Porquês com Ciência

É possível combater um ataque de um hacker de forma extraordinariamente simples?

Ibéria Medeiros é protagonista do terceiro vídeo “Porquês com Ciência”

Ibéria Medeiros

O vídeo foi lançado a 3 de novembro

DCI Ciências ULisboa

Ibéria Medeiros, professora do Departamento de Informática (DI) desde 2016, é a protagonista do terceiro vídeo do projeto “Porquês com Ciência”, divulgado no canal YouTube da Faculdade na passada quinta-feira, dia 3 de novembro. “É possível combater um ataque de um hacker de forma extraordinariamente simples?” foi a pergunta à qual se propôs responder.

infografia com dados pessoais

A trabalhar na Faculdade desde 2016 como professora, Ibéria Medeiros leciona disciplinas na área de Organização de Sistemas Computacionais, Sistemas Operativos e Segurança Informática, tanto nas licenciaturas como nos mestrados em Informática. É também membro integrado da unidade de investigação Computer Science and Engineering Research Centre (LASIGE), e membro do Institute of Electrical and Electronics Engineers (IEEE).

Depois de se licenciar em Matemática e Informática e tirar um curso de profissionalização em serviço para a docência de Informática na Universidade dos Açores, ingressa na Ciências ULisboa para fazer o mestrado e o doutoramento em Informática.

logotipo
No âmbito do “Porquês com Ciência” já foram lançados três vídeos: “Os ácaros são assim tão feios, porcos e maus?”, “É seguro pagar online com cartão VISA?” e “É possível combater um ataque de um hacker de forma extraordinariamente simples?”. Até ao final do ano são lançados mais dois.
Fonte GICD Ciências ULisboa

Entre as suas principais áreas científicas de interesse estão a Cibersegurança, Segurança de Software e Machine Learning, concretamente a deteção de vulnerabilidades no software, a sua exploração e remoção através da correção de código.

Atualmente está envolvida em dois projetos de investigação - SEAL e o XIVT -, dos quais é respetivamente coordenadora e investigadora principal. O SEAL tem como objetivo melhorar a segurança das aplicações web, através da descoberta da sua vulnerabilidade. O XIVT tem como objetivo realizar testes software de produtos industriais, em termos funcionais e de segurança.

Pelo seu trabalho de investigação, foi distinguida como melhor aluna de doutoramento pela Faculdade e LASIGE, em 2016, e melhor investigadora júnior, em 2018 e 2019. Em 2018 recebeu uma menção honrosa de docência de excelência pela Ciências ULisboa.

Para a professora, a Bolsa de Palestras da Faculdade, e em particular as palestras apresentadas pelo DI Ciências ULisboa, são uma oportunidade única para “oferecer à comunidade escolar uma breve mostra do que fazemos e aprendemos relativamente à segurança informática”, sensibilizando os alunos para a crescente importância do tema nos dias de hoje.

Do conjunto de cerca de 150 palestras disponibilizadas pelos Departamentos da Faculdade, “Como um hacker ataca o teu computador e a segurança informática como forma de o prevenir!” é a palestra que dá o mote ao vídeo apresentado por Ibéria Medeiros, no âmbito do  “Porquês com Ciência”.

Marta Tavares, Gabinete de Jornalismo Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional da FCUL.

Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edição do curso realiza-se já em 2012.

Outra forma de fazer turismo.

Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25.Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25

O Encontro decorreu em Junho no GeoFCUL.

Páginas