BioMimetx

BioMimetx
cedida por GC

A empresa BioMimetx, uma spin-off da Faculdade de Ciências, da Faculdade de Medicina Dentária e do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária da ULisboa, foi criada durante a participação no COHiTEC 2013, um programa destinado a apoiar a valorização do conhecimento produzido em instituições nacionais de I&D.

A ideia nasceu de um trabalho de recolha de bactérias ambientais com níveis de resistência elevada a antibióticos de última geração. Na coleção de bactérias obtida, Gonçalo Costa, cofundador desta empresa e investigador do Departamento de Química e Bioquímica de Ciências, explica que houve uma que despertou a atenção por “produzir uma grande quantidade de compostos que revelaram, após análise mais aprofundada, possuir caraterísticas biocidas, ou seja possuir atividade antimicrobiana, antifúngica e algicida”. Foi assim que encontraram uma bactéria única que “ao longo de milhões de anos de evolução otimizou um cocktail de compostos biológicos, com largo espectro de atividade e que constituem a base de uma plataforma para o desenvolvimento de novos biocidas direcionados a um leque alargado de setores”.


Fonte: cedida por GC
Legenda: A parceria estabelecida entre a COTEC Portugal e a Caixa Capital, no âmbito do programa de aceleração de novas tecnologias ACT by COTEC, envolve o investimento, por ano, de capital de risco em dois projetos que passaram pelo programa ACT

O biocida da BioMimetx destina-se à resolução do problema global da bioincrustação, que consiste no mecanismo natural de adesão de organismos a qualquer superfície que seja colocada em água. Este fenómeno é um problema à escala mundial, mais especificamente na área das atividades marítimas, como desenvolve Gonçalo Costa: “estima-se que a bioincrustação provoque um consumo adicional anual de combustível na ordem dos 100 milhões de toneladas, que se traduz num aumento da despesa anual em 51 milhões de euros e 3,7 milhões de euros em custos de manutenção por ano, em ambos os casos, considerando a frota mundial”. Além do custo financeiro, a bioincrustração é uma ameaça aos ecossistemas marinhos. A tecnologia desta empresa traduz-se assim no desenvolvimento de bioaditivos para tintas marítimas antifouling.

Esta inovação valeu três distinções à empresa, o prémio Novo Banco Inovação, para a área de recursos naturais e ambiente; no evento Cleantech summit Rotterdam, a distinção como uma das cinco melhores apresentações de empresas emergentes e, mais recentemente, o prémio Caixa Capital/Cotec – Prémio Jovem Empreendedor.


Fonte: cedida por GC
Legenda: A equipa desta spin-off é composta por três promotores, Gonçalo Costa, de Ciências ULisboa; Romana Santos, investigadora da Faculdade de Medicina Dentária da ULisboa; Patrick Freire, Investigador do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária; e pela CEO Cristina Simões, docente do ISCTE-IUL

O Prémio Jovem Empreendedor, atribuído a esta empresa e à Nanoinspire, traduz-se no financiamento de 100 mil euros a cada projeto. A parceria estabelecida entre a COTEC Portugal e a Caixa Capital, no âmbito do programa de aceleração de novas tecnologias ACT by COTEC, envolve o investimento, por ano, de capital de risco em dois projetos que passaram pelo programa ACT.

A equipa desta spin-off é composta por três promotores, Gonçalo Costa, de Ciências ULisboa; Romana Santos, investigadora da Faculdade de Medicina Dentária da ULisboa; Patrick Freire, Investigador do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária; e pela CEO Cristina Simões, docente do ISCTE-IUL.


Fonte: cedida por GC
Legenda: Esta inovação valeu três distinções à empresa, o prémio Novo Banco Inovação, a distinção como uma das cinco melhores apresentações de empresas emergentes e, mais recentemente, o prémio Caixa Capital/Cotec – Prémio Jovem Empreendedor

À Faculdade de Ciências da ULisboa, a equipa atribui “uma enorme importância [na fase de conhecimento, em detalhe, da constituição e atividade dos componentes que constituem os biocidas desenvolvidos pela BioMimetx], dado a capacidade analítica aqui existente, nomeadamente o laboratório de FTICR e espectrometria de massa estrutural, onde foram feitas grande parte destas análises”.

Dentro de três anos a empresa prevê que o produto esteja a ser comercializado. A equipa garante que ideias para o futuro não faltam já que “a tecnologia BiomiMetx permite desenvolver biocidas para várias áreas de negócios além do combate à bioincrustação. Estes produtos estão neste momento a ser desenvolvidos com grupos académicos de várias instituições nacionais”.

Raquel Salgueira Póvoas, Gabinete de Comunicação, Imagem e Cultura
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

No penúltimo dia de março realiza-se a quinta e última sessão do workshop destinado a preparar os estudantes para a obtenção do 1.º emprego.

 

Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sessão de recrutamento em Ciências. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a inserção profissional dos seus diplomados.
 

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional da FCUL.

Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edição do curso realiza-se já em 2012.

Outra forma de fazer turismo.

Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25.Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25

O Encontro decorreu em Junho no GeoFCUL.

Páginas