

Tubos de ensaio

Portugal tornou-se o mais recente membro do EU-OPENSCREEN, um consórcio europeu de infraestruturas de investigação para a Química biológica e descoberta inicial de fármacos. A participação portuguesa no EU-OPENSCREEN está integrada no Roteiro Nacional de Infraestruturas de Investigação, através do PT-OPENSCREEN. O CQE e o BioISI são parceiros desta infraestrutura.

Membros da rede MedECC na Sala do Senado na Assembleia da República

Cristina Branquinho, professora do DBV Ciências ULisboa e investigadora do cE3c, participou no 1.º Relatório de Avaliação - Alterações Climáticas e Ambientais na Bacia do Mediterrâneo - Situação Atual e Riscos para o Futuro realizado pela Rede de Especialistas do Mediterrâneo em Alterações Ambientais e Climáticas, distinguida com o Prémio Norte-Sul do Conselho da Europa.

Lisboa Romana | Felicitas Iulia Olisipo foi distinguida com os Prémios APOM 2021 e com os Prémios Património.pt. Esta iniciativa alvo destas distinções contou com a colaboração de cientistas do Departamento de Geologia da Ciências ULisboa e do Instituto Dom Luiz, entre outras entidades.

tela com várias cores coloridas

"Escrever é um ato criativo, ainda que seja sobre uma descoberta científica, um prémio a um investigador, uma empresa de sucesso que aqui nasceu", escreve Marta Tavares, do Gabinete de Jornalismo da Direção de Comunicação e Imagem da Ciências ULisboa. Mais um artigo em jeito de editorial.

Costa coberta de algas

Uma equipa de investigadores da Ciências ULisboa avaliou o desempenho de algoritmos de Inteligência Artificial (IA) destinados a avaliar a resposta fotoquímica de diatomáceas expostas a contaminantes emergentes.

Vinhas geladas na Áustria (leste)

A cientista Ana Margarida Fortes escreve uma crónica sobre a sua experiência em BOKU durante duas semanas, um convite que recebeu com particular entusiasmo.

Francisca Canais e Rita Maçorano

Holi é o nome da mais recente aplicação criada pela Nevaro, uma empresa com berço no Centro de Inovação da Ciências ULisboa, o Tec Labs. A aplicação funciona como um “pequeno cérebro”, que monitoriza a saúde mental do utilizador, ajudando na sua autogestão.

Páginas