Prémio Científico ULisboa/CGD 2019: Cláudio M. Gomes

“A promoção e reconhecimento da qualidade da investigação científica tem um impacto muito positivo dentro e fora da própria Universidade”

Rede de formação avançada na área da biotecnologia e biomedicina de amilóides pode estar para breve

Agregação amilóide na doença de Alzheimer e mecanismos neuronais de proteção

Agregação amilóide na doença de Alzheimer e mecanismos neuronais de proteção

Imagem cedida por CMG

“Esta menção honrosa representa um importante reconhecimento da qualidade da investigação realizada no laboratório que coordeno no BioISI/FCUL. Estamos há cinco anos na ULisboa e tratando-se de um prémio que valoriza o impacto e a produção científica de qualidade especificamente em publicações com afiliação pela ULisboa, este reconhecimento tem um significado muito especial para mim e para a minha equipa, por valorizar o que aqui fizemos neste período.”
Cláudio M. Gomes

Cláudio M. Gomes
Cláudio M. Gomes
Imagem cedida por CMG

“Estou muito grato por este reconhecimento que nos impele a fazer mais e melhor”, conta Cláudio M. Gomes, professor do Departamento de Química e Bioquímica e investigador do BioISI - Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas, onde é vice-coordenador da linha temática Biomedicina, a propósito da menção honrosa que recebeu no âmbito dos Prémios Científicos Universidade de Lisboa (ULisboa)/Caixa Geral de Depósitos (CGD) 2019.

Para Cláudio M. Gomes os prémios científicos e as menções honrosas são iniciativas que reforçam a centralidade da investigação científica na Universidade e por isso são muito importantes numa instituição de ensino e de ciência como a ULisboa. “A promoção e reconhecimento da qualidade da investigação científica tem um impacto muito positivo dentro e fora da própria Universidade, também sobre os nossos alunos, pelo que estes investimentos têm rapidamente um retorno muito ampliado”, refere.

Cláudio M. Gomes é doutorado em Bioquímica e coordena o laboratório de investigação Protein Misfolding and Amyloids in Biomedicine, onde investiga aspetos da bioquímica estrutural de proteínas, doenças do enrolamento proteico e bioquímica da neurodegeneração.

Cláudio M. Gomes publicou 118 artigos científicos em revistas internacionais com +3500 citações e detém um índice h de 34 (Scopus). É membro do Conselho Pedagógico e leciona na licenciatura e no mestrado em Bioquímica, coordenando este último desde 2018.

O laboratório de Cláudio M. Gomes investiga de que forma as alterações bioquímicas e estruturais em proteínas se relacionam com doenças humanas, como a doença de Alzheimer. Nestas patologias ocorre uma alteração no processo de enrolamento tridimensional, que resulta na formação de proteínas disfuncionais ou em agregados. É o que acontece na doença de Alzheimer, em que a formação, no cérebro, de agregados amilóide formados pelas proteínas Tau e amilóide beta resulta em neurodegeneração. “Estas são duas das proteínas que estudamos, e, nos últimos cinco anos publicamos descobertas importantes relacionadas sobre a forma como estes processos de agregação amilóide são regulados ao nível bioquímico e molecular. A mais significativa terá sido a identificação de um novo mecanismo de proteção mediado por proteínas da resposta inflamatória, que atuam na sinapse onde se acumulam agregados proteicos, e que verificamos atrasarem a agregação amilóide e diminuírem a sua neurotoxicidade. Esta descoberta teve impacto na comunidade científica e até nos média, e constituiu um avanço importante para a compreensão da complexidade molecular e bioquímica da Doença de Alzheimer”, explica Cláudio M. Gomes.

Equipa de Cláudio M. Gomes
Cláudio M. Gomes e a sua equipa
Imagem cedida por CMG

A equipa de Cláudio M. Gomes investiga a formação vários tipos de amilóide e o modo de atuação das proteínas inibidoras, em modelos celulares, como ponto de partida para testes em animais modelo de Alzheimer; também estão a testar anticorpos desenvolvidos anteriormente, e que atuam sobre as proteínas reguladoras e sobre o processo de agregação. “Queremos compreender os mecanismos moleculares destes processos, dado que este conhecimento é vital para desenvolver terapias que possam evitar a agregação e mitigar a doença”, conta Cláudio M. Gomes acrescentando que estão muito empenhados em gerar avanços significativos nesta área. “É para mim um privilégio estar a coordenar os esforços de um consórcio internacional composto pelos maiores especialistas em amilóides e com a participação de empresas farmacêuticas globais, no sentido de obtermos financiamento europeu que nos permita, a médio prazo, estabelecer uma rede de formação avançada na área da biotecnologia e biomedicina de amilóides”, conclui.

“É para mim um privilégio estar a coordenar os esforços de um consórcio internacional composto pelos maiores especialistas em amilóides e com a participação de empresas farmacêuticas globais, no sentido de obtermos financiamento europeu que nos permita, a médio prazo, estabelecer uma rede de formação avançada na área da biotecnologia e biomedicina de amilóides.”
Cláudio M. Gomes

Ana Subtil Simões, Área Comunicação e Imagem Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Camião de longo curso em via rápida

Existe uma enorme vontade de potenciar a economia baseada no conhecimento. O Ecossistema de Transportes ambiciona transformar Portugal num polo de referência, dinamizando projetos em inovação aberta, reconhecendo a oportunidade estratégica que se coloca.

A Unidade de Informática informa que desde hoje, dia 13 de Novembro de 2012 às 9h00, o Portal da FCUL está em IPv6.

Estão a ser enviadas, desde o passado fim de semana (3/11), mensagens de correio eletrónico para alguns utilizadores de contas fc.ul.pt com solicitação de preenchimento de formulários web ou respostas via mail com dados pessoais dos utilizadores.

Devido ao numero excessivo de mensagens falsas que nos últimos tempos têm chegado às caixas de correio dos utilizadores da FCUL, algumas delas dando a entender que são enviadas de endereços internos, fomos obrigados a tomar medidas mais restritivas em relaç

Boletim da Sociedade Portuguesa de Matemática (SPM) integra Portal RCAAP

Alunos brasileiros

A Faculdade de Ciências recebeu cerca de 70 alunos de mobilidade, vindos do Brasil.

Aula aberta - Mestrado em Biologia Molecular e Genética

7 de Novembro, 11:00, sala 2.4.16

 

INFORMAÇÃO

Recent years have witnessed the emergence of new sequencing technologies that are revolutionizing the approach to public health problems.

Na FCUL existe uma unidade curricular designada Projeto Empresarial. Esta “cadeira”, comum ao ISCTE-IUL, prepara os alunos para a realidade empresarial e tecnológica. No total, cerca de 300 alunos já a frequentaram.

Carlos Rafael Mendes

A tese do antigo aluno da FCUL, Carlos Rafael Borges Mendes e recentemente premiada, contou com a orientação conjunta das professoras Vanda Brotas e Virginia M. Tavano.

Web of Science Book Citation Index - Trial para todos os membros b-on

Estão abertas as inscrições para a disciplina que promove o empreendedorismo - Projeto Empresarial. Todos os alunos de mestrado ou nos dois últimos anos de mestrado integrado podem candidatar-se até dia 16 de novembro.

A FCUL, bem como toda a Universidade de Lisboa está sem acesso à Internet desde cerca das 11:45 da manhã.

Professora Olga Pombo, autora do livro "O Círculo dos Saberes"

“Estou convencida que a imagem do círculo constitui um arquétipo, uma determinação conceptual prévia a toda a investigação”, defende Olga Pombo, docente na FCUL e autora do livro “O Círculo dos Saberes”.

Imagem ilustrativa do livro "O Círculo dos Saberes"

“A apresentação do livro seguirá um formato sério e discreto. O professor Shahid Rahman fará uma apresentação e apreciação do livro e eu agradecerei todas as suas palavras, sejam elas elogiosas, sejam críticas", afirma a autora Olga Pombo.

Trial para todos os Membros da b-on.

Pessoas a correr junto ao Marquês de Pombal

A primeira Corrida da Ciência aconteceu o ano passado por ocasião das celebrações dos 100 anos da FCUL. A edição deste ano integra-se na 2.ª Edição do AmbientALL – Universidade em Movimento.

O concurso de programação destina-se a alunos universitários e este ano junta 16 equipas, oriundas de oito instituições universitárias portuguesas. A equipa da FCUL chama-se BigO(1).

Imagem da professora Maria José Boavida

“Colega amiga”, “orientadora empenhada e humanista” e “investigadora solidária”, assim se recorda Maria José Boavida (1948 – 2012).

Desenho do campus da FCUL

As tabelas e notas científicas, assim como as regras elementares de segurança em laboratórios são algumas das mais-valias deste “livro”.

A fim de cumprir com o estabelecido no Regulamento Eleitoral, o Caderno Eleitoral para a eleição do Presidente do Departamento de Estatística e Investigação Operacional está disponível para consulta.

 O projecto CAMPUS UL realizado pelos alunos de mestrado em Engenharia Geográfica no âmbito das disciplinas de Fotogrametria Analítica e de Produção Cartográfica ganhou o segundo prémio no concurso internacional de projectos com fins educativos

lâmpada

"Criar, transferir e valorizar economicamente o conhecimento científico" é a causa primária do renovado centro de inovação, situado no campus da FCUL.

Páginas