Investigadora da Ciências ULisboa distinguida pelo Conselho Europeu de Investigação

Catarina Frazão Santos

Nos últimos sete anos, Catarina Frazão Santos tem tido como foco de investigação uma linha inovadora e interdisciplinar, em colaboração internacional, sobre planeamento do espaço marinho, alterações climáticas, e sustentabilidade do oceano

GJ DCI Ciências ULisboa

“É necessário sensibilizar para a necessidade de uma ‘mudança de paradigma’, no que respeita à gestão sustentável do oceano num contexto de mudança.”
Catarina Frazão Santos

O projeto tem como instituição proponente a FCiências.ID -Associação para a Investigação e Desenvolvimento de Ciências. Com a duração de 60 meses, tem início no primeiro trimestre de 2024.

O Conselho Europeu de Investigação (ERC, na sigla em inglês) atribui bolsa de arranque (starting grant, em inglês), no valor de 1,499,819.00 euros, a Catarina Frazão Santos, investigadora e docente no Departamento de Biologia Animal da Ciências ULisboa e investigadora integrada no Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE), pelo seu projeto “Planeamento do Uso Sustentável do Oceano na Antártida num contexto de Alterações Ambientais Globais (PLAnT)”. Segundo comunicado de imprensa emitido pela Faculdade, pela primeira vez um processo de ordenamento do espaço marinho de larga escala vai ser pensado para uma área gerida internacionalmente (fora de jurisdições nacionais).

“O objetivo principal do projeto PLAnT é promover o desenvolvimento e a implementação de processos de ordenamento do espaço marinho sustentáveis, equitativos, e que contribuem para a adaptação e a mitigação das alterações climáticas, na Antártida e a nível global.”
Catarina Frazão Santos

Catarina Frazão Santos tem publicações científicas em revistas de topo, como é o caso da “Nature Sustainability” e da “Nature Geoscience”; tem dado suporte à Comissão Europeia, Organização das Nações Unidas e ao Banco Mundial enquanto especialista em ordenamento do espaço marinho e alterações climáticas; e é ainda editora-chefe fundadora da nova revista do grupo “Nature”, dedicada à sustentabilidade do oceano – “npj Ocean Sustainability”. A investigadora da Ciências ULisboa desenvolve ainda o seu trabalho como investigadora convidada da Universidade de Oxford e da NOVA School of Business and Economics. Catarina Frazão Santos concluiu o doutoramento em Ciências do Mar em 2016, na Ciências ULisboa. A sua formação de base em Biologia Marinha (licenciatura) e Ecologia e Gestão Ambiental (mestrado) também foi obtida na Ciências ULisboa.

Nos últimos sete anos, a cientista tem tido como foco de investigação uma linha inovadora e interdisciplinar, em colaboração internacional, sobre planeamento do espaço marinho, alterações climáticas, e sustentabilidade do oceano. Com o projeto PLAnT, Catarina Frazão Santos e a sua equipa pretendem desenvolver uma visão integrada sobre o estado atual, condições futuras, e desafios para a utilização, conservação e governança dos sistemas socioecológicos marinhos na Antártida. De acordo com a cientista, no âmbito deste projeto vai ser possível ainda analisar as idiossincrasias sociais, económicas e políticas, que têm vindo a limitar o ordenamento do espaço marinho na Antártida. O foco deste projeto passa ainda por procurar transferir as soluções e aprendizagens, que vierem a ser identificadas para outras regiões.

“Vão ser exploradas soluções para adaptação e mitigação climática baseadas no oceano, bem como mecanismos para promoção de um planeamento dinâmico e adaptativo na região.”
Catarina Frazão Santos

Scripta manent. O que se escreve, fica, permanece.
Leia os artigos do PúblicoNáutica Press Online e Diário de Notícias sobre o assunto.

Gabinete de Jornalismo Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
foto de Microsonda

A Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL) conta com 3 infraestruturas de investigação registadas na base de dados do projecto MERIL - Mapping of the European Research Infrastructures Landscape.

Dupla Titulação em Geologia - Ano lectivo 2013-2014

Convénio de Cooperação Académica entre o Instituto de Geociências da USP e o GeoFCUL

FCUL promove sessão de informação sobre oportunidades de financiamento no âmbito dos Desafios Societais 2 e 5.

“O principal objetivo é precisamente mostrar o que o EMBL tem para oferecer aos investigadores portugueses (e aos da FCUL, muito em particular) e também demonstrar o que pode ser feito em cooperação com o [laboratório].”, declara Margarida Amaral, docente da FCUL e membro do conselho de organização do evento.

Estão abertas as candidaturas à edição de 2013 do Prémio Academia Lx, destinado a trabalhos de investigação e estudos sobre temas com relevância prática para a cidade de Lisboa.  

Aceitam-se candidaturas de docentes para inclusão numa  Bolsa de Recrutamento, para a Área de Finanças e Economia - Secção Autónoma de Estatística, d

FCUL promove cooperação com EMBL

A passagem do diretor-geral do EMBL pela FCUL, foi registada através de uma reportagem multimédia. Fique a saber mais sobre esta visita bem como os pormenores do evento “Molecular Biology in Portugal and EMBL”!

De 8 de Julho a 30 de Agosto as bibliotecas do C4 e C8 têm alteração nos horários de funcionamento

Doctorate in Applied and Engineering Physics

Programa Doutoral em Física Aplicada e Engenharia Física

Arthur Vieira, estudante do mestrado integrado em Engenharia Física e Emiliano Pinto, aluno de mestrado em Física Nuclear e Partículas, são os diretores da revista trimestral do Departamento de Física da FCUL e  que integra uma equipa editorial constituída por outros 16 discentes.

Challenge4you desafiou estudantes dos cinco aos vinte anos

“Aquilo que aqui aprendemos faz parte da cultura geral e todos nós devemos ter algumas ideias sobre o local onde estamos inseridos e sobre esta união de que todos fazemos parte e que tanto nos ajuda”. A declaração é da estudante e participante Adriana Pereira de 17 anos.

Para uma crítica das perspectivas recentes da União Europeia sobre o Ensino Superior

Recomendações para melhorar a qualidade do ensino e da aprendizagem.

Implicações no Quebramento do Gondwana e sua Correlação com as bacias da Margem Atlântico Sul e Atlântico Central

É crucial que estatísticos e investigadores em Ciências do Ambiente mantenham uma colaboração estreita, para que continuem a ser desenvolvidos métodos estatísticos e computacionais adequados que permitam dar resposta continuada aos desafios presentes e futuros.

Está disponível a edição de 2012 do JCR (Journal Citation Reports).

O trabalho de cinco investigadoras portuguesas foi distinguido no início de junho em Boston, nos EUA. O congresso mundial contou com mais de 800 cientistas de 50 países.

[Tec Labs]i – Potenciar a Inovação

“Os alunos da FCUL tiveram uma experiência única que não vão esquecer ao longo da sua vida académica e profissional”, denota Rui Ferreira, administrador do Tec Labs – Centro de Inovação da FCUL.

Visita de Estudo à nova Universidade de Lisboa

“[Viveu-se um ambiente] muito propício ao debate onde o intercâmbio de ideias e de boas práticas foram muito gratificantes e uma mais-valia para os participantes e oradores do evento”, declarou Luísa Cerdeira, pró-reitora da Universidade de Lisboa e presidente do FORGES.

Álvaro de Campos

TABACARIA

O Departamento de Informática da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (DI-FCUL) vai organizar a 3 de julho deste ano a primeira edição do 

“Eu sempre gostei de fazer desenho geométrico e sempre me interessei pelos azulejos e seus painéis e pela calçada portuguesa pela sua beleza, pela arte, e porque têm potencialidades científicas, estéticas e didáticas praticamente ilimitadas”, conta o investigador do Grupo de Física-Matemática, distinguido recentemente com o Prémio Abordagem Inovadora “SOS Azulejo 2012”.

As bibliotecas do C4 e C8 têm horários alargados durante a época de exames de 1 a 29 de Junho.

Páginas