Novo mecanismo permite explicar origem de sismos

João Duarte

O trabalho foi apresentado durante a reunião anual da European Geosciences Union em Vienna, Áustria, em abril passado

EGU

João Duarte é o orador da conferência “Delamination of oceanic lithosphere in SW Iberia: a key for subduction initiation?” no próximo dia 16 de maio, pelas 14h00, na Biblioteca do IDL Ciências ULisboa. A entrada é livre.

Investigadores de Ciências ULisboa propõem um novo mecanismo que permite explicar a existência de uma anomalia tectónica a SW do Cabo de São Vicente.

“Neste trabalho compilámos vários tipos de dados para consubstanciar a sua existência e desenvolvemos um novo modelo computacional que permite simular o processo”, diz João Duarte, investigador do Departamento de Geologia (DG) de Ciências ULisboa e do Instituto Dom Luiz, que contou com a colaboração de outros cientistas da Faculdade, nomeadamente Filipe Rosas, Susana Custódio, Sónia Silva, Pedro Terrinha, Jaime Almeida, António Ribeiro e Chiara Civiero.


Modelo computacional
Imagem cedida por JD

O trabalho foi apresentado durante a reunião anual da European Geosciences Union em Vienna, Áustria, em abril passado. “A apresentação correu muito bem. A comunicação oral teve lugar na sessão principal sobre zonas de subducção e a ideia foi muito bem-recebida. Na altura não tive a noção de que pudesse ter tanto impacto, mas sabia que era uma ideia provocativa, e como tal estava um pouco apreensivo”, conta João Duarte.

“Durante a conferência tive a oportunidade de discutir com muitos dos maiores especialistas na técnica de tomografia (que é o que nos permite visualizar esta anomalia) bem como colegas que trabalham em zonas de subducção e delaminação das placas litosféricas (o processo que agora identificámos aqui nesta zona) e todos eles consideraram que o novo mecanismo que estávamos a propor era muito interessante e passível de ser investigado de forma mais aprofundada.”
João Duarte

Esta investigação é desenvolvida por diversas instituições portuguesas e estrangeiras, nomeadamente Ciências ULisboa, IDL, IPMA, GEOMAR na Alemanha, Universidade Livre de Amesterdão, Universidade de Mainz e o Instituto de Estudos Avançados de Dublin.


Anomalia registada no mapa
Imagem cedida por JD

A anomalia tectónica a SW do Cabo de São Vicente encontra-se por debaixo de uma zona completamente plana do fundo do mar - a Planície Abissal da Ferradura -, onde teve origem o sismo de 1969, com uma magnitude de 7.9.

“Estamos a explorar a hipótese de esta ser a expressão do processo de início de subducção. As zonas subducção geram-se quando uma placa tectónica mergulha sob outra e são responsáveis pelo consumo das placas tectónicas oceânicas que levam ao fecho dos oceanos e à formação dos supercontinentes. No entanto, o processo de início de subducção é ainda muito mal compreendido no contexto da Teoria da Tectónica de Placas. A potencial identificação dum local onde este poderá estar a acontecer através de um mecanismo completamente novo dar-nos-á pistas fundamentais para a compreensão deste processo”, explica João Duarte.

Em 2020 será realizado um cruzeiro ao longo da fronteira de placas liderado por cientistas do IDL, IPMA e do GEOMAR. Pedro Terrinha, professor do DG Ciências ULisboa e investigador do IPMA, lidera uma proposta IODP para a realização de um conjunto de sondagens nesta área com objetivo de tentar compreender o processo de início de subducção.

Entretanto a equipa continua a investigação. Susana Custódio e Sónia Silva têm procurado compreender a sismicidade da margem portuguesa e no desenvolvimento de melhores métodos de visualização. Filipe Rosas, Jaime Almeida e João Duarte estão a desenvolver modelos computacionais avançados do processo de início de subducção. A doutoranda do Earthsystems, Hannah Davies está a desenvolver modelos de formação de supercontinentes e processos associados.

Scripta manent. O que se escreve, fica, permanece.
A imprensa nacional e estrangeira tem dado grande destaque ao assunto, na sequência da entrevista concedida à edição americana online da revista National Geographic.

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Membros do Ciências em Harmonia (C-H), o projeto pioneiro de CIÊNCIAS para promoção do bem-estar entre alunos

O Ciências em Harmonia (C-H), projeto pioneiro de CIÊNCIAS, teve direito a destaque na edição de 23 de julho do jornal Público.

Ser Cientista 2024

Entre 22 e 26 de julho, 67 alunos do ensino secundário têm a oportunidade experienciar, durante uma semana, o que é ser cientista e como é o ambiente de investigação.

Licenciaturas CNA 2024

Vem definir o teu futuro e descobre o que temos preparado para ti. Candidata-te a CIÊNCIAS ULisboa!

Banner Prémio de Doutoramento em Ecologia - Fundação Amadeu Dias

Já são conhecidos os vencedores da edição 2024 do Prémio de Doutoramento em Ecologia - Fundação Amadeu Dias, organizado pela Sociedade Portuguesa de Ecologia (SPECO).

Jorge Buescu, professor do Departamento de Matemática (DM) de CIÊNCIAS, reeleito Vice-Presidente da European Mathematical Society (EMS)

Jorge Buescu, professor do Departamento de Matemática (DM) de CIÊNCIAS, foi reeleito Vice-Presidente da European Mathematical Society (EMS).

Verão na ULisboa em CIÊNCIAS

Foi com um sorriso na cara e com vontade de um dia regressarem, que os estudantes do programa Verão na ULisboa deixaram o campus de CIÊNCIAS, após as cerimónias de entrega de diplomas que decorreram nos dias 5 e 12 de julho.

Assinatura do Protocolo com a REDCORP

o passado dia 9 de julho a Direção de CIÊNCIAS assinou um protocolo de cooperação com a REDCORP, empresa de empreendimentos mineiros responsável pelo Projeto Lagoa Salgada.

CIÊNCIAS assinA um protocolo de colaboração com a Raiz Vertical Farms nas instalações de CIÊNCIAS, tendo sido assinado pelo Diretor da faculdade, Luís Carriço, e pela co-fundadora da startup Rede Vertical Farms, Inês Barros.

CIÊNCIAS assinou um protocolo de colaboração com a Raiz Vertical Farms, com o objetivo de instalar uma horta vertical no campus da faculdade.

Equipa do CSD Lab do BioISI

Uma equipa de investigadores do Laboratório de Estrutura e Dinâmica Celular (CSD Lab) do Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (BioIS

Diogo Rodrigues Fernandes

Diogo Rodrigues Fernandes, doutorando de CIÊNCIAS e investigador no Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais (

Banner O Planeta Vivo

“Temos este mundo, ou nada. E temos um grande problema se não entendermos o planeta que queremos salvar.” Esta citação de Carl Sagan é o mote do documentário ‘O Planeta Vivo’, que estreou no passado dia 3 de julho na RTP.

Vista Aérea do Observatório do Paranal

O Observatório do Paranal, no deserto do Atacama no Chile, que faz parte do Observatório Europeu do Sul (ESO), vai receber em 2025 um telescópio made in Portugal para observar o Sol.

Nuno Gonçalves e Inês Leite posam com os prémios junto aos restantes investigadores do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA)

Nuno Gonçalves e Inês Leite, estudantes de CIÊNCIAS, foram premiados na SPIE Astronomical Telescopes + Instrumentation, a maior conferência internacional sobre instrumentação para a Astronomia.

Ranking de Leiden: Há três áreas de investigação de CIÊNCIAS em que a ULisboa é líder nacional

A Universidade de Lisboa (ULisboa) está em primeiro lugar a nível nacional em três áreas de produção científica de CIÊNCIAS no reputado CWTS Leiden Ranking: Ciências da Vida e da Terra, Matemáti

Banner Curso PRODIGI

A partir de 2025 a Universidade de Lisboa em parceria com o Instituto Politécnico de Lisboa, vai disponibilizar uma nova formação online em competências digitais.

 

Inês Fragata, Margarida Matos, Sara Magalhães e Cristina Máguas.

CIÊNCIAS inaugura hoje oficialmente a infraestrutura laboratorial de investigação - Unidade de Evolução Experimental.

Imagem alusiva ao Deep Tech Talent Initiative (DTTI), um programa do European Institute of Innovation and Technology (EIT)

O Mestrado em Bioestatística de CIÊNCIAS foi acreditado pela Deep Tech Talent Initiative (DTTI), um programa do European Institute of Innovation and Technology (EIT).

Dois professores de CIÊNCIAS eleitos sócios da Academia das Ciências de Lisboa

Pedro Miguel Duarte e Luís Eduardo Neves Gouveia, professores de CIÊNCIAS, foram eleitos sócios da Academia das Ciências de Lisboa.

O Centro de Congressos da Alfândega do Porto é o palco da edição de 2024 do Encontro Ciência.

Luís Carriço (Diretor de CIÊNCIAS) e Carlos Martins (Presidente da EPAL) junto a um dos novos bebedouros.

A Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa aderiu ao desafio da EPAL - Empresa Portuguesa das Águas Livres de consumir Água da Torneira nas suas áreas comuns, representando mais um compromisso com o Ambiente e com

 Rodrigo Freitas, Francisco Graça e Diogo Ávila no Pódio dos 3000 metros obstáculos no Campeonato Nacional Universitário de Pista ao Ar Livre

Rodrigo Freitas, estudante de CIÊNCIAS, sagrou-se bicampeão no Campeonato Nacional Universitário (CNU) de Atletismo Pista Ar Livre.

Desde ontem que CIÊNCIAS dispõe de um novo espaço: o Lounge C7!

Carolina Margarido, Catarina Lima e Raquel Costa seguram o prémio de primeiro lugar na segunda fase do Future Innovators Program da Unicorn Factory Lisboa

Carolina Margarido, Catarina Lima e Raquel Costa venceram a segunda fase do Future Innovators Program da Unicorn Factory Lisboa

A cientista Ana Russo, investigadora do Instituto Dom Luiz (IDL), visitou duas escolas básicas do concelho de Sintra no dia 23 de abril para rea

Páginas