Voluntários no Centro de Testes Ciências ULisboa

Daniel Salvador

Estação de Extração de RNA

Daniel Salvador foi voluntário no CT Ciências ULisboa entre maio e julho. Devido à sua situação profissional - fase final de doutoramento/escrita da tese - teve de deixar de colaborar com o Centro, pelo menos para já

Imagem cedida por DS
Daniel Salvador
Daniel Salvador, licenciado e mestre pela Ciências ULisboa, é estudante do 4.º ano do doutoramento em Saúde Ambiental da Faculdade de Medicina da ULisboa
Imagem cedida por DS

“Colaborar no Centro de Testes significou muito para mim. Foi a possibilidade de colocar mais do que nunca ao dispor da sociedade o conhecimento que me passaram durante a minha formação e de poder retribuir o investimento que fizeram em mim com a minha bolsa de doutoramento”, conta Daniel Fernando da Fonseca Salvador, de 28 anos, licenciado em Biologia e mestre em Biologia Humana e Ambiente pela Faculdade, estudante do 4.º ano do doutoramento em Saúde Ambiental da Faculdade de Medicina da ULisboa, com ligações à Faculdade já que parte da sua tese é realizada no Laboratório de Virologia da Ciências ULisboa.

Daniel Salvador foi voluntário no Centro de testes (CT) da Ciências ULisboa entre maio e julho. Devido à sua situação profissional - fase final de doutoramento/escrita da tese - teve de deixar de colaborar com o Centro, pelo menos para já. “Foi e continua a ser muito enriquecedor ter colaborado com uma equipa com um enorme sentimento de responsabilidade, mas também saber que pudemos ajudar a minimizar os efeitos da pandemia”, diz.

O principal desafio que enfrentou no CT Ciências ULisboa foi aumentar a rapidez do procedimento de extração de RNA. “Cada minuto conta e é necessário em pouco tempo atingir um elevado número de amostras e realizar os procedimentos ainda com mais atenção e cuidado do que o habitual, porque cada amostra tem ‘uma vida humana por trás’”, explica.

Com esta experiência aprendeu muito e melhorou enquanto pessoa e cientista. Daniel Salvador acredita que todos devem colaborar e ajudar para que a sociedade possa ficar melhor e evoluir. Também deseja que todos passem a dar mais valor às pequenas vitórias e avanços científicos e que a sociedade desperte para a possibilidade de cada vez mais existirem fenómenos como o que se está a viver.

“Foi incrível perceber que numa adversidade, o ser humano tem a capacidade de se reinventar e criar novos projetos.  Em pouco tempo a nossa comunidade organizou-se e desenvolveu um centro de testes, conseguindo que dessa forma mais pessoas pudessem ser testadas.”
Daniel Salvador

Ana Subtil Simões, Área de Comunicação e Imagem Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt

O DM está na Futurália

Para Duarte Flor, presidente da associação académica e aluno do 12.º ano em Ciências, é importante que os candidatos ao ensino superior visitem as instalações de uma faculdade.

Desenho de uma figura masculina

“Existe um espaço onde o sentimento de pertença a uma escola pode ser reavivado", afirma Miguel Ramos.

Aluna junto a uma das colunas do átrio do C6

A mostra pictórica da atividade científica da FCUL é inaugurada a 13 de março. Conheça as razões pelas quais deve visitar a exposição.

O que são líquidos iónicos? Num dos primeiros programas do ano, o Com Ciência entrevistou o professor e investigador da FCUL, Carlos Nieto de Castro sobre esta classe de solventes.

Desenho de uma figura masculina

A data de lançamento do livro ainda não é pública, mas o evento deverá ocorrer brevemente, na Faculdade de Belas-Artes da UL.

Ontem evocou-se o Dia das Doenças Raras. A fibrose quística é um desses males incomuns. A investigação científica é importante em todos os setores, mas ganha especial sentido em áreas como esta.

Cerca de 20 professores de Ciências da Natureza e Ciências Naturais de nove concelhos portugueses participam na atividade promovida pelo MNHNC-UL a decorrer até abril.

Imagem de um folheto promocional

A FCUL volta a marcar presença no evento, juntamente com outras unidades orgânicas da UL.

Fotografia com pontos de interrogação

Alunos finalistas aconselham Engenharia da Energia e do Ambiente. Testemunhos de Guilherme Gaspar e Ricardo Leandro.

Fotografia de mesa com cinco pessoas sentadas, na Reitoria da UL

A rede pretende formalizar colégios doutorais em áreas transversais. Opinião de Maria Amélia Martins-Loução.

Fotografia de pessoas sentadas num dos anfiteatros da FCUL

A iniciativa acontece a 17 de março e é organizada pelos Departamentos de Física e de Informática.

Fotografia de Dois voluntários, sentados junto a uma banca no átrio do C5

Em fevereiro estão abertas inscrições para a admissão de novos voluntários.

A FCUL participa em "Programa de Estudos Avançados" com mais quatro instituições universitárias portuguesas e brasileiras.

Vale a pena recordar a iniciativa do Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional da FCUL.

Fotografia de alunos a andarem, junto ao C8

A primeira edição do curso realiza-se já em 2012.

Outra forma de fazer turismo.

Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25.Artigo de investigadores do CeGUL e docentes do GeoFCUL no Top 25

O Encontro decorreu em Junho no GeoFCUL.

Páginas