Apresentação e contratualização de 11 projetos de I&D durante a Feira Nacional da Agricultura 2022

Cristina Branquinho coordena AdaptForGrazing

conjunto de pessoas no palco

AdaptForGrazing foi um dos projetos contratualizados durante a cerimónia

Helena Serrano

Numa cerimónia realizada durante a Feira Nacional da Agricultura (FNA) 2022, em Santarém, foi apresentado e contratualizado o projeto AdaptForGrazing, inscrito no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), no âmbito da iniciativa “Adaptação às Alterações Climáticas”. O projeto é coordenado por Cristina Branquinho, professora do Departamento de Biologia Vegetal da Faculdade e investigadora do Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais (cE3c) e deverá arrancar no próximo mês de julho.

O AdaptForGrazing tem como objetivo adaptar a gestão da vegetação para melhorar a resiliência dos agrossistemas às alterações climáticas, recorrendo ao pastoreio extensivo de raças autóctones e ao aproveitamento agrícola, através da promoção de múltiplos bens e serviços dos ecossistemas e da redução da sua vulnerabilidade, em pastagens e em redor de aglomerados urbanos de baixa densidade. O investimento aprovado para a execução deste projeto é 825 130,85€.

Neste projeto coordenado pela Ciências ULisboa participam ainda outras 29 entidades: Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, Instituto Politécnico de Beja, Instituto Politécnico de Castelo Branco, Universidade de Évora, Associação para o Estudo e Defesa do Património Natural e Cultural do Concelho de Mértola, Confederação dos Agricultores de Portugal, Liga para a Proteção da Natureza, Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, várias sociedades agrícolas e pequenas e médias empresas. Cristina Branquinho é a coordenadora deste projeto, que deverá começar no próximo mês de julho e terminar em setembro de 2025. Para Cristina Branquinho, “um dos aspetos inovadores deste projeto é a possibilidade de testar as medidas de adaptação ao longo de um gradiente climático e por isso testar a sua adequação para vários cenários climáticos futuros”. Para implementar os testes a equipa conta com a ajuda de cerca de 21 agricultores de norte a sul do país.

A equipa da Ciências ULisboa a trabalhar neste projeto é constituída pelas investigadoras do cE3c Cristina Branquinho, Alice Nunes, Maria Alexandra OliveiraHelena Serrano e Margarida Santos Reis, também subdiretora da Faculdade .

A par do AdaptForGrazing foram apresentados e contratualizados outros dez projetos de investigação científica e desenvolvimento, cinco na área de “Mitigação das Alterações Climáticas” e outros cinco na “Adaptação às Alterações Climáticas”, igualmente inscritos no PRR, nomeadamente na agenda de investigação e inovação para a sustentabilidade da agricultura, alimentação e agroindústria.

Os seis projetos que integram a temática da “Adaptação às Alterações Climáticas” visam a promoção de um sector agrícola mais resiliente, dando resposta aos atuais impactos das alterações climáticas e aos que são esperados no futuro, e são coordenados pelo Instituto Politécnico de Santarém, Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve, PORVID – Associação Portuguesa para a Diversidade da Videira, Centro de Competências para o Tomate Indústria, Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Coimbra e Ciências ULisboa.

Os cinco projetos inseridos na temática da “Mitigação das Alterações Climáticas” têm como objetivo promover a redução das emissões de gases de efeito de estufa no sector agrícola, assim como potenciar o aumento do sequestro de carbono no solo, e são supervisionados pela Associação do Instituto Superior Técnico para a Investigação e Desenvolvimento, Instituto Superior de Agronomia da ULisboa, Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária,  Instituto Politécnico de Coimbra e Centro Operativo e Tecnológico Hortofrutícola Nacional.

representantes da Ciências ULisboa
Margarida Santos Reis, Luis Carriço, Cristina Branquinho, Helena Serrano e Maria Alexandra Oliveira na cerimónia de contratualização do projeto
Fonte HS

A cerimónia de apresentação e contratualização dos projetos I&D foi promovida pelo Ministério da Agricultura e da Alimentação e contou com a presença da ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes; da ministra da Ciência e Tecnologia, Elvira Fortunato; do secretário de Estado da Agricultura, Rui Martinho e da secretária de Estado do Comércio e Turismo, Comércio e Serviços, Rita Marques. Em representação da Ciências ULisboa, estiveram presentes Luis Carriço, diretor da Faculdade, Margarida Santos Reis, Cristina Branquinho, Helena Serrano e Maria Alexandra Oliveira.

Gabinete de Jornalismo Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

No penúltimo dia de março realiza-se a quinta e última sessão do workshop destinado a preparar os estudantes para a obtenção do 1.º emprego.

 

Alunos da FCUL

A Schlumberger realiza uma sessão de recrutamento em Ciências. As grandes empresas procuram os melhores profissionais. A FCUL apoia a inserção profissional dos seus diplomados.
 

O evento é uma organização conjunta da Norton/Symantec e do mestrado em Segurança Informática do DI-FCUL.

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional da FCUL.

Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edição do curso realiza-se já em 2012.

Outra forma de fazer turismo.

Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25.Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25

O Encontro decorreu em Junho no GeoFCUL.

Páginas