Opinião

CHILL: O que fazem galinhas em Ciências?

chicken tractor

Processo de mudança do chicken tractor

Imagem enviada pelos autores
Equipa Chill
Equipa CHILL
Imagens cedidas pelos autores

Num mundo cinzento e urbanizado, as pessoas procuram cada vez mais o contacto com a natureza e a terra. Desta forma, as hortas comunitárias, integradas nas grandes cidades, têm vindo a ganhar expressão. Assim, torna-se possível ter espaços comunitários, em pequenos terrenos espalhados pelos grandes centros urbanos, designados para o cultivo e que beneficiam diretamente as comunidades.

A HortaFCUL surgiu neste contexto, procurando seguir e aplicar os princípios da permacultura. Um exemplo de uma atividade promovida pela Horta FCUL, neste âmbito, é o reaproveitamento dos resíduos orgânicos da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, através da sua compostagem. Em 2018, a HortaFCUL tomou a iniciativa de adotar um casal de galinhas garnisé, introduzindo-as na família Horta, no espaço PERMALAB. Para isso, construiu-se um chicken tractor (galinheiro móvel), em madeira e com materiais reciclados, que foi integrado num sistema de agricultura de rotação de culturas. Os novos habitantes da Horta, começaram assim a contribuir para o funcionamento agrícola. Ao encontrarem condições favoráveis, nomeadamente abrigo fornecido pelo chicken tractor e alimento providenciado pelos macroinvertebrados provenientes da compostagem orgânica (complementados com ração), as galinhas retribuíram preparando a terra através dos seus serviços ecológicos. Para além de ajudarem a fertilizar a terra com os seus dejetos, têm ainda a capacidade de a revolver quando procuram alimento, arando-a.

Galinha e pinto
Mãe galinha com os pintos recém nascidos
Imagem enviada pelos autores

As galinhas contribuem ainda com ovos que são partilhados à quarta-feira, o dia de trabalhos da HortaFCUL ou oferecidos a membros da faculdade. Em 2019, decidimos associar-nos à HortaFCUL integrando a equipa que coordena as atividades e projetos afetos às galinhas e assumindo o papel de guardiões das mesmas. Este foi o projeto que mais nos interessou, não só pela ligação afetiva que criámos inicialmente com as galinhas, mas também porque sentimos que era o elo dos ciclos da HortaFCUL com maior capacidade de evolução no sentido de combater desperdícios e aumentar a produtividade dos sistemas.

Em meados de 2019, a Herdade do Freixo do Meio, uma herdade alentejana que procura seguir um sistema sustentável de agrofloresta, fez uma doação de um galo e duas galinhas da raça preta lusitânica, uma das raras variedades autóctones. Estes três novos habitantes, de maior dimensão, vieram agilizar o processo de preparação da terra tornando-o mais célere e eficaz aumentando a eficiência do chicken tractor. Como resultado, a rotação de culturas tornou-se também mais rápida e eficiente, aproveitando todo o potencial dos resíduos orgânicos produzidos no campus e minimizando as perdas de energia do sistema. No entanto, alguns fatores começaram a contribuir para a deterioração do conforto das galinhas e, consequentemente, a sua eficiência na preparação da terra.

As amplitudes térmicas entre o verão e o inverno eram difíceis de controlar e a falta de espaço tornou-se um problema, particularmente na relação entre os galos. Para complicar, surgiu uma praga de ácaros que afetou todas as galinhas e que foi potenciada pelas condições atuais do chicken tractor: a madeira serviu como abrigo para os ácaros e o pouco espaço tornou as galinhas alvos mais vulneráveis. Tornou-se evidente que seria preciso uma nova solução: um novo galinheiro, que permitisse às galinhas ficar mais confortáveis, com mais espaço, maior conforto térmico e com menor capacidade de propagação de pragas, mas mantendo a eficácia demonstrada anteriormente.

chicken tractor
As imagens refletem as condições atuais do chicken tractor, a compostagem de resíduos orgânicos produzidos na faculdade que servirá de alimento para as galinhas, talhão plantado após a passagem do chicken tractor, numa primera data e três semanas depois
Imagens enviadas pelos autores

A 1ª edição do Concurso de Ideias para a Sustentabilidade em Ciências veio proporcionar a oportunidade de avançar com esta ideia, nascendo assim o projeto “CHILL - CHIcken Tractors as an efficient and sustainable Link in closed Loop agriculture”. Pusemos mãos à obra! Começámos por excluir da construção do novo chicken tractor a madeira, como material estrutural, procurando um material que dificultasse a disseminação de novas pragas. Achámos ainda essencial, uma vez que o galinheiro tinha que ser móvel, que o material estrutural fosse leve, mas com elevada durabilidade. Optámos pelo alumínio. De seguida, era imperativo garantir que a capoeira (local de abrigo das galinhas, onde ocorre a postura de ovos) fosse isolada termicamente, protegendo as galinhas e futuros pintos de amplitudes térmicas extremas. Selecionámos um painel sandwich (um painel de chapa revestido internamente com esponja). Por fim, decidimos alterar a forma estrutural do chicken tractor, procurando implementar uma forma que nos permitisse aceder a todas as zonas do galinheiro, com maior facilidade. Assim decidimos desenhar um chicken tractor com uma forma ortorrômbica.

Em junho de 2020 tivemos uma incrível e agradável surpresa: nasceram vários pintos, tendo oito conseguido desenvolver-se de uma forma saudável. Acima de tudo, foi uma lufada de ar fresco nestes tempos de pandemia, em que parecemos rodeados de más notícias. No entanto, rapidamente nos voltámos a deparar com uma das principais razões pelas quais quisemos construir um novo chicken tractor: a falta de espaço. Fomos novamente confrontados com a urgência de assegurar o conforto das galinhas, uma vez que quando a nova ninhada se tornasse adulta, iria ultrapassar a capacidade de carga para a área do chicken tractor. Como tal, tomámos a difícil decisão de doar os pintos, ficando apenas com uma fêmea. Temos a certeza que irão ser bem tratados nas novas famílias, mas despedimo-nos com alguma tristeza e com votos de que, no futuro, possamos ficar com um maior número de pintos.

Pintos
Alimentação dos pintos
Imagem enviada pelos autores 

Hoje, temos três galinhas e dois galos, incluindo um dos elementos originais. Almejamos ter mais quando finalizarmos a construção do novo galinheiro. Acima de tudo, queremos garantir o bem-estar das nossas galinhas, que fazem parte desta família que é a HortaFCUL, e que são parte integrante e fundamental no ciclo de nutrientes e matéria. A nossa missão passa agora pela construção do novo galinheiro.

Afonso Ferreira, Florian Ulm, Francisco Azevedo e Silva, Inês Afonso e Tomás Simões, equipa CHILL, menção honrosa 1.ª edição do Concurso de Ideias para a Sustentabilidade
info.ciencias@ciencias.ulisboa.pt
Imagem gráfica da rubrica Radar Tec Labs

Terceira rubrica Radar Tec Labs, dedicada às atividades do Centro de Inovação da Faculdade. A empresa em destaque é a Vawlt Technologies.

Imagem gráfica do projeto "O que faço aqui?"

Rodrigo Amaro e Silva, Patrícia Jordão, Sérgio Chozas, Ana Cristina Pires e Miguel Inácio são os primeiros entrevistados no âmbito do projeto “O que faço aqui?”, lançado recentemente nas redes sociais e no site da Faculdade.

Composição fotográfica alusiva à missão da Faculdade

“Portugal pode por isso estar certo de que, nesta época de crise, toda a comunidade da Ciências Ulisboa beneficia de um ambiente de trabalho seguro e sustentável, que não compromete a qualidade da sua missão”, escreve Pedro Almeida, subdiretor da Faculdade.

Tec Labs - Centro de Inovação Ciências ULisboa

No Tec Labs – Centro de Inovação e incubadora da Ciências ULisboa são várias as empresas, spin-off, proto-company e startups a trabalhar para encontrar soluções que ajudem doentes, profissionais, unidades hospitalares e autoridades governamentais nesta “luta”, que só poderá ser vencida pelo esforço conjunto.

Skype, Zoom e Houseparty são boas apostas para combinar eventos sociais

"Socializar por meio de momentos lúdicos, rir e partilhar ideias sobre novos projetos são excelentes formas de dirigir a nossa atenção para além da preocupação. Ajuda-nos a colocar o foco da nossa energia ao serviço daquilo que nos faz bem e sentirmo-nos ligados", escreve a psicóloga Andreia Santos.

Mapa

O Centro de Física Teórica e Computacional da Ciências ULisboa participa no desenvolvimento do mapa de risco de propagação da COVID-19 por contágio comunitário em Portugal, um projeto coordenado pelas Universitat Rovira i Virgili, em Tarragona, e Universidad de Zaragoza, em Zaragoza, ambas em Espanha e que em Portugal tem como parceiros a NOS, a Data Science Portuguese Association e a Closer Consulting.

Grupo de investigadores do HIT-CF Europe

Cerca de 502 pessoas com mutações raras de fibrose quística (FQ) foram recrutadas pelo projeto inovador HIT-CF Europe, financiado pela União Europeia através do Horizonte 2020 e que conta com a participação de Margarida Amaral, professora do Departamento de Química e Bioquímica da Ciências ULisboa, coordenadora do Instituto de Biossistemas e Ciências Integrativas (BioISI) e líder do grupo português neste consórcio.

Medicamentos

Ao longo dos últimos dias, vários colegas da Ciências ULisboa e de outras faculdades entraram em contacto com Manuel Carmo Gomes, professor do Departamento de Biologia Vegetal, manifestando disponibilidade para contribuir com o seu conhecimento e meios no auxílio à análise dos dados, modelação e projeção do futuro da epidemia.

O Conselho Pedagógico da Ciências ULisboa preparou um conjunto de orientações relacionadas com as ferramentas de apoio ao ensino à distância, disponíveis no site da Faculdade e que visam ajudar os professores, investigadores e alunos durante este período de tempo sem aulas presenciais, uma medida implementada no âmbito do Plano de Contingência em Ciências COVID-19.

Imagem gráfica associada ao Plano de Contingência em Ciências COVID-19

A Direção da Ciências ULisboa determinou um conjunto de medidas que pretendem contribuir para a contenção da propagação do novo coronavírus e que vigoram até ao próximo dia 27 de março, podendo ser ajustadas conforme a necessidade e a evolução da situação.

Reunião de arranque do Colégio POLAR2E

O POLAR2E tem como objetivo criar sinergias em áreas como as ciências da criosfera, a modelação climática, a ecologia de ambientes extremos, a deteção remota, a construção em ambientes extremos, a astrobiologia e a engenharia aeroespacial dentro da Universidade.

Grupo de campus ambassadors da Jerónimo Martins, de diferentes faculdades de todo o país

No ano letivo de 2019/2020, todos os estudantes da Faculdade com interesse e dúvidas quanto aos Young Talent Programmes da Jerónimo Martins (JM) poderão contactar Catarina Bernardo, por email ou via LinkedIn! A aluna finalista de Biologia da Faculdade está disponível para responder a dúvidas sobre as várias oportunidades da JM para jovens universitários.

Imagem gráfica da rubrica Radar Tec Labs

Segunda rubrica Radar Tec Labs, dedicada às atividades do Centro de Inovação da Faculdade. A empresa em destaque é a UpHill.

Na sequência das orientações da Direção-Geral da Saúde e procurando evitar desta forma alarmismos desnecessários, sem descurar uma atuação prudente e responsável, Ciências ULisboa elaborou o Plano de Contingência em Ciências COVID-19.

Primeira reunião do IDEA-FAST

Tiago Guerreiro, professor do DI e investigador do LASIGE Ciências ULisboa, participa no IDEA-FAST, um projeto inovador na área da saúde digital, com um orçamento de 42 milhões de euros.

Estatística

“O CEAUL tem pessoas com uma contribuição notável para a Estatística em Portugal”, escreve o investigador Tiago Marques, a propósito do último congresso da Sociedade Portuguesa de Estatística.

Golfinhos

Que espécies encontrarão os cadetes do NRP Sagres? Que informação se esconde na cor do mar? Estas são algumas das questões a que o CIRCULARES, um projeto de ciência cidadã irá responder durante a viagem de circum-navegação, que deverá terminar em janeiro de 2021.

Ana Rita Carlos

Ana Rita Carlos, investigadora no polo da Faculdade do Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais (cE3c) e antiga aluna da Ciências ULisboa, é uma das quatro jovens cientistas portuguesas premiadas na 16ª edição das Medalhas de Honra L’Oréal Portugal para as Mulheres na Ciência, com um estudo sobre os mecanismos que desencadeiam as distrofias musculares congénitas.

José Cabrita Freitas e João Pinto Coelho integram o grupo de trabalho dedicado ao encandeamento por <i>laser</i> no visível, efeitos e proteção

José Cabrita Freitas e João Pinto Coelho, investigadores do Departamento de Física e do Laboratory of Optics, Lasers and Systems da Ciências ULisboa, foram distinguidos com o Scientific Achievement Award e com o SET Panel Excellence Award, pelo Conselho de Ciência e Tecnologia da NATO.

Encontro Nacional sobre Investigação em Alterações Climáticas

Mais de 500 pessoas inscreveram-se no Encontro Nacional sobre Investigação em Alterações Climáticas, uma iniciativa organizada pela Ciências ULisboa em parceria com o IDL e a CML, no âmbito da Lisboa Capital Verde Europeia 2020. O acontecimento visa debater a melhor investigação em alterações climáticas que é realizada em Portugal. O programa integra oito sessões temáticas e uma sessão de posters, com 47 trabalhos.

Comitiva da Faculdade no “Matchmaking” da EIT Health

Ciências ULisboa participou no “Matchmaking” da EIT Health. “O balanço final é bastante positivo pois foi possível obter a participação da Faculdade em duas summer schools e ainda angariar parceiros para propostas campus e innovation lideradas ou comparticipadas pela Faculdade”, refere Ana Faisca, técnica do GAI da Direção de I&D da Ciências ULisboa.

Primeira prova das OUB

Em Portugal existem atualmente 12 licenciaturas de Bioquímica com um total de 615 vagas. Leia o artigo da autoria do professor Francisco Pinto sobre o importante dinamismo desta comunidade estudantil.

Imagem gráfica da rubrica Radar Tec Labs

A rubrica Radar Tec Labs, dedicada às atividades do Centro de Inovação da Faculdade, tem aqui a sua primeira edição, com destaques do mês de janeiro e da spin-off Delox.

Levada Wanderungen, Madeira

Carlos A. Góis-Marques é o primeiro autor deste estudo. O aluno inscrito no doutoramento em Geologia da Ciências ULisboa desenvolve o seu trabalho sob orientação dos professores José Madeira, Miguel Menezes de Sequeira e José M. Fernández-Palácios.

Constituição da AMONET no notário em 2004

“(…) embora existam mudanças positivas, persiste uma grande diferença entre homens e mulheres cientistas em cargos de topo. Continua a ser muito menor o número de reitoras, diretoras de laboratórios de investigação ou professoras catedráticas. (…)”. Crónicas em Ciências com Maria José Costa, presidente da AMONET.

Páginas