Academia das Ciências de Lisboa elege Cristina Branquinho e Isabel Trigo correspondentes nacionais

Última Revisão —
Logotipo da ACL

A 6 de julho a ACL presta homenagem aos ilustres académicos e ao seu empenho em impulsionar a investigação, a inovação e o progresso em diversas áreas do saber

No próximo dia 6 de julho, a ACL celebra o seu dia, uma data em que se assinala o compromisso contínuo com o avanço do conhecimento científico e a promoção da excelência académica; e em que se presta também homenagem aos ilustres académicos e ao seu empenho em impulsionar a investigação, a inovação e o progresso em diversas áreas do saber.

Cristina Branquinho e Isabel Trigo foram eleitas em 2023 respetivamente sócias correspondentes nacionais da Classe de Ciências -  Ciências Biológicas e Ciências da Terra e do Espaço – da Academia das Ciências de Lisboa (ACL).

“Foi com imensa gratidão e honra que recebi a notícia de ter sido eleita sócia correspondente da prestigiada Academia das Ciências de Lisboa. É um privilégio poder fazer parte desta instituição que representa um dos mais altos níveis de excelência académica e científica em Portugal”, diz Cristina Branquinho que agradece a confiança dos membros da Academia e também dos seus professores, colegas, colaboradores e alunos, que a inspiraram e apoiaram ao longo dos anos. “Estou verdadeiramente honrada em fazer parte da Academia das Ciências de Lisboa e ansiosa por poder contribuir, neste contexto, para o avanço da ciência e a disseminação do conhecimento”, conclui.

Isabel Trigo
Isabel Trigo
Imagem cedida por IT

Também para Isabel Trigo é “uma grande honra ser aceite por uma instituição com o legado da ACL”, recordando nesta ocasião o professor Pinto Peixoto, presidente da ACL nos anos 1981, 1983, 1985, 1987, 1989, 1991, 1993, 1995 e que inspirou várias gerações de geofísicos e meteorologias formados na Ciências ULisboa. “Integrar a ACL é uma grande responsabilidade. Mas acima de tudo, considero ser uma enorme motivação para prosseguir o meu trabalho (com a preciosa ajuda da minha grande equipa do IPMA e dos meus colegas do IDL) e para aprofundar o diálogo interdisciplinar entre pares e a divulgação da Ciência na sociedade”, conclui.

Isabel Trigo coordena o Núcleo de Observação da Terra no IPMA, onde desenvolve aplicações de dados de satélite. “Procuramos ‘traduzir’ observações no topo da atmosfera em variáveis como a temperatura da superfície, a identificação e caracterização de fogos rurais, em variáveis relacionadas com o estado e/ou stress hídrico da vegetação, entre muitas outras, que nos permitem acompanhar e modelar o Sistema Terra”, explica Isabel Trigo. O seu trabalho sustenta vários serviços operacionais, de processamento de dados de satélite, nomeadamente para a organização europeia para a exploração de satélites meteorológicos – EUMETSAT - e para o programa europeu Copernicus.

Cristina Branquinho
Cristina Branquinho
Imagem cedida por CB

Cristina Branquinho encontra-se atualmente envolvida em vários projetos científicos e académicos. Está a coordenar na Faculdade o mestrado em Design para a Sustentabilidade e envolvida na preparação de um novo mestrado no Departamento de Biologia Vegetal. Está ainda a coordenar diversos projetos científicos onde se destaca o projeto financiado pelo PRR AdaptForGrazing. Coordena ainda no cE3c a linha temática: Infraestruturas verdes e azuis para a sustentabilidade urbana e no Laboratório Associado CHANGE a linha temática 3: Assegurar a conservação e regeneração dos recursos naturais.

Ana Subtil Simões, Gabinete de Jornalismo Ciências ULisboa
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Nuno Gonçalves alcança o segundo lugar na competição 3MT ULisboa.

Nuno Gonçalves foi distinguido com o segundo lugar, na final da competição ‘Três Minutos de Tese – 3MT ULisboa’, que se realizou esta quint

Inês Ventura

Inês Ventura, a desenvolver o seu doutoramento no Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) e no Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (

Universidade de Lisboa

A Universidade de Lisboa alcança a 260ª posição no QS World University Rankings (SUR) 2025, tornando-se na universidade portuguesa mais bem classificada neste ranking.

Signatários do acordo

Dia 5 de junho foi assinado o acordo para a construção do espectrógrafo ANDES (ArmazoNes high Dispersion Echelle Spectrograph – Espectrógrafo Echelle de alta dispersão do Armazones), entre o Observatório Europeu do Sul (

 Luís Carriço, Diretor de CIÊNCIAS, e David Gonçalves, Dean do Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ) assinam acordo sentados a uma mesa

CIÊNCIAS assinou no dia 5 de junho um acordo de cooperação com o Instituto da Ciência e do Ambiente da Universidade de São José (USJ)

Equipa do projeto 'Ciências em Harmonia'

Esta terça-feira, 28 de maio, o projeto ‘Ciências em Harmonia’ assinalou o seu primeiro ano de atividades: um marco comemorado com um convívio informal com a comunidade, que

António Branco

António Branco, docente do Departamento de Informática de CIÊNCIAS, foi um dos oradores convidados da conferência que

Sabemos que no futuro um sismo de magnitude significativa voltará a atingir Lisboa. Não sabemos é quando. E se o pudéssemos prever? E se existisse uma probabilidade forte de ser já em 2027?

Ana Santos, finalista 3MT ULisboa

Ao longo dos próximos dias, daremos a conhecer os quatro finalistas de CIÊNCIAS que irão participar na final da competição

Painel e sessão de Perguntas & Respostas | Estreia de documentário

Perto de 120 pessoas assistiram este sábado, 25 de maio, à estreia do documentário ‘O que se esconde na luz? A ciência da missão espacial Euclid’, produzido pelo Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA).

Investigadores do Instituto Dom Luiz, de CIÊNCIAS, instalaram um sismómetro na Escola Básica Professor Delfim Santos, que se encontra a menos de um quilómetro do Estádio da Luz, em Lisboa, onde vão ter lugar os concertos.

Banner Bênção de Finalistas & Queima das Fitas 2024

Este fim de semana a Alameda da Universidade de Lisboa vai voltar a encher-se de finalistas de CIÊNCIAS e de tantas outras faculdades e universidades. A cerimónia de Bênção de Finalistas decorre amanhã dia 25 de maio, a partir das 11h30.

 

3MT ULisboa 2024

Quatro dos doze finalistas da competição ‘Três Minutos de Tese – Universidade de Lisboa’ são de CIÊNCIAS.

Pinguins-de-adélia

Num artigo agora publicado na Science, investigadores de instituições de renome a nível mundial propõem uma estratégia para envolver todas as partes interessadas na governança do Oceano Antártico através de um processo de ordenamento do espaço marinho (OEM) inteligente do ponto de vista climático.

Impressão artística da missão Euclides no espaço.

A 25 de maio (sábado), às 21h00, vamos ver e compreender as novas imagens de entre as maiores alguma vez feitas do Universo, no Grande Auditório de CIÊNCIAS (Edifício C3). A entrada é livre.

Redes Doutorais Marie Curie Projeto PROMOTE

CIÊNCIAS vai participar numa das propostas vencedoras do concurso 2023 das Redes Doutorais de Ações Marie Skłodowska-Curie (MSCA DN).

Foto de entrega de prémio aos vencedores

No âmbito do projeto Invasives e como atividade inserida na

Dia Nacional dos Cientistas - 16 de maio

O Dia Nacional dos Cientistas foi instituído em 2016 por Resolução da Assembleia da República com o objetivo de reconhecer e celebrar a contribuição vital dos cientistas para o progresso da sociedade.

CIÊNCIAS e OKEANOS em parceria para monitorizar biodiversidade e alterações dos ecossistemas marinhos

Projeto internacional SEAGHOSTS visa a monitorização e conservação das populações de painhos, as aves marinhas mais pequenas do planeta.

Reitoria da ULisboa

O CWUR 2024 avaliou de entre 20.966 instituições de ensino superior e atribuiu à ULisboa o 211.º lugar (top 1.1%) e a 80.ª posição no panorama europeu.

Fotografia de participantes na Training School

CLEANFOREST na vanguarda da compreensão dos efeitos dos extremos climáticos e poluição nas florestas Europeias

Páginas