Edição de 2022 premeia 79 cientistas a nível mundial

Prémio Thieme Chemistry Journals

Investigador do CQE Ciências ULisboa é o primeiro cientista a trabalhar em Portugal a alcançar a distinção

Scientists working at the laboratory

O galardão atribuído anualmente existe desde 1999 e é concedido a cientistas em início de carreira, jovens promissores que trabalham em Síntese e Catálise Química ou áreas relacionadas da Química Orgânica

Storyblocks
Jaime A. S. Coelho
Jaime A. S. Coelho
Imagem cedida por JC

Jaime A. S. Coelho, professor do Departamento de Química e Bioquímica da Ciências ULisboa e investigador no Centro de Química Estrutural (CQE), polo desta faculdade, é o primeiro investigador a trabalhar em Portugal a ser galardoado com o Prémio Thieme Chemistry Journals.

O galardão atribuído anualmente existe desde 1999 e é concedido a cientistas em início de carreira, jovens promissores que trabalham em Síntese e Catálise Química ou áreas relacionadas da Química Orgânica. Os premiados são selecionados exclusivamente pelos membros do conselho editorial da SYNTHESIS, SYNLETT e SYNFACTS. A edição de 2022 premiou 79 cientistas.

Segundo comunicado de imprensa emitido esta terça-feira pela Faculdade, para Jaime A. S. Coelho “este prémio é o reconhecimento do trabalho desenvolvido na área da Química Orgânica. É uma enorme honra fazer parte desta prestigiada lista em que estão presentes outros químicos internacionalmente reconhecidos, como o Dean Toste (distinguido em 2003), Nuno Maulide (distinguido em 2010), Benjamin List (distinguido em 2001, prémio Nobel da Química 2021), David MacMillan (distinguido em 1999, prémio Nobel da Química 2021), entre outros”.

Jaime A. S. Coelho obteve o grau de mestre em Química no Instituto Superior Técnico da ULisboa em 2010 e o doutoramento em Química Orgânica na Faculdade de Farmácia da ULisboa, quatro anos depois, sob a supervisão do professor Carlos A. M. Afonso. Em 2013, como parte do seu doutoramento, fez uma estadia de seis meses no Max-Planck-Institut für Kohlenforschung, na Alemanha sob a supervisão do professor Nuno Maulide, distinguido com o Prémio Thieme Chemistry Journals, em 2010. Entre 2016 e 2017, mudou-se para os Estados Unidos para uma estadia de pós-doutoramento na Universidade de Califórnia-Berkeley e na Universidade de Utah nos grupos dos professores F. Dean Toste e Matthew S. Sigman. Após posições de investigador na FF ULisboa e Universidade Lusófona, iniciou o ano passado a sua atividade como cientista na Ciências ULisboa, nomeadamente no DQB e no seu grupo integrado na linha de investigação do CQE Ciências ULisboa, coordenado pela professora Amélia Pilar Rauter.

Atualmente Jaime A. S. Coelho desenvolve a sua atividade na área de Química Orgânica, em particular no desenvolvimento de metodologias sustentáveis de síntese orgânica, no CQE Ciências ULisboa e também leciona nesta faculdade aulas de Química introdutória e Química Orgânica. Para Fernando Antunes, coordenador do CQE Ciências ULisboa, o prémio revela o grande potencial do jovem cientista e é importante para o reconhecimento internacional do CQE enquanto centro de investigação de referência, um dos objetivos estratégicos desta unidade de investigação.

ACI Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edição do curso realiza-se já em 2012.

Outra forma de fazer turismo.

Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25.Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25

O Encontro decorreu em Junho no GeoFCUL.

Páginas